seo-on-page

5 Dicas para fazer um SEO On Page campeão

O Search Engine Optimization (SEO) – em português: otimização para sites de busca – é um conjunto de técnicas que, quando aplicadas, tem o objetivo de otimizar uma ou mais páginas de um website, visando melhorar sua colocação na busca orgânica dos sites de busca.

Dentro dessa proposta de otimização, é possível subdividir em duas partes: as estratégias que compõem os fatores Off-Page e as que compõem os fatores On-Page. Os fatores Off-Page caracterizam-se por serem técnicas que alteram ou melhoram aspectos relacionados à parte externa do site, enquanto os On-Page, caracterizam-se pelos aspectos internos. E é sobre este ultimo que darei algumas dicas abaixo.

1 – Tudo começa com um bom título

Segundo a maioria dos especialistas em SEO, o título da página do seu website – ou Title Tag – é o fator mais importante para um bom rankeamento nas páginas de busca. A title tag é, basicamente, a informação que vai aparecer na barra de navegação do navegador ao entrar no site. Por ser a primeira coisa que o robô de busca procura, uma vez que é de lá que ele tira a ideia básica do assunto da página, as title tags são de fundamental importância para um bom SEO. E para fazer um bom título segundo os buscadores, basta fazer o seguinte:

5283833015_2cff9077b3_o

Para cada title tag que fizer, utilize o nome da sua página, mas altere o título de acordo com o assunto que irá disponibilizar. Veja o exemplo:

  • “5 Dicas para SEO OnPage – Rock Content”
  • “Como calcular seu CAC – Rock Content”
  • “O que é inbound Marketing – Rock Content”

Atenção! Ao escrever, nunca ultrapasse os 63 caracteres, pois o que estiver além disso não irá aparecer nos resultados da busca.

Tente sempre inserir as palavras-chave da sua persona dentro do título e o máximo à esquerda possível, mas sempre dentro de algum contexto. Como por exemplo: Marketing de conteúdo, O que é Inbound Marketing, Dicas de marketing de conteúdo.

Nunca saia por aí atirando suas keywords. Se for utilizar alguma frase, que elas sejam úteis e claras para o usuário:

  • “Saiba como montar um estratégia de Marketing de conteúdo – Rock Content”
  • “Passos para uma estratégia de e-mail marketing campeã – Rock Content”

E lembre-se: separe sempre as frases do título.

  • “Ebook | Como montar uma estratégia de Marketing de Conteúdo campeã – Rock Content”

Deixe sempre claro aquilo que sua página está oferecendo. O seu título deverá responder de imediato o anseio de quem procura por ela. Quando se trata de download ou venda, deixe claro que a ação pode ser realizada dentro do site.

  • “Faça Download Grátis do e-Book – Rock Content”.

No mais, tenha em mente que títulos descritivos são muito úteis e que é sempre bom manter um padrão na hora de desenvolvê-los.

  • “Ebooks – Rock Content”
  • “Webnars – Rock Content”
  • “White Papers – Rock Content”

E evite coisas do tipo

  • “Rock Content – Ebooks”
  • “Veja aqui os Webinars da Rock”
  • “Baixe aqui nossos White Papers – Rock Content”

Tente repetir o título da página em sua h1, ou em outro lugar que valha a pena, pois dessa forma, quem estava buscando vai saber que encontrou o que precisava e que seu site foi o responsável por oferecer este conteúdo. Além de que o buscador olhará para site com mais valor ao encontrar no conteúdo aquilo que está sendo dito na Title Tag.

2 – Entenda como fazer uma boa Meta Description

A Meta Description é aquele texto utilizado pelo Google para a descrever os  resultados encontrados. São a segunda e terceira linha dos resultados de busca que ficam logo abaixo do título.

15028600379_3d1ff1e726_b

Por mais que suas informações sejam voltadas para os motores de busca, a meta description também serve para:

  • Fazer um breve resumo do conteúdo da página;
  • Chamar a atenção para atrair tráfego orgânico;
  • Aumentar o CTR (click through rate) da URL.

Não é fácil escrever uma boa meta description, mas com a instrução correta certamente terá melhores chances de acertar:

  1. Descreva claramente seu conteúdo, diga exatamente o que o usuário irá encontrar em sua página de maneira honesta. Se você está pensando em enganar o buscador, talvez seja a hora de melhorar o conteúdo que está disponibilizando.
  2. Limite sua descrição à 160 caractéres, pois o buscador não irá mostrar mais do que isso.
  3. Para fazer uma meta description ideal, ela deve reter a atenção do usuário, por esse motivo, ela deve ser bastante informativa e atrativa.
  4. Teste frequentemente as meta descriptions comparando os resultados obtidos entre si. Uma frase alterada pode fazer muita diferença.
  5. Crie descrições separadas para a busca orgânica e a busca paga. uma meta descirption de sucesso não será necessariamente um bom anúncio. Pode até parecer uma boa ideia utilizar a mesma para as duas situações, mas as pessoas e, principalmente o motor de busca, não pensam assim.
  6. Tente sempre inserir naturalmente as palavras-chave dentro da meta description.

