competir em seo

Como sites pequenos podem competir em SEO com sites grandes?

Pode parecer inviável competir com grandes empresas pela atenção do consumidor. Para elas, o que não falta é investimento para o marketing e visibilidade para a sua marca.

Enquanto isso, seu dinheiro e sua reputação são conquistados na base de muito suor! Então, como pequenos negócios podem concorrer com os grandes?

A boa notícia é que o marketing digital é democrático: qualquer tipo ou porte de negócio pode ter sucesso com estratégias online. Melhor ainda é quando falamos de competir em SEO, que independe de investimentos em mídia.

Tudo o que você precisa é ter a percepção das oportunidades que existem para os pequenos negócios e sites, que os grandes geralmente não têm acesso ou não aproveitam.

Neste post, vamos falar sobre como você, um pequeno blog, pode competir com grandes empresas por um posicionamento de destaque nos resultados da busca.

Primeiramente, vamos analisar as vantagens em SEO de pequenos e grandes sites, para que depois você entenda as estratégias que podem ser usadas a seu favor. Acompanhe!

Vantagens dos grandes sites em SEO

Grandes empresas, com sites criados há bastante tempo e uma presença online madura, têm algumas vantagens em SEO que você não pode ignorar. Conheça as principais:

Recursos financeiros

O que vem primeiro à sua cabeça quando pensa na diferença entre pequenos e grandes negócios? É bem possível que você responda: dinheiro para investir.

Embora SEO não exija investimento em mídia, é necessário algum dinheiro para adquirir ferramentas, ter uma equipe especializada para fazer as otimizações ou terceirizar os serviços com uma agência digital.

E, indiretamente, mídias pagas também contribuem para um bom ranqueamento ao fortalecer a marca e aumentar sua visibilidade. Para grandes sites, não faltam recursos financeiros para isso.

Departamento de marketing com especialistas

Grandes empresas geralmente têm um departamento de marketing organizado, com especialistas para diferentes áreas do marketing digital.

Quando esse setor é mais enxuto, a empresa pode optar pela contratação de uma agência, que conhece profundamente o mercado digital e tem profissionais ainda mais especializados.

Enquanto isso, em pequenos negócios, muitas vezes é o próprio dono quem cuida do site e das redes sociais, ou a equipe é pequena, com poucos profissionais dedicados a muitas tarefas. Assim, não sobra tempo para se aprofundar em estratégias de SEO.

Autoridade do site

Provavelmente uma grande empresa já está há alguns anos no mercado e também já tem um site criado há muito tempo.

Ao longo dos anos, esse site já recebeu muitas visitas, muitos links de outras páginas, muitos conteúdos publicados. Então, o Google possivelmente já considera que ele tem uma grande autoridade, essencial para competir em SEO.

Já os sites pequenos ou novos precisam batalhar muito para conquistar essa reputação.

Mas não se desespere: se você tiver um conteúdo mais relevante e qualificado para o público, é possível bater os grandes players mesmo que eles tenham mais autoridade.

Confiança na marca

Tempo de mercado é um fator que também desperta confiança nos consumidores.

Com o passar dos anos, a empresa construiu sua reputação, tornou sua marca mais conhecida e se manteve na lembrança das pessoas. E se ela já está há tanto tempo consolidada, por que não confiar?

Os pequenos sites, no entanto, não têm toda essa visibilidade, e muitas vezes ainda estão entrando no mercado, conquistando seu espaço. Gerar confiança leva tempo.

Presença online completa e consistente

Com um ótimo poder de investimento e com uma equipe robusta, as grandes empresas geralmente conseguem explorar bem todos os canais digitais.

Elas estão presentes e ativas em diversas redes sociais, têm uma estratégia de e-mail marketing, trabalham com marketing de busca e têm objetivos claros em cada canal.

Assim, a visibilidade aumenta e a força da marca se consolida.

Vantagens dos pequenos sites em SEO

Não fique assustado com todas as vantagens dos grandes sites que acabamos de citar – os pequenos também têm suas potencialidades! Confira:

Processos ágeis com equipes pequenas

Equipes pequenas podem não ter profissionais tão especializados, mas têm um grande benefício: agilidade.

Em uma grande empresa, uma simples tarefa precisa passar pelo supervisor, gerente, diretor, até o dono do negócio! Isso torna os processos mais atravancados.

Mas em um pequeno negócio, os profissionais têm mais autonomia para gerenciar suas tarefas e tomar decisões, já que a equipe é pequena. Não é preciso realizar longas reuniões de equipe e aguardar a decisão da gerência.

