diferença entre usuários visualizações e sessões

Qual a diferença entre usuários, visualizações e sessões no Google Analytics?



Web Analytics é o processo usado para medir, coletar, analisar e produzir relatórios de dados de navegação na web com a finalidade de entender e otimizar o uso de sites, blogs, entre outros tipos de páginas online. O mais conhecido e usado é o Google Analytics por ser bastante completo e grátis.

Contudo, isso não significa que seja uma ferramenta fácil de usar, pois muitas de suas métricas não são tão simples de compreender e isso é o que faz muitas empresas darem passos errados na internet ao montar campanhas e ações online.

Por exemplo: há quem pense que o maior indicador de sucesso na web é estar indexado à muitas palavras-chave. Claro que isso é um bom sinal, mas de que adianta ter essa indexação se o número de visitantes mensais na sua página é baixo?

Também existem aqueles que se guiam justamente pela quantidade de visitantes, mas visitas num site só se tornam significativas quando parte delas se converte em vendas e isso só ocorre quando a experiência que o usuário tem é positiva. Afinal, ninguém compra ou se torna cliente de uma empresa pela internet após navegar numa página ruim, não é verdade?

Por isso observar a taxa de rejeição do seu site, isto é, a porcentagem de pessoas que entraram e saíram, também é muito importante, pois indica o quão boa ou ruim tem sido a experiência delas nas suas páginas. Igualmente válido é analisar se essas visitas são de pessoas reais ou de robôs que dão cliques nos sites como se fossem pessoas.

Logo, são muitas as informações a serem observadas num Web Analytics e, de início, é necessário entender a diferença entre visualizações, usuários e sessões, pois muitos confundem os três ao acessar o Google Analytics.

O que é o Google Analytics?

O Google Analytics foi criado justamente para auxiliar os desenvolvedores de sites e profissionais de marketing digital a monitorar os desempenhos online de suas páginas, ou seja, não é um serviço que resolve os problemas sozinho, apenas ajuda a fazer o monitoramento para encontrar caminhos de como resolvê-los.

Logo, o GA trouxe uma enorme vantagem aos times de marketing que precisam desses dados para medir os índices de sucesso de uma campanha, sobretudo quando precisa mostrar relatórios para um cliente ou a empresa em que trabalha.

Essa é outra vantagem da ferramenta: para todas as medições há relatórios que podem ser visualizados e exportados. Dessa forma fica mais fácil saber quantas pessoas entraram no site, até mesmo quantas entraram pela primeira vez ou de forma recorrente.

Este é, aliás, um dos dados mais vistos por quem usa o Google Analytics: número de visitantes novos e recorrentes. Mesmo os que têm pouca experiência com a ferramenta não têm dificuldades em acessar e entender essa métrica, pois basta fazer o login e, dentro de “Público Alvo”, acessar “Visão Geral”. Lá aparecerá um gráfico em formato de pizza indicando quantos visitantes são novos—ou seja, que chegaram ao site pela primeira vez – e quantos são recorrentes, isto é, que o acessaram mais de uma vez.

Dependendo do viés da empresa, essa informação é muito importante, pois um e-commerce de produtos de varejo, por exemplo, precisa de muitas visitas para gerar mais vendas. Logo, ter um número alto de visitantes novos é interessante.

Essa mesma página do GA ainda nos mostra a quantidade de sessões, usuários e visualizações e é neste ponto que muita gente se confunde por achar que eles possuem a mesma função ou ainda que não têm tanta relevância quanto o número de visitantes, o que é um erro, pois, se não fosse importante, essas métricas não estariam lá. Por isso vamos destrinchar cada uma delas e explicar as suas diferenças.

O que são sessões?

Sessão é o conjunto de ações que os usuários executam dentro do seu site ou blog, logo esta é uma métrica essencial para saber o quanto os seus visitantes estão interagindo com os seus conteúdos.

Por exemplo: vamos supor que uma pessoa chegou até uma página do seu site e ficou com ela aberta por meia hora. Se ele ficou inativo durante todo esse tempo, a sessão é finalizada e conta como uma só. Por outro lado, se depois desse tempo ele retorna, passa a contar como duas sessões.

Ou seja, a sessão só é computada se o usuário deixar uma página ou estiver inativo nela por mais de 30 minutos. Se, durante este tempo, ele estiver ativo, a sessão conta como uma só.

Por isso, o mesmo usuário pode abrir muitas sessões ao longo do dia, da semana ou do mês. Elas reúnem todas as ações executadas por um mesmo usuário no seu site.

