imagens que podem acabar com seu blog

Descubra os 19 tipos de imagens que podem acabar com seu blog e a credibilidade da sua marca

As imagens são um elemento primordial quando se trata de uma estratégia de marketing de conteúdo.

Nos blogs, elas não apenas captam a atenção do leitor, como também complementam o texto, garantindo a escaneabilidade do artigo e proporcionando uma experiência agradável ao usuário.

Porém, é preciso saber utilizá-las com sabedoria. Nesse artigo, você conhecerá os tipos de imagens que podem acabar com seu blog!

A importância das imagens em um blog

Sem as imagens, as postagens do seu blog ficarão menos interessantes.

Elas devem ser inseridas em pontos específicos do texto, complementando as informações escritas, tornando-o mais atraente e estabelecendo uma pausa entre os blocos de palavras.

Além disso, as imagens são mais facilmente absorvidas pelo cérebro, como revelam as informações a seguir:

– Cerca 90% das informações retidas pelos seres humanos são visuais;

– Os estímulos visuais chegam ao cérebro até 60 mil vezes mais rápido que os de textos;

– As pessoas lembram-se de 80% do que viram, 20% do que leram e 10% do que ouviram;

– Artigos que possuem imagens recebem 94% mais visualizações

– 93% das pessoas acham que as imagens são o fator de influência mais importante para tomar uma decisão de compra.

Sendo assim, não resta dúvidas que as imagens são poderosas aliadas em estratégias de negócios — sejam elas fotos, infográficos, montagens, ilustrações, colagens ou gravuras.

Práticas com imagens que podem acabar com o seu blog

Não há dúvidas que a má utilização das imagens pode ser prejudicial aos seus blog posts.

A aplicação delas pode ser o diferencial entre a leitura do texto e o abandono da página.

Mas não se preocupe! Abaixo, listamos as práticas de imagem que você deve evitar:

1. Imagens mal posicionadas

Imagine que, após executar perfeitamente as suas estratégias de divulgação do seu blog post, finalmente os usuários comecem chegar até a sua página.

Porém, o responsável pela publicação colocou quatro imagens em sequência logo no início do texto.

É bem provável que o internauta abandone a página, pois nitidamente houve uma má escolha de posicionamento das imagens.

O mesmo vale para aquelas que sobrepõem outras informações da página, impedem os cliques em plugins ou dificultam a leitura do texto.

2. Imagens que não acrescentam nada

Não há muito o que dizer sobre esse tipo de imagens.

Você pode até querer colocar uma foto do seu cachorro no escorregador no seu post sobre dicas para empreendedores mas, para o usuário, isso não fará nenhum sentido.

3. Imagens de tamanho desproporcional

Imagens grandes demais podem incomodar o leitor, que precisará movimentar muito a barra de rolagem, e podem até dificultar o carregamento da página.

Por outro lado, ninguém quer colar o nariz na tela do computador para enxergar imagens muito pequenas.

O ideal é estabelecer um padrão de altura e largura e utilizá-lo sempre.

4. Imagens em baixa definição

Um erro comum entre blogueiros iniciantes é achar que basta ampliar uma imagem no paint e a imagem terá o mesmo efeito.

Nada disso!

Elas possuem definição e podem ficar distorcidas e irritar o seu leitor.

5. Imagens que não condizem com o conteúdo

Esse item é uma mescla entre os itens 1 e 2.

Não adianta você inserir imagens que tenham total correlação com o texto e não utilizá-las no lugar certo.

É necessário determinar o parágrafo certo para inserir, por exemplo, um infográfico que complemente as informações textuais.

6. Imagens com direitos autorais

Então você pensou que todas as imagens no Google podem ser utilizadas para qualquer finalidade?

Sinto lhe dizer, mas não é assim que funciona.

A utilização de imagens que possuem direitos autorais pode render dores de cabeça ao setor jurídico do seu negócio.

Existem bancos de imagens gratuitos, como o Creative Commons, o Every Stock Photo, o Stock Vault, o Free Images, o Morguefile, o Photoree e o Photl.

Confira o nosso post com os 103 melhores bancos de imagens GRATUITOS que você precisa conhecer e consiga imagens ótimas e sem problemas com direitos autorais.

Você também pode utilizar o Google Imagens, selecionar  “Ferramentas de pesquisa” e alterar os direitos de uso para “Marcadas para reutilização”.

Outros bancos são pagos, como Shutterstock, o iStockphoto e o Deposit Photos. Se você possuir um designer na sua equipe, pode também criar suas próprias imagens com originalidade.

7. Imagens de personagens pessoas famosas

Reconheça, você já quis utilizar o Mickey ou o Pica-Pau para dar uma alavancada no marketing do seu negócio.

