Who run the world: Beyoncé e seu Reino de Marketing

Falar que Beyoncé é a maior estrela da música pop atualmente soa até clichê. Aos 34 anos, ela já ganhou 20 Grammys e é a mulher mais indicada na história da premiação.

Ela domina tudo: Beyoncé é compositora, dança e tem uma voz de arrepiar. Ela já vendeu cerca de 100 milhões de álbuns como artista solo e 60 milhões com seu antigo grupo, o Destiny’s Child.

Em 2015, a revista Forbes a elegeu como a artista feminina mais poderosa do ano.

Você pode ler tudo isso e pensar: mas o que eu tenho a ver com isso?

E eu te digo: muita coisa!

Esse império da música de Beyoncé não surgiu por acaso. Foram anos de muito esforço, trabalho e — talvez o mais importante — uma estratégia de marketing impecável.

Beyoncé tem um reino de marketing gigantesco ao seu redor e podemos aprender muito com a estrela.

Pronto para conhecer tudo que podemos aprender com ela? Então sente-se na sua melhor cadeira, coloque sua playlist favorita para tocar e incorpore sua diva interior.

Vamos lá?

marketing da beyonce

Lição número 1: tenha um grande hit nas mãos antes de se lançar no mundo digital

230 milhões de visualizações depois…

Não precisa de muito: é só ouvir os primeiros segundos de Crazy In Love que já reconhecemos qual música está tocando.

Um dos maiores singles de Beyoncé, ele representou seu lançamento na carreira solo, longe do Destiny’s Child, grupo que colocou seu nome no mercado da música.

Sair em uma carreira solo sempre é um movimento arriscado. Há muito o que se considerar e nem sempre o público irá receber bem a nova abordagem de estilo das músicas.

Crazy In Love foi seu primeiro single solo. De cara, a música conquistou os primeiros lugares nas rádios mundiais (em 2003, quando isso ainda era muito importante!) e 8.5 milhões de vendas, o que faz do single até hoje um dos mais bem sucedidos da história da música.

marketing da beyonce

Aprenda com a Beyoncé: antes de lançar um produto, serviço ou um blog, tenha certeza de que o que você está oferecendo para o público é de ótima qualidade. Crazy In Love é viciante e, 13 anos depois de seu lançamento, ainda é uma das músicas mais icônicas da cultura pop.

Esse foi o ponto de virada na carreira da cantora. Se seu primeiro single solo fosse meia boca ela não teria se transformado em uma das maiores estrelas da música atual.

Você, como marca, quer ser mediano ou quer estar entre os grandes? Pense nas outras integrantes do Destiny’s Child. Se você pudesse escolher, seria a Beyoncé ou a Michelle, que mesmo com seus talentos e qualidades, foi praticamente esquecida pelo público?

Então é essencial que você tenha algo bem planejado em mãos antes de se lançar no mercado concorrido do marketing digital. O público não perdoa um trabalho mal feito. Se esforce, ofereça algo do qual você possa se orgulhar e deixe seus seguidores loucos de amor (ha!).

Lição número 2: tenha um elemento surpresa

marketing da beyonce

13 de dezembro de 2013. Já era noite no EUA. A temporada de premiações já estava fechada e os indicados selecionados.

Beyoncé lança um álbum completo em seu nome na iTunes Store, sem nenhum tipo de divulgação anterior. Seus fãs mal sabiam que ela estava gravando músicas. E, de repente, temos um álbum visual em mãos, com videoclipes para todas as músicas do material.

Você pode ler isso e achar loucura. A promoção de conteúdo não é um dos fatores mais importantes de qualquer estratégia?

Sim, mas nada substitui um elemento surpresa bem planejado.

No outro dia a internet inteira estava falando sobre a Beyoncé. Os jornalistas musicais corriam para escutar o álbum e assistir todos os clipes para ser os primeiros a soltar uma crítica.

Os fãs estavam malucos tentando absorver todo o conteúdo que foi lançado (inclua a autora desse post nessa lista). E os resultados disso tudo? Será que foi uma boa tática não promover o álbum?

E se foi! “Beyoncé” estreou em primeiro lugar na Billboard americana. As vendas bateram quase 1  milhão de cópias nos primeiros três dias, fazendo desse o álbum que vendeu mais rápido na história da iTunes Store.

5 singles emplacaram nas rádios e a crítica aclamou o material, colocando-o como o melhor álbum já feito pela cantora e um dos mais inovadores da música pop recente.

Dê uma olhada no MetaCritic (site que compila críticas de vários produtos culturais) de “Beyoncé”. Das 34 críticas registradas no site, 0 são negativas e apenas 2 são medianas.

Isso é uma grande lição para qualquer marca. Se você tem em mãos algum lançamento muito interessante para seu público aposte no fator surpresa e gere boas expectativas. Se esse produto, funcionalidade ou novo serviço realmente for de qualidade, seu público terá uma boa recepção e ficará agradecido com essa surpresa que você planejou para eles.

Lição número 3: o poder do buzz e das redes sociais

marketing da beyonce

Beyoncé lançou seu último álbum, “Lemonade”, com um filme de 1h transmitido pela HBO. Antes do lançamento do filme os fãs não sabiam muita coisa: toda a divulgação foi feita com teasers misteriosos que não revelavam muito sobre o enredo do filme.

