Estratégia de Inbound Marketing: Como planejar e implementar a sua.

Estratégia de Inbound Marketing: Como planejar e implementar a sua.

Ações de marketing são fundamentais para o crescimento do seu negócio. A divulgação e a formação de uma clientela satisfeita e fiel, são as únicas maneiras de alcançar o sucesso. Mas se engana quem pensa que publicidade é uma coisa simples de fazer. No mundo virtual, por exemplo, é muito comum identificar profissionais que investem em e-mail marketing descontrolado, práticas de SEO e postagens diárias em blogs e ainda assim reclamam de não conseguirem o resultado desejado em tráfego e geração de leads.

Mas por que isso acontece? Simples! Nenhum deles utiliza uma estratégia eficaz para dar frutos no mundo digital. E quando o assunto é marketing digital, “estratégia” é sinônimo de Inbound Marketing.

Aqui você aprenderá como planejar e implementar uma estratégia de Inbound Marketing em seu negócio.

O que é Inbound Marketing?

O Inbound Marketing é um conceito do marketing que visa traçar uma estratégia voltada para a geração de leads, que só é obtida com tráfego intenso nos sites ou blogs. A diferença do inbound marketing para as outras formas de publicidade reside no fato de que todas as táticas são voltadas na conquista do interesse do público alvo ao invés de comprá-lo.

Aprenda mais sobre Inbound Marketing acessando nosso post sobre o assunto.

Um mercado de 105 milhões de consumidores

Em 2014, mais de 7 bilhões de reais foram movimentados em publicidade digital e 35,8 bilhões de reais em e-commerce em um aumento de 24% com relação ao ano de 2013, quando faturou 28,8 bilhões. Aliás, tanto marketing digital quanto o e-commerce tem desfrutado de crescimento de dois dígitos há alguns anos. Dois dos poucos setores a crescerem de forma exponencial no Brasil.

E a previsão é de que 2015 o aumento nas finanças alcance os 20%, o que garantiria uma soma superior aos 50 bilhões com negócios online anualmente.

Também pudera, o Brasil alcançou a expressiva marca de 105 milhões de internautas. Seja por notebook, PC doméstico ou dispositivos móveis (celulares e tablets) a internet se alastra a passos largos no país.

Outros dados também são muito animadores. Ninguém no planeta passa mais tempo conectado na rede mundial de computadores do que o brasileiro. Principalmente quando o assunto são redes sociais.

Sem contar a idade da maior fatia dessa turma de 105 milhões de usuários. A maioria entre 18 e 35 anos de idade. Faixa etária mais disputada pela publicidade mundial. Se ainda havia dúvidas sobre investir ou não em marketing digital – especialmente em inbound marketing –  estes dados sobre as mídias online deixam bem claro onde sua marca precisa estar para prosperar.

Passo a passo para implementar uma estratégia de Inbound Marketing

Qual o seu objetivo?

O primeiro passo é identificar o seu objetivo para determinado período. Pense em algo mínimo como seis meses a um ano para o alcance desta meta.

Inicie com algo mais simples, principalmente se sua estrutura não for das maiores. Como, por exemplo a geração de 20 a 50 leads qualificados (pessoas que se cadastraram no site e viraram prospectos de clientes). Caso você não saiba como mensurar este número, aprenda como estimar uma meta de leads.

Uma vez que o objetivo foi estabelecido, a estratégia poderá ser montada.

Identifique seu público alvo (personas)

É claro que se você abriu um negócio voltado para o setor de tecnologia, já sabe em parte qual sua audiência. No entanto, sua carteira alvo deve ficar em constante evolução.

Para isso estabeleça um plano de ação em que identificará todos os que precisam do seu produto. As personas são perfis fictícios, baseados em estudos reais, que personificam seus clientes ideais. Se lida com software de gestão financeira, instrua sua equipe a contatar empresas do ramo diretamente ou pela internet e oferecer seus serviços, assim como convites para conhecer seu conteúdo de marketing digital.

É o este o público que lhe concederá leads qualificados todos os meses para alcançar sua meta.

Onde eles estão?

A internet é um lugar imenso e em constante expansão. Se antes era só descobrir o local em que seu público-alvo se estabelece e fazer contato por carta ou telefone, agora ele pode ficar em qualquer, ou quaisquer locais do universo online.

