Copywriting: máquina de escrever

Tudo que você precisa saber sobre copywriting: o guia definitivo para aumentar suas conversões com as palavras

Convencer sua persona a se engajar e aumentar suas conversões com o poder das palavras: conheça o copywriting.

Você é capaz de convencer o seu público-alvo por meio do uso estratégico das palavras?

Consegue encantar e fazer com que o leitor do blog siga todas as ações que você indica? Então, provavelmente, você já domina algumas das habilidades necessárias para ser um excelente copywriter.

Saiba que o seu conteúdo pode fazer a diferença na estratégia de marketing de uma empresa, aumentando o número de conversões e a rede de clientes e potenciais clientes.

Quer entender melhor o que é copywriting e como ele pode ser o que estava faltando para uma marca alcançar o sucesso? Então, este guia definitivo é para você! Confira:

Sumário

O que é copywriting?

Qual a relação entre Copywriting e Marketing de Conteúdo?

Quais elementos devem ser contemplados no Copywriting?

Quais são as principais técnicas de copywriting?

É possível ter um copywriting perfeito?

Quais são os erros mais comuns de copywriting?

Como relacionar Copywriting e SEO?

Como otimizar suas páginas com Copywriting e SEO?

Dicas para quem quer se tornar um copywriter

O que é copywriting?

Podemos definir copywriting como a produção de conteúdo de maneira estratégica e que tem como objetivo a conversão do público-alvo, ou seja, fechar vendas.

No entanto, por mais que esse seja o intuito final, ao longo de toda a jornada do cliente será necessário que o leitor tome alguma atitude, como assinar uma newsletter, fazer o download de um material rico ou apenas continuar no blog e ler outro post, de acordo com a estratégia que foi estabelecida.

É a partir dessa técnica que o copywriter é capaz de convencer e cativar a atenção do visitante de um site/blog e fazer com que ele siga as instruções que são dadas.

Esse profissional educa e capacita a persona sobre determinado produto ou serviço, para deixar claro que ele é a melhor solução para suas demandas. Isso é feito através da produção de materiais ricos e de qualidade, como posts, infográficos, e-books, whitepapers, webinars etc.

Qual a relação entre Copywriting e Marketing de Conteúdo?

No último tópico, ao explicarmos o conceito de copywriting, foi dito que ele tem como foco a conversão. Por conta disso, você deve ter em mente que ele terá grande relevância para a adoção do Marketing de Conteúdo em uma empresa.

Mas o que é Marketing de Conteúdo?

Quando o Marketing de Conteúdo é adotado em uma empresa tem-se o objetivo de atrair, cativar e educar o público-alvo, por meio de conteúdos que sejam relevantes e ricos.

Por meio dele, é possível aumentar a rede de clientes e potenciais clientes, já que as pessoas terão acesso a materiais de qualidade e que são do interesse delas.

Além disso, o Marketing de Conteúdo é muito importante para tornar uma empresa referência em determinado assunto, ganhando mais credibilidade, afetando o branding e melhorando a imagem da marca e, consequentemente, acarretando em mais negócios.

Marketing de Conteúdo e o Copywriting

Se o Marketing de Conteúdo busca engajar e atrair o público-alvo por meio de conteúdos educativos e de qualidade, o copywriting será o diferencial para que a estratégia seja efetiva, por induzir o leitor a tomar uma atitude.

O grande segredo, tanto para o Copywriting quanto para o Marketing de Conteúdo, é conhecer a fundo para quem o material está sendo produzido.

Assim, é possível tornar o leitor parte do assunto e solucionar sua dúvida de forma mais fácil.

Quais elementos devem ser contemplados no Copywriting?

Durante o planejamento de uma estratégia de copywriting é preciso contemplar alguns elementos, como:

Pesquisa

Um blog não se torna referência em um determinado assunto por acaso. Ele apenas alcançará o sucesso casa o conteúdo seja incrível e realmente satisfaça todas as necessidades do público.

Para tanto, é preciso muita pesquisa e dedicação, de modo a produzir o melhor conteúdo possível, ou seja, aquele que seja realmente do interesse da persona e consiga entretê-la e educá-la.

Objetivo

Não pense que a publicação dos posts deve acontecer de maneira indiscriminada. Procure estabelecer objetivos e um trajeto para o cliente dentro do funil de vendas.