Porém, mesmo que você encontre imagens livres de direitos autorais, marcadas para utilização com modificação ou criadas por um profissional do seu time, há outro problema: os direitos de imagem.

Você não vai querer problemas com empresas desse porte, não é mesmo?

Portanto, por mais tentadora que seja a ideia de chamar a atenção com figuras conhecidas, não use-as para fins comerciais. Simples assim.

8. Imagens duplicadas

Muitas plataformas de blogging como o Blogspot, o WordPress e o Wix, possuem uma caixa especial para inserção da imagem que ficará exposta na capa.

Devido a isso, muitas pessoas acabam colocando duas iguais: uma na capa e uma no corpo. Fique atento para que isso não aconteça.

9. Imagens demais

Muitas imagens podem acabar fazendo com que o usuário desista do seu post.

Afinal, ele o acessou para obter as informações disponibilizadas no título, não é mesmo?

Utilize-as com sabedoria e saiba que quantidade não é sinônimo de qualidade.

10. Imagens de usuários sem a autorização dos mesmos

Você adorou aquela foto que um internauta postou nas redes sociais usando o seu produto. E, então, decide utilizá-la para divulgar o seu post.

Tome muito cuidado com essa prática, pois é possível que o consumidor não fique satisfeito!

E, nesse caso, além de perder um cliente, ele pode acabar influenciando outros potenciais compradores da sua empresa.

Tipos de imagem que podem acabar com seu blog

Mesmo quando você acerta em todas as práticas, ainda há a possibilidade de você cometer erros.

Falamos dos tipos de imagem, ou seja, aquelas cujo conteúdo pode não agradar ao internauta.

Abaixo, listamos alguns deles:

11. Fotos de crianças

A utilização de imagens de crianças para fins comerciais pode não ser muito bem vistas pelo seu consumidor, a não ser que o seu negócio seja voltado ao mercado infantil e devidamente autorizadas pelos pais.

Portanto, nada de pedir para o seu sobrinho posar utilizando o seu produto.

12. Pessoas muito felizes demais no trabalho

Ser feliz a todo momento é o sonho de qualquer um.

Porém, quando as pessoas observam esse tipo de imagem, ela pode despertar um senso de exagero e desacreditar naquilo que foi dito.

Sorrisos são sempre bem-vindos, mas tome cuidado para não ultrapassar o limite.

13, Imagens com marca d’água

Quando você busca por imagens na internet, pode acabar se deparando com alguma que venha com uma marca d’água: letras, logo ou símbolos quase transparentes sobre elas.

Isso significa que elas possuem direitos autorais.

Imagine o efeito sobre o leitor que se depara com imagens assim em um blog.

Provavelmente, ele não terá uma boa impressão, já que você estará utilizando-a sem autorização do autor.

14. Clichês

Dois empresários de terno apertando as mãos.

Um casal de idosos tomando café da manhã. Um sujeito irritado em frente ao computador.

As pessoas estão cansadas de imagens muito comuns, pois já viram várias semelhantes na internet.

Tente manter a originalidade para não perder o leitor!

15. Repetidas

Um banco de imagens pode oferecer a mesma imagem para diversos sites.

Portanto, fique atento para não utilizar aquelas que já estão “manjadas” aos olhos do consumidor.

E, claro, tente não usar a mesma imagem várias vezes nos seus próprios blog posts.

16. Poluídas

Muitos infográficos não conseguem as performances desejadas por possuírem informações demais comprimidas em imagens muito pequenas.

É importante tomar cuidado para que todos os dados fiquem claros e a disposição dos elementos não prejudique a interpretação dos dados.

17. Com balões de pensamento e fala

Tá aí algo que você utilizava nas suas apresentações de powerpoint na escola.

Mas, nos negócios, a história é outra.

Os balões de diálogo ou pensamento estão ultrapassados e, na maioria das vezes, não transmitem a credibilidade de um diálogo natural.

18. Feitas no Paint ou Word

Não é preciso ser um especialista para decretar que essas ferramentas são ultrapassadas para a criação de imagens.

Porém, a utilização dessas ferramentas podem tirar a credibilidade, por mais que ClipArts, SmarArts e WordArts sejam tentadores.

19. Placas de trânsito

Placas de trânsito indicando o caminho para o sucesso, a proatividade e a estabilidade financeira são muito comuns.

Mas, sejamos francos, ninguém acredita que há uma trilha simples para obtenção dessas metas.

Pronto! Agora você já sabe quais os tipos de imagens que podem acabar com seu blog e deve evitá-las para obter sucesso nos negócios.

Se quiser encontrar bancos de imagens gratuitos, confira os 103 melhores bancos de imagens gratuitos que você precisa conhecer!

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!