Aprenda como fazer um Infográfico incrível!

Como fazer ou criar um infográfico do zero pode parecer uma tarefa assustadora, não é mesmo?

Entretanto, recomenda-se muito que as pessoas enfrentem seus medos para tornarem-se pessoas melhores.

Filosofias à parte, a criação de infográficos é de fato uma tarefa bastante trabalhosa e pode “amedrontar” até designers mais experientes.

Sendo designer ou não, se você veio até esse post é por ter algum interesse em infográficos, certo?

E através dele, vamos entender um pouco mais sobre o formidável mundo das informações auxiliadas por imagens, como criá-las e como elas podem ajudar nas suas estratégias de marketing digital.

Mas, primeiramente…

O que é um infográfico?

Infográficos são dados/informações apresentados com o auxílio de recursos visuais. Sabe quando você explica algo, nota que não foi bem compreendido e pergunta ao interlocutor:

– Entendeu ou quer que eu desenhe?

Pois bem, se a pessoa não entendeu, o próximo passo será o desenvolvimento de um infográfico.

Simples assim. Sempre que usamos imagens para explicar dados, temos um infográfico.

Na prática, vemos infográficos em diversos meios de comunicação presentes no nosso dia a dia. No jornal que lemos durante o café da manhã, nos noticiários, livros e principalmente, na internet (em ebooks, sites e redes sociais).

A internet é feita de informações e quando a informação que desejamos transmitir não é tão atrativa, ou apresenta uma nível de complexidade um pouco maior, infográficos são a saída perfeita para informar e atrair a atenção do usuário.

Tipos de Infográficos

Com a vastidão de novas mídias que surgem no mundo digital todos os dias, infográficos também tomam novas formas e novas plataformas.

Isso nos possibilita explorar diversos recursos para a melhor transmissão da informação.

Basicamente, existem três tipos de infográficos: estáticos, animados e interativos.

Infográficos estáticos

Muito embora sejam os infográficos mais facilmente encontrados, isso não significa que a sua execução seja menos trabalhosa.

Quando o infográfico é apenas uma imagem estática, torna-se ainda mais desafiador expressar e definir as informações.

Os dados precisam ser bem organizados e, geralmente, existe bastante informação textual nos infográficos estáticos.

Veja o exemplo:

como fazer um infografico

Este infográfico foi feito para explicar a complexidade do porta aviões britânico Queen Elizabeth. Para isso, o próprio navio foi ilustrado para que cada parte fosse explicada.

Note que em partes internas, o corte do navio foi ilustrado ou então uma foto do interior acompanha a informação de texto.

Infográficos assim precisam ser muito bem organizados para que não fiquem confusos. As fontes, os espaçamentos e respiros devem ser muito equilibrados.

Muitos detalhes para se preocupar.

Infográficos Animados

Um recurso muito utilizado são os infográficos animados. Neles, pela mobilidade, as informações podem ser mais bem divididas e organizadas.

Tomando o infográfico do porta-aviões como exemplo, se fosse animado em forma de vídeo, todo o conteúdo de texto poderia ser substituído por locução.

As partes do porta avião poderiam ser mostradas em etapas lineares.

Recursos de animação em 3D poderiam ser utilizados para mostrar o interior do navio, por exemplo.

Tudo isso facilitaria a compreensão do conteúdo final.

O problema são as dificuldades técnicas na execução desse material.

Profissionais que dominam animação e modelagem 3D são caros e um infográfico com um nível de complexidade muito alta pode custar bastante dinheiro.

Porém, infográficos animados não precisam ser assim tão complexos. Veja o exemplo:

Nesse vídeo infográfico, a locução explicativa é aliada aos recursos visuais animado para explicar o crescimento das redes sociais.

Neste exemplo, o tema é o mesmo, mas dessa vez sem locução, apenas dados escritos para serem lidos, auxiliados pela animação.

 

 

como fazer um infografico

como fazer um infografico

 

Os exemplos acima (feito pelo incrível site de infográficos Pictoline) são gifs animados que explicam temas diversos.

