como dar nome a uma empresa

Como dar nome a uma empresa: 13 dicas incríveis

Se vocês está criando uma empresa precisa entender que ela será para seus clientes o que nome da empresa diz.

Um dos aspectos mais importantes para o sucesso de um negócio é o seu nome, pois através dele o empreendimento é individualizado e pode ser identificado pelos consumidores.

Desse modo, saber criar um bom nome é essencial para um empreendedor de sucesso.

Você já parou para pensar que, em um mercado tão competitivo, ter um excelente produto para ofertar, por si só, não garante bons resultados?

Mais do que um bom produto, é preciso atrair os clientes, e nesse momento ter uma marca forte e criativa fará toda a diferença!

Muitos empreendedores sabem dessa importância, mas sentem dificuldades ao escolherem o nome ideal para seus empreendimentos.

Por isso, diante da relevância do tema, preparamos um post que irá lhe ajudar a dar nome a uma empresa. Um nome que seja marcante e adequado ao seu negócio, que será decisivo para o sucesso e crescimento de seu negócio.

Acompanhe as nossas dicas!

Antes de tudo, qual a importância do nome de empresa?

Antes de começarmos a apresentar essas valiosas dicas, é preciso entender um pouco acerca da função e importância da marca para o sucesso da empresa.

Isso porque, muitos empresários não sabem o quanto essa escolha é significativa e, justamente por isso, acabam cometendo falhas ao nomearem seus empreendimentos.

Não estamos falando apenas de um processo criativo, mas também de uma técnica que envolve estratégia para adequar o nome ao público alvo, sendo atrativo e diferente.

Assim sendo, não é difícil compreender porque ter um bom nome é tão essencial para o êxito de um negócio.

O nome de empresa é o que identifica o seu serviço ou produto no mercado. Ele é o responsável por individualizar e diferenciar o seu negócio dos concorrentes.

Além disso, facilita a memorização do consumidor, que se recordará mais facilmente da sua empresa.

Desse modo, podemos dizer que se trata de uma poderosa estratégia de marketing, que divulga a sua marca, fortalecendo o vínculo com seus clientes.

Agora que você entendeu a dimensão do tema de hoje, pegue uma caneta e anote com atenção as dicas fundamentais para escolher um bom nome de empresa.

Acompanhe!

Como dar nome a uma empresa: 13 dicas incríveis

Para dar um bom nome para a uma empresa é necessário seguir uma série de passos importantes.

1. Faça uma lista de informações importantes

Antes de começar a soltar a imaginação é preciso anotar alguns dados relevantes para a escolha adequada de sua marca.

Para isso, tenha as seguintes informações bem definidas:

  • Persona de sua empresa
  • Características e perfil predominantes desse público (sexo, idade, escolaridade, preferências, referências, etc.)
  • Listagem dos produtos e serviços ofertados
  • Diferenciais de seu negócio
  • Nomes dos concorrentes
  • Onde você pretende chegar com o seu empreendimento

Após ter as respostas para esse questionário, a tarefa de escolher um nome adequado ficará mais fácil e com menos chances de não atingir o seu objetivo, ou seja, se destacar no mercado.

2. Reúna uma boa equipe

Escolher um nome de empresa sozinho não é uma boa ideia, por isso tenha ao seu lado uma equipe produtiva, que possua características como criatividade, afinidade com linguagem e um bom conhecimento em marketing.

Essas habilidades são importantes para o processo de criação. Por isso, fique atento às qualidades individuais das pessoas que trabalham com você e saiba estimular a sua criatividade.

Um grupo ideal é formado por 5 a 8 pessoas e devem trabalhar saber trabalhar em conjunto, com boa capacidade de comunicação.

Você verá o quanto isso é importante para o processo criativo e como pessoas diferentes podem se ajudar, complementando e integrando ideias.

3. Faça um Brainstorm

Brainstorm é uma expressão inglesa que pode ser traduzida para o português como “tempestade cerebral” ou “tempestade de ideias”.

É uma técnica bastante utilizada nas empresas para desenvolver novas ideias e projetos e estimular a criatividade dos agentes envolvidos.

Você poderá fazer uso dessa ferramenta para facilitar a escolha do nome de sua empresa.

Para isso, marque uma reunião com sua equipe especialmente para isso, escolhendo um ambiente arejado, reservado e bem iluminado.