Para rastreá-los comece pelo óbvio: as redes sociais mais interessantes para eles, como o Facebook e o Linkedin, fontes imensas de pesquisa.

Entre em grupos, páginas e fóruns de discussão sobre o assunto de seu negócio. Também não tenha medo de seguir marcas com produtos semelhantes, principalmente as gigantes do mercado. É lá que seus futuros clientes estarão esperando por alguém que ofereça conteúdo e serviços de qualidade por um preço mais em conta.

Aborde-os sem medo e faça uma oferta.

Ao final do processo, tenha uma lista ou “caminho” por escrito e detalhado sobre o que deve fazer sempre que entrar na internet para gerar mais leads, assim como as palavras chaves mais utilizadas e que dão maior retorno na busca por clientes que querem conhecer sua marca.

Atração

Possivelmente a principal etapa do Inbound Marketing.

A geração de tráfego qualificado em suas plataformas de mídia online é o primeiro passo para o sucesso da estratégia de Inbound Marketing. O usuário entra em algum de seus canais (blog, redes sociais, portal), gosta do conteúdo que encontra, preenche um formulário para receber um material rico em troca, torna-se um lead e, posteriormente, um cliente.

Mas essa atração só é conquistada com a criação de conteúdo de qualidade para suas personas.

Desenvolva um conteúdo inteligente, que identifique e resolva os problemas, as dores de cabeça, sacie a curiosidade e instigue o gosto pelo assunto. Registre cada questão importante para a vida de seu potencial cliente. Dê a ele a atenção que as outras não proporcionam e ofereça a solução para os seus problemas.

Mas também não faça algo sério demais. Crie material descontraído e prazeroso de ler. Assim como obras interativas, como vídeos, webnars e infográficos.

Disponha de todo este conteúdo em um blog, newsletter, e-mail marketing, White papers, e-books e formas diversas de marketing de mídia social e colocado à disposição dos usuários.

Se for o caso, crie uma página no site oficial com “perguntas frequentes”. Essa é uma página muito acessada nos sites e, uma vez que as perguntas são respondidas com rapidez e eficácia, a satisfação do cliente é imediata e o prêmio conquistado é a sua fidelização.

Trabalhando as leads em seu funil de vendas

Uma vez que você consiga converter o tráfego de seu site ou blog em leads, chega a próxima etapa do processo de vendas. Auxiliar seus prospectos ao longo do funil de vendas, ou seja, garantir que cada uma de suas leads recebam um conteúdo que faça sentido para elas, baseado no momento da compra em que elas se encontram.

Neste momento, é essencial desenvolver um bom mapeamento de conteúdo onde você possa criar uma série de ofertas, posts e demais tipos de conteúdos para atingir suas personas de maneira que faça sentido.

Fechando com o cliente

A última etapa para o crescimento de seu negócio no aspecto financeiro é a transformação dos leads em clientes.

Este processo também é feito por meio de conteúdo e ofertas atrativas. A diferença é que, uma vez munido as informações de suas leads, você poderá criar um conteúdo exclusivo para elas e desenvolver uma relação mais direta entre empresa e consumidor.

Envie e-mails, e-books, artigos e cartões exclusivos para cada um deles. Utilize as técnicas de CRM, cada vez mais adotadas no mercado de publicidade, para efetuar a integração e fechar com sucesso o processo de Inbound marketing.

Organize seu conteúdo, honre seus compromissos com o cliente e crie novidades para atrair mais leads.

O último passo é a manutenção e a atualização constante do conteúdo desenvolvido até o momento.

Agora que a meta de leads qualificados foi atingida, uma direção a seguir foi posta à sua frente e todo este esforço só valerá a pena se houver organização e um calendário definido na divulgação e atualização de suas mídias digitais e nos compromissos assumidos com os clientes.

O público deve saber e confiar que a informação será constantemente atualizada, bem como os compromissos fechados com a distribuição de newsletter e outros meios de comunicação serão sempre honrados.

Se houver alguma situação que impossibilite a atualização de conteúdo, informe imediatamente seus clientes por meio de nota no site e blog, ou em e-mail marketing, explicando a razão pela ausência de novo material, assim como um pedido de desculpas pelo ocorrido.

