documentar estratégia de marketing

Entenda como criar uma estratégia de marketing de conteúdo e por que documentá-la é tão importante

Você sabia que, de acordo com dados da pesquisa Content Trends 2016, empresas que documentam sua estratégia de Marketing de Conteúdo se consideram 50% mais bem-sucedidas?

É uma diferença e tanto, certo?

Entretanto, 52,2% das organizações que adotam o Marketing de Conteúdo no Brasil não documentam sua estratégia e quase 17% sequer possuem estratégia.

Mas se a sua empresa faz parte de um desses dois grupos, não se preocupe.

Separamos algumas dicas para te ajudar a desenvolver e documentar uma estratégia matadora de marketing de conteúdo.

Confira!

Mas por que ter uma estratégia documentada?

Para alcançar resultados com o marketing de conteúdo, é essencial ter um bom planejamento e isso inclui a definição de uma estratégia completa.

Porém, não basta criá-la, é preciso documentá-la.

Isso garante que toda a sua equipe esteja alinhada com os objetivos, métricas, processos e resultados obtidos.

Além disso, com o crescimento do time e da estratégia em si, a chance de informações se perderem se torna muito maior.

Por isso é tão importante manter um registro para evitar que isso aconteça.

E como criar uma estratégia de marketing de conteúdo?

Para criar e documentar uma estratégia completa de marketing de conteúdo, existem alguns passos importantes a serem seguidos:

1) Definição de objetivos

Uma estratégia nada mais é que um plano de ação desenhado para atingir objetivos.

Assim, para desenvolvê-la, é preciso definir, com clareza, quais objetivos você pretende alcançar com o marketing de conteúdo.

São eles que te ajudarão a traçar os passos necessários ao alcance de resultados e a definir as métricas a serem acompanhadas.

Veja alguns exemplos de objetivos do marketing de conteúdo e defina o mais relevante para sua empresa:

Geração de leads

Uma das metas de Marketing de Conteúdo é a captura de informações de contato.

A maior parte dos visitantes que acessam o seu site ainda não estão prontos para realizar uma compra e, por isso, é preciso educá-los para que eles avancem na jornada do cliente até a etapa de decisão.

Uma ótima maneira de fazer isso é a partir da captura de contatos (ou leads).

A partir do momento em que um visitante preenche um formulário para fazer o download de um material rico, podemos enviar alguns emails com conteúdos relevantes.

Dessa forma, você pode nutrir seu público e torná-lo cada vez mais qualificado para o momento de compra.

Vendas

O seu objetivo final com o marketing de conteúdo pode ser o crescimento do número de vendas.

Ele se relaciona diretamente com o marketing de conteúdo e com a nutrição dos seus leads, já que, com essa estratégia, os potenciais clientes chegam mais educados sobre sua empresa e sobre a solução que ela oferece.

Com leads mais prontas para o momento de compra, o processo de de venda se torna mais consultivo.

Reconhecimento da marca (brand awareness)

Depois de oferecer diversos conteúdos relevantes ao seu público, há mais chances de ele reconhecer sua marca e de considerá-la uma autoridade no segmento.

E quanto mais familiar uma empresa é para um potencial cliente, maior é a possibilidade que ele se decida por comprar dela.

Engajamento com a marca

Esse objetivo se relaciona ao envolvimento e ao relacionamento que seu público tem com sua marca.

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, engajamento não significa apenas ter um bom número de curtidas ou de seguidores.

Ele vai além, englobando diversas interações como comentários em redes sociais ou no blog, compartilhamentos e assinatura de newsletter.

Fidelização de clientes

Ter clientes fidelizados é o sonho de qualquer empresa e uma das maneiras de alcançar isso é por meio do marketing de conteúdo.

Os seus clientes podem e devem ser nutridos com materiais relevantes.

Isso melhora a retenção, aumenta o engajamento e as chances de sua empresa ter evangelizadores, que promoverão sua marca e te ajudarão a trazer novos visitantes e até mesmo novos clientes.

Educar o mercado

Educar o mercado é um dos objetivos primários do marketing de conteúdo, especialmente para organizações que oferecem uma solução inovadora, ainda pouco conhecida.

Se sua empresa se encaixa nessa situação, mantenha em mente que talvez seu público nem saiba que precisa do seu produto ou serviço, por desconhecê-lo.

Assim, procure levar informação relevante ao mercado e se tornar uma referência no assunto.

2) Defina seus KPIs

Medir os resultados é essencial para acompanhar os resultados e o retorno que a estratégia traz.

Para isso, o próximo passo de uma estratégia de marketing de conteudo é definir os KPIs, que serão determinados com base nos objetivos que sua empresa.

Alguns exemplos são:

– KPIs para geração de leads: taxa de conversão de visitantes em leads, número de conversões, crescimento da base de contatos;

– KPIs para vendas: número de vendas, taxa de conversão de leads em clientes, ticket médio;

– KPIs para reconhecimento da marca: curtidas na página do Facebook, número de seguidores no Twitter e no Instagram, número de visitas no site ou blog;

– KPIs para engajamento com a marca: compartilhamentos, retuítes e comentários em redes sociais, número de páginas acessadas no site/blog, número de conversões realizadas;

– KPIs para educação do mercado: crescimento da base de assinantes da sua newsletter, número de páginas visitadas no site/blog

3) Crie suas personas

Parte essencial do Marketing de Conteúdo é conhecer bem o seu público para entregar o conteúdo certo às pessoas certas, no momento perfeito.

