formulário para geração de leadsblog era tão incrível que eu fiquei eufórico para criar algo e compartilhar com o mundo!

">

5 dicas para montar um bom formulário para geração de Leads e aumentar o número de conversões

Landing Pages são parte essencial da sua estratégia de Inbound Marketing. Em sua essência, elas são páginas desenhadas para converter visitantes em Leads. Uma boa Landing Page possui uma oferta e um formulário para coletar informações desse Lead além do email.

Landing Pages são parte essencial da sua estratégia de Inbound Marketing. Em sua essência, elas são páginas desenhadas para converter visitantes em Leads. Uma boa Landing Page possui uma oferta e um formulário para coletar informações desse Lead além do email.

Uma boa taxa de conversão em uma Landing Page gira em torno de 20%. Muitos fatores podem influenciar nesse número, mas o que poucos sabem é que as informações pedidas no seu formulário, ou mesmo o tamanho dele, são um dos pontos mais importantes para determinar o sucesso da sua página de captura.

É preciso ter cuidado com o teor e com a quantidade de informações que você pede no formulário da sua página de conversão, mas isso não significa que você não possa obter informações estratégicas dos seus usuários — é necessário, porém, saber como requisitá-las.

E pensando em ajudar a manter sua taxa de conversão sempre acima da meta, selecionamos algumas dicas essenciais para você montar um bom formulário para geração de Leads. Confira agora!

1. Deixe claro o que o visitante vai ganhar com o preenchimento do formulário

O formulário na sua página deverá espelhar o valor da oferta, tanto nos campos de informação que você solicita que o usuário preencha quanto na extensão do formulário. Em outras palavras, quanto mais valiosa for sua oferta, mais informações você poderá pedir.

E o principal ponto para garantir que seu visitante se tornará um Lead é ter certeza de que você está deixando claro qual o benefício que ele ganhará se preencher o formulário até o fim.

Mesmo que a chamada na página que levou até a Landing Page já tenha feito a promessa e mostrado o benefício que o visitante vai receber, deixe bastante visível na sua página de conversão qual é esse benefício.

Seu objetivo é comunicar para o visitante como aquela oferta vai ajudá-lo a solucionar algum de seus problemas ou beneficiá-lo de alguma forma. Por isso, tanto seu título quanto a descrição da oferta devem contar para ele o que vai ganhar.

Nessa hora, é importante ter em mente que os visitantes da sua página tomam decisões em questão de segundos, portanto, você vai querer manter sua página de captura o mais concisa possível.

Se puder, tente manter todo o conteúdo da sua Landing Page em uma só página, ou seja, sem exigir do usuário que use a barra de rolagem para ver o restante dela. Se isso não for possível, tente manter o conteúdo o mais curto quanto conseguir.

Outra boa dica é usar números, bullet points e negrito para criar pedaços de informações que sejam facilmente escaneados e reconhecidos por quem estiver lendo.

2. Peça informações essenciais para o seu objetivo

O objetivo da sua Landing Page é fornecer dados do visitante suficientes para sua equipe de vendas, que os permita qualificá-lo e determinar a melhor abordagem para de fato transformá-lo em cliente da empresa.

E aí você pode pensar: “quanto mais informação eu pedir, melhor será para meu time de vendas”; mas este pode ser um grande erro.

Colocar muitos campos no seu formulário só vai aumentar a chance de o visitante perder o foco e, sendo bem direto, “ficar com preguiça” de se tornar seu Lead. Por outro lado, não solicitar nenhum dado ou pedir itens que não vão ajudar você a criar um perfil de quem é aquele potencial cliente também não é uma boa jogada.

As informações que você escolhe solicitar no seu formulário são importantes para identificar melhor que tipo de pessoa o seu site está atraindo. Assim, se você só pedir nome e contato, por exemplo, dificilmente sua equipe de vendas conseguirá identificar a melhor abordagem.

Por isso, fique atento à quantidade de campos do seu formulário e, principalmente, à qualidade deles. Você está obtendo informações que realmente trazem benefícios à sua estratégia? Se a resposta for sim, está no caminho certo.

3. Não solicite informações confidenciais ou difíceis

Uma boa Landing Page é aquela em que, em um piscar de olhos, o visitante consegue entender qual é a oferta, quais os benefícios ela trará, e decidir se vale a pena ou não preencher o formulário para conquistá-los. Para isso, é preciso que seu formulário seja de fácil preenchimento, pedindo dados que possam ser fornecidos agilmente e sem constrangimento.

Uma boa ideia é se perguntar: quanto o meu visitante está disposto a compartilhar comigo para conseguir ter acesso a esta oferta? Mas cuidado com as informações que solicita! Alguns dados muito pessoais, como endereço e telefone, podem intimidar o visitante e impedi-lo de preencher o formulário.

A não ser que você precise, evite pedir informações sensíveis e pessoais, como CPF, endereço e telefone, pois o usuário pode hesitar em fornecê-las. Também não deixe o formulário muito longo, pois são grandes as chances de ele desistir do preenchimento por esse motivo.

4. Indique que o visitante só vai receber e-mails relevantes

O e-mail é um campo essencial do seu formulário. Com ele, é possível colocar seu Lead em um fluxo de nutrição de Email Marketing que permita à sua empresa criar um relacionamento com ele e guiá-lo pela jornada de compra.

Porém, muitos visitantes hesitam em fornecer seu endereço de email por causa do medo de receber spam. Para evitar isso, deixe claro para o usuário que ele só receberá emails e mensagens se quiser e que, caso queira, o conteúdo destas será relevante para o problema dele.

5. Use formulários inteligentes

Por último, se você possui uma estratégia de Marketing de Conteúdo bem estruturada, é possível que seu visitante consuma mais de uma oferta do seu website. Por isso, investir em formulários inteligentes, também chamados de progressive profiling, é essencial.

Os formulários inteligentes no Inbound Marketing são aqueles que já reconhecem o Lead, caso ele já faça parte da sua base e preenche os outros campos automaticamente de acordo com a primeira resposta dele. Isso evita que seu Lead deixe de consumir mais materiais — e, portanto, avançar de etapa no funil — por preguiça de ficar sempre preenchendo as mesmas informações.

Gostou do nosso post? Baixe nosso ebook Como Criar Landing Pages Que Convertem e saiba ainda mais sobre como melhorar sua geração de Leads!