Não explicar o acontecido pode gerar o sentimento de desprezo por parte da marca para com seus clientes e futuros leads, o que é inadmissível.

Essencial também é planejar a criação de novidades para atrair novos visitantes e reiniciar o processo de inbound marketing constantemente. Assim mais clientes serão prospectados e auxiliarão no crescimento de seu negócio.

Ferramentas do Inbound Marketing 

Agora que vimos qual o passo a passo para implementação e manutenção da estratégia de inbound marketing, vamos falar mais sobre as principais ferramentas que você deve utilizar em sua jornada.

O entendimento mínimo desses conceitos é base primordial para a implantação satisfatória de uma estratégia de Inbound Marketing.

Blog

O blog nada mais do que um site em que a estrutura permite a atualização de conteúdo muito mais rápido do que em websites tradicionais, por meio de artigos ou, como são mais conhecidos, os posts.

Cada blog deve ter uma temática única, diferente dos sites e portais que podem ter até centenas de assuntos diferentes em seu conteúdo. O blog deve abordar um tema específico e “circular” por meio dele.

É no blog que o conteúdo interessante, informativo e até educativo de sua marca deve ser apresentado aos visitantes, com o intuito de despertar sua curiosidade e transformá-los em leads.

Web vídeo

Web vídeo nada mais é do que um vídeo gravado e distribuído na internet.

O ano de 2014 representou uma verdadeira “explosão” dos web vídeos na internet. Antes confinados a sites como o “Youtube”, agora qualquer pessoa pode criar um vídeo com conteúdo interativo para seduzir os visitantes de seu site, blog e página em rede social.

Podcast

O podcast é, de certa maneira, um blog, mas que não é feito com palavras escritas e sim com a voz.

No podcast é possível transmitir arquivos multimídia pela internet, cujo conteúdo pode ser uma lista sobre variedades, seleção de músicas e filmes ou simplesmente falar e expor sua opinião sobre diversos assuntos.

White Papers

O White paper é uma ferramenta de comunicação online utilizada para divulgar dados, ações, cases de sucesso e produtos de uma empresa.

Mais curto do que os e-books, de leitura mais simplificada e sempre com um único assunto em seu conteúdo, o White paper é uma ótima forma de transmitir informações educativas a respeito da sua marca e do seu negócio.

SEO

Search Engine Optimization, ou simplesmente“SEO” como é mais conhecido, é um instrumento do marketing digital que reúne várias técnicas para melhorar a acessibilidade do site e melhorar seus resultados nos sites de busca.

Ou seja, a função do SEO é otimizar um site, blog, página de rede social em toda internet e torná-la mais visível para seus usuários quando estes buscarem o assunto que seu negócio aborda. Para isso, o SEO utiliza diversas técnicas para melhorar o posicionamento por meio dos mecanismos de busca que todos os sites possuem, aumentando, assim, o crescimento em número de acessos.

Infográficos

Muito bem, todos já viram um gráfico na vida e sabem que eles servem para ilustrar vários dados, o máximo possível de informações, em uma única imagem que se explica por si mesma e com o auxílio de algumas legendas.

Pois os infográficos digitais têm atraído um público cada vez maior para os sites que usam esta ferramenta. Os infográficos digitais não são limitados pela falta de mobilidade da imagem, mas movimentos e outras formas de interação com o público podem ser acrescidos aos infográficos digitais perfeitamente.

Para aqueles que gostam do tradicional, os programas de design gráfico – em constante evolução – também podem proporcionar uma experiência única ao visitante ao desfrutar de dados e informações em uma imagem autoexplicativa e admirável.

Webinars

Webinars são conferências realizadas por via online, mas de apenas uma via. Ou seja, apenas uma pessoa fala sobre o assunto em questão, enquanto as demais assistem pela internet.

Evidentemente, há meio de interagir com o palestrante. Entre os principais estão os e-mails com perguntas que são solicitadas antes do horário marcado para o webnar e por meio de chat ao vivo, feito durante ou depois da palestra.

Fóruns

Os fóruns são centros de discussões criado por páginas, sites e blogs dos mais variados produtos e serviços com o intuito de promover debates entre os interessados sobre o assunto abordado.

