Funil de marketing

Qual a importância do funil de marketing para gerar conversão?

O mercado tem se tornado cada vez mais competitivo. Aquelas empresas que insistiam em vendas forçadas estão perdendo espaço, e a necessidade de criar um canal de conhecimento e de informação está só crescendo.

Os empreendedores enxergaram a grande oportunidade de passar conhecimento aos seus potenciais clientes desde o 1º contato com a marca até a decisão de compra. E todo esse caminho é otimizado com o funil de marketing.

Essencial na era da transformação digital, com a competição cada vez mais acirrada.

Se você quer educar o mercado, alcançar ruma posição de destaque e aumentar as suas vendas, precisa entender a importância do funil de marketing. Para isso, confira o nosso post e tire as suas dúvidas:

O que é o funil de marketing

O marketing mudou bastante nos últimos tempos. As empresas investiam em técnicas invasivas, nas quais o consumidor era interrompido em sua atividade para visualizar uma propaganda.

Principalmente na televisão, os anúncios eram colocados no meio de um programa com alta audiência, forçando os telespectadores a conhecerem um produto ou um serviço.

De fato, esse tipo de marketing ainda existe e traz resultados, mas é preciso acompanhar as tendências e investir em inbound marketing.

O inbound marketing se trata de uma estratégia que coloca a necessidade do cliente como foco, e não mais o produto ou o serviço.

É necessário entender a necessidade do consumidor e oferecer soluções, atraindo-o de forma voluntária e fornecendo todas as informações para que ele tome a decisão de compra. Mas, até que ele chegue a isso, é preciso passar por várias etapas.

Pensando em um funil real, o topo tem área maior e vai se estreitando, até que um volume menor chega ao final. O funil de marketing segue essa ideia: começa com alto número de possíveis clientes e, no final, consegue extrair os mais qualificados.

Para explicar o funil de marketing, precisamos demonstrar cada estágio. É o que faremos agora:

Topo do funil

No 1º estágio do funil de marketing, os potenciais clientes não buscam ainda uma solução. Na verdade, a maioria nem sabe que tem um problema. Então, o objetivo dessa etapa é identificar esse problema e incentivar a busca pela solução.

Para conquistar esse objetivo, é necessário investir em estratégias com alto alcance, como blogs e campanhas nas redes sociais.

É importante frisar que seu potencial cliente ainda não está habituado com os seus produtos ou os seus serviços. Portanto, não adianta utilizar termos técnicos ou criar conteúdos aprofundados.

Todo o material produzido para o topo do funil deve ser geral, com linguagem fácil de entender, que ajude o leitor a identificar um problema e a visualizar as oportunidades que uma solução oferece.

Um ponto importante para a eficiência do funil de marketing é coletar dados dos consumidores de forma a conseguir entrar em contato e enviar materiais relevantes.

Busque também informações que ajudem a criar uma segmentação do público de acordo com as suas necessidades.

Meio do funil

Como falamos, no topo do funil há um grande número de possíveis consumidores da sua marca, mas nem todos eles vão se interessar pelas soluções propostas.

Porém, aqueles que de fato foram atraídos e acessaram os conteúdos vão começar a ter mais dúvidas quanto aos seus problemas e a buscar soluções.

Sendo assim, no meio do funil o objetivo é qualificar os possíveis consumidores da marca, tornando-os leads (potenciais clientes que já reconheceram um problema e estão em busca de uma solução).

Os conteúdos gerados aqui já podem ser mais técnicos e específicos, pois a ideia é tirar as dúvidas que possam surgir.

Se você seguiu a dica do topo do funil, de buscar dados sobre os potenciais clientes, agora você pode segmentá-los, enviando conteúdos relevantes. Assim, você enviará o material certo, para o público certo, no momento certo.

Fundo do funil

Até o meio do funil, os seus conteúdos deixarão em evidência o problema e as possíveis soluções. Agora, no fundo, você deve apresentar o que a sua empresa tem a oferecer.

Os leads já estão qualificados, isto é, já reconheceram o problema que têm, buscaram e escolheram a solução tomarão e agora buscam a melhor oferta. O seu trabalho é colocar a sua marca como a principal escolha na decisão de compra.

Nesse estágio, invista em técnicas que incentivem o lead a conhecer as suas soluções. Uma técnica que ajuda bastante na decisão de compra é apresentar casos de sucesso.

Mostre para aqueles que buscam a melhor oferta o que os seus clientes fidelizados alcançaram com os seus produtos ou os seus serviços.

Divulgue os resultados obtidos e, se possível, peça aos seus clientes para mostrar, de forma natural e sincera, como foi a experiência com as soluções.

A importância de trabalhar com o funil

Em uma pesquisa feita com empresas B2B, 98% dos profissionais de marketing disseram que o conteúdo é o coração das suas estratégias. Esse dado já mostra a grande importância que tem de trabalhar com o funil de marketing.

O conceito do funil possibilita segmentar o seu público-alvo e entender a necessidade dele em cada momento. Se você deseja investir em conhecimento, mas não pensa em cada estágio, acabará enviando conteúdo pouco ou nada relevante para seu potencial cliente.

E lembre-se: se as oportunidades de vendas online estão crescendo, a concorrência também! Se a sua empresa não prioriza seu cliente, outra o fará.

Por isso, estude a sua persona (criada a partir do seu público-alvo), entenda cada estágio do funil, produza conteúdos relevantes e busque as informações necessárias.

Construa um caminho rico em informações, possibilitando que o futuro cliente tenha acesso aos dados necessários, desde o conhecimento até a decisão de compra.

Um exemplo da estratégia do funil de marketing

Para que não restem dúvidas, vamos construir um caso, aplicando o funil e mostrando como os conteúdos devem ser programados.

Como exemplo, imagine que a sua empresa trabalha com tecnologia de impressão 3D, um avanço que vem ganhando destaque no mercado. Os conteúdos serão:

Topo do funil

Artigos amplos, com objetivo de mostrar o que é a impressão 3D, como essa tecnologia pode ser utilizada pelas pessoas ou pelas empresas, as principais aplicações e os ganhos obtidos.

Lembre-se de não utilizar termos técnicos ou aprofundados. Produza conteúdos com até 500 palavras, com leitura fácil e agradável.

Meio do funil

Artigos mais específicos, mostrando como escolher uma impressora 3D, como escolher os diferentes materiais, como aplicar no seu negócio.

Os textos podem ser maiores, com mil palavras e termos mais específicos. Tire as dúvidas dos leitores.

Fundo do funil

Mostre casos de sucesso. Crie textos com os resultados obtidos pelos seus clientes ou empresas conhecidas. Por exemplo: “Como a empresa X reduziu 30% do custo de produção com a nossa impressora 3D”.

Crie textos maiores, como e-books com 2 mil palavras. Aqui, você pode e deve divulgar a sua empresa.

O funil de marketing e o aumento das vendas

Entender e aplicar o funil de marketing está relacionado diretamente ao aumento da conversão, gerando lucro e referência no mercado para o seu negócio.

Avalie cada estágio do funil, produza o conteúdo certo e divulgue para os potenciais clientes. Dessa forma, você otimizará as suas estratégias e alcançará o sucesso!

Agora que você já conhece o funil de marketing, confira nosso post sobre como deixar seu conteúdo em vídeo mais atrativo e aumente as suas conversões!