Like Gate: Aprenda o que são e como fazer um na prática

Conteúdo institucional: por que você deve evitar

Frequentemente, nossas leads e até mesmo os clientes perguntam se fazemos também o conteúdo institucional para o blog corporativo. A resposta é bastante clara: não! Falar excessivamente sobre si mesmo, seus produtos, serviços ou como as coisas são feitas na sua empresa dificilmente será relevante para seu público.

Especificar um serviço e tecer elogios a ele, bem como criticar a concorrência ou apresentar seu crescimento interno, são ações que não garantem que potenciais clientes se sintam atraídos pelo que sua empresa tem a oferecer. Esse desinteresse do público acontece por vários motivos.

Quer entender por que não devemos incluir conteúdo institucional no blog corporativo? Confira a seguir:

A lead não irá enxergar valor no serviço

Se você tem uma empresa que traz uma solução inovadora para determinada questão, é comum que o público desconheça o funcionamento e os benefícios de contratar seus serviços. Some a esse ponto crítico um fator ainda mais relevante: as pessoas não sabem por que e quando devem contar com sua empresa. Suponhamos que você tenha uma plataforma de venda e troca de peças para computadores. Caso aborde sobre o fato de ser a única startup do tipo e os prêmios e investimentos que já ganhou, não está gerando valor para quem não te conhece.

Caso o seu blog esteja cheio de conteúdo institucional, o potencial cliente vê que o negócio tem méritos mas não consegue perceber como ele pode ajudá-lo na prática. A história se repete, inclusive, em empresas que já trabalham com produtos ou serviços bastante conhecidos. Dessa forma, institucionalizando o conteúdo, elas dão margem para a concorrência crescer.

Sem um conteúdo rico e bem planejado não há como as leads entenderem o quão bom é o seu produto, seu serviço, seu suporte, seu preço ou qualquer outro diferencial da empresa. Na falta de material útil, ninguém encontrará valor em suas postagens, que terão mais cara de propaganda do que de marketing.

A empresa não se mostrará relevante em seu segmento

Uma vez que você fala sobre tudo aquilo que é relevante para seu público, sua marca é vista como autoridade no assunto. Produzir conteúdo útil gera confiança nas pessoas antes mesmo delas saberem o que a empresa faz. Se você é o gestor de um e-commerce de roupas, por exemplo, um blog que apresenta tudo sobre moda será capaz de atrair quem gosta do assunto ou quer saber mais sobre ele. Ao construir um conteúdo de qualidade é possível se transformar em um trendsetter, ou seja, aquele que aponta as tendências do momento. Isso será importante para o consumidor escolher entre comprar roupas modernas e bonitas no seu e-commerce ou adquirir algo da concorrência, que não oferece mais do que looks básicos.

O cenário descrito ilustra uma realidade do marketing de conteúdo: se sua empresa é capaz de ser relevante através do blog, dos materias ricos, vídeos ou nas redes sociais, ela se torna autoridade no segmento. Dessa forma, quando alguém pensar em determinado nicho ou lembrar de uma dica preciosa que leu, irá associar isso a sua marca e saberá que sua empresa é a melhor opção.

Ficar apenas no conteúdo institucional pode não torná-lo autoridade. Mesmo que esteja apresentando sua equipe, os avanços dela, os prêmios que a empresa conquistou, falando bem dos produtos oferecidos, você não está mostrando nada na prática. Aos olhos do cliente é tudo teoria e vai parecer que sua empresa tenta impor uma imagem, como se fosse um rótulo de uma lata da qual não se sabe o sabor do que tem dentro.

Antes de qualquer coisa é preciso construir a autoridade! Seja relevante e interessante através do conteúdo do seu blog para ser aquela empresa que entende tudo do segmento em questão e, principalmente, dos problemas do público.

A empresa oferecerá “mais do mesmo”

O marketing mudou muito ao longo dos anos. Se antes cigarros eram oferecidos como item que compunha a elegância de uma pessoa, hoje só faz uso deles quem escolhe adquirir os malefícios que ele contém. Antigamente, a propaganda era duvidosa pois não existiam provas dos resultados positivos gerados por um produto, apenas reinava a imposição e o consumidor, sem instrumentos de pesquisa, adquiria a ideia por trás de um objeto, por exemplo. Esse tipo de publicidade padece! E o conteúdo institucional pode se parecer com ela: falta de informação e muito de imposição.

Trabalhar nos moldes do velho marketing é oferecer mais do mesmo, é falta de conteúdo, é apontar sem argumentar. De que adianta dizer qual seu preço se você sequer gera valor ou demonstra autoridade? Pense nisso quando for traçar sua estratégia de conteúdo para o blog.

O blog deixará de gerar leads importantes

Este é um dos pontos mais graves! Ao produzir muito conteúdo institucional, você corta o contato com aquelas pessoas que se encontram no topo e até no meio do funil de vendas. Nesse contexto, você inviabiliza a atração, a educação e a retenção da maior parte do público que tem necessidade de usar o seu serviço ou produto.

Caso seu planejamento de conteúdo para o blog não inclua educar as personas, preparando-as para uma compra futura, sua estratégia simplesmente perderá o valor e o foco no seu objetivo. Um conteúdo institucional será útil apenas para a pequena parcela que conhece o que sua empresa faz.

O conteúdo não irá ter aplicação para o público

As conquistas e diferenciais da sua empresa não ajudam em nada a otimizar a rotina do seu público. Com conteúdo institucional, quem chega ao seu blog não verá motivo para segui-lo, uma vez que aqueles posts e vídeos não têm utilidade.

Fazer marketing de conteúdo é se tornar relevante oferecendo as melhores informações para determinado tipo de cliente no momento em que ele precisa. Isso gera tráfego, o que leva às leads, desaguando em clientes.

Não há espaço para o conteúdo institucional?

Nesse ponto não é necessário ser radical. Você pode falar de si mesmo, desde que isso seja interessante para o público, de forma branda e pouco frequente. Um case de sucesso, por exemplo, fala de um bom trabalho da empresa mas tem valor para os potencias clientes que estão em um momento de decisão entre adquirir ou não o seu serviço. Conteúdo institucional também pode ser encaixado no LinkedIn sem problemas. Além disso, é possível ter um espaço em seu site reservado ao clipping, concentrando tudo que a mídia já falou da marca.

Mais do que bom senso e planejamento, a postagem de conteúdo institucional exige cuidado, conhecimento e muita moderação. Foque primeiro em gerar leads e fidelizar clientes. O valor agregado a sua marca e um grande destaque serão consequência disso.

O blog da sua empresa tem conteúdo institucional? Divida suas opiniões e dúvidas com a gente!

 
Autor(a)

Escrito por: Ludmila Alves



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!