entrevista com denis braguini

Entrevista com Denis Braguini, Head de Eventos da Resultados Digitais!

Se você está por dentro dos eventos de Marketing Digital do Brasil provavelmente já ouviu falar sobre o RD Summit.

Mas quem será que está por trás de toda a organização do maior evento de Marketing Digital do Brasil?

Nós entrevistamos o head de eventos da Resultados Digitais, Denis Braguini, e ele vai nos contar sobre seu começo na carreira de eventos de marketing até o que espera para a edição deste ano RD Summit!

Vamos lá!

1. Qual foi o primeiro evento que você organizou? Qual foram suas maiores dificuldades?

Os primeiros eventos de marketing digital que organizei foram os IRContros do bate-papo IRC (chat que veio antes do ICQ e, na minha opinião, o melhor que já existiu).

Ignorem o fato de que isso ocorreu no final dos anos 90, época de Tamagoochi, Pokemon Don’t Go e StarTAC.

A grande dificuldade era esperar até a meia noite para conectar a internet discada, ficar horas para baixar uma música no Kazaa e sonhar em ter uma conta gold no Fotolog.

Além de controlar o assédio dos pedidos de +voice e, principalmente, manter-se sóbrio bebendo uma vodka de plástico ou vinho de garrafão. Bons tempos, IRC!

2. Hoje em dia você conta com quantas pessoas no seu time de eventos? Quais suas funções?

O time de eventos da Resultados Digitais é composto por 5 funcionários.

Eu atuo como head dos projetos e gerencio toda a operação.

Existe uma pessoa focada em comunicação e estratégias de Marketing, uma produtora, que cuida de toda a operação dos eventos e duas na área comercial, responsáveis pela comercialização das cotas de patrocínio.

Durante os eventos, impera o trabalho em equipe e todos colocam a mão na massa para fazer acontecer. Sem distinção de cargo.  

3. Quanto tempo, mais ou menos, demora para organizar eventos de marketing? E quais são os maiores problemas que você encontra?

Há eventos e eventos, mas o planejamento é a peça fundamental na organização.

O tempo necessário depende do tamanho e complexidade do mesmo, pois cada um deles tem sua peculiaridade e, cabe a nós, ajustá-lo aos meios disponíveis à sua implantação.

Nosso evento itinerante, o RD on the Road, que percorre várias capitais, possui uma alta complexidade de logística, pois precisamos adaptar e replicar um formato similar em locais bem distintos.

Este projeto demanda entre 4 a 8 meses para ser planejado e executado.

Se pensarmos em um evento de pequeno ou médio porte, demoraria entre 2 e 4 meses para organização.

Isso, claro, levando em consideração o que teríamos budget e uma equipe focada para viabilizar o projeto.

Um evento de grande porte como o RD Summit exige um planejamento bem mais estratégico e complexo.

Boa parte das ações se iniciam assim que acaba uma edição, portanto o planejamento é anual.

A título de curiosidade, já temos algumas ações planejadas até 2020.

Em relação aos problemas, quando falamos de eventos live não existem “maiores problemas”, pois um detalhe poderá desencadear uma grande dor de cabeça.

Colocaria todo meu checklist aqui, com pontos de atenção que vão da etiqueta dos crachás ao Alvará do evento.

Apesar de não existir evento perfeito, precisamos amarrar todas as pontas para que entregarmos a melhor experiência ao público.

Existem aqueles detalhes que são comumente alvo de críticas na maioria dos eventos, tais como: sinal de Wi-Fi, alimentação, filas de credenciamento, temperatura do ar condicionado, fornecedores desconhecidos e por aí vai.

Um bom produtor deve pensar à frente e levantar todas as possibilidades de erro antes que eles ocorram. Problemas sempre vão existir.

O que faz o produtor ser bem sucedido é a forma como ele irá reverter a situação sem que ninguém note que algo saiu do script.

4. Como você escolhe seus convidados/palestrantes?

Na RD, temos um time que especialistas que fazem parte de uma curadoria para a escolha dos palestrantes e dos temas.

Em um projeto como o RD Summit, são mais de 100 palestrantes, nacionais e internacionais, de diversas áreas e segmentos, cada qual com a sua expertise e peculiaridades.

Nesta edição, recebemos mais de 500 indicações de palestrantes, portanto colocamos a régua lá em cima no processo de escolha.

Em geral, levamos em consideração o tema proposto e como se encaixa em nossa agenda, a demanda do público, o background do palestrante e, claro, postura de palco.

Em nossos eventos, palestras meramente comerciais não são permitidas, apenas aquelas que são de cunho educativo e que agreguem algo para quem está na plateia.

Sempre envolvemos os participantes na avaliação das palestras. As melhores avaliações facilitam a participação do palestrante em eventos futuros.

5. Quais são, na sua opinião, os principais benefícios de uma empresa investir em eventos? E por que você as incentivaria a fazer esse investimento?

Existem três tipos de participação em eventos, cada qual com a sua particularidade:

1- Produção de evento próprio: o investimento e riscos são altos para uma empresa que não possui experiência no setor.

Neste caso, sugiro contratar uma produtora especializada para que eles pensem nos detalhes e consigam montar um projeto a quatro mãos.

Assim como qualquer investimento de risco, o resultado, seja ele positivo ou negativo, será proporcional ao sucesso do projeto.

2- Patrocínio de evento: esta é a melhor opção para uma empresa que deseja ter a sua marca em evidência, sem desprender todo esforço e budget para produzir o evento.  

