assunto email marketing

Com dúvida na hora de escolher o assunto do email marketing? Aprenda aqui 11 técnicas!

O assunto é o elemento mais importante em um email marketing, apesar de que muitas vezes não recebe o devido foco.

Afinal, um email que não é aberto significa uma perda de tempo para a pessoa que se dedicou em escrever, formatar e enviar a comunicação.

Quando o email surgiu nos anos 90, receber uma mensagem via “correio eletrônico” era sempre uma ocasião especial. Hoje em dia, no entanto, tudo mudou.

Muitos aspectos das nossas vidas pessoais e profissionais são resolvidos por meio da comunicação via email, o que acaba por ocupar nossa caixa de entrada com coisas que queremos ou não queremos ler.

Além disso, diversas marcas e empresas identificaram no email um poderoso canal que atinge uma grande parte da audiência diretamente na caixa de entrada.

Aliado ao baixo custo e alto retorno financeiro que essa ferramenta permite, o email virou uma forma cada vez mais popular de se comunicar com seu público-alvo.

Mas como lidamos com caixas de entrada que se enchem mais a cada dia que passa? A resposta é escanear todos os emails que recebemos, e filtrar rapidamente o que parece interessante ou não.

Nesta “passada de olho”, as empresas que apostam em email marketing perdem centenas de possíveis leitores.

De acordo com a empresa americana Convince & Convert, 33% dos destinatários de email decidem se vão abri-lo ou não de acordo com o assunto.

Por isso, é essencial saber quais são as melhores práticas na hora de escrever os assuntos das suas campanhas de email marketing!

Confira abaixo 11 dicas que separamos para você!

1. Mantenha seus assuntos curtos

Você já recebeu algum email cujo assunto era tão longo que você não conseguiu lê-lo por inteiro e acabou nem entendendo completamente do que se tratava?

A maioria dos provedores de email, como Outlook e Gmail, mostram apenas os primeiros 55 caracteres dos assuntos de email, quando ele está sendo visualizado em um navegador do computador.

Já nos smartphones, apenas os primeiros 47 caracteres são mostrados. É essencial considerar este limite como o mais importante a ser seguido, pois cada vez mais pessoas utilizam celulares para conferir seus emails.

Portanto, não prolongue seus assuntos! Pense na mensagem que você quer passar para os seus leitores, seja sucinto e mantenha o limite de 47 caracteres.

Não é dificil!

Por exemplo, vamos supor que você está divulgando uma promoção. Ao invés de escrever um assunto como “[SUPER PROMOÇÃO] 50% de desconto nas nossas camisetas básicas”, você pode resumi-lo em um formato mais sucinto, como “50% off em camisetas básicas!”.

Veja abaixo como estes dois assuntos aparecem na caixa de entrada do Gmail. Percebeu como o assunto mais curto comunica a mensagem e até chama mais atenção do leitor?

Assunto longo – 61 caracteres

assunto email marketing

assunto email marketing
Assunto curto – 29 caracteres

assunto email marketing assuntos-email-marketing-2

Aqui na Rock Content, utilizamos uma ferramenta prática para verificar como nosso assunto vai aparecer na caixa de entrada do Gmail, já que a maioria dos nossos assinantes utilizam esse provedor.

Clique aqui para conferir essa ferramenta útil e gratuita.

2. Utilize o texto de apoio a seu favor

O texto de apoio, também chamado de preheader ou preview text, aparece depois do assunto para que o leitor possa ter uma noção prévia do que se trata o email antes de abri-lo.

Muitos profissionais de Marketing não dão a devida atenção ao texto de apoio, mas ele pode ser um grande aliado.

Afinal, ele é uma extensão do assunto e uma segunda oportunidade de fazer com que o destinatário abra seu email.

A maioria das ferramentas de email, como o Mailchimp, possuem a funcionalidade de texto de apoio. Portanto, fique de olho caso ainda não esteja utilizando!

Quando você não determina um texto de apoio, o provedor de email automaticamente utiliza o início do seu email como preheader.

Além de não ajudar o leitor a entender sua mensagem, a falta de texto de apoio pode fazer seu assunto parecer bagunçado e é uma oportunidade que você pode estar perdendo.

Na Rock Content, buscamos sempre utilizar o texto de apoio na hora de enviar emails. Partimos do princípio que esta é uma segunda chance de convencer alguém a abrir o email, caso o assunto não tenha gerado curiosidade.

Portanto, buscamos sempre utilizar uma lógica no texto de apoio diferente do assunto.

Por exemplo, se o assunto for uma pergunta, o texto de apoio será uma afirmação. Se o assunto incitar curiosidade, o texto de apoio será mais direto. E por aí vai!