Para auxiliá-lo nessa jornada, uma prática muito adotada é o calendário editorial.

Exclusividade

De nada adianta produzir mais do mesmo, ou seja, conteúdos básicos e que podem ser encontrados em qualquer blog ou site do segmento em que você atua.

Para se destacar e ganhar a confiança do seu leitor, um dos elementos imprescindíveis do Copywriting é a exclusividade.

Seja criativo, invista em pesquisas e garanta que o seu conteúdo seja único, com informações diferentes e relevantes para a sua persona.

Otimização

Você entenderá mais à frente a relação entre Copywriting e SEO.

Por ora, é ideal que você já tenha em mente que o SEO é muito importante para garantir a otimização do seu blog ou site, de maneira que a sua posição no rank do Google (ou qualquer outro buscador) seja excelente.

Análise

Assim como a relação com o cliente não se encerra quando uma venda é fechada, o seu trabalho não termina quando o post é publicado.

Acompanhe de perto as métricas, observe se cada conteúdo está tendo resultado, veja quais táticas devem ser potencializadas e as que precisam ser evitadas.

Ao analisar os seus resultados, você estará mais embasado para tomar decisões e tornar possível o sucesso do seu site ou blog.

Quais são as principais técnicas de copywriting?

Algumas técnicas devem ser adotadas para garantir que o copywriting seja uma estratégia bem-sucedida. A seguir, listamos as principais:

Saiba quem é o seu público-alvo

Mais uma vez: você deve saber para quem está escrevendo ou não terá tantos acessos quanto gostaria.

Primeiramente, defina a sua persona. Ela é um personagem semi-fictício que representa seu cliente ideal a partir de dados dos seus clientes reais.

É importante definir idade, sexo, ocupação, interesses, hobbies — e qualquer outro tipo de informação que sejam relevantes para entender seu público-alvo.

Dessa forma, será possível produzir um conteúdo orientado para os seus potenciais clientes, com estilo e abordagem que se aproxime à realidade deles, aumentando a possibilidade de conversões.

Estabeleça o tom e a linguagem do texto

Por falar em abordagem, é essencial estabelecer o tom e a linguagem que serão adotados em seus conteúdos.

Ao definir a persona e, consequentemente, o público-alvo, você já facilitou bastante essa tarefa.

Crie uma conexão com o leitor

Para estabelecer uma relação de confiança entre você e o seu potencial cliente é preciso criar uma conexão com ele.

Desse modo, ao planejar determinado texto, liste as estratégias que devem ser adotadas para fazer com que o leitor sinta que aquele conteúdo foi escrito pensando nele.

Você não vai simplesmente vender o seu conteúdo ou serviço, mas mostrar ao visitante do seu blog, por meio de materiais educativos e ricos, que você oferece exatamente o que ele precisa.

Aposte em verbos de ação

Como provocar no leitor o sentido de urgência? Ou a sensação de que se ele não seguir a sua orientação, provavelmente vai estar perdendo uma oportunidade sem igual?

Lembre-se de que a principal meta do copywriting é fazer com que o visitante do seu blog ou site siga a ação definida por você.

Para que ele compreenda a mensagem e saiba o que deve ser feito, é indicado que você use os verbos no imperativo, principalmente no título, intertítulos e CTA.

Confira alguns exemplos:

  • Título: Entenda a importância da gestão adequada das redes sociais
  • Intertítulo: Avalie as métricas
  • CTA: Agora que você aprendeu a fazer a gestão ideal das redes sociais, baixe agora o nosso e-book e tire todas as suas dúvidas sobre como ganhar mais seguidores!

Utilize números e pesquisas

Uma das formas mais efetivas de chamar atenção do seu leitor é provocar a sensação de que ele estará ganhando algum tipo de benefício ou vantagem ao ler o seu conteúdo.

Ao usar números no título, quem está lendo já terá certa noção de quantas dicas serão dadas ao longo do texto. Por exemplo: “Conheça 9 métricas incríveis para um Call Center”.

Se a sua intenção é comprovar uma informação que está sendo dada, para dar ainda mais credibilidade ao que você está dizendo, não abra mão de citar dados e pesquisas — sem se esquecer de linkar o endereço online de onde você tirou essa informação.