Gifs geram alto engajamento em redes sociais.

Saiba mais sobre como fazer Gifs clicando aqui.

Infográficos interativos

Esse tipo de infográfico também exige um nível técnico avançado, uma vez que envolverá, além de animações, conhecimentos de programação.

O infográfico deve ser manipulável pelo usuário, de forma que ele consiga “passear” pelas informações do infográfico por conta própria.

A revista SUPERINTERESSANTE – que é uma assumidade no quesito – tem alguns infográficos interativos excelentes, como o que pode ser acessado clicando aqui.

Por que fazer um infográfico?

Por quê eles são extremamente eficazes!

Um estudo realizado pela Ethos3 – We Live In A Visual World – apontou que:

  • 90% da informação enviada ao cérebro é visual;
  • Recursos visuais são processados pelo cérebro 6 mil vezes mais rápido;
  • O ser humano retém, em média, 80% do que vê, 20% do que lê e 10% do que ouve;
  • Os infográficos podem aumentar o tráfego do seu site em 12%;
  • Nos últimos 5 anos as buscas no Google por infográficos aumentaram 25 vezes;
  • Conteúdos visuais está 40 vezes mais suscetível a ser compartilhado nas redes sociais que os demais tipos de conteúdo.

Além disso, os infográficos são atrativos, intuitivos, as informações são absorvidas mais facilmente, oferecem mais de um ponto de entrada para informações (isto é, proporciona uma leitura não linear), ficam na memória, são auto explicativos, são extremamente compartilháveis e possuem um incrível potencial de gerar engajamento.

Recursos visuais

Para a criação de infográficos, alguns conceitos visuais devem ser compreendidos.

Infográficos usam linguagens visuais distintas com a finalidade de transmitir informações de maneira clara e rápida.

Entenda quais são e quando usar estas linguagens:

  • Linguagem verbal

Utilizamos a linguagem verbal quando a representação gráfica/imagética de um dos itens do infográfico se torna muito complexa ou simplesmente menos eficiente.

Ao invés de correr o risco de tentar representar algo com uma forma que pode ser mal interpretada ou não compreendida, usa-se a palavra correspondente e isso pode ser texto escrito ou falado (no caso de um vídeo-infográfico com locução).

Esse recurso é utilizado quando o que se deseja representar é muito amplo ou abstrato. Ao contrário do que se pensa, não é por ser um infográfico que tudo nele precisa ser imagem.

Comumente utiliza-se linguagem verbal em títulos, legendas, blocos de textos, valores e quantidades (entre outras informações numéricas).

Ao utilizar essa linguagem, evite textos muito longos.

Em infográficos, textos tem a função de auxiliar a compreensão, e não a de passar a mensagem completa.

Se não, não seria um infográfico, mas sim uma página de livro com figuras.

  • Linguagem Esquemática

Nessa categoria podemos encontrar elementos que representam conceito abstratos como setas indicando direções, elementos que indiquem movimento (como linhas usadas para indicar que um objeto está se movendo, como o exemplo que segue).

como fazer um infografico

 

Também se enquadram nessa categoria elementos como gráficos, tabelas, diagramas, linhas, etc.

  • Linguagem Pictórica

A linguagem pictórica abrange representações mais literais de objetos concretos do mundo físico.

Podem ser representações fotográficas e realistas (como no exemplo dado do navio) mas também podem ser representações ilustrativas bem sintéticas e icônicas.

 

como fazer um infografico

 

É importante lembrar de que, quando falamos de representações visuais, principalmente nas menos literais, deve-se tomar muito cuidado pois pessoas diferentes interpretam coisas diferentes.

Essas interpretações são influenciadas por diversos fatores, como diferença cultural e o próprio contexto.

Isso significa que não devemos nos valer dos nossos próprios valores e tomá-los como absolutos.

Se você mostrar um ícone que representa uma borboleta para alguém e essa pessoa disser que, para ela, aquilo lembra um motor de carro, você deve repensar a imagem que você escolheu para representar a sua borboleta.