Veja abaixo um exemplo de texto de apoio:

assunto email marketing

Não se esqueça de fazer testes para determinar o que funciona melhor com seu público.

Vale lembrar também que a ferramenta da qual falamos acima, utilizada para visualizar um assunto na caixa de entrada do Gmail, também serve para verificar como seu texto de apoio vai aparecer!

3. Faça testes A/B para otimizar suas taxas de abertura

Como mencionamos acima, é muito importante testar diferentes assuntos e textos de apoio para aprender o que gera melhores resultados com sua audiência.

Não tenha medo de testar os mais variados formatos de assunto. Afinal, se você nunca experimentar pode estar perdendo oportunidades de ouro.

Fazer experimentos com assuntos de email não parece uma tarefa muito complicada. No entanto, para que seus testes tenham efeito real na sua estratégia de email marketing, é preciso saber como estruturá-los e medi-los.

Para isso, utilizamos uma metodologia de testes chamada de testes A/B. Ela consiste em testar uma única variável, e comparar a performance dessa variável ao “controle”.

Por exemplo, vamos supor outra vez que estamos divulgando uma promoção, e queremos testar se incluir a porcentagem de desconto gera mais aberturas. Iremos, então, criar 2 emails.

Ambos são idênticos com exceção ao assunto. Em um deles, o assunto será “Nossas camisetas básicas estão em promoção”. Já o outro será “50% off nas nossas camisetas básicas”.

Algumas ferramentas de email marketing já incluem funcionalidade de testes A/B. Neste caso, cada versão do email é enviada para uma porcentagem da sua lista de contatos.

Em seguida, o email é enviado e depois de um tempo determinado a versão vencedora é enviada para o resto da lista.

Na Rock Content, por exemplo, utilizamos uma ferramenta de email marketing que já possui essa funcionalidade. Em geral, escolhemos enviar cada versão do email para 20% da nossa lista e coletar os dados 2h após o envio do email.

Assim, ao fim das 2 horas, a versão que foi mais aberta será enviada para os 60% restantes da lista.

Com isso, nos certificamos de que vamos fazer o teste com pessoas suficientes para alcançar significância estatística, e que a maioria da lista vai receber a melhor versão de assunto.

Caso a sua ferramenta de email marketing não realize testes A/B automaticamente, você pode fazê-los manualmente. Basta criar dois emails idênticos, variando apenas o assunto.

Em seguida, você tem duas opções:

  • A primeira é enviar cada versão para metade da sua lista. Esta maneira é mais fácil, porém você não vai estar otimizando a taxa de abertura desse email. Será mais um aprendizado para o futuro de qual assunto performou melhor.
  • Outra opção é separar sua lista de contatos em 3 partes: uma com 20% da lista, outra com 20% da lista e outra com 60%. Em um primeiro primeiro momento, envie cada versão do seu email para os dois grupos de 20%. Após algumas horas, avalie qual gerou as melhores taxas de abertura e mande-o para a terceira lista de 60%.

Quando você estiver avaliando o resultado destes testes, lembre-se de usar a métrica correta. Como estamos falando de assuntos de email, a métrica que vai definir o sucesso do teste será taxa de abertura, já que a função do assunto é levar à abertura.

Você pode calcular a taxa de abertura assim: [(número de pessoas que abriram o email)/(número de pessoas que receberam o email)] * 100.

Quer saber tudo sobre testes A/B? Confira nosso artigo sobre como otimizar suas conversões e resultados com testes A/B.

4. Utilize um nome de remetente conhecido

O email marketing funciona como um canal de relacionamento com seus contatos. Assim como na vida real, quando enviamos campanhas de email precisamos estabelecer uma relação com nossos contatos.

Afinal, eles nos deram permissão de enviar mensagens que vão chegar diretamente nas suas caixas de entrada, e isso não é para todos!

Eu, você e todos os seus contatos estamos cansados de receber emails que não solicitamos, não é mesmo? Sem falar aqueles que talvez tenhamos solicitando mas nem lembramos quando ou por quê.

Por isso, um nome de remetente que seja real pode se destacar muito mais na caixa de entrada dos seus contatos, e se diferenciar de endereços comerciais como “contato@suaempresa.com.br”.

No caso da Rock Content, todos os emails são enviados pelo nosso co-fundador, o Vitor Peçanha. Além de ser alguém real que trabalha na empresa, os contatos que recebem nosso email podem respondê-lo diretamente.

Com isso, fomos capazes de criar uma relação muito próxima com nossa base de contatos.

A comunicação, ao invés de ser unilateral, vira bilateral pois quem recebe nossos emails pode falar diretamente com o Vitor Peçanha.

