celular mostrando twitter

O guia básico de como criar anúncios no Twitter

A importância das redes sociais para marcas e empresas é hoje algo inquestionável. Há bastante tempo já foi superada a discussão sobre se vale a pena ou não estar presente nesses espaços online. As questões agora são: quais são mais relevantes para seu negócio e como você deve atuar. Entre as opções, o Twitter é uma das que merecem atenção em sua estratégia de marketing digital.

Uma das maiores redes sociais do mundo, com cerca de 300 milhões de usuários (segundo estatísticas próprias, informadas em sua página institucional), o Twitter é uma ótima ferramenta para quem busca engajamento e exposição de marca. Embora tenha perdido força e prestígio para concorrentes como Instagram e Pinterest nos últimos anos, continua em alta e pode gerar grandes resultados para sua empresa.

Além de sua força orgânica, o Twitter oferece também mecanismos de publicidade paga, que podem ajudar você a alcançar mais pessoas com suas publicações, ampliar a base de seguidores do perfil oficial do seu negócio e conseguir mais exposição para sua marca.

Infelizmente, ainda não está disponível no Brasil um modelo self-service de anúncios como o do Facebook. Além disso, o orçamento mínimo mensal para anunciar na rede com direcionamento para usuários brasileiros ainda é alto – segundo profissionais da área, em torno de R$ 12 mil – o que torna a opção menos acessível a muitas empresas, principalmente as pequenas e médias.

A boa notícia é que a empresa inaugurou no final de 2014 seu escritório no Brasil e não deve demorar para derrubar essas barreiras que ainda existem para quem pretende utilizar seus serviços de publicidade paga. Levando em conta que o país é um dos cinco maiores mercados da rede de microblogs no que diz respeito a usuários, é bom considerá-la em seu orçamento para os próximos trimestres.

Para você se antecipar e já entender um pouco da lógica dos anúncios no Twitter, reunimos aqui um pequeno guia sobre como anunciar na rede, tomando como referência o sistema que já está disponível em outros países. Confira abaixo:

1 – Entenda o Twitter

Antes de decidir anunciar no Twitter, é importante analisar se ele é, de fato, a opção mais adequada a seus objetivos. Para isso, analise os dados que a rede disponibiliza sobre usuários, compare com o target que você pretende atingir, analise como a ferramenta se encaixa em sua estratégia (ou como você vai precisar adaptar sua estratégia para se encaixar no que a ferramenta disponibiliza) e, aí sim, decida.

Para facilitar sua análise, disponibilizamos aqui alguns dados sobre o Twitter, informados pela própria rede:

  • Tem, atualmente, cerca de 302 milhões de usuários ativos
  • Média de 500 milhões de tweets postados por dia
  • 80% do tráfego gerado é proveniente de dispositivos móveis
  • 42% dos usuários seguem marcas e empresas
  • A rede permite a postagem de textos, fotos e vídeos. Os textos são limitados a 140 caracteres, mas em mensagens diretas (enviadas de maneira privada de um usuário diretamente para outro) o limite deve ser extinto.

2 – Defina seu orçamento

Dentro de seu orçamento geral de marketing, defina quanto vai dedicar ao Twitter e informe em sua ação. Por enquanto, no Brasil, o pagamento só é possível por meio de negociação direta com a área de vendas da rede. No formato self-service que já existe no exterior, no entanto, é possível informar direto na plataforma quanto quer anunciar no total, o gasto por dia e quanto tempo deve durar a campanha.

3 – Escolha o formato

Tomada a decisão de anunciar no Twitter, você precisa decidir como vai fazer o anúncio. Existem duas opções básicas: promover um conteúdo ou divulgar um perfil. Ao optar pela promoção do conteúdo, você pagará para destacá-lo na timeline dos usuários ou nos resultados de busca. Já quando o foco é a divulgação do perfil, sua página na rede é exibida como sugestão na área de “Quem seguir”.

A resposta à pergunta “Qual dos formatos escolher?” vai depender do que você pretende com a ação. Se o objetivo for simplesmente gerar leads dentro do próprio Twitter, ampliando sua rede de seguidores, o ideal é promover seu perfil.

Agora se a intenção for divulgar uma promoção ou produto, gerar tráfego para seu site, divulgar um posicionamento, gerar leads fora do Twitter (ou outras atividades como essas) o melhor mesmo é promover seus tweets.

4 – Segmente

Depois de definir o formato do anúncio, você precisará escolher a melhor segmentação para sua ação. Esse ponto é muito importante, porque é a etapa em que você escolhe para quem direcionar sua publicação ou sugestão de seguir seu perfil. Uma escolha mal feita pode colocar a campanha a perder e jogar no lixo seu investimento de tempo e dinheiro.

O Twitter não tem o nível de detalhamento do público que o Facebook, por exemplo, tem. Mesmo assim, você tem uma série de variáveis que podem ser utilizadas como instrumentos de segmentação, como preferências (com base em perfis que seguem e assuntos com os quais interagem), localização, dispositivo utilizado para acesso (desktop, celular, tablet) sistema (Android, iOS, Windows, Blackberry) e gênero.

Na criação do anúncio, você pode escolher alguns perfis similares ao seu e determinar que pretende atingir um público como o daquelas páginas.

Em alguns países, o Twitter também permite que as empresas direcionem suas ações para usuários que visitarem seu site e que constem em uma lista externa que pode ser upada para o serviço de publicidade da rede de microblogs.

Nas ações de promoção de tweets, é possível utilizar palavras-chave como critérios de segmentação também.

5 – Publique

Quando a opção for por divulgar seu perfil, o anúncio seguirá o modelo padrão da rede de sugestão aos usuários. Mas quando você optar por promover um tweet, será preciso criar a publicação. Aqui, não tem mistério. Basta criar um post dentro dos padrões da rede – texto de até 140 caracteres, foto ou vídeo – e promover. Na ferramenta de publicidade self-service, você pode escolher entre as opções “standard” e “promoted only”. Na primeira, o conteúdo é postado normalmente em sua conta e é exibido para todos os seus seguidores ao mesmo tempo em que é promovido. Já na segunda, o tweet é ocultado de seu perfil e é exibido apenas como parte da campanha paga.

Cumpridas essas etapas, é só acompanhar o andamento da campanha, para avaliar o desempenho e mensurar os resultados. A própria ferramenta disponibiliza um espaço de relatórios onde apresenta números e gráficos da ação.

E então: o que achou? A ferramenta de publicidade paga do Twitter é interessante para o seu negócio? Deixe seu comentário!

Quer saber mais? Confira nosso guia completo sobre Marketing no Twitter!

Marketing_no_twitter_CTA para o blog (com botão de dl) 630x300

 

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!