Os fóruns também são conhecidos como “grupos de debate” e por “comunidades”. A finalidade de todos é mesma. Conversar sobre o que gosta, promover informações úteis (como um grupo de site de emprego que fornece dicas sobre oportunidades de trabalho para seus membros) e fidelizar os usuários.

Você conhece o Fórum de Marketing de Conteúdo da Rock Content?

Redes Sociais

O marketing de mídia social é constituído por ações que visam construir uma imagem poderosa para a empresa nas redes sociais e na internet como um todo. Essas ações incluem, não apenas conteúdo feito por você, mas aqueles que também são oferecidos pelas principais plataformas de mídia social, como o Google Adwords e as ferramentas de divulgação que o Facebook oferece para alavancar uma página comercial.

O diferencial do marketing de mídia social para as demais formas de publicidade é a interação direta com o internauta. Cada movimento do marketing de mídia social procura identificar o que esse cliente deseja e quais as visões e opiniões ele nutre pelo seu negócio.

Com a velocidade da internet, a resposta das ações é praticamente imediata, permitindo alterações no curso do negócio e a manutenção, ou até mesmo expansão, do que está funcionando.

E-books

O eletronic book, livro eletrônico ou somente “e-book”, é uma obra mais extensa da mídia digital que possui o mesmo conteúdo que um livro impresso. As vantagens óbvias do e-book são a não ocupação de espaço físico em sua casa e biblioteca (apesar de ocupar espaço no HD de sua máquina) e no fato de que pode ser feito sem pensar muito nos custos, uma questão fundamental na escrita de um livro tradicional.

Por exemplo, um e-book pode integrar pouco mais de duas ou três mil palavras. Dificilmente um livro impresso com tão pouco é feito confeccionado. Não vale a pena. Porém, na internet, onde a leitura precisa ser ágil e sofisticada, um e-book pode comportar diversos formatos e tamanhos.

Com poucas ou muitas palavras. Imagens, gráficos e até mesmo funções interativas.

Os formatos tradicionais de um e-book são pdf, doc, lit, txt, opf e odt. Tamanha variedade motivou a criação de programas específicos para a leitura dos e-books e que permitem melhor interação do usuário com a tela de seu PC, tablet ou celular.

Newsletter

Também conhecido como boletim informativo, a newsletter tem a função distribuir regularmente informações interessantes e didáticas a respeito de tudo que engloba o conteúdo que uma empresa oferece para seus assinantes e clientes cadastrados.

A newsletter pode ser enviada por e-mail, assim como SMS, MMS e outras formas de comunicação eletrônica à disposição dos cadastrados.

E-mail marketing

Ferramenta do marketing mais direto e agressivo, o e-mail marketing é um simples enviado para inúmeros internautas com conteúdo publicitário.

O e-mail marketing deve seguir uma série procedimentos e requisitos, assim como a obtenção do consenso do usuário. Isso serve para permitir o rastreamento e a efetividade dos e-mails e a otimização e potencialização das campanhas de e-mail marketing, assim como para diferenciá-los do spam, detestado pela maioria dos internautas.

Cuidar para que seu e-mail marketing tenha qualidade e conteúdo apropriado e que nunca, em hipótese alguma, seja confundido com spam, é fundamental para o sucesso do e-mail marketind no inbound.

CRM

O Customer Relationship Management, ou CRM, é um termo do marketing utilizado no gerenciamento do relacionamento com o cliente.

O CRM se divide em três partes: na criação de canais operacionais com as empresas e clientes, análise de suas necessidades, na antecipação de seus problemas e na busca por soluções antes mesmo que eles aconteçam e na colaboração de conteúdo, atenção e interação com o cliente.

Sua estratégia busca fidelizar o cliente e fazer com que ele se torne um canal de publicidade, incentivando a divulgar os serviços prestados pela marca aos amigos, parentes e empresas que tenha contato.

Agora você sabe tudo sobre inbound marketing. O que é, como implementá-lo em sua empresa como estratégia de marketing, o que é lead e sua importância, além das ferramentas de publicidade digital que tornam o inbound marketing possível.

Não perca tempo e comece agora sua estratégia de Inbound Marketing e veja seus negócios decolarem!

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!