Escolha alguém da sua empresa para ser o porta-voz nas comunicações via email. Tenho certeza que o engajamento dos seus contatos vai aumentar!

5. Utilize tokens de personalização

Muitas ferramentas de email marketing possibilitam utilizar tokens de personalização. Eles são espécies de códigos que “puxam” informações do contato, como Nome e Empresa.

Com estes tokens, é possível enviar emails com assuntos personalizados, como “Clara, confira nossa promoção de camisetas básicas”.

Além de ser uma funcionalidade muito legal, os tokens de personalização funcionam para que seu assunto chame a atenção do leitor na hora de escanear a caixa de entrada. Afinal, apenas pessoas que nos conhecem chamam a gente pelo nome, não é?

Se sua ferramenta de email possui essa funcionalidade, não deixe de testar a eficácia!

6. Envie o email certo para a pessoa certa

Se você já possui uma base de contatos, tenho certeza que dentro dela existem diversos perfis de pessoas. Na Rock Content, por exemplo, enviamos todos os meses conteúdos para gerentes de marketing, produtores de conteúdo, estudantes, e por aí vai.

Existe uma motivação por trás de todo email que abrimos. O mesmo se aplica aos diversos contatos da sua base, que abrirão seus emails dependendo das suas características demográficas e psicológicas.

Por exemplo, um gerente de marketing pode ler um ebook sobre SEO para identificar uma nova oportunidade de gerar oportunidades de negócios, enquanto um analista de marketing pode acessar o mesmo material para aprender como otimizar seu site de maneira prática.

Portanto, é necessário ter isso em mente na hora de escrever seus assuntos. Se você já possui personas definidas para o seu negócio, segmente suas campanhas de email de acordo. Ou seja, cada persona irá receber um email com assunto que é direcionado às suas motivações e dores.

Assim, você vai garantir que seus contatos irão se identificar e se interessar com seu email desde o primeiro contato com o assunto. O resultado será uma maior taxa de abertura e mais conversões!

7. Não faça promessas falsas

Você já viu aquelas chamadas de artigos na Internet que parecem ser notícias bombásticas, mas acabam sendo apenas uma isca para você clicar, com um conteúdo nada relacionado ao título?

Pois é, o mesmo acontece com o email marketing. Alguns profissionais de marketing acreditam ser uma boa idea enviar emails com um assunto que gera curiosidade ou polêmica, mesmo que o corpo do email não contenha nada similar ao assunto.

Apesar de que muitas vezes estes “assuntos-isca” gerem taxas de abertura altíssimas, o resultado é uma frustração por parte dos contatos que abrem o email. No fim do dia, isso pode fazer com que muitas pessoas escolham parar de receber emails da sua empresa.

Se você quer construir um bom relacionamento com as pessoas que optaram por receber seus emails, precisa ser genuíno. Escreva assuntos que condizem com o corpo do email, e você não só terá taxas de abertura altas, mas também conversão no email e assinantes que permanecem na sua lista!

8. Envie o email certo na hora certa

Muitas empresas possuem dados sobre seus contatos que podem ser extremamente úteis na hora de enviar emails para a pessoa certa, na hora certa.

Informações como área de atuação, posicionamento no mercado de trabalho, data de aniversário, idade, sexo e muitas outras podem ser uma carta na manga para enviar emails cada vez mais personalizados.

Por exemplo, se você sabe a data de aniversário dos seus contatos, pode enviar uma promoção personalizada ou código de desconto para o aniversariante uma semana antes da data especial.

Além de direcionar sua comunicação, dados sobre seus contatos podem ajudar você a escrever assuntos que indicam conteúdos valiosos para sua audiência!

9. Não tenha medo de ousar

Alguns profissionais de marketing acreditam que o email marketing precisa ter uma linguagem formal, principalmente se a maioria dos contatos utiliza endereços de email profissionais para se cadastrar.

Porém, isso nem sempre é verdade. Afinal, quem está lendo o email é um ser humano como você, e todos gostamos de ser surpreendidos de vez em quando!

Não tenha medo de fugir da formalidade na hora de escrever seus assuntos de email. Seja divertido, misterioso, intrigue, faça perguntas…

  • Veja abaixo algumas formas de fugir da “mesmice” com seus assuntos:
  • Utilizar a primeira pessoa – “Você precisa de camisetas básicas?”
  • Utilizar emoticons – “50% off nas nossas camisetas básicas ?”
  • Assuntos com apenas 1 palavra – “Básicos.”
  • Apelo emocional – “Não acredito que você não vai conferir nossa promoção”
  • Mistério – “Economize dinheiro hoje. Veja como”
  • Carinho – “Os melhores descontos para os melhores clientes”
  • Urgência – “Você tem 1 hora para aproveitar nossos descontos!”

