Homem aprendendo a mexer no google tag manager

Tudo o que você precisa saber sobre o Google Tag Manager!

Você já instalou um pixel do Google AdWords no seu site para fazer campanhas de mídia paga?

Ou teve que adicionar o código de traqueamento do Google Analytics para acompanhar suas métricas?

Caso tenha feito um dos dois, tenho certeza de que você sentiu alguma dificuldade.

Muitos profissionais de marketing dependem da equipe de TI para adicionar códigos como estes, um processo que pode se tornar bem demorado.

O Google Tag Manager surgiu para solucionar este problema.

Ele simplifica o processo de adicionar pixels e scripts no seu site, e ainda tem a capacidade de refinar e personalizar as métricas do Google Analytics.

A integração com o Google Analytics é a funcionalidade mais utilizada do Google Tag Manager.

Porém, ele é uma ferramenta extremamente versátivel e pode ser utilizada com muitos outros objetivos.

Por exemplo, você pode utilizá-lo para adicionar códigos de remarketing do Google AdWords nas páginas do seu site, além de códigos de retargeting do Facebook Ads.

Com estas duas funcionalidades, fica mais fácil atingir as pessoas que visitam seu site em outros lugares aonde elas navegam, como o Facebook e o buscador do Google.

Se você quer entender melhor o que é o Google Tag Manager, porque ele é utilizado, como utilizá-lo para acompanhar as visitas do seu site no Google Analytics e como adicionar códigos de remarketing do Facebook Ads e do Google AdWords,  confira este guia completo!

Neste post, você vai aprender:

 

1. O que são Tags?

No universo do Marketing Digital, dados e métricas sobre o comportamento dos usuários são essenciais.

Para coletar essas informações, é necessário adicionar às páginas de um site códigos ou scripts, também chamados de tags.

O processo tradicional de adicionar tags não é nada simples.

Ele depende de duas equipes – TI e Marketing.

Quando a equipe de Marketing enfrenta a demanda de ter que adicionar uma tag, seja para acompanhar uma nova campanha ou utilizar um novo programa de análise de dados, cabe aos programadores modificar o código de todas as páginas do site.

Parece monótono, não é mesmo?

Existem inúmeros pontos negativos no processo de adicionar tags manualmente.

Em primeiro lugar, o tempo gasto pela equipe de TI pode ser enorme e poderia estar sendo gasto de uma maneira mais produtiva.

Além disso, o fato de que o time de Marketing depende dos programadores reduz a velocidade com que novas campanhas poderiam ser executadas.
 

Por que utilizar o Google Tag Manager?

Como você pode ver, adicionar tags manualmente restringe a produtividade de duas equipes – Marketing e TI.

O Google Tag Manager existe para resolver este problema.

Ele permite que qualquer profissional de marketing seja apto a administrar as tags do seu site, pois esta ferramenta já se encarrega da parte técnica deste processo.

Desta maneira, com o Google Tag Manager você poderá adicionar códigos de acompanhamento do Google Analytics, Google AdWords e Facebook Ads com mais facilidade.

Assim, vai poder utilizar as funcionalidades desta e outras ferramentas para gerar resultados nas suas campanhas de marketing digital com mais eficácia.
 
 

Por onde começar

Antes de mais nada, você precisa criar uma conta no Google Tag Manager.

Isto será muito fácil, especialmente porque esta é uma ferramenta gratuita.

Basta visitar a página do Google Tag Manager e fazer login com sua conta do Google, de preferência a mesma que você utiliza para o Google Analytics.

Depois que você fizer login, vai precisar inserir o nome da sua empresa. Clique em “Continuar”.

google tag manager

Em seguida, vai precisar escolher um “contêiner”.

O contêiner é uma tag universal que guarda todas as suas tags.

Se suas tags fossem peças de roupa, o contêiner seria o armário.

Se você possui múltiplos sites, crie um Contêiner para cada um deles pois isso facilitará na hora de acompanhar suas tags.

Existem formatos diferentes de contêineres, dependendo se suas tags serão utilizadas para sistemas operacionais de desktop (opção “Web”) ou dispositivos móveis (iOS e Android).

No caso desse exemplo, vamos selecionar a opção Web e clicar em “Criar”.

google tag manager

Depois que você criar sua conta, leia os Termos de Serviço do Google Tag Manager e clique em “Sim” para prosseguir.

Assim que você fizer isso, a página vai recarregar a seguinte janela irá aparecer automaticamente:

google tag manager

Este é o código base do GTM. Copie e cole este código logo após a tag de abertura <body> do seu site.

Caso você não saiba como fazer isso e seu site seja WordPress, você pode utilizar o plugin DuracellTomi’s Google Tag Manager, que adiciona este código sem que você tenha que modificar seus templates.

