exemplos de marketing digital

Exemplos de marketing digital: 5 ações no Facebook para se inspirar

Quem nunca quis aproveitar o Facebook para lançar uma campanha de sucesso na web? Confira esses exemplos de Marketing Digital incríveis.

Pois para que você aprenda com os melhores, fizemos uma lista com 5 ações que vão iluminar seu caminho nessa empreitada.

De como uma rede de fast food perdeu 30 mil fãs (e saiu dessa melhor do que estava!) ao eterno legado da propaganda dos pôneis malditos, você com certeza vai ficar inspirado com estes exemplos de Marketing Digital.

Confira, relembre alguns conceitos importantes em social media e veja como aliar teoria à prática. Boa leitura!

1. Burger King: como perder 30 mil fãs

De cara, esse não parece bem um exemplo a ser seguido, mas você já, já vai entender onde se encontra a fonte de inspiração aí.

A controvérsia teve início quando o “rei” do fast food, em sua fan page norueguesa, começou a distribuir vale-Big Macs. Isso mesmo: o hambúrguer de seu maior concorrente!

Com o objetivo declarado de identificar seus verdadeiros e mais leais fãs, o Burger King oferecia aos seguidores um Big Mac, explicando que quem aceitasse o “presente” seria banido para sempre da fan page.

O resultado foi que 30 mil pessoas preferiram ganhar um cupom para comer no rival, e a página, que tinha cerca de 38 mil fãs, foi para 8 mil. Parece uma ação kamikaze, mas o resultado foi positivo!

Acontece que essa “limpeza” retirou aqueles usuários que não estavam tão interessados na marca. Como consequência, seu poder de engajamento foi aumentado em nada menos que cinco vezes!

A grande lição que podemos tirar daqui é pensar mais no engajamento e no contato eficiente com o cliente do que simplesmente no número de curtidas.

O que o Burger King da Noruega percebeu foi que, para eles, 8 mil internautas que interagem e defendem a empresa são muito mais valiosos do que 30 mil que abandonariam a firma pela concorrente à primeira oportunidade.

Números são importantes, claro, e nós também ensinamos você a ganhar mais seguidores nas redes sociais! Ainda assim, eles não são tudo, e esse é um dos exemplos de marketing digital que nos lembram de que, no Inbound, qualidade sempre vem antes de quantidade!

2. Pepsi: refri grátis em troca de likes

No caminho aparentemente oposto ao rei dos hambúrgueres, a Pepsi parecia mesmo estar só pensando em aumentar sua base de fãs com essa ação, mas na verdade sua ideia ia bem além disso.

Em troca de uma curtida no Facebook, a empresa oferecia um refrigerante geladinho, de graça. Bastava acessar a rede social em uma tela touch acoplada a uma das máquinas distribuídas por aí pela empresa, entrar na fan page deles e deixar seu joinha para ganhar uma Pepsi.

Só que o objetivo não era simplesmente “comprar” aqueles likes para aumentar o número de curtidas. Na realidade, a instituição queria era começar um relacionamento com aquelas pessoas. Mas em vez de ficar esperando que os fãs começassem o engajamento, ela resolveu dar o pontapé inicial.

Com isso, a Pepsi ganhou bem mais do que um monte de likes. Eles conquistaram a permissão para iniciar um diálogo com o consumidor por meio das postagens no Facebook, vencendo o primeiro (e talvez mais difícil) passo na construção de uma relação duradoura com o cliente.

3. BMW: simulação da sua própria história

Como você vai comemorar quando a sua fan page chegar à marca de um milhão de curtidas? Enquanto vai pensando no assunto, veja o que a BMW no Brasil decidiu fazer e aprenda com eles.

Para celebrar esse número tão expressivo de fãs, a empresa resolveu proporcionar algo diferente para os seguidores. E bota diferente nisso: quem tinha curtido a página teve a chance de dirigir um carro da BMW em um simulador!

Mas não em um rolê comum: era uma jornada pela história de cada um, com base em suas postagens individuais no Facebook. Os momentos mais relevantes dos internautas em sua própria linha do tempo apareciam na tela do simulador, relacionando sua vida ao passeio.

Cada viagem na simulação, portanto, foi tão singular quanto o internauta que participava dela. Ninguém viveu as mesmas sensações, e a paixão por carros foi colocada lado a lado com a marca e a vida dos seguidores.

Depois de toda essa aventura, você ainda podia compartilhar tudo na sua linha do tempo, engajando mais gente na campanha!

O que aprender com essa ação genial? Que experiência única são duas palavrinhas muito úteis para guiar suas campanhas on-line, e que associar as realizações do consumidor com os seus produtos é chave para ter um relacionamento inabalável com eles.

4. Intimus: as Marias que não foram com as outras

Para interagir com o público-alvo e aumentar o reconhecimento da marca, a gigante do mercado de higiene íntima feminina resolveu apenas lançar uma série (atualmente na terceira temporada), na TV e no Facebook.

Com o título de “Marias”, em uma referência contradizendo o dito “Maria vai com as outras”, os episódios retratam as histórias de mulheres independentes, guerreiras e bem-sucedidas, que não se deixam abalar por nada nem ninguém.

Em pouco tempo, a série conquistou não só as Marias, como também as Rosas, Julianas, Martas e tantas quantas se identificaram com as personagens e suas revoluções.

Assim, a empresa reforçou a associação entre a marca e a vontade de revolucionar — já presente desde o surgimento da Intimus no Brasil, em 1993 —, cativando e representando os diversos perfis das consumidoras.

Segundo página da Intimus, a estratégia teve um sucesso estrondoso, melhorando a identificação do público com a marca e sua percepção dos produtos.

A lição, para você, é sobre a importância do diálogo com o público-alvo a fim de entender seus anseios e desejos para a produção de novos conteúdos e produtos. É por meio dele que se pode gerar um vínculo muito mais forte entre empresa e consumidor!

5. Nissan: pôneis malditos inspirando-nos até hoje

Para encerrar nosso “momento inspiração”, voltemos no túnel do tempo: você se lembra do famoso comercial dos pôneis malditos?

Vamos refrescar sua mente: ele começa com um carro atolado, mas quando o motorista abre o capô, encontra adoráveis pôneis cantando uma musiquinha irritante, mas memorável. Lembrou?

Alguns pontos interessantes dessa campanha são sua data de lançamento e a ideia do marketing viral. Isso porque na época (em 2011), as redes sociais não tinham a importância que possuem hoje. Mas a Nissan deixou de investir nelas? Claro que não: por isso foram visionários!

Após assistirem o vídeo no YouTube, os usuários eram chamados a compartilhá-lo com mais dez pessoas. Do contrário, sofreriam com a “maldição do pônei”, ficando para sempre com a tal musiquinha na cabeça.

A campanha ficou tão famosa que se desdobrou em várias outras ações de engajamento, como chamadas para que os fãs postassem no Facebook seus próprios vídeos no estilo maldição do pônei.

É uma inspiração e tanto para não subestimar o poder da internet, além de criar anúncios que, ao mesmo tempo, ataquem os concorrentes e engajem os internautas.

E aí, o que achou desses exemplos de marketing digital? Aproveite para aprender com eles em suas campanhas futuras e continue conosco lendo nossas 9 dicas de como aumentar o engajamento no Facebook!