10. Comprove com números

Nos dias de hoje, recebemos um volume muito grande de informações, vindo de fontes confiáveis ou nem tão confiáveis. Por isso, temos a tendência em não acreditar em frases vagas como “A maioria dos profissionais de Marketing utilizam email”.

Se você tem números e dados para comprovar uma mensagem que quer passar para os seus contatos, use-os! Eles chamam a atenção e adicionam credibilidade ao seu assunto.

Além de fazer referência a dados estatísticos, você pode usar números para fazer referência a listas, descontos, páginas de um ebook ou pessoas que já aderiram a um serviço ou compraram um produto.

11. Cuidado para não virar Spam!

ENVIAR UM ASSUNTO TODO EM CAPS LOCK NUNCA É UMA BOA IDEIA. O mesmo se aplica para o abuso de pontos de exclamação!!!!!!!

Estes tipos de assunto não são nada agradáveis aos olhos, e podem ter o efeito contrário de chamar atenção. Além de uma taxa de abertura pequena, você pode acabar com mais pessoas optando por não receber seus emails no futuro.

Empresas que utilizam de artifícios como all caps e pontos de exclamação para chamar a atenção na caixa de entrada se prejudicam além da taxa de abertura e redução de assinaturas.

Poucos profissionais sabem, mas os filtros de Spam levam em conta a natureza do conteúdo de um email na hora de avaliar se aquela mensagem é genuína ou é Spam. A

lém de examinar o corpo do email, estes filtros também levam em conta assuntos que não parecem uma comunicação amigável com o leitor.

Por isso, não tente chamar a atenção dos seus assinantes por meio de truques visuais como estes. Ao invés disso, foque no conteúdo do seu email e no valor que você quer entregar para os seus leitores!

12. Revise e peça ajuda

Se você é o único responsável por email marketing na sua empresa, você tem uma grande responsabilidade em suas mãos.

Ao contrário de outros canais como Facebook e Twitter, as mensagens enviadas por email são permanentes. Ou seja, uma vez enviado, o email não tem volta!

Portanto, revise seu email várias vezes. Confira se não existem erros de gramática e se tudo está fazendo sentido. Não confie apenas em você – peça ajuda também para seus colegas de trabalho. Afinal, revisar um email é tarefa de 2 minutos e pode fazer a diferença!

Muitas ferramentas de email possibilitam enviar um teste antes de disparar o email para centenas de contatos.

Faça proveito disso, e envie o email de teste para você e para alguém que possa revisá-lo. Assim, além de garantir a qualidade, você pode conferir como seu assunto aparece na sua caixa de entrada. Se houver algo errado, ainda há tempo de corrigir!

O assunto de um email é uma das partes mais importantes da comunicação por esse canal. Afinal, ele é a primeira impressão que seus assinantes vão ter da mensagem que você quer passar!

Assuntos agressivos, mal escritos e muito longos podem reduzir suas taxas de abertura, fazer com que seus assinantes optem por não receber seus emails, manchar a reputação do seu domínio de email e ainda acabar na caixa de Spam.

Lembre-se que o email é um canal de relacionamento com o consumidor. Assim como nos relacionamentos da vida real, é preciso ganhar confiança e encantar o leitor a cada mensagem.

Todos os seus assinantes de email te deram uma permissão para que você pudesse enviar mensagens em um canal que é utilizado tanto na vida profissional quanto pessoal. Portanto, mostre para eles que vale a pena receber comunicações da sua empresa!

O assunto, apesar de essencial, é apenas o começo de uma estratégia de email marketing. Se você quer ver resultados reais por este canal, precisa apostar em um bom planejamento, execução e processo de mensuração de todas as comunicações enviadas.

O email é o canal de marketing digital que possui maior retorno financeiro sobre o investimento (ROI). Cada vez mais empresas estão utilizando essa estratégia para gerar oportunidades de negócios e até mesmo vendas diretas.

Por isso, recomendamos que você se mantenha informado sobre as tendências do email marketing e não tenha medo utilizá-lo caso seja interessante para o seu negócio!

E aí, você já tem uma estratégia de email marketing? Quer saber como construir uma lista, enviar emails incríveis e medir seus resultados? Leia nosso ebook gratuito Email Marketing: O guia para criar campanhas de sucesso!

 
Autor(a)

Escrito por: Clara Borges Analista de Marketing da Rock Content. Quando não está divulgando Marketing de Conteúdo por aí, gosta de boas energias, praticar yoga e venerar os deuses do Netflix.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!