Checklist SEO de YouTuberanquear vídeos no YouTube. A questão é que esses não são os únicos fatores que determinam se o seu vídeo aparecerá ou não nos primeiros resultados de uma busca.

">

Checklist SEO de YouTube: como otimizar seus vídeos para rankear no YouTube

Todo mundo sabe que caprichar no título e escolher boas tags são 2 coisas que ajudam a ranquear vídeos no YouTube. A questão é que esses não são os únicos fatores que determinam se o seu vídeo aparecerá ou não nos primeiros resultados de uma busca.

Quer chamar a atenção dos robôs que fazem o ranqueamento de vídeos no YouTube e das pessoas que têm interesse por uma determinada palavra-chave? Então confira a nossa checklist SEO de YouTube.

Os processos que você verá nesta lista são bem variados. Alguns podem ser feitos em qualquer vídeo que já esteja em seu canal, enquanto outros precisam ser planejados antes mesmo do momento da gravação.

Saiba tudo que precisa ser feito para otimizar os seus vídeos, aumentar as visualizações e ganhar mais inscritos no seu canal:

Nome do arquivo

Sempre renomeie o arquivo que será enviado para o YouTube com as palavras-chave referentes ao tema.

Vai ensinar a fazer um bolo de cenoura com chocolate? Então siga a linha de algo como “receita bolo de cenoura com chocolate” como nome do arquivo.

É bem comum enviar vídeos para a plataforma com nomes aleatórios que você escolheu logo ao final do render, como “vídeo canal 123” ou até mesmo com o nome do arquivo original que saiu da câmera, composto por vários números.

O ponto é que os robôs do Google também usam o nome do arquivo enviado para entender do que o vídeo se trata, ou seja, arquivos nomeados com palavras-chave tendem a ganhar uma ligeira vantagem no posicionamento.

Produção da thumbnail

As imagens de capa dos seus vídeos, as famosas thumbnails, sempre devem ser projetadas pensando em como elas serão visualizadas pelo público no YouTube, seja desktop ou mobile.

No layout mais recente do YouTube, por exemplo, o contador de tempo de vídeo é exibido na parte inferior direita das thumbnails. Então é bom evitar posicionar palavras ou imagens na área mencionada que possam perder o impacto caso esse contador tape parte delas.

As thumbnails que atraem mais cliques geralmente possuem grandes letras ou imagens do rosto de pessoas ou personagens expressando fortemente uma emoção. Falaremos mais de thumbnails dentro de outros itens.

Título do vídeo

Não use títulos com mais de 70 caracteres. O limite máximo pode ser de 100, mas títulos com mais de 70 caracteres são exibidos incompletamente na plataforma.

Sempre que possível, posicione as palavras-chave no início do título. Caso necessário, dê destaque a uma palavra ou até mesmo ao título por inteiro com o uso de letras em caixa alta.

Subtítulos que seriam cortados pelo limite de caracteres podem ser adicionados à descrição ou até dentro da própria thumbnail em certos casos.

Uma palavra-chave relevante que ficou de fora do título também é uma boa opção para compor a thumbnail.

Aproveite recursos como o Google Trends e as ferramentas de palavra-chave do Google AdWords para descobrir quais são os melhores termos para usar nos seus títulos e nas suas tags.

Tags

Use pelo menos 10 tags para indicar ao YouTube qual é o assunto do seu vídeo. Para descobrir quais são as melhores tags, conte com a ajuda das ferramentas mencionadas no item anterior.

Crie tags próprias (geralmente 2), que serão adicionadas em todos os seus vídeos. Dessa forma, o YouTube mostrará mais vídeos do seu canal na aba de relacionados, evitando que as pessoas cliquem em vídeos de outros canais.

As tags próprias geralmente são o nome do seu canal e alguma variação, como “Show do Fulano” e “#ShowDoFulano”, respectivamente.

Caso o vídeo tenha sido feito com o interesse de divulgar uma loja ou outro tipo de comércio local, também use tags que englobam a localidade, como “sushi em São Paulo”.

Descrição do vídeo

Crie pequenos textos que vão ajudar os robôs do YouTube a identificar a relevância do seu vídeo para certos assuntos.

Os 100 primeiros caracteres devem compor uma descrição geral do vídeo e pelo menos 1 das palavras-chave, já que eles são vistos logo abaixo ao título do vídeo na seção de resultados.

Aproveite para adicionar links mencionados durante o vídeo, principalmente os de suas redes sociais.

Tente destacar os links usando símbolos, como bullet points ou criando linhas divisórias dentro da descrição.

O tamanho mínimo ideal de um texto de descrição é, em média, de 300 palavras.

A transcrição do roteiro do vídeo, mesmo que seja apenas tópicos, pode ajudar a economizar tempo nessa etapa.

