empresa vazia

A história da empresa que ficou sem conteúdo

Essa é a história do Paulo.

Ele é CEO de uma startup e há mais ou menos um ano se deu conta da importância da produção de conteúdo para a sua empresa. Paulo foi apresentado ao inbound marketing, estratégia cujo combustível é justamente a produção de conteúdo relevante, e fez a tarefa de casa pesquisou sobre as personas do seu negócio, contratou uma empresa especializada, fez seu planejamento de conteúdo, definiu frequência, quantidade, canais. Mas agora nosso amigo se vê numa sinuca: Paulo não sabe mais sobre o que escrever.

Calma, Paulo!

Por estar um pouco perdido nesse momento, Paulo talvez nem tenha se dado conta de algo essencial e que pode deixá-lo muito mais seguro.

Só existe uma forma da sua empresa não ter mais sobre o que escrever: ela deixar de existir.

Enquanto uma empresa está na ativa, diversas novidades surgem todos os dias, o mercado se movimenta, seus leads continuam tendo novas dúvidas e sempre haverá algo sobre o que escrever.

Por isso, Paulo, fique tranquilo.

Sua empresa existe? Então, existem também muitas possibilidades de pautas dentro dela.

Ir mais a fundo nas personas, redefinição de metas e objetivos

Como comentamos, no início da sua estratégia de conteúdo, Paulo pesquisou sobre as personas e definiu metas e objetivos para seu planejamento.

Será que não é o momento de revisitar essas informações? As características do público de um ano atrás continuam as mesmas? Suas dúvidas e problemas não mudaram? E os objetivos e metas da empresa com a produção de conteúdo, continuam iguais?

Rever tudo isso pode dar insumo para a produção de novos conteúdos, além de ser muito saudável para continuar com uma estratégia de marketing de conteúdo alinhada às personas que a empresa deseja alcançar e também aos objetivos importantes para o negócio.

Mais conteúdos para fases de compra carentes

Nos primeiros contatos com o inbound marketing, Paulo descobriu que existe uma jornada de compra percorrida pela persona até que finalmente ela opte por comprar da sua empresa.

Essa jornada de compra é dividida por fases, por onde o lead passa até atingir o final do funil de vendas, quando se torna um cliente.

As fases são de aprendizado, consideração e solução.

O que aconteceu com Paulo e que acontece também com muitas empresas foi que ele precisava inicialmente resolver uma demanda de atração de visitantes.

Era necessário no início do projeto de marketing de conteúdo trazer mais gente para o seu site. Ou seja, muito mais material de topo de funil foi criado do que para as demais fases.

A empresa acabou ficando carente de conteúdo de meio e fundo de funil, conteúdos que fossem mais direcionados a quem já estava considerando comprar a solução ou até mesmo na fase de decisão de compra.

Por isso, outra dica interessante é pensar em produzir materiais para todas as fases do funil.

É preciso responder aos questionamentos da persona quando ela ainda nem sabe que tem um problema, quando ela já sabe que tem e está buscando por soluções e quando ela está prestes a fechar com a sua ou outra empresa concorrente.

Invista mais no que já deu certo

Nesse ponto nosso amigo está craque.

Ele sabe muito bem quais são os conteúdos mais quentes do seu negócio, aqueles que tiverem um número maior de visualizações e conversões em oportunidades e vendas.

Paulo sabe também o tipo de e-mail com taxas de cliques melhores e lembra bem daquele e-book memorável que rendeu 50% a mais de leads que os outros.

Bom, agora ficou fácil. O que a gente faz com um time que está ganhando? É hora de ir atrás de números e levantar os materiais que são um sucesso na empresa.

Sabendo dessa informação, é legal criar variações do mesmo tema. Um e-book para a fase de aprendizado teve um resultado ótimo? Que tal criar variações de posts, infográficos e webinars para o mesmo tema? Se já sabemos o que deu certo, é bem mais fácil acertar novamente.

Além disso, uma estratégia recomendada também é a republicação de posts mais acessados. Deve-se republicar o material dando aquele tapa no visual, revisando o conteúdo e também a parte de SEO.

Depois dessas dicas, vai ser bem difícil a empresa do Paulo ficar sem conteúdo. Que acha de agora pensar na estratégia de conteúdo da sua empresa? As pautas estão acabando?

Lembre-se, enquanto sua empresa existir, nunca vai te faltar assunto.

Esse post foi escrito pela Next Idea. 

 
Autor(a)

Escrito por: Autor Convidado Esse artigo foi um guest post escrito por um de nossos parceiros especialistas no assunto. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!