Agora que já sabemos disso tudo, mãos à obra.

Criando infográficos

1. Foco

A função do infográfico é a de informar algo. Definir sobre o que é que você quer informar é obviamente o primeiro passo.

Além do tema, defina a sua persona. Defina os seus objetivos. Defina a linguagem que você vai utilizar. Faça o escopo completo do seu infográfico.

2. Pesquisa

É hora de fazer um trabalho concreto de pesquisa para ter dados que vão nortear o seu infográfico.

Não cabe a este post render muito no assunto da pesquisa, mas fica aqui a dica de que é muito importante ter certeza da procedências das suas fontes.

Passar informações duvidosas através de qualquer meio pode arruinar a imagem da sua marca.

Alguns bons canais de informações confiáveis são os seguintes sites:

  • OMS (Organização Mundial da Saúde);
  • WTO (Organização Mundial do Comércio);
  • Google Data: Aqui você encontra indicadores do desenvolvimento mundial.

3. Seleção

Tendo a sua pesquisa feita e toda a suas informações reunidas, é hora de peneirar.

Avalie e selecione as informações que melhor explicam o seu tema escolhido.

Faça cruzamento de dados, de uma forma que no fim você consiga passar toda a informação que deseja.

O objetivo é selecionar e não resumir um punhado de informações.

4. Redação, revisão e correção

Agora é hora de organizar o conteúdo, já pensando na estrutura do seu infográfico.

O que de fato vai pro seu infográfico final. Revise e corrija possíveis erros.

5. Rascunho

Faça um rascunho do seu infográfico já organizando as informações no formato escolhido.

Rascunhe as imagens, colocando-as nos espaços onde ficarão no produto final.

Organizar as coisas agora facilita os trabalhos que vem a seguir.

6. Execução

Hora de construir a nossa bela peça informativa e visual. Para isso, alguma ferramenta de edição gráfica se fará necessária. A seguir, algumas recomendações.

6.1. Ferramentas

  • Programas gráficos da Adobe: se você tem conhecimentos de design, usar photoshop, illustrator ou indesign (ou, por quê não, os três trabalhando juntos) é a primeira opção desta lista. A adobe é líder de mercado e, mesmo que você não saiba operar os softwares mas estiver disposto a aprender, tutoriais ensinando a utilizar essas ferramentas podem ser facilmente encontrados no youtube. Os programas são pagos, mas você pode usá-los gratuitamente por 30 dias. O download pode ser feito no site oficial da empresa.
  • Freepik: esse site grátis de imagens é uma mão na roda para qualquer designer. Se você fizer a busca “infográfico” neste site, diversos templates prontos para download surgirão. Aqui você também pode fazer download de ícones, ilustrações e fotos. Ou seja, tudo que é necessário para a criação de um infográfico. A manipulação desses arquivos adquiridos nessa página demandam conhecimento em softwares gráficos como os citados no ítem anterior.
  • Canva: ferramenta online e totalmente gratuita pra quem não é designer (se bem que até designers experientes também usam o canva, por sua versatilidade e qualidade). Aqui pode fazer peças gráficas de alta qualidade facilmente. Esse site também oferece diversos templates para manter os seus designs armônicos e organizados. Na sessão Bloggings & Ebooks existe uma opção chamada Infographics. Nela você terá diversas opções para customizar o seu próprio infográfico. Brinque sem medo!
  • Visme: ferramenta online gratuita bastante intuitiva e de fácil utilização especializada na criação de infográficos.
  • Infogr.am: mais de 1 milhão de infográficos já foram feitos com essa ferramenta que permite a criação de gráficos, tabelas e ícones descolados. A inconveniência é que, tendo o seu trabalho pronto, você só consegue o arquivo final se tiver a conta PRO, que é paga.
  • Piktochart: essa ferramenta funciona como um tutorial passo a passo. Vai te guiando enquanto você desenvolve o seu infográfico. A sua utilização é gratuita, mas também é possível uma assinatura para que dá acesso a funcionalidades diferenciadas.
  • Visual.ly: essa poderosa ferramenta gratuíta conta com inúmeros templates de infográficos para serem editados com interessantes opções de customização.

