O que é o erro 404 e como utilizá-lo a seu favor!

Error 404: Page not Found.” Quantas vezes você já recebeu essa mensagem enquanto navegava pela internet?

Esse tipo de erro (que é mais comum do que imaginamos!) pode ser a porta de saída para muitos visitantes de seu site, que acabam desistindo da navegação quando encontram a página padronizada do erro.

Mas é possível transformar esse problema em um diferencial para o seu website.

Quer aprender como? Então não deixe de ler o nosso post de hoje!

O que é o Erro 404?

O Erro 404, ou como também costuma aparecer, “Page not Found“, é uma resposta HTTP que indica a possibilidade de se comunicar com o servidor do endereço solicitado, mas a impossibilidade de encontrar nele o que foi pedido.

Isso pode indicar tanto um erro de digitação no endereço, um link para um local inexistente (experimente!), ou uma página que foi movida e perdeu aquele direcionamento.

De maneira prática, os códigos iniciados por um 4 indicam um grupo de erros em que a causa está no usuário ou cliente, e não do servidor.

Em contraste, códigos iniciados pelo 5 indicam erros internos do servidor ao tentar processar a solicitação enviada.

Ah! E não confunda com o erro 403. Diferentemente do 404, esse código aparece quando fazemos uma requisição válida, mas que é negada pelo servidor.

Redirecionamento para o 404

Temendo quebrar a confiança do visitante (quem gosta de acessar um site com links quebrados?), muitos websites acabam redirecionando todo resultado 404 para a sua homepage (por meio do HTTP 301), mas isso pode confundir o usuário ainda mais, deixando-o sem retorno sobre o erro cometido.

Transparência é a sua melhor aposta nesse caso.

Crie uma página de erro 404 capaz de informar o visitante sobre o ocorrido, além de indicar sobre o próximo passo para que ele tenha seu problema solucionado.

Isso pode trazer resultados muito melhores para a experiência do usuário do que o simples redirecionamento.

Erro 404 e SEO

Antes de tudo, você precisa saber que páginas de erro 404 não são indexadas por motores de busca.

Segundo o próprio Google, essas páginas não impactam no seu rankeamento de maneira direta, mas sabemos bem que o tempo de permanência no site, e a experiência do usuário, são fatores que não podem ser ignorados por quem deseja alcançar as primeiras posições no buscador.

Não só isso, existem também algumas ações que você pode tomar assim que identificar o primeiro retorno de 404 dentro do seu site (como links quebrados, por exemplo):

  • Aproveite de ferramentas como o Dead Link Checker (gratuita!) para varrer o seu website em busca de links quebrados e tome providências para substituí-los!
  • O Redirect 301 é uma ótima alternativa para corrigir erros comuns de digitação no seu site. Tem algum link em que as pessoas costumam trocar uma e outra letra na hora de digitar? Crie um redirecionamento automático, assim você evita perder visitantes.
  • Crie uma página de erro 404 que seja a cara do seu negócio!

Você não precisa fugir do erro 404, mas, saber transformá-lo em um diferencial estratégico, pode ser necessário para melhorar os resultados no seu site.

Como personalizar a página de erro?

Se você está preocupado com experiência do usuário, uma página de erro 404 personalizada é mais do que fundamental para seu negócio.

Se você usa o WordPress, é possível aproveitar de plugins com ótimos recursos de criação de páginas substitutas para o tradicional “Page not Found“.

Caso prefira, também existe a possibilidade de se editar a página “404.php” que vem acompanhando a maior parte dos templates da plataforma.

Para editar a página que vem com o WordPress, você pode usar um editor de texto comum e acrescentar as informações necessárias (já já mostraremos as melhores práticas!).

Mas, se você for do tipo de pessoa que prefere passar longe de códigos e programação, os plugins certamente serão seus melhores amigos.

Quais elementos são fundamentais para minha página de erro 404?

Os elementos da sua página de erro dependerão, e muito, do seu estilo de negócio.

Mas podemos começar enumerando três pontos indispensáveis na sua personalização:

  • Links que levem para as principais categoria do seu site e, claro, para a página inicial.
  • Caixa de pesquisa interna. Essa opção ajuda o usuário a se localizar no seu site e, quem sabe, até encontrar outros conteúdos que lhe interesse!
  • Um layout organizado na experiência do usuário. Se chegar no erro já é um incômodo, é seu trabalho tentar proporcionar a melhor experiência possível para seu visitante.

Com esses três pontos, você pode até aproveitar da página de erro padrão para adicionar as informações mais relevantes ao layout tradicional e economizar um tanto de trabalho.

