Algoritmos de redes sociais: como sua empresa pode sobreviver à essa realidade?

2.34 bilhões de pessoas ao redor do mundo usam redes sociais, segundo o Statista.

A previsão é de que em 2020 esse número chegue a quase 3 bilhões de usuários.

Estamos falando de metade da população terrestre conectada em redes sociais.

Esse número é muito importante e nos diz muito sobre o caminho que estamos indo quando falamos sobre internet e conectividade.

Não há dúvida nenhuma que, junto ao Google, as redes sociais foram uma das maiores invenções da internet.

Todo mundo usa, o tempo todo — elas viraram parte da nossa rotina.

Você pode estar se perguntando o motivo de eu estar falando tudo isso.

E o motivo é um: com tantos usuários na rede, é inevitável que as maiores redes sociais da atualidade criarão novas formas de melhorar a experiência do usuário (e aumentar seus lucros, obviamente).

E é aí que entra o assunto desse texto: os algoritmos de redes sociais.

Nesse texto, te ensinarei:

  • O que são os algoritmos de redes sociais e como eles funcionam?
  • Por que as redes sociais usam algoritmos
  • Como ter sucesso nessa realidade?

O que são os algoritmos de redes sociais e como eles funcionam?

Os algoritmos de redes sociais são um assunto polêmico.

Muito se fala sobre o EdgeRank do Facebook e da importância da criação de conteúdo de valor para tentar quebrar essa barreira, mas falamos pouco sobre os motivos das redes sociais apostarem nisso.

Um algoritmo de rede social, em termos gerais, é uma fórmula para priorizar posts em redes sociais de acordo com a relevância para o usuário, abandonando a ideia de mostrar apenas posts mais recentes.

Quer ver o seu algoritmo no Facebook em ação?

Algoritmo-de-redes-sociais

É só ver o seu feed de notícias no modo “principais histórias”.

Lá, você consegue ver exatamente qual conteúdo o Facebook considera como relevante para você.

Os algoritmos possuem, basicamente, 3 regras:

  1. Quem postou aquele conteúdo? Ou seja, qual a Interação do usuário com o conteúdo (se ele comentou, curtiu ou compartilhou posts de uma página/usuário anteriormente)
  2. Popularidade do conteúdo (sim, conteúdos com mais engajamento têm mais prioridade no feed de notícias)
  3. Tipo de conteúdo (fotos e vídeos são mais propensos a aparecerem no feed de notícias)

Com esses dados em mãos, as redes sociais que utilizam algoritmos definem qual conteúdo será mostrado primeiro para o usuário.

Por que as redes sociais usam algoritmos

Ok, agora você já entendeu o que é um algoritmo de rede social.

Mas você já sabe quais redes sociais o utilizam?

Muitos se enganam pensando que apenas o Facebook investe nessa experiência, mas estamos falando de algo muito maior aqui.

Das maiores redes sociais, as que sabemos que usam algoritmos são:

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest

Não se engane: não para por aí.

Pode apostar que se uma rede social crescer bastante, ela começará a adotar um algoritmo de conteúdo.

Os principais motivos de adoção de algoritmos pelas redes sociais

Mas o que as redes sociais ganham com isso? Muitas se justificam trazendo à tona a discussão sobre a experiência do usuário na rede.

Mas não é tão simples assim!

Os principais motivos de adoção são:

Lucros com anúncios

Esse primeiro motivo é o mais notável.

Com o alcance orgânico diminuindo, marcas precisam investir cada vez mais em plataformas de anúncios dentro das redes sociais para serem notadas pela multidão.

O resultado já sabemos: quanto mais investimento em anúncios, mais lucro para a plataforma.

Isso não quer dizer que essas redes sociais são vilãs.

Não podemos nos esquecer que elas também são negócios e negócios precisam de dinheiro para sobreviver no mercado.

O futuro das redes sociais para empresas mostra cada vez mais esse aumento no uso dos anúncios para conseguir atingir seu público. Isso não é o fim do mundo.

Redes sociais são extremamente competitivas e um benefício dos anúncios é atingir exatamente sua persona e não qualquer usuário online.

O importante é saber usar essas ferramentas para não desperdiçar orçamento com algo sem resultados.

Conteúdos que podem te ajudar:

Ganhar a atenção do usuário

Todos nós lembramos o que aconteceu com o Orkut.

A rede foi perdendo usuários aos poucos até morrer de vez.

A lição que temos disso é que uma rede social não sobrevive sem uma audiência.

Segundo as próprias redes sociais, esses algoritmos buscam melhorar a experiência do usuário dentro do site, mostrando para ele apenas conteúdo que seria interessante, fazendo com que ele não se irrite gastando tempo vendo conteúdo ruim e de pouca relevância para ele.

