Homem tendo uma ideia e segurando uma luz

Inovação de Marketing: 4 tendências que você precisa conhecer

Quando se fala em inovação de marketing, as pessoas logo pensam em aplicativos revolucionários ou em novas mídias sociais que vão captar clientes aos milhares.

Na verdade, antes de desenvolver um novo produto ou serviço que aproveite o melhor da inovação de marketing digital é necessário entender as tendências do mercado, o que está mudando no mundo e como aproveitar esse novo jeito das pessoas se relacionarem, consumirem e buscarem atender seus desejos e necessidades.

Muitas vezes, um novo design ou a criação de um logotipo já podem configurar uma inovação em sua marca que vai atrair novos consumidores.

Por isso é muito importante ficar atento a esta miopia digital, em que as pessoas focam seus esforços em soluções de marketing digital e tecnologia da informação sem antes analisar se aquilo realmente atende a alguma necessidade ou desejo dos consumidores.

É aquela vontade louca de criar uma startup no estilo Facebook ou Uber para ficar rico e famoso rapidamente.

O fato é que estes dois exemplos só funcionaram porque seus criadores souberam como transformar tendências de mercado em realidade.

Um exemplo muito comum é a já manjada análise constante que se faz da tão propalada geração X e as mudanças que ela causou na maneira de se fazer negócios, principalmente no que se relaciona à internet e às redes sociais.

E talvez você já tenha ouvido falar na geração Y, mas você já ouviu falar nas gerações W, Z e Alpha?

É claro que estes conceitos vêm e vão, são trocados e mudados com a velocidade do mundo em que vivemos, mas se você realmente busca a inovação no marketing de conteúdo (ou outras formas de marketing), precisa conhecer as tendências que estão por aí, como elas vão influenciar seu relacionamento com o consumidor e a maneira de gerar conteúdo relevante para ele.

Inovação de Marketing: 4 tendências que é preciso conhecer

1- Gerações X, Y, W, Z e Alpha

A geração X são os filhos dos Baby-Boomers, fruto da explosão populacional com a volta dos soldados da Segunda Guerra Mundial. Essas crianças (Baby-Boomers) nascidas entre 1945 e meados dos anos 60 eram mais conservadoras e objetivas, menos consumistas.

Agora sim, vamos às outras gerações:

Geração X: Nascidos entre 1960 e 80, se “rebelaram” com os pais certinhos. Buscavam liberdade e direitos civis.

Geração Y: Nascidos de 80 a 2000, os também chamados Millennials estão constantemente conectados, têm pressa em realizar o que querem, sendo muito competitivos. Mas, por outro lado, consideram que devemos trabalhar para viver e não viver para trabalhar.

Geração W: Uma variante dos Y, nascidos no mesmo período, são pessoas mais emotivas e menos competitivas, igualmente conectadas, mas sabendo transitar por todos os círculos de conhecimento, evitando se isolar no mundo virtual, sem deixar de admirá-lo.

Geração Z: A geração de 1990 a 2010, que já encontrou o mundo virtual pronto para ser curtido em sua totalidade! Por isso o encaram com muito mais naturalidade e muitos os consideram os verdadeiros “nativos digitais”, isto é: pessoas que não precisaram se adaptar a um mundo conectado 24 horas por dia.

Geração Alpha: Nascidos depois de 2010 e totalmente imersos no ambiente digital, sem preconceitos ou alguns receios ainda enfrentados por algumas das gerações anteriores. Acredita-se que vão se desenvolver muito mais independentes. Têm a característica de serem muito mais observadores e estão expostos a muito mais estímulos positivos e educativos que anteriormente.

Baseado nesses perfis possível pensar em inovações de marketing. Que produto ou serviço você poderia desenvolver para as crianças da geração Z, por exemplo?

Uma empresa na Índia resolveu transformá-las em gênios e criou um serviço que promete “promover o desenvolvimento super sensorial nas crianças”. Confira: Genius Kid.

2- Produtos Freemium

Você sabe o que é Freemium? É uma inovação de marketing que consiste em oferecer produtos ou serviços de alta qualidade gratuitamente por um curto período de tempo ou conseguir dar acesso a eles para pessoas que normalmente não teriam.

Um exemplo é usar o serviço Premium do LinkedIn por um mês e depois, se gostar, assinar o serviço. O Skype é outro que usa uma tática parecida: para usar Skype como telefone, ligando para outros números, é preciso pagar. Mesmo representando apenas 12% de seus usuários, estes valores são suficientes para que os outros usem o Skype de graça para conversar com outros computadores, sem usar números de telefone.

3- Coolpon

Este trocadilho unifica o velho conceito do cupon de descontos com uma ação legal, divertida, bacana (cool em inglês).

Um exemplo dessa inovação de marketing foi uma ação da Ford chamada “Orgulho Ford”, em que os proprietários desse veículo poderiam trocar gratuitamente o logo da marca, o emblema metálico que fica fixado no carro, por um novo, em melhor estado, se quisessem.

Empresas que notificam ofertas em tempo real para seu celular quando você passa perto do ponto de venda com preço especial também é um exemplo da tendência Coolpon.

4- Varejo virtual reativando o ponto de venda real

Esta inovação de marketing mostra que o varejo real, com lojas físicas, não vai morrer, mas será potencializado pelo varejo virtual. Algumas lojas já usam dispositivos que dão alertas aos clientes, dentro das lojas, sobre os produtos que eles pesquisaram recentemente na internet.

Fazem isso ao verificar seus dados no celular e, em alguns casos, mostram até vídeos e vitrines virtuais indicando a oferta antes mesmo que você peça a um atendente. Um dos dispositivos eletrônicos que permite isso são os chamados ESC – Eletrônic Shelf Labels (mais simples) e os NFC – Near Field Communication.

Como você viu, a inovação de marketing começa pela análise de uma tendência e pode se transformar em uma ação bacana para sua empresa se fizer sentido.

Inovar por inovar, sem estratégia ou objetivo, não leva a nada.

* Esta postagem foi escrita pela equipe da We Do Logos, a maior plataforma criativa da América Latina.

 
Autor(a)

Escrito por: Autor Convidado Esse artigo foi um guest post escrito por um de nossos parceiros especialistas no assunto. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!