Por isso, é preciso criar as personas da sua empresa.

Elas são representações semi-fictícias do seu cliente ideal e, a partir delas, você poderá entender melhor as dores, dúvidas e objetivos do seu público, além de definir a linguagem e os canais a serem utilizados.

Sendo uma representação semi-fictícia, ela não deve ter como base apenas suposições sobre o seu cliente.

Assim, para criar uma persona, é preciso se basear em dados reais.

Você pode realizar pesquisas com seus clientes atuais, além de conversar com alguns dos seus vendedores, por exemplo, para entender o seu perfil.

Caso sua empresa ainda não tenha clientes, uma opção é fazer pesquisas de mercado para conhecer melhor o público-alvo.

4) Determine os canais

Tão importante quanto produzir conteúdo, é garantir que ele seja encontrado pelo seu público.

Por isso, é preciso definir em quais canais ele será divulgado e quais serão as estratégias adotadas em cada um deles, sempre levando em consideração as suas personas.

A distribuição do seu conteúdo pode ser feita em:

Blogs

Blogs são ótimas ferramentas para divulgar conteúdos e ampliar o tráfego orgânico.

Ele é a base de uma estratégia de marketing de conteúdo.

De acordo com a Content Trends 2016, empresas que publicam em blog geram cerca do dobro de visitas em relação àquelas que não usam essa estratégia.

Redes sociais

As redes sociais, por sua vez, são excelentes meios para divulgar pots do seu blog, materiais ricos, vídeos e todos os conteúdos da sua estratégia.

Elas aumentam as chances do seu público encontrar seus materiais, além de ampliarem as interações e o engajamento com sua marca.

Mas lembre-se que cada rede social tem regras e estratégias de postagem distintas. Por isso, é importante ter um bom planejamento para cada uma delas.

Leve em consideração o tom das postagens, ação desejada (click-through) e a estrutura do post na rede social, que inclui: imagem, tamanho do texto e um link para conversão.

Materiais ricos

Os materiais ricos são parte essencial de uma estratégia de marketing de conteúdo.

Eles são a base para o alcance do objetivo de crescer a base de leads.

Isso acontece porque, dado o valor desse formato de conteúdo, ele pode (e deve) estar protegido por uma landing page.

Para fazer seu download, o visitante se torna um contato ao preencher o formulário.

Canais de vídeos

É importante diversificar os formatos de conteúdos que sua empresa oferece e os vídeos são ótimas alternativas ao conteúdo escrito.

Esses conteúdos audiovisuais podem ser facilmente acessados de diferentes dispositivos, são dinâmicos e interativos, e ampliam sua autoridade e reconhecimento como especialista no mercado.

Email

Seja para enviar newsletters ou nutrir seus contatos com conteúdos, o email deve fazer parte da sua estratégia de marketing de conteúdo.

Com o envio de emails, você pode impulsionar as conversões dos seus contatos por meio de workflows, desenvolver o relacionamento com seus potenciais clientes e torná-los cada vez mais educados e prontos para o momento de compra.

Um bom email deve ter como foco a oferta e as personas.

A partir destas, invista na criação do assunto e do conteúdo, sempre lembrando de personalizá-lo.

5) Monte seu calendário editorial

Em um calendário editorial, você define datas de publicação, mantém controle sobre as pautas de conteúdos a serem publicados e, assim, garante que seu time de marketing está alinhado com a estratégia e o gerenciamento de conteúdos.

Também podem ser incluídas datas de promoção em redes sociais.

A partir dessa ferramenta, você pode planejar com antecedência, acompanhar tudo aquilo que já foi e que será publicado pela sua empresa, além de ter novas ideias de conteúdos e formatos.

Assim, o calendário editorial te ajudará a planejar publicações de conteúdos com consistência, relevância e frequência.

6) Mantenha um registo atualizado

Como vimos, não basta planejar toda a sua estratégia de marketing de conteúdo e não registrá-la.

Toda empresa que utiliza marketing de conteúdo deve ter documentos que contém todas as informações acima: objetivos, KPIs, personas, canais de divulgação e calendário editorial.

Mantenha um registro claro de tudo isso e atualize sempre que necessário (sim, uma estratégia de marketing de conteúdo não é estática e pode sofrer alterações e melhorias).

Além disso, garanta que toda a sua equipe — não apenas o time de marketing — tenha acesso a esse documento.

Afinal, todos devem ter conhecimento sobre o perfil dos clientes que sua empresa atende, sobre as táticas usadas e sobre o alcance ou não de resultados.

Para isso:

  • Tenha uma ficha para cada uma suas personas;
  • Mapeie, em uma planilha, todos os conteúdos da sua estratégia de acordo com as personas da sua empresa e com a etapa da jornada do cliente em que ela está;
  • Registre seu calendário editorial em uma planilha ou até mesmo em ferramentas como o Google Calendar.
  • Registre e acompanhe os KPIs e o alcance dos objetivos da sua estratégia de marketing de conteúdo. As planilhas, mais uma vez, podem te ajudar bastante nessa documentação.

E você, já tem uma estratégia de marketing de conteúdo? Ela é documentada? Caso não seja, veja ainda mais dicas de como planejar a sua na nossa Enciclopédia do Marketing de Conteúdo.

download enciclopedia de marketing de conteúdo

 
Autor(a)

Escrito por: Juliana Ribas Analista de marketing na Rock Content. Apaixonada por marketing digital, séries, futebol e chocolate.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!