3 – Linke os conteúdos de seu site

Relacione o conteúdo de seu site através de Deep Links, que são os links que levam para as  páginas mais internas do site, e não para a página inicial. Dessa forma, endereços como “marketingdeconteudo.com/blog/seo/5-dicas-para-fazer-um-seo-onpage”, podem ser mais facilmente acessados, além de tornarem a navegação do usuário mais fluída.

3486394808_86b05f1ba3_o

Os deep links ajudam na construção da confiança e reputação de um site. Ainda que se tenham muitos links, caso a grande maioria leve para a página inicial do site, para o buscador isso pode ser um indício de não há muito o que se oferecer. Mas caso a quantidade de links internos seja alta, isso passa a ser sinal de credibilidade, uma vez que mostra que o site possui muito conteúdo a oferecer, e os links servem como prova de que ele é relevante e de qualidade.

Mas tome cuidado, planeje os links a serem utilizados e lembre-se que o conteúdo deve ser sempre relacionado!

4 – URL’s interessantes para o usuário e o buscador

Da mesma maneira que o conteúdo do site deve ser de qualidade, uma boa url – endereço do conteúdo – também deve ser. Principalmente se espera obter um bom resultado nas buscas. Para isso, quando mais óbvia uma url, melhor. Se ao olhar a barra de endereço você já consegue dizer qual o conteúdo da página antes mesmo de carregá-lo, essa é certamente uma url campeã. Imagine ela sendo uma simples linha de texto que deverá passar suficiente sobre a página e deverá chamar a atenção por si só. E lembre-se: quanto mais curta, mais fácil será para lembrá-la, copiá-la e repassá-la.

Edite sempre a url para ser uma url estática (/blog/5-dicas-para-fazer-seo-onpage), pois elas são lidas de forma diferente das urls dinâmicas (blog/p=1), e como se isso por si só não fosse motivo suficente, a url estática revela melhor o conteúdo oferecido, além de ser mais facilmente lembrada pelas pessoas.

Assim como para a meta description, utilize suas palavras-chave para escrever a url, principalmente se a competição por um conjunto de palavras-chave a se usar é alto. Mas mais importante que usar a palavra-chave, é passar a informação correta! Por este motivo, é importante inseri-las de maneira natural, dentro de seu contexto. Também lembre de criar um padrão para seus links e não utilizar o mesmo endereço para conteúdos diferentes.

Caso sua url contenha uma frase, o mais indicado para separar as palavras que ela contém é o hífen (/blog/5-dicas-para-fazer-seo-onpage), Alternativas como o underline (_) ou o mais (+) podem ser utilizados, mas não são tão comuns.

Ah! Dica importante: URLs podem ter tanto letras maiúsculas quanto minúsculas, mas evite usar a primeira, isso pode diminuir bastante sua dor de cabeça em relação ao famoso erro 404!

5 – O buscador e seu público se atraem por coisas diferentes

Esta dica vai para quem, assim como nós aqui na Rock Content, possui algum blog WordPress. Na primeira dica deste post, você pôde entender a importância de se fazer um bom page title para garantir um SEO eficiente. Contudo, aqueles que utilizam a plataforma para gerir um blog enfrentam um problema ao inserir o artigo, uma vez que seu título do post acaba se tornando automaticamente o título da página.

O ideal é que a H1 – título do artigo – e o title tag da página sejam diferentes entre si, pois o primeiro deve ser pensado na leitura do usuário, de modo que chame sua atenção, já o segundo, deve ser voltado para o motor de busca/SERP. Mas isso não quer dizer que devem ser completamente diferentes, é preciso haver coerência entre os dois para que não haja uma rejeição, uma vez que se o conteúdo for muito diferente da oferta do site na página de buscas, o usuário certamente ficará contrariado.

Para evitar esta dor de cabeça, recomenda-se o uso de alguns plugins, como o SEO Yoast, por exemplo, que podem ser instalados gratuitamente – possuindo algumas versões pagas mais completas – em seu WordPress para fazer a separação do título do artigo e da page title. Dessa forma, você pode criar um título eficiente para seu público e outro exclusivo para o buscador.

Agora você está pronto para dar os primeiros passos em relação à otimização de seu website, é só seguir essas dicas e compartilhar conosco o seu resultado nos comentários abaixo! Acha que ficou alguma coisa de fora? Comente aí também!

 

 
Autor(a)

Escrito por: Breno Magalhães Publicitário por formação, estudante por opção e sedentário por aceitação. Entusiasta das pequenas alegrias do dia-a-dia, com a incrível capacidade para ficar de bem com as coisas, o que para desespero da mãe, implica em não ligar para a bagunça do quarto. Aficionado por jogos, séries, filmes e principalmente paçoca.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!