6 péssimas práticas para crescer sua audiência no Facebook

6 péssimas práticas para crescer sua audiência no Facebook

Empresas e pessoas farão todos os tipos de coisa para conseguir um pouco da atenção dos usuários do Facebook. Com mais de 1.2 bilhão de usuários ativos, uma pequena parcela dessas pessoas já são capazes de fazer o sucesso de um negócio. Esses esforços algumas vezes são ótimos – as pessoas tendem a focar em criar conteúdo de qualidade e integrar a rede social em suas estratégias de marketing. Apesar de tomar algum tempo, suas páginas crescem e atualmente trazem resultados positivos.

Por outro lado, algumas empresas e pessoas buscam por atalhos. Eles escutam sobre algum hack ou dica sobre um modo de conquistar milhares de seguidores/visualizações/comentários em um dia e pensam que podem começar a fazer o mesmo. Eles não tem o tempo para construir uma audiência fiel de fãs no Facebook – eles demandam atenção para seu conteúdo agora.

Mas existem poucas evidências de que essas “dicas” de fato funcionam. Elas são como aqueles anúncios de “perca 10 quilos em uma semana” ou “aumente seu documento agora!”. Prometem resultados rápidos e mas podem, na verdade, acabar fazendo sua audiência e performance no Facebook diminuir.

Algumas dessas falsas dicas seriam:

1) Incluir um link no primeiro comentário

Isso foi um mito bem popular a mais ou menos um ano atrás. Era dito que se você incluísse um link para seu conteúdo no primeiro comentário, ao invés de no post em si, iria aumentar a chance da postagem aparecer na linha do tempo das pessoas. Por que? Acreditava-se que posts que continham somente uma foto ou um texto teriam uma performance melhor do que aqueles com links.

Mas isso não é verdade. O algoritmo do Facebook, recentemente, vem promovendo posts com links com mais frequência e, no passado, já favoreceu atualizações com fotos. Essa prática, na verdade, é muito ruim para a experiência do usuários. Sua base de Fãs e Seguidores – as pessoas que você precisa impressionar – terão mais dificuldade em encontrar o link do que em uma postagem normal. Se você tem uma grande base de fãs, seus links poderão até ficar soterrados e perdidos dentre os comentários.

2) Postar todos os seus Tuítes no Facebook

Ao começar a usar as redes sociais, você pode ter escutado que é melhor sincronizar suas contas de forma que todas suas atualizações sejam publicadas em ambas. Todas as vezes que você postar no Twitter, também será postado no Facebook e vice-versa. Afinal, isso irá lhe poupar tempo e ainda terá uma presença nas redes sociais, certo?

Não.

Primeiro, pessoas que te seguem no Facebook não são as mesmas que te seguem no Twitter. O tipo de conteúdo que essas procuram em cada plataforma é diferente e a hora que elas usam cada plataforma varia. Se você deseja crescer sua base de fãs, você precisa entregar a eles aquilo que eles procuram e não sair publicando a mesma coisa em várias redes sociais.

Segundo, o Facebook penaliza esse tipo de prática. Então não confie nesse tipo de automação. Adapte sua linguagem, seus horários e seu conteúdo a cada uma das plataformas. Acredite, o tempo extra gasto em criar conteúdo específico irá trazer resultados.

3) Comprar fãs e seguidores

Essa é uma das “dicas” mais comuns de se ver quando se procura uma forma de construir uma audiência no Facebook. Você conseguirá um número de curtidas grande com essa prática, mas serão contas que não fazem nada além de curtirem sua página. Você não conseguirá que essas pessoas comentem, curtam postagens ou compartilhem seu conteúdo. Elas serão como seguidores “zumbis” que servem somente para te atrapalhar. O novo algoritmo do Facebook mostra suas atualizações para somente 6% da sua base. Imagine se esses 6% serão de zumbis? As pessoas que importam não terão acesso a seu conteúdo e você não alcançará os resultados que procura.

4) Marcar pessoas irrelevantes em suas fotos

Quando você marca alguém em uma foto no Facebook, eles recebem uma notificação. Então, começaram a sugerir marcar pessoas aleatórias para que elas notassem sua marca.

Não faça isso. Essa é uma tática de spammers e as pessoas já notam e se irritam com esse tipo de coisa. A menos que a pessoa esteja de fato na foto (ou um trabalho dele ou algo que faça referência a ela), se controle e não marque ninguém.

5) Marcar outras empresas

Uma atualização recente do algoritmo do Facebook passou a recompensar empresas que marcam outras empresas em seus posts. Isso não significa que você deva sair marcando todas as empresas que conhece em cada um dos seus posts. O Facebook irá mostrar seu conteúdo para os fãs da empresa marcada se ele estiver performando bem em geral. Eles são bem vagos sobre como isso funciona realmente mas a conclusão é simples: só marque alguma outra marca se você tiver um conteúdo relevante e estratégico para ambas audiências.

6) Colocar #hashtags em tudo

Quando o Facebook lançou o uso de hashtags, os usuários ficaram muito empolgados. Todos começaram a incoporar seu uso na criação de conteúdo para o Facebook e algumas empresas de marketing renomadas chegram a encorajar o uso. Mas o Edgerank Checker (uma ferramenta de análise de performance no Facebook) descobriu que postagens com hashtags tem um alcance viral menor do que aquelas sem.

No futuro, use as hashtags sabiamente. Por exemplo, uma campanha que irá tocar diversas mídias ser identificada por uma hashtag é uma boa ideia.

A moral dessa história toda é que você não deve procurar atalhos e hacks para construir sua audiência no Facebook. O melhor é estar sempre produzindo conteúdo relevante único e de qualidade para seu público, incentivando-os a se engajarem e mantendo sua estratégia em foco. Usar uma dessas “dicas” pode acabar te atrapalhando e atrasando os resultados que você procura.

 
Autor(a)

Escrito por: Renato Mesquita Jornalista apaixonado por Marketing de Conteúdo, futebol americano e paçoca.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!