habilidades do profissional de marketing

12 habilidades essenciais para quem quer trabalhar com Marketing Digital

Confira aqui as 12 habilidade que você precisa ter para ser um ótimo profissional de marketing e conseguir destaque no mercado!

Se você abriu esse artigo para ler, provavelmente é um profissional de marketing ou tem interesse em trabalhar na área.

Acertei?

Seja qual for o seu caso, nesse artigo eu vou falar sobre as 12 habilidades essenciais para o sucesso de um profissional de marketing digital e espero que você se identifique com todas elas!

E se você não se identificar, tudo bem também 🙂 Separei algumas dicas — que aprendi trabalhando no marketing da Rock Content — de como exercitar cada uma dessas skills.

Vamos lá?

1. Paixão pelo aprendizado

Colocamos essa característica primeiro justamente por que é dela que todas as outras derivam: se você quer ser um bom profissional de marketing, você deve gostar muito de aprender.

Com a velocidade das mudanças do marketing digital, é obrigatório estar sempre fazendo cursos, se atualizando sobre as novas práticas do mercado, acompanhando blogs e lendo livros sim — livros de papel também são importantes!

O marketing muda rápido, e o profissional que tiver sede de sempre aprender coisas novas certamente terá estratégias melhores e mais afinadas com as mudanças do público.

Se você quer começar a trabalhar com marketing mas não gosta de aprender, talvez essa carreira não seja para você. Mas se você quer exercitar essa habilidade, coloque na sua rotina um tempinho para ler blogs, para estudar e coloque metas de fazer, pelo menos, um curso novo toda semana ou mês!

Com a quantidade de material gratuito pela internet, você nunca terá a desculpa de não ter material.

2. Familiaridade com o digital

O marketing está cada vez mais imerso nas soluções digitais e para pensar em estratégias nesse contexto, é preciso que o profissional de marketing seja familiarizado com as diversas interações e possibilidades que a internet proporciona.

Como já disse nosso CMO Diego nesse artigo:

Não basta ser um usuário de redes sociais. É preciso ser, realmente, um amante desse universo. Isso significa entender as qualidades, os defeitos e buscar sempre travar a melhor relação possível.

Comece tendo perfil em todas as redes sociais e esteja sempre atento às novidades e atualizações que surgem.

3. Independência e dinamismo

Quem já trabalha com marketing sabe a loucura que muitas vezes é o dia a dia e como é importante que o profissional saiba resolver com rapidez as crises que acontecem.

Algo que ajuda na rapidez em tomar decisões é ser independente, saber se autogerir e tomar decisões sozinho.

É sempre importante perguntar quando não souber algo e ter a referência dos seus supervisores, mas quanto mais iniciativa e capacidade de resolver sozinho (e rápido!) os problemas que aparecem, melhor você será como profissional de marketing.

4. Paixão por métricas…

Se sua frase favorita é “não sei, sou de humanas” e você quer trabalhar com marketing, eu tenho duas notícias: uma má e uma boa.

A má é que, para ser um bom profissional de marketing, você precisa ser apaixonado por números, acompanhar de perto o desempenho de suas campanhas e saber de cor os resultados, para poder defender os investimentos em marketing.

Já a boa notícia é: nem tudo está perdido! Como a Liz, nossa gerente de redes sociais, conta nesse artigo, uma vida toda de humanas não quer dizer nada se você resolver desafiar a si mesmo e vencer o medo dos números.

Lembra aquela vontade de aprender lá do início? É o momento de usá-la.

5. … e uma mente analítica

Junto com a fixação pelos números, é obrigatório saber interpretá-los e pensar estrategicamente como melhorá-los.

De nada adianta medir tudo o que for possível e não usar os resultados do Analytics em novos insights para melhorar os resultados da empresa.

6. Domínio das principais técnicas de marketing digital

Não tem jeito, para trabalhar com marketing digital você precisa ser expert em uma das principais práticas ou, pelo menos, ter a habilidade de se virar em várias delas.

Afinal, ser um profissional polivalente pode ser um bom ponto de partida para um cargo de gestão em marketing ou de gerente projetos, e aí você vai precisar articular diversas estratégias diferentes, pensando no plano de marketing da empresa de forma interligada.

As principais expertises que temos hoje no marketing digital são:

Há ainda outras práticas além dessas, e novas surgem todos os dias.

Para ficar atualizado, é importante estar sempre atento, procurando certificações e cursos que possam ajudar você a decifrar essas ferramentas ou, pelo menos, saber o básico delas.

7. Facilidade de trabalhar em equipe

Como você deve ter percebido, o marketing digital é cheio de desafios e expertises e o profissional de marketing precisa saber trabalhar em equipe.