Além disso, para que o processo flua naturalmente e apresente bons resultados, é importante adotar algumas posturas:

  • Não classifique as ideias em boas e ruins, todas merecem ser registradas e posteriormente analisadas.
  • Cuidado para não inibir algum membro da equipe, ele poderá não se sentir à vontade para expressar suas ideias e sua empresa pode perder um ótimo nome.
  • Crie um ambiente descontraído e confortável. Apesar da seriedade do que está sendo decidido, isso fará com que o processo criativo se desenvolva melhor.

Desse modo, todo o grupo irá se reunir, expor e registrar as sugestões em busca de um objetivo comum.

4. Inicie pelo mais básico

Não vá com muita sede ao pote pois isso, certamente, tornará o processo mais lento e difícil.

Portanto, comece pelo básico, anotando palavras que tenham alguma relação com o ramo em que sua empresa está inserida.

Nesse momento, não se preocupe em montar um nome completo, apenas faça associações interessantes.

Para isso, é importante que o processo flua de uma maneira leve, para que todos possam emitir suas opiniões.

A partir daí, anote as sugestões e coloque-as em um local onde todos possam visualizar e trabalhar melhor com elas.

5. Escolha opções simples

Um dos maiores problemas que um nome de uma empresa pode apresentar é ser extenso ou complexo demais.

Essa é uma falha que prejudicará bastante o processo de memorização da marca pelos consumidores.

Por isso, ao selecionar os melhores nomes, dê preferência àqueles que são mais simples e curtos, descartando nomes que possam gerar confusão ou associação à concorrência.

Claro, você quer se destacar e não simplesmente parecer igual aos seus adversários no comércio!

Para perceber o quanto isso é relevante, basta observar grandes empresas em diversos ramos, como Google, Facebook, Twitter, Nike, Apple, Globo e Istoé.

Todas elas possuem nomes curtos e fáceis de se memorizar.

6. Fuja de associações inadequadas

A escolha do nome da empresa é uma etapa muito importante e que pode repercutir positiva ou negativamente em seu funcionamento.

Assim, é primordial que, ao se realizar a seleção das opções disponíveis, a equipe fique atenta a associações inadequadas.

É importante observar se o nome apresenta alguma ambiguidade ou até mesmo uma conotação negativa.

Além disso, caso seu negócio tenha como objetivo extrapolar fronteiras, fique atento para possíveis traduções do nome escolhido.

Essa é uma dica importante, pois evitará que se cometa alguma gafe ou que sua marca fique ligada a algo ruim, pejorativo ou até mesmo sem credibilidade.

7. Diga não aos modismos

Um erro muito comum no momento de se designar o nome de uma empresa está relacionado a adotar expressões ou referências com base em modismos.

Existem diversos negócios que se inspiram em algum jargão, novela, personagem ou programa de televisão, o que a longo prazo não será interessante.

É preciso enxergar onde sua empresa estará daqui a alguns anos e que um nome baseado em alguma “modinha” pode não ser tão atrativo no futuro.

Isso porque, aquilo que é considerado moderno hoje, se tornará ultrapassado em pouco tempo.

Portanto, se a sua perspectiva é o crescimento empresarial, ter uma boa imagem e conquistar novos clientes, evite escolher nomes com prazo de validade!

8. Fique atento à pronúncia do nome escolhido

Escolher um bom nome envolve a análise de diversos aspectos. Assim, muito mais do que atrativo, ele deve ser fácil de se pronunciar.

Já pensou o quanto negativo pode ser para a imagem de seu empreendimento se o consumidor não conseguir pronunciar adequadamente a marca? Ou, ainda, se existirem diversas pronúncias?

Optar por nomes assim dificultam a formação da identidade da empresa no mercado, além de gerar desconforto no consumidor que não sabe se está falando corretamente.

Por isso, nomes confusos ou que podem emitir sons estranhos em outras línguas devem ser evitados, pois exercem uma influência negativa.

Além disso, evite nomes em que a grafia e a pronúncia não se harmonizam.

Imagine o consumidor tentando pesquisar o endereço ou telefone de sua marca, mas não consegue grafar corretamente no mecanismo de busca da internet: isso pode ser bastante prejudicial!

9. Escolha um nome coerente

Todos nós ao andarmos pelo centro comercial em nossa cidade nos deparamos com estabelecimentos com nomes como “Casa da Ana”.