Vamos falar alguns erros comuns nos próximos tópicos, mas já podemos adiantar que expressões como “De acordo com pesquisadores…” passam a sensação de que a mensagem não é verdadeira.

É possível ter um copywriting perfeito?

Se enquanto você lê este material você está pensando em se tornar um copywriter, abaixo listamos algumas habilidades que você deve ter ou aprimorar:

Estimule a criatividade

Para se tornar um copywriter, não tem outro jeito: você precisa ser muito criativo.

Manter-se atualizado sobre as tendências e novidades são formas de surpreender o leitor e deixar a sua produção sempre condizente com o que ele espera.

Tenha em mente que plágio é crime e pode provocar sérias consequências. Além disso, os robôs dos motores de busca, como os do Google, estão sempre visitando as páginas e verificando se o material disponibilizado é realmente original.

Caso eles identifiquem alguma irregularidade, pode ter certeza de que o seu blog ou site será punido.

Mantenha a autoridade

Nós já falamos da importância de fazer uma pesquisa aprofundada e de produzir conteúdos originais e de qualidade, já que esses são fatores imprescindíveis para torná-lo um especialista em um tema.

Além disso, eles serão relevantes para manter a sua autoridade e torná-lo uma referência em seu nicho de atuação.

Não publique nada em seu blog caso tenha dúvidas sobre a veracidade da informação. É indicado também que você sempre faça uma análise minuciosa sobre as suas fontes, de modo a evitar espalhar dados ou informações que, por serem falsas, vão afetar a sua imagem.

Seja persuasivo

Não basta ser criativo e ter autoridade para falar sobre um assunto. Para conseguir que alguém siga, de fato, o que você está falando, é necessário ter como característica a persuasão.

Ao aprimorar essa habilidade, você terá mais condições de convencer e estimular o visitante do seu blog ou site apenas por meio do seu conteúdo.

Tenha objetividade

Não tenha dúvidas: se você ficar enrolando e dando voltas para falar sobre um assunto, certamente o leitor vai procurar por outro blog que consiga explicá-lo de maneira mais clara e objetiva.

Considere que cada conteúdo tem um papel diferente a cumprir e que textos de 100 palavras não terão o mesmo desenvolvimento e complexidade de um com 3000 palavras.

Quais são os erros mais comuns de copywriting?

Cometer erros de copywriting é mais comum do que se imagina. Para evitar que você passe por qualquer tipo de situação negativa, listamos os principais equívocos para você:

Deixar de revisar o conteúdo

Ter domínio sobre a língua portuguesa e escrever conteúdos coesos e coerentes são obrigações de um copywriter.

Você pode até se considerar um profissional capacitado e alheio aos erros, mas não se engane: até os maiores especialistas deixam passar algumas falhas, por menores que sejam.

A revisão do conteúdo serve para checar se não passaram erros de pontuação, digitação, concordância, repetição de palavras, entre tantos outros.

Uma dica é esperar cerca de meia hora para fazer essa leitura mais crítica. Os nossos olhos se acostumam com o material e podem não perceber que tem algum erro no seu conteúdo.

Para contribuir com a sua revisão, invista em ferramentas e corretores online para complementar o seu trabalho.

Produzir um conteúdo muito técnico

Outro erro frequente é acreditar que um conteúdo está condizente com a persona, pois ele é muito técnico. Muito pelo contrário!

Dependendo de quem for o seu público-alvo, pode ser necessário explicar termos técnicos e esclarecer conceitos complicados, de maneira a facilitar a leitura ao máximo.

Não exagere nos benefícios do produto ou serviço apresentado

Principalmente se você está aliando as estratégias do Marketing de Conteúdo e do copywriting, lembre-se de que não deve ser feita uma publicidade explícita e escancarada sobre o seu produto ou serviço — quando chegar o momento certo da jornada do cliente, ele será apresentado ao que você disponibiliza em seu negócio.

Ao longo dessa trajetória, os seus conteúdos por si só serão capazes de conquistar, fidelizar e converter os visitantes do seu blog, pois demonstram que são a solução ideal para as necessidades deles.

Não conseguir cativar o leitor

Para perceber o que realmente é capaz de instigar e cativar o leitor, analise sempre os seus resultados e faça testes.

