Defeitos no conteúdo em vídeoMark Zuckerberg para ameaçar o Youtube? Veremos a seguir.

">

Os defeitos do seu conteúdo em vídeo que não estão deixando você sair do lugar

Descubra alguns erros que podem prejudicar o sucesso de seus vídeos.

O mundo online se transformou em algo audiovisual. As redes sociais estão cheias de vídeos e cada vez mais conteúdo é postado diariamente no YouTube. Por isso, deixar de produzir o que chamamos de vídeo marketing pode ser andar para trás com a sua empresa.

Se você deseja começar a sua produção com o pé direito, precisa analisar bem essa lista com os erros que você não pode cometer quanto o assunto for vídeo marketing.

1. Não adequar o conteúdo à rede social escolhida

Cada uma das redes sociais têm uma linguagem e um formato diferente. Isso acontece para que sejam únicas e, claro, neste caso, são sempre os usuários que se adaptam à rede. Isso acontece só no início, já que ao longo de toda a “vida” da rede social são realizados testes para ver possíveis melhorias e, assim, conseguir cada vez mais usuários para ela.

Observamos isso através da imensidão de “snaps” que surgiram no Facebook, WhatsApp, Instagram e no Messenger. Para, enfim, um fazer ainda mais sucesso, o Stories do Instagram.

As diferenças chegam a ser desde a quantidade de texto, no Twitter temos apenas 140 caracteres, até nos vídeos. No Instagram, por exemplo, eles não podem passar de um minuto.

No Facebook vídeos com legenda fazem sucesso, já que as pessoas não costumam aumentar o volume para ouvir o áudio.

Outro formato que também tem ganhado espaço nas redes sociais é o vídeo pocket. Nele são inseridas imagens e algumas frases para contar sobre determinada situação. Isso pode ser exemplificado pelas receitas e por tutoriais.

Mas existem diversos formatos de vídeos que você pode abordar em sua estratégia de vídeo marketing. Veja alguns destes formatos no vídeo abaixo:

Inove nas redes sociais para atrair o público

Quando fizemos um vídeo sobre aquecimento para gravar vídeos no Aio, resolvemos colocar vídeos curtos no Instagram.

Ao invés de postarmos pedaços importantes do vídeo, pegamos apenas os aquecimentos dos dois apresentadores. Observe como acrescentamos separadamente em nosso perfil:

Aquecimento do meu Aio

O mais interessante do vídeo marketing é que você pode soltar a imaginação. Para assim, conseguir engajar os seus seguidores sempre de maneira bem criativa. Além disso, tente variar os tamanhos e formatos dos vídeos.

Aproveite o Stories e passe a fazer vídeos na vertical. Já pensou nisso?

No Dia da Toalha fizemos um vídeo promocional. Nele explicamos o significado da data e ainda, ao final, mostramos as promoções do Beved para o mês dos nerds.

Afinal, o vídeo marketing precisa trazer um conteúdo ou uma história interessante para atrair o seu público. Veja o resultado abaixo.

2. Não definir bem o público que será atingido pelo vídeo marketing

Assim como no marketing digital, as ações do vídeo marketing precisam ser pautadas nas personas. Ter identificado quem você deseja atingir com aquele vídeo é essencial para que ele tenha o impacto que deseja.

Além disso, quando se tem um público bem definido fica muito mais simples entender como escrever roteiro e conseguir, de fato, um resultado. Entenda melhor como fazer isso dando um play no vídeo abaixo:

O roteiro será essencial para guiar a equipe durante todo o processo de gravação.

Será um vídeo falado ou uma produção mais voltada para o cinema? Escreva o que for falar e quais imagens precisam para explicar determinadas partes no roteiro.

E, claro, sempre opte por detalhar como deseja que a cena seja feita. Pensar o quadro a quadro é essencial, principalmente quando a equipe ainda está entrando nos eixos.

Lembre-se que os videomakers possuem um lado mais autoral. Dê ideias mas não exija mínimos detalhes, já que eles saberão qual ângulo e enquadramento serão melhores para cada situação.

Faça isso sem deixar de lado a sua opinião. Sempre tente explicar como imaginou a cena e discutam juntos o que seria mais interessante fazer em cada caso. Isso é uma forma de manter a equipe mais engajada e unida.

3. Esquecer o storytelling

A narrativa, também chamada de storytelling, é o que fará o seu vídeo chamar a atenção que ele necessita. Nos vídeos do Aio, por exemplo, sempre damos um jeito de contar uma história antes de passar o conteúdo.

No vídeo que criamos sobre Como se aquecer para gravar vídeos e no de Como gravar com colaboradores tímidos fizemos isso e foi o maior sucesso. Aproveitamos até para lançar um trailer do que seria o vídeo e, assim, deixamos os seguidores ansiosos. Veja um deles abaixo.