Com todas essas ferramentas, ficará muito fácil fazer o seu infográfico.

A seguir daremos algumas dicas de design para que o seu infográfico se diferencie em meio a tantos outros.

6.2. Dicas de design

  • Cuidado com a hierarquia das informações.
  • Trabalhe com uma família de fontes bem completa com variações de peso. Isso ajuda a destacar pontos importantes e facilita na leitura e compreensão dos dados. Evite usar mais de três fontes diferentes. Saiba onde fazer o download de fontes clicando aqui.
  • Escolha o melhor estilo gráfico para o seu infográfico. Em alguns casos, ícones mais sintéticos serão mais apropriados. Em outros, ilustrações mais realistas ou até fotos passarão melhor as informações. O importante é que os elementos escolhidos ajudem a identificar o que é o que no seu infográfico. Diversos sites para download de imagens aqui e aqui.
  • Não se esqueça de adicionar o seu logo. Como o seu infográfico vai ficar incrível, muitos vão querer copiá-lo. Não há problema em que outros sites e blogs publiquem o seu infográfico, contanto que dêem a ele os devidos créditos. E isso muitas vezes não acontece. Logo, é interessante inclusive adicionar o seu logo em marca d’agua em cima do infográfico, para que a sua marca não possa ser apagada em algum software gráfico.

7. Divulgação e conversão

Seu infográfico está pronto e agora é hora de mostrá-lo ao mundo.

Toda aquela informação sintetizada em forma de imagem vai agora informar milhares de pessoas.

Mas para isso, o seu infográfico deve ser devidamente divulgado.

É muito interessante usar estratégias que ajudem o seu infográfico a gerar tráfego e leads.

Escrevendo um artigo sobre o assunto do infográfico é uma forma interessante para atrair visitas, por exemplo.

Você pode usar o infográfico para explicar uma parte específica do conteúdo ou simplesmente para resumir o assunto geral com menor profundidade.

Publique o seu infográfico nas suas redes sociais, com links direcionando para o seu artigo.

Se o seu infográfico for bastante complexo, você pode usá-lo para adquirir leads.

Libere um teaser (parte do infográfico) e use-o para atrair o visitante para uma landing page onde ele vai poder baixar o infográfico completo em troca do seu email.

Disponibilize um código embedável (embed code) para caso queiram republicar o seu infográfico. Isso gera backlinks e mantém o seu infográfico sempre atrelado ao seu site. Isso demanda um pouco de conhecimento em programação html, mas uma rápida pesquisa no google te dá ferramentas que geram embed codes.

Infográficos valem a pena

Por mais que possa ser um pouco mais trabalhoso do que os demais materiais, infográficos possuem um potencial de transmissão de mensagens as vezes muito superior à o de um texto corrido.

Na verdade, alguns assuntos são muito mais bem esclarecidos se forem “desenhados”. Além disso, a sua assimilação é de fato muito rápida e o potencial de viralização de um infográfico é muito grande (se o seu infográfico tratar de um assunto relevante para um segmento e se for muito bem feito).

São diversas as vantagens de se investir um pouco mais de tempo em um material que vai dar visibilidade e credibilidade à sua marca, além de gerar tráfego e leads.

E tudo isso pode ser feito com ferramentas gratuitas disponibilizadas na internet.

Se você já criou algum infográfico, ou tem algum exemplo que deseja mostrar, deixa pra gente nos comentários.

Espero que esse artigo tenha sido útil e espero ver vários infográficos criados por vocês nos comentários.

Qualquer dúvida, estou a disposição. um abraço!

 

 
Autor(a)

Escrito por: Zuk Chagas Analista de Marketing e Designer Gráfico na Rock Content. Faz três coisas desde que nasceu (e certamente continuará fazendo até o fim dos tempos): desenha, toca guitarra e torce pro São Paulo. É nerd desde quando ser nerd não era tão legal assim.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!