co-marketing

Afinal, o que é co-marketing?

Criar uma estratégia eficaz e bem-sucedida de marketing digital é um desafio.

Por outro lado, manter esse sucesso exige mais: o único jeito de não ficar para trás é se atualizar e se reinventar o tempo todo.

Isso envolve inovar nas táticas, descobrir novas soluções para problemas complicados e por vezes até mudar certos conceitos sobre o mercado.

Um desses conceitos é de que toda empresa que tem um público-alvo igual ao seu é concorrente. O co-marketing está aí para provar que isso não passa de um mito!

Por isso, nós, da Rock Content, preparamos um guia completo com tudo que você precisa saber sobre co-marketing. Vamos lá?

Neste post você aprenderá:

  • O que é co-marketing
  • Como o co-marketing é diferente do co-branding
  • Por que o co-marketing deve interessar você
  • A receita para o co-marketing de sucesso
  • O que pode ser produzido numa ação de co-marketing?

O que é co-marketing

Podemos definir co-marketing como a união de duas empresas para criar e promover algum tipo de conteúdo ou produto que atinja um público em comum.

Então, as duas compartilham dos resultados que essa ação de marketing produz.

Por exemplo, uma loja de materiais esportivos poderia fazer parceria com uma academia, por lançar um e-book que ensina a otimizar os treinos ou mesmo um site recomendando os melhores produtos para cada tipo de treino.

Nós, aqui da Rock, também já fizemos várias parcerias, como a máquina de títulos, em conjunto com o RD Station, e o gerador de personas, com a Resultados Digitais.

As possibilidades são muitas, não importa o seu segmento. Além disso, é bem provável você também já tenha sido alvo de alguma ação de co-marketing.

Como co-marketing é diferente de co-branding

Talvez você já tenha ouvido falar de co-branding, ou mesmo visto algum caso de sucesso na mídia, e está se perguntando se esses dois conceitos são a mesma coisa.

A resposta simples é não. Apesar de serem parecidos, existem sim algumas diferenças, que nós vamos explicar.

Uma ação de co-branding envolve a colaboração entre duas empresas para criar um produto que indique as forças de cada uma.

Um caso conhecido é da Dell, que incluiu processadores da Intel em todos os seus aparelhos.

Outra possibilidade é associar uma marca a produtos parceiros, como fez a franquia 007, que colocou seu nome em diversos produtos, de carros a perfumes.

Já o co-marketing pode incluir tanto a criação de um produto quanto de peças de conteúdo.

A diferença é que nesse modelo a promoção fica por conta de ambas as empresas, que compartilham os resultados no final, como leads gerados.

Por que o co-marketing deve interessar você

Agora que você já entende o que é co-marketing e até suas diferenças para o co-branding, resta a pergunta: por que investir nisso, afinal?

Não se trata só de ter uma boa relação com outras empresas, nem conhecer melhor o seu público. Estamos falando de aumentar os lucros!

Veja o que o co-marketing pode fazer pelo seu negócio:

Alcance maior

Produzir conteúdo e promovê-lo é um dos pilares do inbound marketing, e ninguém duvida dos resultados incríveis que isso pode trazer.

Mas, imagine fazer isso e ter a ajuda de um parceiro —  com sua própria base de fãs e seguidores —  ajudando a promover esse conteúdo para você, sem cobrar por isso.

Parece ótimo, não é? Pois é justamente o que acontece no co-marketing! O alcance da mensagem é muito maior do que se fosse produzido somente pela sua empresa.

Essa é a sua chance de ganhar acesso privilegiado a uma audiência nova, que normalmente não te daria atenção.

Trabalho pela metade

Além de ter um alcance maior, o trabalho envolvido na produção de qualquer tipo de material, em geral, é cortado pela metade. Mas, claro que há exceções.

Por exemplo, uma empresa menor pode fazer a maior parte do trabalho como forma de convencer um parceiro de maior porte a embarcar no projeto.

Mas, normalmente, a ideia é distribuir as funções para garantir que ninguém fique sobrecarregado, especialmente se os dois parceiros estiverem no mesmo patamar.

