Menina ensinando como investir em marketing de conteúdo

Aprenda como investir em marketing de conteúdo com pouco orçamento e alcance grandes resultados!

Investir em Marketing de Conteúdo pode parecer uma missão difícil quando se tem pouco dinheiro, mas acredite, não é.

Você pode até desanimar no começo, por se tratar de uma estratégia que traz resultados reais apenas a longo prazo, e pensar: por que eu deveria investir uma grana se não vou ver os resultados agora?

Mas vamos com calma.

É mais que possível começar uma estratégia de Marketing de Conteúdo com pouco ou quase zero investimento.

E vamos te mostrar como fazer isso neste post.

Vamos lá!

Como investir em Marketing de Conteúdo com pouco investimento?

Se você está sozinho no seu negócio ou se conta com um time de marketing que não tem um bugdet muito alto talvez pense em descartar essa estratégia.

Mas veja as dicas a seguir e repare que você pode começar a fazer marketing de conteúdo:

1. Crie um blog

Criar um blog é a primeira parte da sua estratégia de content marketing, é como se fosse a porta de entrada das suas leads e é por ele que todo a mágica acontece.

E você pode ficar despreocupado. O custo de criar um blog é zero, ou quase isso.

Algumas dicas rápidas que podemos te dar sobre a criação do seu blog são:

  • Use o wordpress para criá-lo. É a ferramenta mais completa do mercado, que oferece inúmeros plugins e templates. Além de ser um dos melhores no quesito SEO.
  • Link seu blog para seu site principal. Afinal de contas é para ele que você quer que seus visitantes se dirijam depois de consumir seu conteúdo, certo?
  • Escolha um template responsivo, ou seja, aquele que se adéqua ao dispositivo que o leitor está usando, seja ele um notebook ou um celular. Tornando a experiência do seu visitante muito melhor.

Seu blog servirá para educar seus clientes sobre o que seu serviço oferece além de te ajudar a se aproximar deles criando uma relação de confiança, já que quase todo mundo procura informações online quando quer comprar algo.

Ou seja, não ignore o blog nem o deixe de lado.

E lembre-se de sempre postar conteúdos que vão sanar as dúvidas dos seus clientes e ajuda-los na sua jornada de compra.

2. Não deixe ele às moscas

Agora que você já criou a porta de entrada para suas leads pode-se dizer que você já está quase fazendo marketing de conteúdo.

Viu? Nenhum mistério até aqui.

Agora vem a parte de nutrir seu blog com conteúdos relevantes para a sua persona.

Ai você me pergunta: de onde eu tiro esse conteúdo?

Você pode terceirizar seu conteúdo ou produzir internamente.

Se optar por produzir internamente você pode designar uma pessoa do seu time de marketing para produzir um conteúdo por semana, no começo, para não pesar na rotina e atrapalhar nas atividades já existentes.

Lembre-se de conversar com seu funcionário que vai produzir os conteúdos e explicar bem as diretrizes que deverão ser seguidas.

Se você não tem um time de marketing e trabalha sozinho você pode separar de 15 minutos a 1 hora do seu dia para focar em produzir conteúdos.

Talvez no começo seja difícil achar tempo na sua agenda e talvez você fique tentado a deixar de lado a tarefa de escrever bons conteúdos, mas tenha disciplina e não deixe a peteca cair.

Afinal de contas você quer ter bons resultados, certo?

3. Faça Guest Posts

Agora que seu blog está up and running você já pode começar a procurar parceiros para escrever guest posts para você e também te ceder um espaço no blog deles.

Os Guest posts são excelentes para o famoso linkbuilding, ou seja, você consegue links externos para o seu blog, o que influência na relevância do seu post rankeamento nos mecanismos de pesquisa.

Incrível, não?

Também com os Guests Posts sua marca acaba sendo propagada para uma outra rede de visitantes, aumentando, e muito, seu brand awareness, deixando sua marca mais conhecida.

4. Diversifique seu conteúdo

Para atrair  a atenção do seu público alvo de diversas maneiras você pode, e deve, diversificar os formatos com os quais você espalha seu conteúdo.

Ou seja, não se prenda só ao blog post.

Você destrinchar aquele post enorme que você fez e transforma-lo em um webinar, um infográfico ou até mesmo outros blog posts menores.

O custo disso tudo não é alto e tem um retorno muito grande, já que você consegue atingir mais pessoas.

5. Invista nas redes sociais

Pode parecer óbvio para os dias de hoje criar uma fan page para o seu empreendimento no Facebook, por exemplo, mas de nada adianta apenas criá-la.

Você tem que investir!

Não necessariamente você precisa investir dinheiro nas suas redes sociais, mas sim tempo e atenção.

Sempre que subir algum post em seu blog lembre-se de compartilhá-lo nas suas redes sociais.

Também não se esqueça de nutrir suas mídias sociais diariamente, ou pelo menos 3 vezes por semana.

Seu público precisa saber que você não se esqueceu deles e que está se importando em sanar suas dúvidas e estar em contato com eles.

6. Use ferramentas de automação

Essa parte pode não sair de graça, mas terá um custo benefício muito alto!

A automação de marketing tem a proposta de ser um sistema inteligente que ajude a aumentar a geração de leads da sue empresa.

E para essa automação existem várias ferramentas que podem te ajudar nessa tarefa, que agilizam o processo e acompanham o crescimento do seu negócio.

E para te ajudar a escolher a mais adequada para o seu tipo de empreendimento vamos listar 3 ferramentas incríveis de automação de marketing:

1. Mail Chimp

O mail chimp é uma ferramenta especializada em e-mail marketing muito boa, que possui a versão free e a premium.

Nela você pode disparar e-mails para sua base, criar pop ups de subscribers, fazer testes A/B e acompanhar de perto todas as suas campanhas de email.

2. Hubspot

Podemos dizer que a Hubspot é uma das ferramentas mais completas do mercado quando o assunto é automação de marketing.

Por ela é possível criar CTA’s, landing pages especifícas, acompanhar os processos de geração e nutrição de leads e administrar campanhas de email marketing e mídias sociais, além de possibilitar o agendamento de publicações nas mesmas.

Porém a Hubspot não disponibiliza uma opção gratuita, apenas paga.

3. RD Station

No Brasil, pode-se dizer que a RD Station é a principal ferramenta de automação de marketing.

Com essa ferramenta é possível criar CTA’s, landing pages, publicações nas redes sociais e nutrir suas leads.

Tudo de uma forma bem intuitiva, sem precisar de um técnico em programação ou algo do tipo.

A RD Station também é paga.

Conclusão

Viu? Começar uma estratégia de marketing de conteúdo não é um bicho de sete cabeças e nem vai te fazer gastar todo o seu budget do seu time de marketing, pelo contrário é extremamente possível e você pode começar hoje mesmo.

Não deixe essa ideia de lado, aposte em educar seus visitantes e se tornar autoridade no seu nicho de mercado, você vai ver que suas vendas vão aumentar bastante!

Agora você já sabe como investir em marketing de conteúdo com baixo orçamento, quer entender um pouco mais sobre ele para apostar em cheio nessa estratégia?

Baixe nosso E-Book Enciclopédia do Marketing de Conteúdo!

 

 
Autor(a)

Escrito por: Ana Rennó Fotógrafa apaixonada por marketing digital, pringles de cheddar, red bull e louca pra conhecer o Cambodia.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!