Uma estratégia de marketing bem-feita precisa ser integrada com o time de vendas e, para isso, profissional deve se comunicar muito bem e colaborar para um ambiente de troca e cooperação.

Gerenciar a si mesmo, aos seus superiores e seus colegas de equipe pode ser um desafio, mas empatia, feedbacks e clareza são importantes aliados para conseguir essa proeza!

8. Curiosidade

Você é aquela pessoa que não sossega enquanto não acha a resposta para suas dúvidas?

Que levanta à noite para pesquisar no Google uma dúvida maluca que apareceu na cabeça?

Que sempre pergunta “por quê?”?

Que está sempre ligado no que está acontecendo e quer participar de tudo?

Se sua resposta foi sim à maioria das perguntas, parabéns! Há chances de você ser um bom profissional de marketing.

A curiosidade é o que nos leva a querer saber sobre tudo o que está surgindo de novo no mercado, que nos faz testar tantas vezes sem cansar e que nos leva a querer entender cada vez mais nossa persona.

Ou seja: se você não for curioso, possivelmente vai achar a rotina do marketing chata ou estressante.

9. Empatia

Aqui, na Rock Content, nós gostamos da seguinte frase:

Mas essa premissa não vale apenas para o Marketing de Conteúdo! Qualquer profissional de marketing hoje precisa de trabalhar sua empatia.

O marketing, para ser efetivo, tem de ser cada vez mais personalizado e para isso, quem pensa em ações de marketing precisa diariamente se colocar no lugar de quem vai ser impactado por elas.

Se você for trabalhar com marketing, pode ter certeza que vai passar a maior parte do dia fazendo-se a pergunta: “o que será que minha persona quer?”

10. Criatividade

Essa é uma das habilidades que a maioria das pessoas associa a um profissional de marketing.

Por trás de toda campanha bem-feita, de todo conteúdo viralizado ou ação de resultado, tem alguma sacada muito boa e uma ideia que faz a gente dizer para si mesmo “por que eu não pensei nisso antes?”, não é mesmo?

Mas não se assuste: criatividade não é um dom divino, concedido apenas a poucos iluminados. Criatividade é um exercício.

Quanto mais você estuda, lê, joga, assiste filmes e séries, enfim, quanto mais você consome cultura e trabalha no seu crescimento pessoal e no seu capital cultural, mais repertório você tem e é daí que saem as boas ideias!

Algo que pode ajudar também a aumentar a sua geração de bons insights é a prática de brainstorming. Depois confira esse post que fizemos sobre o assunto e aprenda mais sobre a prática!

11. Organização

Para dar conta de fazer tanto e coordenar tanta coisa, é preciso ser organizado.

Não há profissional de marketing bem-sucedido que seja relapso ou desorganizado com seu tempo, seu espaço e com seu trabalho.

Desde o planejamento à criação do calendário editorial, e até as diversas tarefas necessárias para se colocar no ar um plano de marketing, tudo precisa ser bem pensado e estruturado.

O dia a dia do profissional do marketing é sim dinâmico e cheio de imprevistos, mas não quer dizer que seja uma bagunça. Até por causa dessa imprevisibilidade, quem trabalha nessa área precisa de ter tudo documentado e organizado, para conseguir achar rápido qualquer dado ou informação que precisar.

12. Iniciativa

Algo que é sempre perguntado nas entrevistas de emprego aqui da Rock é: “o que você já fez?”. O Peçanha até fala sobre isso nesse podcast.

E a única resposta errada que tem para essa pergunta é “nada”.

Mesmo que você ainda não tenha conseguido uma oportunidade para trabalhar na área, conta muitos pontos se você tocou algum projeto por iniciativa própria — como um blog ou canal do Youtube — ou se fez algo corajoso — como largar tudo e morar com monges para aprender meditação (e esses exemplos são reais de pessoas que trabalham aqui na Rock! Se não acredita, o Peçanha fala sobre esse caso e outras respostas curiosas no podcast).

O que importa é não ficar parado esperando uma chance cair do céu.

Por mais que às vezes a ansiedade e o medo de falhar nos paralise, sair da inércia e fazer algo, mesmo que no início nem seja rentável ou superbem-feito, pode trazer o aprendizado, a visibilidade e o know how que você precisava para conseguir uma oportunidade.

E não é à toa que a iniciativa é valorizada por quem contrata: você precisa e muito dela no seu cotidiano de marketing. É ela que age como combustível das boas ideias e das ações que dão resultado. Inércia não tem lugar no mercado.

E aí? Agora que conferiu todas as habilidades que um profissional de marketing precisa, já se sente motivado para trabalhar nessa área?

Se identificou demais com todos os pontos?

Então corre lá no RockJobs que talvez você ache a vaga que precisava para realizar o sonho de trabalhar como um profissional de marketing!

rock jobs