Ao melhorar a experiência do usuário na rede, eles aumentam o tempo de permanência dele dentro do site e garante que essa audiência não abandone a rede social.

Centralizar os canais de distribuição de conteúdo

O Facebook e o Instagram são os melhores exemplos disso.

O Facebook, no começo, era apenas uma rede de compartilhamento de conteúdo.

Aos poucos ele foi se adaptando e agora você pode postar vídeos, notícias e fazer livestreams com o Facebook Live, tudo isso sem ter que sair do site.

instagram stories

O Instagram está indo pelo mesmo caminho com o Instagram Stories (abre o olho, Snapchat!), aumentando suas funcionalidades para que os usuários permaneçam cada vez mais dentro do site, sem abandoná-lo para usar outras redes sociais.

Isso é centralizar os canais de distribuição de conteúdo em uma só plataforma.

O que isso tem a ver com os algoritmos?

O que já falamos ali em cima: os algoritmos aumentam o tempo de permanência de um usuário na rede e fazem com que os criadores de conteúdo invistam cada vez mais em conteúdo relevante dentro da rede social para conseguir a atenção das pessoas.

E uma forma de conseguir essa atenção é usar as diversas funcionalidades da rede social.

O Facebook, por exemplo, prioriza vídeos que são postados dentro do site, ao invés de vídeos compartilhados por um link do Youtube.

Ok, e agora… como ter sucesso nessa realidade?

Os algoritmos não vão embora.

É sua responsabilidade como marca ou como profissional de marketing se adaptar à essa realidade e investir em alternativas para ultrapassar esse desafio.

Algumas dicas que te ajudarão nisso:

Crie conteúdo extraordinário

Sim, eu sei. Você já ouviu essa dica centenas de vezes.

Mas não adianta: com os algoritmos o engajamento é a métrica mais importante para você.

É ele que vai ditar se seu conteúdo sera exibido aos usuários.

Então, por mais clichê que esse conselho soe, ele é a mais pura verdade.

Conteúdo extraordinário é aquele conteúdo que vai chamar a atenção do seu público e gerar engajamento – fazendo que você saia na frente dos outros competidores.

Pesquise e entenda o que sua audiência consome. É isso que vai te guiar para produzir conteúdo de valor para ela.

Escolha bem o seu canal

De nada adianta ter uma presença em vários canais se você não os usa de forma estratégica.

É melhor ser um especialista e ter resultados incríveis com apenas um canal do que ser mediano em vários canais.

É melhor ter uma estratégia consolidada no Instagram, por exemplo, do que ficar constantemente lutando pela atenção do usuário no Facebook.

É muito importante que você entenda bem quem usa cada rede social, qual é o tipo de conteúdo consumido lá dentro e quais são seus objetivos como marca ao usar aquela rede social.

Com tudo isso em mente, você pode criar uma estratégia efetiva nas redes sociais que você escolher para sua empresa.

A regra de ouro, aqui, é: não atire para todo lado!

Otimize seu tempo, sua equipe e seus esforços escolhendo bem em qual canal você irá investir.

De nada adianta usar o Snapchat porque está na moda se seu público não consome conteúdo por lá, não é mesmo?

Se especialize

Estude, estude, estude.

As redes sociais estão mudando constantemente e você precisa entender essas mudanças se quer sobreviver nessa selva de concorrência.

Vire um especialista nos canais que você escolher.

Você não precisa entender tudo sobre todas as redes sociais: mas se sua empresa vai investir no Twitter, por exemplo, é essencial que você saiba tudo sobre a rede social.

Quais são suas funcionalidades? Quem está lá dentro? Quais são as tendências dessa rede? Ela está crescendo?

Ser um especialista é o que irá te separar do resto e garantir que você sobreviva ao baixo alcance dos algoritmos.

Acompanhar sempre as tendências é uma forma de prever as futuras mudanças e se preparar para elas.

Por aqui, recomendamos muito os blogs do Jon Loomer, o Social Media Examiner, o Buffer e o Marketing de Conteúdo, é claro 😉

Finalizando…

Muitas empresas se desesperam ao perceber que o alcance orgânico de seu conteúdo nas redes sociais cai a cada dia mais.

Encare os algoritmos e as mudanças como uma chance de crescer, experimentar e se conectar mais com sua audiência.

Eles não são o apocalipse: são uma oportunidade.

Quem conseguir se adaptar a isso e ter sucesso é quem não será esquecido no futuro. Pesquisa, entenda tudo sobre isso e boa sorte!

Agora que você já sabe o que são esses algorítimos por que não aprender mais sobre como fazer marketing nas redes sociais? Baixe nosso ebook sobre o assunto!

kit de marketing nas redes sociais

 
Autor(a)

Escrito por: Lizandra Muniz Meio publicitária e meio escritora. Apaixonada por palavras, séries, cultura pop e versões em miniatura de animais.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!