Se ainda estiver com dúvidas, peça ajuda ao departamento de TI.
 

Como adicionar Tags e Acionadores

Agora que sua conta já foi criada, está na hora de adicionar a primeira tag!

O Google Tag Manager é composto por duas partes, chamadas de “tags” e “acionadores”, ou “triggers”.

As tags falam para a ferramenta o que fazer, por exemplo, “enviar número de visitantes para o Google Analytics”.

Já os acionadores determinam quando as tags devem ser utilizadas, por exemplo “toda vez que alguém visitar uma página”.

No exemplo que estamos utilizando neste guia, queremos enviar para o Google Analytics uma visualização cada vez que alguém visitar uma das páginas do nosso site.

Então vamos começar!

Primeiro passo: Criar uma nova Tag

Para criar uma nova Tag, basta clicar em “Tags” no menu do lado esquerdo, e depois clicar em “Nova”.
google tag manager

Depois de clicar em “Nova”, o Google Tag Manager vai querer saber aonde você vai utilizar esta tag.

Existem várias opções de produtos para escolher, como o Google Analytics, Google AdWords, LinkedIn, entre outros.

Neste caso, vamos selecionar a opção “Google Analytics”.
google tag manager

Ainda nesta tela, você tem a opção de dar um nome à sua tag.

Clique em cima de “Tag sem título” e digite qualquer nome que você deseja para sua tag.

google tag manager

Passo 2: Escolha seu Analytics

Depois de ter escolhido Google Analytics como o produto que você utilizar, o Google Tag Manager vai te perguntar se você deseja utilizar o Universal Analytics ou Google Analytics Clássico.

O Universal Analytics já é a opção padrão selecionada, e é a versão mais nova do Google Analytics.

Se você não sabe se seu site utiliza Google Analytics Clássico ou Universal Analytics, existe uma maneira simples de descobrir:

  1. Em qualquer página do seu site, clique com o botão direito em qualquer lugar e escolha “Inspecionar”
  2. Uma janela irá abrir do lado direito do seu navegador. No menu superior desta janela, clique em “Network”.
  3. Recarregue a página aonde você abriu a janela de inspeção
  4. Você vai perceber que a aba “Network”, que antes estava vazia, foi preenchida com uma lista de nomes.
  5. Agora, você vai precisar buscar os códigos “analytics.js” e “ga.js” nesta lista. Para isso, digite Ctrl + F no seu teclado (ou Command + F).
  6. Caso encontre o código “ga.js”, seu site utiliza o Google Analytics Clássico
  7. Caso encontre o código “analytics.js”, seu site utiliza o Universal Analytics

Agora que você já sabe este truque para descobrir que tipo de Google Analytics seu site utiliza, vamos voltar à criação da nossa tag no Google Tag Manager!

Selecione seu tipo de Google Analytics e siga em frente. Para este exemplo, vamos selecionar Universal Analytics.

google tag manager

Clique em “Continuar” para configurar sua Tag e informar ao Google Tag Manager sobre aonde ele deve enviar as informações de visualização de página.

Passo 3: Configure sua Tag

Em primeiro lugar, você vai precisar informar o código de acompanhamento da sua conta do Google Analytics.

Caso não saiba como localizar o código de acompanhamento da sua conta, siga as seguintes instruções:

  1. Faça login na sua conta do Google Analytics
  2. Selecione a aba “Administrador”
  3. Caso você tenha acesso a mais de uma conta, selecione a conta que você deseja utilizar na coluna “Conta”
  4. Selecione a propriedade que você deseja utilizar na coluna “Propriedade”
  5. Ainda na coluna “Propriedade”, clique em Informações de Acompanhamento > Código de acompanhamento

Preencha o campo com seu código de acompanhamento, que varia de conta para conta e de propriedade para propriedade.

google tag manager

Em seguida, você vai escolher que tipo de ação você quer que sua tag acompanhe.

Existem várias opções para o Google Analytics, como visualização de página, transação e evento.

Neste caso, queremos acompanhar visualizações de página, que já vem selecionada como padrão, portanto vamos deixar esta opção.

google tag manager

 

Depois de ter preenchido seu código de acompanhamento e tipo de acompanhamento, clique em Continue (não vamos utilizar configurações avançadas).

Passo 4: Defina seu Acionador

Neste momento, você vai precisar definir o seu acionador.

Lembre-se que acionadores são os fatores que determinam quando as tags deverão ser utilizadas.

Existem vários tipos de acionadores disponíveis para tags do Google Analytics, como Todas as Páginas, Algumas Páginas, Click e Formulário.

No caso deste exemplo, queremos enviar informação de visualizações de página cada vez que alguém visita uma página do  nosso site.

Portanto, vamos selecionar “Todas as Páginas”, pois queremos que esta tag funcione em todas as páginas.

google tag manager

 

Passo 5: Crie e publique sua tag

Agora você já completou todos os passos no processo de criação de tags.