Custos reduzidos

Você está com o orçamento apertado para investir em marketing? Aí está mais um motivo para investir no co-marketing!

Todo o custo de criar uma peça de conteúdo ou ferramenta é dividido entre as duas partes, e alguns deles são até “absorvidos” por usar mão de obra interna.

Especialmente na hora de comprar mídia, essa economia se mostra importante, e lugares não vão faltar para usar esses recursos, não é mesmo?

Reconhecimento do mercado

Quer maneira melhor do que ganhar o respeito das pessoas do que andando com pessoas que já são consideradas referências? A mesma coisa acontece nos negócios.

Só pelo fato de ser ativa em produzir conteúdo e promovê-lo, a sua empresa já passa a ser mais bem vista pelo público e ganha também o respeito dos concorrentes.

Mas por unir forças com outras empresas que também fazem isso, se coloca como parte de um pequeno grupo de “gurus”, a quem o mercado sempre vai recorrer.

Em resumo, o co-marketing traz:

  • Maior alcance em menos tempo;
  • Trabalho menor;
  • Custos reduzidos;
  • Fortalecimento das duas marcas.

A receita para o co-marketing de sucesso

É realmente incrível o poder que uma boa ação de co-marketing tem para os resultados de uma empresa.

Ainda assim, é sempre bom reforçar que esses frutos só vem se for tudo feito do jeito certo. Mas, qual é o jeito certo?

Vamos te mostrar a receita para o sucesso, desde a preparação inicial da parceria. Veja:

Encontre o parceiro ideal

O primeiro passo para realizar uma parceria de sucesso é, obviamente, escolher o parceiro.

Se lembre sempre que nenhum dos outros pontos listados aqui vai funcionar se você errar na escolha do parceiro. Por isso, esse ponto é muito importante.

Como fazer isso? É preciso levar em conta alguns fatores importantes, então escolha uma empresa que:

  • Já seja referência no mercado;
  • Tenha um produto ou serviço que seja complementar ao que você oferece;
  • Tenha o mesmo público-alvo;
  • Tenha conhecimento para agregar ao projeto;
  • Já produza conteúdo e tenha uma audiência considerável;

É melhor evitar concorrentes diretos ou negócios que sejam parecidos demais ao seu, pois a parceria provavelmente não teria tanto efeito nesse caso.

Planeje tudo com cuidado

Depois de escolher um ótimo parceiro, é preciso planejar com calma cada fase do projeto, afinal você não quer nenhuma surpresa desagradável, não é?

Como cada etapa tem que passar pela aprovação das duas empresas, procure definir os prazos em conjunto com seu parceiro lembrando desse detalhe.

Aliás, todo o planejamento ideal, como mostrado abaixo, deve ser sempre seguido pelas duas empresas:

  • Estabeleçam os objetivos do projeto;
  • Escolham o tópico a ser abordado e o tipo de material;
  • Definam os prazos;
  • Dividam as tarefas.

Uma dica: colocar tudo que foi decidido por escrito pode ser bom para que ninguém se esqueça de suas funções e responsabilidades na parceria.

Divida bem as tarefas

Esse ponto vale tanto que merecia um tópico à parte. No momento de dividir as tarefas entre as equipes é que vão entrar em ação todo o conhecimento e experiência dos profissionais envolvidos.

Definir os pontos fortes e fracos de cada empresa ao distribuir as tarefas entre si vai aumentar a qualidade do material e diminuir o tempo de produção, evitando também pedidos de revisão por qualquer uma das partes.

Avalie os resultados

Por último, mas não menos importante, vamos falar de métricas e KPIs. Ao fim da ação, você deve avaliar bem os resultados para comparar o que funcionou com o que deu errado.

Essa análise vai trazer informações valiosas, muitas das quais são impossíveis de coletar antes do projeto estar finalizado.

O melhor de tudo é que você poderá usar esse aprendizado para as próximas parcerias, garantindo que os resultados sejam sempre melhores.

O que pode ser produzido numa ação de co-marketing?

Como já mencionamos no tópico anterior, parte do seu planejamento inclui decidir que tipo de material vai ser produzido e dividir as tarefas que cada parte vai cumprir.