Assim, você ganha agilidade, o que é uma exigência do marketing atual.

Liberdade de criação

Em pequenos negócios, há mais abertura para assumir riscos. Isso contribui para ousar em ações inovadoras, que podem trazer grandes resultados, mas sem garantias de que dará certo.

Isso também está relacionado ao poder de decisão que cada profissional tem: se você teve uma ideia, simplesmente execute-a. Não precisa de aprovação em diversos níveis da empresa.

Enquanto isso, os grandes têm uma preocupação maior em investir apenas no que gera retorno certo. Dessa forma, elas percorrem apenas os caminhos já trilhados, o que limita a criatividade.

Identificação com nichos

Grandes empresas precisam de escalabilidade. Por isso, não podem se identificar apenas com um nicho – elas precisam se comunicar com a massa, pois quanto mais gente consumir, melhor.

E aí está uma grande oportunidade para o pequeno negócio competir em SEO, já que ele pode escolher nichos e se tornar uma autoridade dentro deles.

O público confia muito mais em uma marca que fala a sua língua e que entende seus problemas e suas necessidades.

Autenticidade

Grandes marcas têm dificuldade em serem autênticas. Elas precisam mostrar, a toda hora, que são boas em tudo, que têm os melhores produtos e que não falham. Dessa forma, fica difícil conquistar a simpatia do público.

Por outro lado, ser transparente e autêntico mostra que a sua empresa é feita por humanos. Ao construir relações humanizadas, você constrói também conexões emocionais.

E os pequenos negócios têm mais abertura para conversar de igual para igual com as pessoas, pois entendem seus problemas e necessidades.

Foco em poucas estratégias

Com foco em apenas algumas estratégias digitais, os pequenos negócios podem se dedicar a poucas ações e se destacar nelas.

É o caso, por exemplo, do SEO. Se você acredita que otimizar seu site é a principal necessidade do momento, seus esforços podem se concentrar nisso e deixar um pouco de lado as campanhas pagas e as redes sociais.

Já as grandes empresas apresentam uma presença online completa e não podem se dar ao luxo de abandonar qualquer canal, pois um público enorme deixaria de ser impactado.

5 estratégias para competir em SEO

Agora que você já conhece suas vantagens e limitações em relação a grandes empresas, vamos ver algumas estratégias que um site pequeno pode desenvolver para competir em SEO como um gigante!

1. Utilizar palavras-chave específicas

Experimente buscar no Google por “smart TV”. Provavelmente você verá nos resultados os maiores sites de e-commerce do Brasil. Com eles, realmente será difícil competir.

Mas não desanime. Busque agora por “melhor smart TV para games”. Agora, os resultados já mostram alguns sites de nicho e vídeos do YouTube.

Apesar de serem menos badalados que na busca anterior, esses sites trazem conteúdos ricos para gamers que estão pesquisando uma Smart TV para comprar. Ou seja, eles se comunicam com um público de nicho. E, para essa busca, eles estão bem posicionados.

Entendeu o que queremos dizer? Você precisa focar nas palavras-chave de cauda longa e criar conteúdos de nicho sobre esses termos para competir em SEO. Explicamos melhor:

“Smart TV” é uma palavra-chave ampla, que gera bastante tráfego para um site. Por isso, os grandes sites estão de olho nelas e geram maior concorrência.

Já “melhor smart TV para games” é uma palavra-chave específica (cauda longa), buscada por menos pessoas. Por isso, ela gera menos tráfego e não atrai o interesse das grandes empresas, gerando menos concorrência para o ranqueamento.

Há ainda outro grande benefício: a cauda longa é capaz de atrair para o site um público específico, que está realmente interessado naquele assunto. Então, embora o volume seja menor, o tráfego é mais qualificado.

2. Criar autoridade em nichos

Reafirmando o que dissemos anteriormente: se você criar identificação com públicos de nicho, terá mais oportunidades em SEO, além de criar uma relação mais próxima e de confiança com os consumidores.

Para isso, você precisa desenvolver uma estratégia de conteúdo e de relacionamento dentro de algum segmento. Então, identifique as oportunidades dentro do seu mercado.

Por exemplo, se você trabalha com eletrônicos e percebe que atrai fãs de games, que tal criar sua autoridade dentro desse nicho?