Observe quais estratégias estão dando certo, os tipos de conteúdos que alcançam um número maior de pessoas ou que geram mais compartilhamentos.

O ideal é não se acomodar e achar que a tática escolhida vai funcionar para sempre.

Assim como as tendências se renovam com o passar do tempo, o seu leitor vai se transformando e apresentando outras demandas, alterando também a forma com que se sente atraído por um conteúdo.

Como otimizar suas páginas com Copywriting e SEO?

Um conteúdo apenas será bem-sucedido se ele for capaz de agradar tanto pessoas como os sites de busca, como o Google, Yahoo! ou Bing.

Nós já demos algumas dicas interessantes do que deve ser feito para garantir a qualidade do que você escreve e, assim, conquistar o seu público-alvo.

Agora, vamos compartilhar alguns ensinamentos para otimizar as suas páginas e deixá-las mais atrativas para os robôs dos motores de busca — contribuindo, também, para melhorar o ranqueamento.

CTA

O CTA é uma sigla em inglês para call-to-action ou, em português, chamada para ação. Ele aparece no final do texto e indica para o leitor a próxima ação que ele deve tomar, como preencher um formulário, baixar algum material, ler outro conteúdo ou assinar a newsletter.

Ele é muito importante e deve ser pensado de maneira estratégica, de modo a manter o visitante por mais tempo em seu blog e, assim, interagir mais com o que você produzir.

Experiência do usuário (UX)

Garantir que a experiência do usuário seja positiva é uma das maiores necessidades atualmente. Caso contrário, ele certamente vai em busca de outro site ou blog que seja capaz de atender às necessidades dele de maneira mais agradável.

Para tanto, é muito importante observar a formatação do seu texto, o tamanho da fonte escolhida, os aspectos visuais, como imagens e o design da página, de modo a garantir que o usuário seja capaz de ler e compreender tudo que está presente na página.

Palavra-chave

É por meio do devido uso da palavra-chave que os buscadores compreenderão o assunto que o seu post aborda — tornando possível que o seu público o encontre.

Para que essa estratégia funcione adequadamente, o ideal é que em conteúdos de 500 palavras, por exemplo, a palavra-chave definida apareça pelo menos 3 vezes (sem contar com o título):

  • na introdução;
  • sempre que possível em um dos intertítulos;
  • na conclusão do texto.

Escaneabilidade

A escaneabilidade é a técnica que torna possível o escaneamento de um post e uma leitura dinâmica do texto — permitindo, consequentemente, o entendimento do que vai ser abordado nele.

Em períodos como o que vivemos agora, em que temos cada vez menos tempo para nossas atividades, qualquer estratégia que vise facilitar a vida do leitor é bem-vinda — além de ser considerada positiva para os motores de busca.

Link Building

Ao fazer link building você estará tornando o seu conteúdo ainda mais rico e completo. Você pode investir em:

Links internos

Que mantêm o leitor por mais tempo em seu blog e facilitam o acesso a outros conteúdos.

Links externos

Muito úteis para comprovar informações e pesquisas, aumentando, assim, a credibilidade do que você produz e publica.

Dicas para quem quer se tornar um copywriter

Em nosso último tópico deste guia definitivo sobre copywriting, vamos compartilhar algumas dicas de materiais, sites e conteúdos interessantes para você que pretende investir na carreira de copywriter.

Dicas de livros

  • Gabay’s Copywriting Compendium – Jonathan Gabay
  • Manual da boa escrita: Vírgula, Crase, Palavras Compostas – Maria Tereza de Queiroz Piacentini
  • The Copywriter’s Handbook: A Step-by-Step Guide to Writing Copy That Sells – (Robert W. Bly)
  • Marketing de conteúdo épico – (Joe Pulizzi)
  • So You Think You Can Write? The Definitive Guide to Successful Online Writing – Julia McCoy

Dicas de blogs

Dicas de cursos online

Use este guia sempre que tiver algum questionamento sobre copywriting e adote as dicas compartilhadas para que a sua estratégia se torne um sucesso!

Agora que você já tirou todas as suas dúvidas sobre copywriting, leia o nosso guia definitivo do Marketing Digital e atualize os seus conhecimentos na área!