Vale a pena comprar likes no Facebook?

Vale a pena comprar likes no Facebook?

Já pensou ganhar 1.000 novos likes na sua fanpage do Facebook da noite para o dia, e por uma modesta quantia de R$ 89,90? Comprar likes no Facebook, a princípio,  pode parecer um bom negócio – que só “melhora” conforme os planos disponíveis no mercado aumentam a quantidade de curtidas e de descontos. Porém, um olhar um pouco mais criterioso pode desconstruir essa tendência que cresce a cada dia em todo o mundo.

Apesar dos aparentes benefícios oferecidos pelos vendedores de likes, como a promessa de todas as curtidas serem oriundas de pessoas reais,  (algumas até mesmo “voluntárias”) a realidade mostra que pagar para aumentar a quantidade de fãs no Facebook pode ser um verdadeiro tiro no pé. E para te mostrar como as desvantagens desse tipo de negócio superam qualquer benefício, fizemos esse post especial sobre o assunto.

Antes de mais nada, de onde vêm esses Likes?

Você já parou para se perguntar de onde vêm tantas curtidas? Alguns sites chegam a oferecer pacotes com mais de 5 mil likes, que surgem na sua página feito mágica em questão de dias. Para isso, basta pagar a quantia pedida pelo pacote e observar os números subirem. O que ninguém sabe ao certo é quem são essas pessoas que passam a curtir suas publicações de forma quase instantânea.

Segundo essas empresas, tratam-se de pessoas reais, mas poucas informações são dadas sobre elas. Quais suas idades? Onde moram? Quais os seus gostos? São homens ou mulheres? Todos esses dados, que deveriam ser fundamentais para construir qualquer público qualificado, são ignorados pelos vendedores de likes. “Mas afinal, qual o problema disso? Eu não vou aumentar o número de curtidas na minha página mesmo assim? Não é isso que importa?”. Não, caro amigo, não é.

Quantidade x qualidade

O problema da compra de curtidas por “pessoas” das quais você não tem nenhuma informação é que isso aumenta – e muito – o risco de prejudicar gravemente os níveis de engajamento da sua página. E, no final das contas, é justamente esse engajamento que realmente importa, já que é ele que se converte em leads. Consegue imaginar uma situação em que sua empresa fabrica produtos exclusivamente femininos, como absorventes, e os “likes” que surgiram na sua página após a compra do pacote serem majoritariamente masculinos? Esse é um dos riscos que podem acontecer.

Dessa forma, ao pagar para que completos desconhecidos curtam a sua página, você aumenta muito o número de likes, mas não de engajamento – que são os comentários, curtidas nas fotos, compartilhamentos e tudo mais que agrega valor à sua fanpage. O resultado é uma queda drástica do EdgeRank  da página e, consequentemente, do seu alcance de publicação. Isso significa que, apesar do número alto nos marcados da página, cada vez menos gente (especialmente os fãs reais) estão vendo os conteúdos que você compartilha. Isso acontece devido aos algoritmos do Facebook que decidem quais links aparecerão nas timelines e prioriza sempre aqueles com os maiores níveis de EdgeRank.

E se você acha que isso já é motivo suficiente para desistir da ideia de comprar curtidas fake, saiba que ainda existe outra consequência desastrosa desse tipo de ação. Como você não sabe quem são essas pessoas que passaram a curtir a sua página (e nem mesmo se eles sabiam e/ou autorizaram esse tipo de ação com seus perfis), o risco de algumas pessoas não gostarem do seu conteúdo e passarem a ocultar ou mesmo denunciar a sua página como spam é alto – o que tornaria a sua qualificação ainda pior para os códigos do Facebook.

New Call-to-action

E os fãs reais, como ficam?

Essa é outra pergunta importante que você deve fazer antes de considerar comprar likes por aí. Ao pagar para que desconhecido façam parte da sua rede, você automaticamente permite que eles interajam da forma que bem entenderem. Com isso, a sua página pode começar a receber uma quantidade significativa de curtidas, comentários e compartilhamentos nos conteúdos que não são, necessariamente, do interesse dos seus fãs reais.

Assim, você começará a notar que determinados posts estão fazendo mais sucesso do que outros. Como você não sabe que aquelas interações são dos fãs comprados, você acreditará que aquele é o tipo de conteúdo que você deve investir para ter cada dia mais interações. E é aí que acontece o desastre. Seu fãs reais podem não gostar nem um pouco daquelas publicações (cada dia mais frequentes), e passarem a ter cada dia menos interesse por sua página. E lá se vai o seu verdadeiro público-alvo.

E os fãs comprados, não podem acabar gostando da página?

Claro, afinal, nada é impossível. Mas a probabilidade disso acontecer é bem remota – já que você não tem nenhum controle ou filtro sobre quem serão essas pessoas ou quais seu interesses básicos.

Portanto, se o objetivo final de sua empresa ter criado e investido uma página no Facebook for divulgar seus produtos ou serviços e converter a atenção dos fãs em vendas, não conte com esses likes comprados para isso. Lembre novamente do caso da marca de absorvente. Os homens que passaram a curtir a página podem até achar os conteúdos legais, mas eles nunca vão se tornar clientes da empresa.

O que fazer então?

A resposta para isso é a mais conhecida de todas: trabalhe diariamente para criar uma base sólida de fãs – por mais que isso demore e seja muito mais difícil que comprar likes instantâneos. É melhor ter poucos, mas bons seguidores, do que uma grande quantidade de pessoas que não têm nenhum interesse por sua marca.

Conteúdos relevantes e de qualidade, atualização constante, avaliação permanente de resultados e um ótimo relacionamento com seus fãs é o feijão com arroz capaz de levar qualquer página a ser um verdadeiro sucesso no facebook – e sem precisar comprar curtidas para isso.

Agora é só partir para o trabalho e ver o resultado surgir, mesmo que aos poucos. Ainda assim ele será muito mais concreto e eficaz do que qualquer alternativa imediata – e não necessariamente barata para a imagem (ou o bolso) da empresa.

Quer saber mais? Baixe nosso ebook gratuito!

Marketing no Facebook_CTA para o blog (com botão de dl) 630x300

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!