O patrocínio possibilita reforçar o valor da marca e fortalecer seu posicionamento de negócio, além de se relacionar com novos contatos e potenciais clientes.

Pense bem quando receber uma proposta de patrocínio, se é a sua marca ou dos seus concorrentes que você vai querer que lembrem!

A grande questão é: “Qual evento você deve patrocinar?”

3- Participação e networking em eventos: jeito mais fácil e barato para aproveitar um evento.

Além, é claro, da educação do profissional, a interação dele com outros profissionais do setor poderá trazer ótimos resultados.

Não menospreze a ida de um bom funcionário em um grande evento.

Ele poderá voltar com muitos negócios fechados.

Em geral, a participação em eventos é uma ótima opção desde que sua equipe esteja preparada para abraçar a causa e não ficar apenas na passividade, como simples ouvintes.

A oportunidade de geração de negócios e netwoking deve ser levada a sério.

Sugiro, inclusive, que independente da participação, você estipule metas claras para enviar um funcionário, sejam elas coletar cartões de visita ou voltar com um contrato assinado.

Dica: Independente da forma que escolher participar de um evento, evite a timidez na hora de explorar sua empresa!

Mostre sua marca, afinal, quem não é visto, não é lembrado!

6. Como promover um evento no meio digital? Vocês fazem isso com maestria no Summit, pode me contar um pouco do processo?

Este é o core do nosso business, pois atuamos fortemente em nossa presença online.

A RD possui uma base concreta de leads, clientes e parceiros que geram todo o buzz dos nossos eventos.  

Através do nosso software, o RD Station, conseguimos controlar, mensurar e escalar todas as ações de marketing.

Este trabalho é feito durante todo ano para manter os participantes aquecidos e engajados com o projeto.

Além disso, possuímos um alcance orgânico bem forte através dos nossos patrocinadores, palestrantes e parceiros do projeto.

Temos um público fiel que sempre volta aos nossos eventos e, segundo as nossas pesquisas, mais de 97% voltariam para o RD Summit.

Isto é um sinal de que estamos no caminho certo, pois é muito mais difícil reconquistar um participante do que convencer uma nova pessoa a investir em seu evento.

Dica: Ao comunicar um evento, o mesmo deverá ter personalidade própria e não precisa seguir a risca as regras de comunicação da sua empresa.

O mais importante é criar uma conexão com o seu público, falar a mesma linguagem e surpreendê-los com as suas ações.

7. Sobre o RD Summit, como surgiu a ideia do evento?

Produzíamos muito conteúdo online refente a Marketing Digital e Vendas.

Aos poucos, a demanda veio dos leitores que nos pediam para apresentar todo o conhecimento da nossa equipe em palestras e workshops.

Os founders, em 2012, resolveram fazer o primeiro evento da RD, que, apesar de não ter uma grade produção, foi um sucesso de público.

Após a primeira edição do Summit (e muitas dores de cabeça aos envolvidos) eles resolveram criar uma área de eventos dentro da Resultados Digitais.

Foi nesse momento que a minha história iniciou com a empresa.

Em dois anos, já produzi mais de 20 eventos, de norte a sul do país, levando milhares de participantes, muitas horas de conteúdo, networking e cerveja.

A maioria dos nossos eventos têm as inscrições esgotadas, algo relativamente raro nos dias de hoje, principalmente se levarmos em consideração que não trabalhamos com inscrições gratuitas.

São números bem expressivos de participação e ROI através da nossa área, sem mencionar todos os aspectos intangíveis de brand awareness, posicionamento e educação do mercado.

8. Ainda sobre o RD Summit, quais são as suas expectativas para a edição desse ano?

Sou suspeito para falar, mas estamos com um projeto de altíssimo nível em todos os aspectos.

O conteúdo é, como sempre, o ponto forte do nosso evento.

Além dos mais de 100 palestrantes que são referência em suas respectivas áreas, teremos 10 trilhas de conteúdo segmentado.

Não esquecendo, é claro, dos palestrantes internacionais que trarão novidades e dicas bem práticas para todos os participantes, em primeira mão.

Ao todo serão 9 diferentes espaços de apresentação, sendo 2 plenárias.

Uma com capacidade para 6 mil pessoas confortavelmente acomodadas e a Ballroom, que pode receber até 2.500 participantes.

Nossa feira de negócios já está sold out, com mais de 45 expositores apresentando soluções e serviços digitais através de um marketplace composto por renomadas marcas do mercado.

Toda infraestrutura, audiovisual e cenografia do evento são de nível world class, pois investimos pesado na produção e bench internacional para entregar uma experiência que vai muito além das palestras.

E o que falar do entretenimento? Trabalhamos duro na construção de um evento corporativo, mas somos especialistas em diversão e momentos de descontração.

Além do famoso happy hour nos dois dias de evento, teremos ações espalhadas pela cidade e uma festa oficial de encerramento.

Nossa Feira Gastronômica contará com mais de 40 Food Trucks, com opções que vão agradar a todos, desde veganos até celíacos e todos os fãs das famosas comidas de rua.

E tudo isso de frente para o mar de Florianópolis!

Para facilitar a sua vinda, gostaria de disponibilizar um código de desconto. Utilize o código “RockContent”, ou clique neste link para já realizar a compra.

 

 
Autor(a)

Escrito por: Ana Rennó Fotógrafa apaixonada por marketing digital, pringles de cheddar, red bull e louca pra conhecer o Cambodia.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!