Para ficar mais claro como o Google Analytics calcula a métrica das sessões, analisemos dois exemplos:

Uma pessoa faz uma busca no Google e encontra um artigo do seu blog. Após lê-lo, ela continua navegando pelo seu blog, lê outros artigos até chegar a uma call-to-action que leva a uma landing page na qual ela baixa um e-book Tudo isso num intervalo igual ou inferior a 30 minutos, logo isso corresponde a uma sessão.

Noutro exemplo, a pessoa encontra o artigo e deixa ele aberto no seu navegador enquanto realiza outras atividades. Assim, a página fica estática por mais de meia hora. Ao término desse tempo, a sessão expira e, quando a pessoa voltar ao site, dará início a uma segunda sessão.

Portanto, um usuário pode abrir várias sessões ao longo de um dia, pois reúnem todas as ações que ele executou dentro do seu site. E por falar em usuário…

O que são usuários?

Todos os visitantes que interagem com o seu site ou blog durante um determinado período de tempo são usuários.

Há um tempo essa métrica era chamada de visitante—motivo pelo qual algumas pessoas confundem os dois termos até hoje—mas, hoje a divisão é feita entre usuários e usuários ativos.

Portanto, um usuário não é um mero visitante, mas sim alguém que chegou até o seu site e navegou por uma página pelo menos. Os cookies armazenados no navegador dele permitem a identificação do mesmo usuário que visita constantemente uma mesma página.

Assim sendo, os usuários ativos são aqueles que iniciam uma nova sessão dentro do site durante um determinado tempo. Ainda que ele acesse várias páginas, continuará sendo um usuário único.

Logo, todos os dados armazenado no browser das pessoas que visitam o seu site determinam quais são os usuários ativos, quais páginas foram visitadas, sua localização, entre outros dados que podem ser importantes para o seu diagnóstico de marketing.

O Google Analytics calcula a métrica dos usuários tomando como base os dados pré-calculados e os dados calculados imediatamente.

Os dados pré-calculados levam em conta o número de sessões que foi feito dentro de um determinado período de tempo, já os dados calculados imediatamente são mais completos, pois utilizam mais variáveis dentro do relatório.

O que são visualizações?

Visualizações de página, também conhecidas como Pageviews, referem-se à quantas páginas do seu site foram visitadas. Das três métricas apresentadas, ela é a de menor importância visto que, na prática, trata-se de uma métrica de vaidade.

Por exemplo, vamos supor que o seu site tenha em torno de 50 mil pageviews. Isso não significa que 50 mil pessoas o visitaram, pois, como vimos acima, uma mesma pessoa pode visitar o seu site várias vezes, logo, pode visualizá-lo muitas vezes também.

Logo, esses 50 mil pageviews podem corresponder, de repente, a 100 usuários. Esse é um dado muito importante ao levarmos em conta o ROI, pois se a sua empresa converte 1% dos seus visitantes online em clientes, o exemplo trata da conversão de 1% de 100 e não de 50 mil.

Na verdade é difícil precisar qual número é o ideal, pois isso pode variar para cada tipo de negócio assim como o objetivo que o site tem. Portais que oferecem espaço para anúncios dão uma atenção maior às visualizações, pois o tráfego como um todo é essencial para vender espaço publicitário no site. Já para empresas que utilizam os sites para geração de visitantes e leads essa é a menos importante das métricas.

Por isso é fundamental ter em conta se a taxa de conversão ideal para a sua empresa vai de encontro com o número de visitantes que o site tem. Por isso fique de olho nas métricas que sua empresa deve acompanhar ao montar estratégias de marketing e vendas para identificar aquelas que são mais adequadas para os seus objetivos.

Agora que você já sabe a diferença entre usuários, visualizações e sessões, fica mais fácil identificar a importância dessas métricas no seu Google Analytics, certo? Porém, o GA possui muitas outras funções que podem ser úteis para identificar dados e estatísticas que servem como base para as suas próximas ações de marketing e vendas dentro da sua empresa.

E caso você queira saber mais sobre essas outras funções e como o GA funciona por inteiro, confira o nosso guia completo para usar essa ferramenta!

diferença entre usuários visualizações e sessões

Faça uma avaliação gratuita!
Autor(a)

Escrito por: Ivan de Souza Jornalista, publicitário, marketeiro e blogueiro nas horas vagas. Também gosta de heróis japoneses e pão de queijo.



    Deixe um comentário

    Ebook SEO 2.0
    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!