Mas, se seu objetivo é conseguir algo capaz de destacar seu site dos demais, é bom considerar outras alterações:

  1. Mensagem de erro amigável: Dispense o tradicional “Page not Found” por algo mais simples para o visitante. Explique o que houve e proponha uma solução.“Ops, parece que o link que você seguiu está no lugar errado. Que tal usar a nossa busca para dar uma checada? Não deixe de nos contatar caso encontre algo grave!”

    Bem mais atraente, não é mesmo?

  2. Mantenha o layout da página integrado com o do seu site. Não dê ao visitante a impressão de que ele está em outro lugar, mas sim que você sabe o que houve e tem tudo sob controle.
  3. Adicione links relevantes. Pode ser uma lista dos mais lidos, das últimas postagens, da central de ajuda, do formulário de contato etc. Escolha algo que tenha a ver com sua persona e tente ajudá-la. Não se esqueça de que esse também pode ser um momento para divulgar seus links.
  4. Convide o leitor a colaborar. Nada melhor para o engajamento do que mostrar ao visitante que ele faz a diferença naquele site. Disponibilize uma alternativa para que o erro seja reportado à sua equipe pelo próprio usuário, e não deixe de agradecer depois pela ajuda!

7 exemplos criativos para o erro 404 do seu website (e o que você pode aprender com eles!)

E então, já tem algumas ideias para montar sua página de erro?

Aproveite que separamos alguns dos resultados 404 mais legais da web e comece a elaborar o seu!

1. Hubspot

erro 404

A página de erro da Hubspot segue um estilo mais leve, muito adequado à persona do seu negócio e à linguagem utilizada nos seus conteúdos.

Além de ser simples, ela nos direciona de maneira efetiva para o blog, o demo da sua ferramenta ou para sua página de produtos.

Rolando um pouco a tela temos então acesso às principais linkagens do site, servindo de mapa para um usuário que talvez estivesse perdido.

2. RD Station

erro 404

A página da RD Station, porém, adota um visual bem mais sóbrio.

Ela integra perfeitamente com o layout do site, e recomenda um botão de retorno no navegador em lugar de recomendar uma nova busca, contato ou links importantes.

Como já disse, é fundamental buscar entender como sua persona interage, e daí montar uma página de erro que tenha elementos que conversem com ela de maneira efetiva.

3. Cacau Show

erro 404

O erro 404 da Cacau Show segue o estilo visual da maioria dos produtos da marca, e aqui traz uma explicação bem mais user-friendly, apresentando os possíveis problemas que possam ter levado o usuário até aquele endereço.

Não só isso, você tem a busca de fácil acesso no canto direito superior, além de um link para a Home do site.

3. Twitter

erro 404

Apesar de manter as cores do site, o Twitter opta por uma página de erro com layout bem diferente do resto da rede social.

Aqui temos todas as opções ocultas e um redirecionamento para a página inicial.

A barra de busca é outro ponto importante que valoriza a experiência do usuário na página.

4. MailChimp

erro 404

O MailChimp também adota uma veia bem mais humorística na construção da sua página de erro 404.

A empresa aproveita-se da imagem do seu mascote para mostrar que, bem, você acabou caindo no lugar errado.

Mas, é claro que eles não deixam isso barato.

O site aproveita para explicar que o endereço digitado não pôde ser encontrado no sistema, e sugere ainda que você utilize a sua busca. Simples, bonito e efetivo.

5. Disney

erro 404

A Disney também opta por um design bem mais minimalista e simples de usar.

Essa é uma ótima alternativa se você não quiser desconcentrar o usuário da sua última atividade, desejando apenas que ele retome sua atividade normal.

7. Bluegg

erro 404

E é claro que você pode adicionar outros elementos na sua página de erro.

A Bluegg, empresa britânica, aproveitou-se de um meme para criar um link divertido e dinâmico ao mesmo tempo.

Eles optaram pela inserção de um vídeo direto do Youtube e um link para a página inicial do site. E só.

Essa liberdade criativa é fundamental para criar algo novo e marcante para sua empresa.

E agora? Já está preparado para criar as melhores páginas de erro 404 na internet?

Não deixe de colocar tudo o que aprendeu aqui em prática e aproveite para visitar nosso guia com os melhores plugins para o WordPress!

Pode ser o upgrade que faltava para seu site!

 
Autor(a)

Escrito por: Laura Ribeiro Formada em Comunicação Social com complemento em História, e especializada em criação narrativa para redes sociais. Isso quer dizer que costuro, jogo e cozinho enquanto posto no Twitter.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!