Se você não conhecer a empresa ou não entrar na loja, dificilmente conseguirá identificar que tipo de produto ou serviço ele oferece.

Assim, escolha um nome que facilite para o consumidor identificar a que ramo sua empresa pertence.

Por exemplo, uma padaria com nome de “Boutique do pão” ou uma empresa de brinquedos infantis com nome de “Mundo dos brinquedos” não geram qualquer dúvida acerca do que é comercializado.

Desse modo, você facilita a vida do cliente e aumenta a identificação da sua marca com seu produto, refletindo positivamente nas vendas.

10. Seja criativo

Em um mercado cada vez mais competitivo, com consumidores mais exigentes, a única opção é se diferenciar.

Sendo assim, uma boa estratégia é usar a imaginação de sua equipe e criar um nome totalmente inovador para a sua empresa.

Pensar em algo sem qualquer associação pretérita pode ser uma excelente estratégia para colocar o seu negócio em uma posição de destaque no mercado, criando uma identidade corporativa única e exclusiva.

Aliás, as grandes empresas do momento foram ousadas e criaram nomes que desafiam os dicionários.

Um ótimo exemplo é o Google, a palavra não possui significado ou tradução, sendo usada exclusivamente para designar essa grande empresa mundial.

Que tal pensar em algo assim? Seja criativo e deixe a imaginação fluir!

11. Dê preferência aos nomes com letras no início do alfabeto

Você pode não ter entendido muito bem o título, mas a ideia é dar prioridade a nomes que se iniciam com as primeiras letras do alfabeto.

Claro, isso não é regra, é apenas uma estratégia de marketing que pode ajudar na visibilidade de sua empresa.

Tente lembrar de um catálogo de telefones organizado por ordem alfabética.

Se o seu concorrente tiver um nome iniciado com a letra “a”, será encontrado mais rapidamente pelo cliente.

Além disso, nomes que iniciam com as letras X, Y e Z, podem apresentar grafia e pronúncia um pouco rebuscadas e, como vimos anteriormente, devem ser evitados.

12. Não se esqueça de criar o logotipo

Uma boa marca não existe sem um bom logotipo.

É preciso pensar em uma identidade visual de seu empreendimento, ou seja, não basta apenas escolher um nome adequado, é preciso ter uma boa representação gráfica de sua empresa.

A logomarca, muitas vezes, é mais visualizada do que o próprio nome de empresa, sendo que muitos consumidores são capazes de identificá-la apenas por essa representação.

Como exemplo, podemos citar os tênis da Nike que, em sua grande maioria, não possuem seu nome estampado.

Entretanto, seus consumidores identificam o produto apenas pelo símbolo característico.

O mesmo ocorre quando se visualiza a maçã que identifica a Apple.

Desse modo, não resta dúvida de que é importante investir tempo e imaginação também na criação de um logotipo, que não poderá ser imitação ou semelhante a outros que já existem, sendo algo simples, inovador e de fácil reprodução.

13. Por último, verifique a disponibilidade do nome de empresa escolhido

Depois de todo esse processo criativo e da escolha definitiva do nome do seu negócio, é importante tomar algumas precauções para que seu nome não corra o risco de já pertencer a outra empresa.

Para isso, pesquise se o nome já possui registro no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual), órgão brasileiro responsável por regular o registro de marcas e patentes.

Se tudo estiver correto, faça o registro do seu nome o quanto antes para evitar plágios e cópias de sua marca.

Além disso, é recomendável pesquisar se o nome escolhido possui um domínio na internet.

Isso porque, em um mundo digital como o nosso, ter um sítio eletrônico é essencial para o sucesso de qualquer empresa.

Viu só quantas dicas importantes e úteis foram repassadas para você, hoje?

Elas lhe ajudarão bastante a tomar essa decisão tão importante para seu negócio. Afinal, o nome de empresa é o que colocará seu negócio diante do consumidor e funcionará como o cartão de visitas do seu empreendimento.

Portanto, agora que você já sabe o que fazer, mãos à obra!

O que você achou dessas informações? Já escolheu o nome da sua empresa? Aproveite também para conferir nosso guia sobre marketing digital para pequenas e médias empresas!

politica de privacidade

 
Autor(a)

Escrito por: Diego Gomes Fanático por blogs, content marketing, lean startups, growth hacking e outras dezenas de buzzwords. Fale comigo: @dttg ou inscreva-se no meu curso gratuito de marketing de conteúdo por email.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!