Telas de final e cartões

Sempre use a função de telas de final e, quando possível, a ferramenta de cartões para divulgar links, vídeos e botões de inscrição.

O recurso de anotações foi abandonado pelo YouTube em maio de 2017 depois de ser substituído aos poucos por 2 funções: telas de final e cartões.

As telas de final são imagens clicáveis que podem ser adicionadas a qualquer momento entre os 20 segundos finais de um vídeo. Até 4 elementos podem ser exibidos em tela ao mesmo tempo para divulgar qualquer uma das seguintes opções:

  • vídeo ou playlist;
  • inscrições (botão clicável do seu canal);
  • canal (botão de inscrição de outro canal);
  • links de websites aprovados.

Os cartões podem aparecer em qualquer momento do vídeo e funcionam como se fossem um pop-up que aparece na parte superior direita da tela. Você pode adicionar vários cartões dentro de um mesmo vídeo.

As opções são, basicamente, as mesmas do recurso tela de final, com a adição de pesquisas em enquetes de múltipla escolha.

O recurso de tela de final tem uma opção que permite que o próprio YouTube escolha qual vídeo será divulgado baseado nos gostos do usuário.

Use essa função em conjunto com a divulgação de um vídeo escolhido a dedo por você para aumentar as suas visualizações.

Chamada para a ação (call to action)

Estimule o público a clicar nos links da descrição, nos cartões e nas telas de final. Não se esqueça de pedir para que as pessoas deixem comentários, compartilhem o vídeo e cliquem em “gostei”.

A chamada para a ação, ou seja, o ato de estimular o público a dar um próximo passo e iniciar uma interação, deve ser feita de 2 formas: oral e visualmente.

É bem mais provável que as pessoas cliquem em um cartão se você mencionar durante o vídeo que o cartão aparecerá na tela. Não se esqueça de adicionar um apelo visual sempre que possível.

Vai pedir para clicarem em uma tela de final? Então aponte para o local em que a tela aparecerá. Você pode até mesmo adicionar uma seta ou algo do gênero durante a edição.

Alguns canais exibem um vídeo de um mouse clicando no botão de curtir enquanto eles pedem para o público fazer isso.

Criação de playlists

Crie playlists com vídeos cujos assuntos façam parte de um mesmo segmento ou de um subgrupo e adicione uma descrição com palavras-chave a cada playlist.

Canais que fazem análises de filme, por exemplo, podem criar playlists para cada gênero. Se o seu canal tem diferentes quadros fixos, cada um pode ser transformado em uma playlist.

Isso mostra ao YouTube que você tem muito conteúdo sobre um determinado tema, ao mesmo tempo que aumenta as chances de que os seus vídeos sejam vistos em sequência.

Transcrição

Adicionar uma transcrição, ou seja, ativar a função de legendas do YouTube, faz com que os robôs de ranqueamento da plataforma identifiquem o uso de palavras-chave dentro do seu conteúdo, dando ainda mais relevância para o material.

Por ser algo manual, esse recurso pode tomar um certo tempo que talvez você não tenha disponível. Caso a sua equipe tenha pessoas o suficiente para que alguém faça a transcrição, utilize esse recurso.

Engaje o público

Comentários, compartilhamentos e curtidas são fatores que mostram ao YouTube a relevância que o público dá aos seus vídeos. Engajar o público é a melhor forma de aumentar esse tipo de resposta por parte da audiência.

Não deixe que as pessoas que comentaram fiquem falando sozinhas. Tente dar atenção ao maior número de comentários possível, principalmente nas primeiras 48 horas de publicação de um vídeo.

As respostas podem ser simples — como um “obrigado” ou uma carinha feliz — ou mais completas. O importante é mostrar ao público que o seu canal está ligado nos comentários da audiência.

Isso fará com que as pessoas sempre comentem nos seus vídeos.

Planeje o conteúdo do canal

Utilize o feedback do público em comentários e em redes sociais, além dos resultados das suas pesquisas por palavras-chave, para planejar quais serão os próximos vídeos do canal.

Desde 2016, o algoritmo do YouTube está a favor de canais que conseguem constantemente reter a audiência a cada vídeo. Um vídeo com o desempenho abaixo do esperado afetará negativamente o crescimento do vídeo seguinte.

Então, é vital fazer um bom planejamento baseado na popularidade do assunto e no quão bem você pode abordar o tema.

A nossa checklist SEO de YouTube mostrou o que você pode fazer para cair nas graças dos robôs que decidem o ranking do YouTube, mas nunca se esqueça de que é necessário conquistar o público.

Para te ajudar nisso, convidamos uma equipe especialista em audiovisual para te dar 7 dicas para deixar os seus vídeos mais atrativos. Confira!