Se você adora animação, vale pensar em sites como o Animoto e o Animaker. Neles você conseguirá fazer animações simples para os seus vídeos. Vale usar do storytelling para que os conteúdos fiquem muito mais divertidos.

Mas, claro, lembre-se de entender se o seu público curte animações. Caso contrário, tente outra forma de interagir com eles. Teste e veja qual funcionará melhor.

4. Deixar de lado as emoções

Já parou para observar quais vídeos você mais engaja ou curte? Será que eles são aqueles que te fazem pensar a respeito de algo? Ou que te fazem sorrir? Ou até aqueles que te emocionam?

Exatamente! Fazer as pessoas sentirem alguma emoção é parte essencial do vídeo marketing.

Conseguir causar a empatia das pessoas é o objetivo principal de uma produção de vídeo. Por isso, tente ao máximo se conectar com o seu público.

Em um mundo onde os celulares estão sempre à mão, é preciso entender como chamar atenção da maneira correta. Por isso, faça produções de vídeo marketing que atraiam os seus clientes, mas sempre escolha a rede social certa. Já que cada público está presente em uma rede diferente. Descubra em qual o seu está!

Quando falamos sobre o webinar no AioCast, percebemos algo muito importante relacionado ao conteúdo capaz de converter mais.

Por exemplo, percebemos que em um webinar seria possível converter menos leads do que através de um ebook. Mas, o webinar trazia mais interação e envolvimento com o público do que um ebook, já que o impacto emocional atraía muito mais! Ouça as dicas no AioCast.

Quando for pensar no roteiro do vídeo, lembre-se de analisar quais sentimentos quer invocar em seu público. Quer transmitir raiva, ser engraçado ou emocionar? Para isso, planeje atentamente como fazer com que esse objetivo seja concluído.

5. Cadê a criatividade?

Esse planejamento para criar o roteiro perfeito de um vídeo necessita de criatividade. Fazer um vídeo comum mostrando a Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte, por exemplo, qualquer um faz.

Mas saber aproveitar o espaço e tirar dele conteúdo só acontece com um roteiro e uma temática incrível antes.

No Aio nós já fizemos um vídeo na Orla da Lagoa e, adivinhem?

Não era falando sobre o quão lindo é, e sim ensinando a fazer enquadramentos para vídeos. Algo essencial para aprimorar a sua criatividade é pensar como um cineasta. Dessa forma você transformará a gravação através dos enquadramentos.

Fazer um brainstorming com a equipe de produção também é uma ótima ideia para surgir produções de vídeos interessantes. Ter uma equipe ávida por produzir conteúdo é essencial neste processo.

Por isso, vá atrás de produtores de vídeos criativos e engajados com as redes sociais.

E se eu errar?

Bem, se você errar, o melhor é admitir o erro com o máximo de leveza possível. Assim, o seu público também aprende com os seus erros. E, claro, todos somos seres humanos, então, errar deveria ser comum. Aquele velho ditado de que quanto mais erramos, mais aprendemos com os nossos erros!

O que não vale é falar “ah, acontece, né?” e deixar por isso mesmo. Afinal, os erros precisam servir de lição para aprendermos com eles.

No Aio fizemos um conteúdo sobre como ter um áudio incrível nos vídeos, mas, ao produzirmos o vídeo seguinte, foi o nosso áudio que deu problema. Por isso, tivemos que gravar tudo outra vez.

Como sempre damos dicas para não gastar muito dinheiro com as produções, fizemos este vídeo, que deu erro, usando como microfone os fones de ouvido de celular. Mas durante a gravação desconectamos um dos fones sem perceber e o áudio parou de ser gravado.

O nosso editor tentou consertar, mas não teve jeito! Apesar disso, a parte com o áudio gravado com microfone de celular ficou incrível. Por isso, resolvemos gravar usando a mesma técnica.

Regravamos tudo, mas tivemos a ideia de mostrar o nosso erro. Assim mais produtores de conteúdo em vídeo aprenderiam conosco e não cometeriam estes mesmos erros. Olha só como fizemos o nosso vídeo marketing para o Facebook abaixo:

Conclusão

A produção de vídeo marketing depende de qual é o seu público e em qual rede social ele se encontra. É necessário planejar o vídeo através de um roteiro, pensar nos enquadramentos e, claro, nas emoções que deseja transmitir.

A criatividade deve estar anexada junto ao storytelling a fim de desenvolver uma narrativa que engaje e gere resultados. Só assim o vídeo marketing será eficiente naquilo que deseja atingir!

E, claro, só vamos aprender como fazer o conteúdo certo se testarmos. Só saberemos o que engaja mais se analisarmos o resultado final.

E se der errado? Então, você deve ter sempre em mente que devemos aprender com tudo. Vale tirar as coisas positivas das partes ruins e ganhar um aprendizado brilhante com isso!

Você já faz vídeo marketing em sua empresa? Conte o que está achando dos resultados nos comentários!