Basta clicar em “Criar tag” para gerar de vez sua nova tag!

Fique atento: o Google Tag Manager não publica suas tags imediatamente.

Desta maneira, você tem tempo de sobra para rever e identificar possíveis erros antes de adicionar esta tag em todas as páginas do seu site.

Se você está confiante de que sua tag está pronta para começar a funcionar, direcione-se ao menu superior direito e clique em “Publicar”.

Neste local, você também tem a opção de rever sua tag ou criar uma nova versão da mesma,  basta clicar na setinha apontando para baixo.

google tag manager

Quando você clicar em “Publicar” sua tag vai começar a passar automaticamente as informações de visualização de página para seu Google Analytics!

Evite informações duplicadas quando estiver utilizando o Google Tag Manager em conjunto com o Google Analytics

No exemplo que utilizamos acima, estávamos controlando o Google Analytics por meio de uma tag do Google Tag Manager.

É recomendado fazer isso para simplificar o seu processo de coletar dados de comportamento no seu site, pois elimina a necessidade de adicionar o script do Google Analytics manualmente em cada página do seu site.

No entanto, se você escolher esta tática, lembre-se de remover o script do Google Analytics do seu site.

Se você não fizer isso, ambos o código do Analytics e a tag do Google Tag Manager irão reportar o mesmo dado para sua conta do Google Analytics, o que vai gerar métricas duplicadas.
 

Como utilizar Variáveis

Tags são uma parte muito importante do Google Tag Manager, mas esta ferramenta possui outras funcionalidades além disso, como Variáveis.

Variáveis são informações adicionais que permitem que tags e acionadores façam mais coisas, pois adicionam fatores extra às ações realizadas pelo Google Tag Manager.

Um dos melhores usos para Variáveis é simplificar a vida do profissional de Marketing que quer criar múltiplas tags do Google Analytics.

Se você se lembra, durante o passo-a-passo que fizemos para criar uma tag de visualização de página, tivemos que preencher um campo com o código de acompanhamento do Google Analytics.

Se não fosse pelas Variáveis, cada vez que criássemos uma tag do Google Analytics teríamos que preencher este código, o que não é o melhor uso do seu tempo.

Porém, o Google Tag Manager que você salve seu código de acompanhamento como uma Variável. Confira as instruções abaixo:

Passo 1: Crie sua Variável

Em primeiro lugar, selecione a opção “Variáveis” no menu lateral à esquerda.

google tag manager

Um vez que você estiver na página de Variáveis, encontre a seção “Variáveis definidas pelo usuário” e clique em “Nova”.

Esta é a seção de criação de Variáveis pelo próprio usuário.

google tag manager

Passo 2: Escolha a categoria da sua Variável

Neste momento, você vai escolher o tipo de Variável que deseja criar.

Neste caso, queremos criar uma Variável que guarde o código de acompanhamento do Google Analytics, que é uma informação que nunca muda.

Por isso, vamos criar uma variável do tipo “Permanente”, ou seja, constante.

Desta maneira, ela vai possuir o mesmo valor toda vez que for utilizada.

Passo 3: Dê um valor e um nome para sua Variável

No campo “Valor”, preencha com o valor que você quer utilizar para sua Variável.

Neste caso, o valor será o código de acompanhamento do Google Analytics.

Além disso, dê um nome para sua Variável para que você possa utilizá-la com facilidade.

google tag manager

Passo 4: Teste o funcionamento da sua Variável

Agora que já configuramos uma Variável para guardar nosso código de acompanhamento do Google Analytics, vamos testá-la na Tag que criamos anteriormente.

Selecione a Tag que você criou, e vá à sua seção de edição.

Encontre o código de acompanhamento que utilizamos e apague-o.

No mesmo campo, clique no ícone à direita, que parece um bloco de lego, e você verá uma lista das Variáveis disponíveis.

Selecione a que criamos para o código de acompanhamento.

google tag manager
 

Como utilizar o GTM  para instalar códigos de remarketing do Facebook e Google AdWords

Se você já utiliza os pixels de remarketing e retargeting do Facebook e GoogleAdWords no seu site, deve saber a dificuldade de adicionar esses scripts em cada página do site pois existem várias ferramentas diferentes que podem fazer isto e cada uma utiliza um código diferente.

Com o GTM, esse processo fica muito mais fácil e você não vai precisar da ajuda de um programador.

Os pixels de remarketing do Facebook e do GoogleAdWords são gerados a partir da criação de tags, cujo princípio você já aprendeu. Siga as instruções abaixo para saber como gerar estas tags especificamente.

Como Instalar a Tag de Remarketing do Google AdWords

Passo 1: Crie Sua Tag

Siga as instruções de como criar uma tag normalmente, até o momento de escolher o produto a ser utilizado.

