ilustração de uma campanha no google adwords

11 coisas que você precisa saber antes de fazer uma campanha no Google Adwords

Ansioso por começar uma campanha do Google Adwords?

Nós também sempre estamos ansiosos por começar coisas novas.

Mas conhecer melhor a plataforma, seu funcionamento e alguns truques básicos para garantir o sucesso dos seus links patrocinados não parece um caminho melhor para evitar o desperdício de dinheiro?

Tínhamos certeza de que você concordaria! Por isso mesmo listamos aqui 11 coisas que você precisa saber ANTES de fazer uma campanha no Google Adwords. Confira e não caia em armadilhas!

1. Aprenda como ele funciona

Google Adwords é investimento e deve trazer retorno financeiro para sua empresa.

Caso contrário, por que fazer? Sendo assim, antes de se lançar à sorte, pesquise, leia a respeito, consulte o Guia para iniciantes do Google Adwords e aprenda como ele funciona.

De maneira bastante simplificada, ele funciona como um leilão, onde quem “dá mais” leva o espaço publicitário.

Só que esse “dar mais” não tem a ver somente com o lance que você dá, mas também com o índice de qualidade do seu anúncio e o uso de extensões de anúncios (falaremos sobre elas mais adiante).

2. Google Adwords não é só a rede de pesquisas

O Google Adwords permite que você exiba seus anúncios em quatro locais: na rede de pesquisas, na rede de displays, no Google Shopping e também no YouTube.

Quem não sabe dessas variáveis pode perder ótimas oportunidades de negócio por um simples erro de segmentação.

A rede de pesquisas é ampla e geralmente traz maior número de conversões, contudo a rede de displays pode ajudar a atingir um nicho de mercado mais específico, devido ao seu formato de segmentação de público.

O Google Shopping serve para venda direta de produtos e o YouTube para que você atinja ao público que está sempre assistindo vídeos.

3. Acione a geolocalização

Não, não basta definir sua própria localização no Google Adwords.

Você pode ir mais a fundo na sua segmentação geográfica e definir ruas, bairros, perímetros, cidades, estados e países onde deseja que seus links patrocinados sejam exibidos.

Por exemplo, se você tem um restaurante e oferece buffet na hora do almoço, quer atingir apenas as pessoas que podem ir até ele nesse horário, concorda?

O jeito é acionar a geolocalização e estabelecer um perímetro de 2 a 5 quilômetros de distância, atingindo um público com muito mais chances de chegar até você.

4. Segmentação por dispositivos também faz diferença

O público que é hard user de dispositivos mobile é diferente daquele que está acostumado a fazer buscas pelo desktop.

Então crie anúncios diferentes para cada plataforma, respeitando o perfil dos usuários e as limitações e potencialidades de cada dispositivo.

Assim você conseguirá atingir resultados mais efetivos com cada anúncio e ainda avaliar qual dos dispositivos traz maior retorno para sua estratégia de links patrocinados.

5. Sem objetivo, nada feito

Por que você quer fazer uma campanha de links patrocinados? O que esse investimento deve trazer de retorno para sua empresa? Leads? Vendas? Visibilidade?

Ter objetivos bem definidos ajuda a direcionar suas campanhas de Google Adwords e com isso atingir as pessoas certas no momento exato, quando elas estão buscando por aquilo que você está oferecendo.

Do contrário, é como atirar em volta de um alvo esperando acertar o centro.

6. O anúncio é apenas metade do sucesso

Além de ter um anúncio espetacular, você também precisa ter uma página de destino sensacional, que proporcione uma experiência única para o visitante.

Capriche no design, na arquitetura da informação, na qualidade das imagens e na navegabilidade, garantindo que o visitante permaneça por bastante tempo.

Crie sendo de urgência com CTAs e não demore na conversão.

Quanto mais rápido for o processo, menor a chance de o visitante cair fora sem fazer aquilo que você espera.

7. Cuidado com a correspondência de palavras-chave

Existem 5 configurações possíveis para a correspondência de palavras-chave:

  1. Exata: seu anúncio só será exibido se o internauta digitar exatamente o mesmo;
  2. Frase: seu anúncio só será exibido se o internauta usar a mesma frase ou algo parecido;
  3. Ampla: seu anúncio será exibido para variações da mesma palavra-chave ou frase;
  4. Ampla modificada: seu anúncio poderá ser exibido em diversos contextos e pesquisas;
  5. Negativa: seu anúncio não será exibido quando uma palavra-chave negativa estiver atrelada ao termo de busca.

Perceba que nas configurações “ampla” e “ampla modificada”, seus anúncios podem aparecer para uma quantidade enorme de pessoas, mas que nem sempre são interessantes para sua empresa.

Sendo assim, altere a configuração de correspondência de palavras-chave para que seus anúncios fiquem mais focados, selecionando “exata”, “frase” ou “negativa”, dependendo dos seus objetivos.

8. Nunca perca de vista o relatório de termos de pesquisa

O relatório de termos de pesquisa permite que você saiba quais palavras-chave foram pesquisadas para que o internauta chegasse até o seu anúncio.

Esse conhecimento serve para você avaliar sua lista de palavras-chave, eliminar aquelas que não estão surtindo resultados e dar ênfase naquelas que estão gerando tráfego.

Além disso, você também pode avaliar a qualidade dos seus anúncios para saber se eles estão mesmo atraindo potenciais clientes ou pessoas que não são interessantes para o seu negócio.

9. Ative as extensões de anúncio, sempre!

Extensões de anúncio são informações adicionais que podem – ou não – ser exibidas juntamente com seus links patrocinados.

Elas podem ser de localização, de contato, de URL, entre outras.

Quem decide o que e quando exibir é o Google, mas se você não as ativar, nunca terá essas informações exibidas junto com seus anúncios.

Vale lembrar aqui que elas ajudam a classificar melhor seus anúncios e com isso aumentar a pontuação para o leilão, então não deixe de ativar as extensões!

10. Nem sempre a rede de pesquisas é mais atrativa

Geralmente as pessoas correm para anunciar na rede de pesquisas, mas a concorrência é tanta que os lances se tornam maiores e com isso muitos empreendedores e pequenas empresas desistem de apostar no Google Adwords.

É importante você saber que a rede de displays do Google Adwords, onde seus anúncios são exibidos em sites parceiros, é até 5 vezes mais barata de anunciar do que na rede de pesquisas e ainda permite uma segmentação mais profunda de público-alvo, tornando suas campanhas ainda mais assertivas.

É uma boa ideia para quem tem um orçamento apertado ou ainda quer atingir um nicho bem específico de clientes, então não deixe de considerar essa possibilidade!

11.Google Adwords não faz milagres

Sim, Google Adwords é uma estratégia incrível para aumentar os resultados da sua empresa, mas sozinho ele não faz milagres.

Para ter êxito com links patrocinados você precisa, antes de mais nada, saber se sua empresa oferece produtos e serviços de qualidade e que sejam atrativos para o seu público-alvo.

Ou seja, antes de anunciar no Google Adwords, estruture seu negócio, crie processos, contrate pessoas comprometidas e tenha certeza de que sua empresa será um sucesso. Depois comunique isso ao mundo!

Agora que você já sabe tudo o que precisa saber antes de investir em Google Adwords, que tal aprender ainda mais sobre o tema com nosso ebook gratuito?

download google adwords ebook 

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!