Mas, quais são, exatamente, as opções para quem pensa em fazer co-marketing?

Separamos nada menos que 8 possibilidades que podem ser bem usadas para promover a sua marca.

Observe como elas funcionam e do que vai precisar para realizar cada uma:

Posts de blog

Os posts de blog estão entre as formas mais simples de co-marketing, mas nem por isso deixam de ser interessantes.

É possível, por exemplo, criar uma série de posts sobre um assunto e alternar a publicação de cada parte entre os dois blogs, com uma landing page compartilhada contendo a série completa.

E-books

O e-book é uma opção tão boa, mas tão boa que é a principal forma de co-marketing que usamos aqui na Rock Content! Sabe por quê?

Esse tipo de material viraliza com facilidade e é perfeito para gerar leads, já que traz um conteúdo mais profundo, perfeito para quem está evoluindo na jornada de compra.

Os e-books também são bons para estabelecer credibilidade com o público. A desvantagem é que são mais demorados para produzir.

Whitepapers

Parecidos com os e-books, os whitepapers também são ótimos para gerar leads.

A diferença é que os whitepapers são um pouco mais curtos e específicos, e são, de certa forma, um pouco mais “crus”, sem tanta atenção a detalhes gráficos.

Por conta disso, o seu trunfo é a maior facilidade e rapidez de produção. Você pode pensar em whitepapers como o meio termo entre posts de blog e e-books.

Webinars

Os webinars, que vem da mistura das palavras “web” e “seminar”, são justamente seminários online, que normalmente ao vivo.

Os webinars são poderosos para gerar leads porque o público tende a se identificar mais facilmente com o palestrante, seja por ouvir sua voz ou ver as imagens que ele apresenta.

Você pode criar um webinar de sucesso em menos tempo que levaria para escrever um e-book, e seu modelo dinâmico tem tudo para interessar um parceiro em potencial.

Vídeos

Não é tão fã de realizar eventos ao vivo? Tudo bem, isso não quer dizer que você precisa descartar por completo o uso de vídeos na sua estratégia.

Muito pelo contrário, os vídeos são o futuro do marketing digital e jamais devem ser esquecidos.

As opções para usar vídeos no co-marketing são variadas: tutoriais, entrevistas, análises de produto, etc.

Depois de criar o vídeo juntos, cada empresa pode postá-lo em seu próprio canal.

Twitter Chats

Já ouviu falar em Twitter Chats? Eles são como que painéis de discussão sobre um tema específico que acontecem ao vivo no Twitter usando uma hashtag em comum.

Uma empresa que usa muito os Twitter Chats é o Buffer, que tem até uma página exclusiva com todos os chats passados e futuros.

Como exemplo de co-marketing, o Google se juntou ao Twitter para promover um evento voltado à pequenos negócios. Como fizeram?

Criaram uma landing page com as duas marcas e compartilharam por uma semana conselhos úteis sobre empreendedorismo, usando a mesma hashtag. Simples, não acha?

Eventos

Eventos estão entre as formas mais impressionantes de elevar uma marca, mas tanto o trabalho quanto os custos envolvidos podem desencorajar a muitos.

No caso do co-marketing, isso se torna mais viável, já que você vai poder contar com o dobro da estrutura e do conhecimento necessários para fazer o evento dar certo.

Ferramentas

Lembra da máquina de títulos e o gerador de personas, que já citamos? Esses são exemplos de ferramentas que facilitam a vida do seu público e ajudam na geração de leads.

Além de ferramentas online, como as citadas, você pode usar um modelo de documento, planilha ou qualquer coisa que ajude o público no dia a dia.

Não resta dúvida de que o co-marketing é uma das melhores coisas que você pode fazer para ter resultados rápidos, duradouros e com economia.

E agora que você já sabe tudo sobre co-marketing, está na hora de usar isso para criar parcerias campeãs!

Sabia que o sucesso de uma estratégia de co-marketing depende de acertar nas personas? Então, aprenda com este guia o que são buyer personas e como criá-las!

Boa leitura!

 
Autor(a)

Escrito por: Renato Mesquita Jornalista apaixonado por Marketing de Conteúdo, futebol americano e paçoca.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!