Você precisa primeiramente entender esses consumidores: seus gostos, dúvidas, problemas, como buscam informações e como seu site pode ajudá-los etc. Com essas e outras informações, construa a sua persona.

competir em seo

Depois, comece a produzir posts e materiais relacionados ao seu mercado de atuação e relevantes para esse público. São esses conteúdos que servirão para posicionar seu site para as buscas desses usuários.

Além disso, entenda também quais são os outros blogs, sites e influenciadores desse nicho. Você precisa construir relacionamentos no mercado para conquistar backlinks relevantes, que mostrem ao Google que seu site é uma referência no assunto.

3. Construir relacionamentos mais próximos

Uma grande empresa não consegue criar relacionamentos individualizados, pois precisa pensar em escala. Mas você pode tratar cada pessoa como única e especial.

Grandes sites geralmente têm profissionais de relações públicas para fazer contatos com o mercado e a imprensa.

Já em um pequeno negócio, você mesmo pode conversar diretamente com outros players para apresentar sua empresa e suas propostas. Isso gera mais confiança para, por exemplo, negociar um guest post.

A mesma lógica vale para os consumidores. Em uma estratégia de e-mail marketing, você também consegue criar um relacionamento individualizado.

Por meio da nutrição de leads, você conquista a confiança da persona durante toda sua jornada de compra, com conteúdos específicos para as suas necessidades, que resolvam suas dúvidas e ajudem a amadurecer sua decisão.

Mas e-mail marketing ajuda a competir em SEO? Sim! Os resultados da busca são personalizados, pois o Google considera, entre outros fatores, o histórico de pesquisas e navegação do usuário.

Então, o algoritmo entende a relevância do seu site para aquele usuário e prioriza suas páginas no ranqueamento, já que elas foram bastante acessadas por ele durante a sua jornada.

4. Explorar conteúdos menos rentáveis

As grandes empresas estão de olho nas estratégias mais rentáveis, pois precisam de um grande volume de receita. Elas estão preocupadas com o caminho mais rápido para a compra.

Já você, que é um pequeno negócio, pode focar em conteúdos não tão atrativos financeiramente, que são menos concorridos e ajudam a posicionar suas páginas, embora não gerem vendas diretamente.

Por exemplo, enquanto elas estão focadas em se posicionar nos resultados para “smart TV”, “comprar TV” ou “smart TV com desconto”, você pode focar em “dicas para comprar uma smart TV” ou “como funciona uma smart TV”.

As suas palavras provavelmente não vão gerar uma venda na primeira visita, pois o consumidor ainda está pesquisando a melhor solução. Mas, se você tiver um bom conteúdo, ele se manterá em contato com sua marca até a hora da compra.

Para os grandes, isso é uma preocupação, pois se não converter na primeira visita, o usuário pode comprar do concorrente e não gerar nenhuma receita.

Mas para você, o importante é construir autoridade e reputação, conquistar sua confiança e efetuar a venda no momento certo.

5. Investir em conteúdos aprofundados

Como dissemos, o pensamento das grandes empresas é em escala. Elas precisam de volume, para gerar cada vez mais tráfego e vendas com seu site.

Esse é um dos motivos para elas não se especializarem em um nicho e, por isso também, não conseguem criar conteúdos extremamente aprofundados sobre um assunto.

Como um pequeno negócio, especializado em um nicho, você não precisa focar no volume. Você pode se dedicar mais à qualidade do conteúdo do que à quantidade.

Por exemplo, enquanto elas produzem vários conteúdos básicos sobre Smart TV em um blog, você pode criar um ebook supercompleto sobre a tecnologia das Smart TVs e oferecer um webinar para tirar dúvidas dos leitores.supercompleto

Já pensou como você pode conquistar uma ótima reputação com isso? Com conteúdos extremamente relevantes, suas páginas podem se posicionar a frente de grandes marcas em assuntos específicos.

Concluindo

O marketing nunca foi tão promissor para os pequenos negócios como no cenário atual.

Antes, anunciar na TV ou instalar um outdoor só era acessível a grandes marcas, com grandes orçamentos. Hoje, poucas verbas podem gerar excelentes resultados.

marketing digital tem estratégias proveitosas para todos os tipos e portes de negócios, e SEO é uma delas. Porém, para competir em SEO com grandes sites, um pequeno negócio precisa conhecer os caminhos. Foi isso que mostramos a você nesse post.

Agora, se você quiser se aprofundar mais em SEO, confira o nosso guia completo e atualizado!

competir em seo

*Conteúdo inspirado nesse artigo da MOZ.

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!