Neste caso, escolha o Google AdWords.

google tag manager

O tipo de tag que queremos utilizar é a “Remarketing do Google AdWords”, portanto selecione esta opção.

Passo 2: Configure sua Tag

google tag manager

Em seguida, o GTM vai pedir seu código de conversão e seu rótulo de conversão.

Para encontrar estes códigos, siga as instruções abaixo:

  1. Faça login na sua conta do Google AdWords em https://adwords.google.com.
  2. Clique na guia Campanhas.
  3. Na sua lista de campanhas à esquerda, clique em Biblioteca e público compartilhado.
  4. Encontre a lista com o nome “Todos os visitantes”, clique em [Tag] na coluna “Tags/Definições” e clique no link “Tag”.
  5. Na caixa do código, o número depois de “var google_conversion_id = ” é o código de conversão.
  6. No código, o número depois de “var google_conversion_label = ” é o rótulo de conversão. Você pode deixar o campo Rótulo de conversão em branco, se não houver nenhum google_conversion_label na caixa de código.

Preencha os campos com estes dados e clique em “Continuar”, pois não vamos usar camadas de dados nem especificar parâmetros personalizados.

google tag manager

Em seguida, selecione os acionadores desta tag de acordo com aonde você deseja que o código de remarketing funcione.

Existem diversas opções, como fazer remarketing a partir de visitas em apenas algumas páginas do site, quando o usuário clica em um link, preenche um formulário ou outros.

No caso deste exemplo, vamos escolher adicionar o código de remarketing em todas as páginas, portanto vamos selecionar “Todas as páginas”.

google tag manager

Finalmente, clique em “Criar tag” para criar sua tag, e lembre-se de publicá-la clicando no botão superior direito.

google tag manager

Como instalar o código de retargeting do Facebook Ads

O processo de instalar o código de retargeting do Facebook Ads no GTM é um pouco diferente do que vimos com o Google AdWords, pois não existe a opção “Facebook Ads” como produto do GTM.

Portanto, comece a criar sua Tag normalmente. No momento de escolher o produto, selecione “Tag HTML Personalizada”.

google tag manager

No campo de configurar a tag, você vai precisar copiar e colar o código do seu público personalizado do Facebook Ads.

Para encontrar este código, siga as instruções abaixo:

  1. Acesse o Facebook Ads Manager, ou gerenciar de anúncios.
  2. Secione “Ferramentas” > “Públicos”
  3. Selecione sua lista de púlicos personalizados
  4. Clique em “Ações” e selecione “Pixel de visualização”
  5. Copie o código que vai aparecer para você

Cole este código no campo de configuração da tag no Google Tag Manager.

google tag manager

O resto do processo de configuração e criação da sua tag de retargeting do Facebook Ads é exatamente o mesmo que vimos com a tag de remarketing do Google AdWords.
 

Outras funções do GTM

O Google Tag Manager é uma ferramenta extremamente versátil.

Como você pode ver, é fácil utilizá-lo para enviar dados de comportamento dos usuários do seu site para o Google Analytics, e adicionar códigos de remarketing do Facebook Ads e Google AdWords.

No entanto, as funcionalidades do GTM não param por aí.

A lista de produtos que funcionam com esta ferramenta é extensa, e mesmo se você quiser fazer integrações com programas que não estão nesta lista, pode utilizar a opção de HTML personalizado, como é o caso do Facebook Ads.

Além dos usos que vimos acima, o GTM pode ser utilizado com ferramentas de teste A/B, como Optimizely e Google Analytics, ferramentas de análise de dados, como Kissmetrics e Crazyegg, e muitas outras.

Hoje em dia, saber utilizar ferramentas como Google Analytics, AdWords e Facebook Ads é essencial para

uma estratégia de marketing digital que gere resultados de verdade.

Muitos profissionais de Marketing não sabem como estes programas funcionam, e acabam perdendo oportunidades que poderiam fazer uma grande diferença na geração de tráfego e nas taxas de conversão.

Portanto, busque sempre aprender sobre ferramentas que você poderia estar usando para gerenciar e acompanhar os resultados do seu site ou blog!

Uma das mais importantes delas é o Google Analytics, o qual utilizamos em um dos exemplos acima.

Se você não sabe como utilizar todas as funcionalidades do Analytics, pode estar perdendo grandes oportunidades de conhecer os visitantes do seu site.

Confira nosso Guia Completo do Analytics para tirar todas as suas dúvidas!

domine o google

 

 
Autor(a)

Escrito por: Clara Borges Analista de Marketing da Rock Content. Quando não está divulgando Marketing de Conteúdo por aí, gosta de boas energias, praticar yoga e venerar os deuses do Netflix.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!