Logo após a divulgação do filme, o álbum já estava disponível no Tidal. Não deu outra: no outro dia a crítica já aclamava o material como o melhor já produzido pela cantora. “Lemonade” alcançou o primeiro lugar em vendas e se tornou o sexto (!!!) álbum consecutivo da carreira de Beyoncé a conseguir essa façanha.

“Lemonade” não foi amplamente divulgado.

Beyoncé apostou no poder das redes sociais para garantir o sucesso do seu material. E essa promoção de conteúdo apoiado em social medial foi muito eficaz — os teasers, fotos e postagens misteriosas só atiçaram a curiosidade do público sobre o que estava vindo por aí.

O Instagram e o Facebook foram os maiores aliados da cantora, que também contou muito com a autoridade que ela já tem com seus fãs. Eles confiam no seu trabalho e Beyoncé sabe muito bem usar isso a seu favor.

Por isso falamos tanto da importância de um marketing bem feito nas redes sociais. Atualmente, elas são as maiores plataformas de divulgação de qualquer marca. Mas não adianta usar as redes sociais sem uma estratégia e planejamento.

Você precisa entender sua persona e o que ela quer de você. Beyoncé sabe muito bem quem consome seu material. Sua empresa já tem isso definido? Quais são os gostos do seu público? Que tipo de conteúdo ele consome?

Use o poder das redes sociais e toda a dinâmica que elas permitem a seu favor — promova a sua marca de forma criativa, original, sem apelar demais. Uma coisa que Beyoncé já dominou é a curiosidade do público, ela sabe trabalhar esses desejos e oferecer soluções inovadoras para promover todo seu material.

Tome essas lições da cantora e as suas redes sociais poderão ser uma das melhores formas de crescer a sua empresa.

Lição número 4: saiba administrar crises e se aproveite delas

marketing da beyonce

Beyoncé é muito reservada quando estamos falando de sua vida pessoal. Mas em 2014, ela teve que administrar uma crise gigante. Sua irmã, Solange, atacou Jay-z, seu marido, dentro de um elevador. Os boatos de que Solange brigou com Jay-Z por uma suposta traição no seu casamento com Beyoncé começaram a pipocar em todas as redes sociais.

E o pior pesadelo de qualquer pessoa com uma vida pública aconteceu: o vídeo vazou na internet e o mundo inteiro viu que sua família não era tão perfeita assim.

Esse tipo de crise é muito comum, seja você uma marca ou uma pessoa famosa. Beyoncé lidou com isso da melhor maneira possível: falou muito pouco sobre o assunto, garantindo que tudo estava bem em sua família e o que aconteceu foi apenas um deslize. No dia seguinte, postou várias fotos com a irmã em suas redes sociais.

O assunto morreu por um tempo.

Até que dois anos depois Beyoncé lança um álbum inteiro falando sobre traição e famílias rompidas.

Foi inevitável relacionar o que aconteceu com o tema das novas músicas. Mas guardar esse assunto para depois foi um toque de gênio: o imaginário do público que a acompanha ainda lembrava desse incidente e todo mundo estava muito curioso para ouvir o seu lado da história. O resultado nós já vimos: o álbum bateu recordes de vendas.

Isso nos ensina que crises não são necessariamente ruins. Elas são oportunidades para investir em melhorias e entender quem você é como marca.

Está passando por uma crise interna na sua empresa? Respire e pense bem. Qual o próximo passo? Como posso me aproveitar disso para crescer e melhorar o meu negócio? Que aprendizado vou tirar desses problemas?

Crises são importantes para entender onde falhamos. Ouça com atenção as críticas e problemas que são apontados no seu serviço — e use-os a seu favor.

Lição número 5: integre vários canais

marketing da beyonce

Essa é uma das lições mais essenciais de marketing digital: use bem os canais disponíveis para a divulgação da sua marca.

Beyoncé não faz apenas um álbum de músicas: ela faz também um álbum visual, um filme e usa as redes sociais como a maior forma de divulgação.

Essa integração de canais é uma fórmula de sucesso e crescimento. Por que investir apenas em conteúdo em texto ou em um blog?

Faça também marketing no Youtube e invista em uma estratégia de vídeos. Produza podcasts, infográficos, imagens interessantes. Isso amplia o alcance da sua mensagem e mostra que você é capaz de produzir conteúdo incrível em qualquer meio.

Lição número 6: faça parcerias de peso

marketing da beyonce

Em todos os seus álbuns, Beyoncé tem pelo menos 3 músicas com participações especiais de outros artistas. Essa estratégia (que conhecemos por aqui como co-marketing) tem várias vantagens para sua marca. Com isso, você consegue:

  • Atingir um público diferenciado
  • Fortalecer a parceria com outras marcas importantes para o crescimento do seu negócio
  • Gerar visibilidade para as empresas envolvidas na parceria

Precisamos de mais para te convencer a começar a investir em estratégias de co-marketing? Parcerias são muito importantes para se estabelecer no mercado. Se a Beyoncé investe nisso, o que você ainda está esperando para fazer o mesmo?

Lição número 7: nunca se esqueça das suas origens

marketing da beyonce

Beyoncé pode ter abandonado o Destiny’s Child, mas ela nunca esqueceu que o grupo foi a base de sua carreira e sucesso. Em 2013, durante sua performance no SuperBowl (o evento com maiores níveis de audiência na televisão americana), a diva chamou suas antigas parceiras e fez uma homenagem ao grupo.

O encontro quebrou recordes (a estimativa é que 114 milhões de pessoas assistiram o espetáculo) e a Queen-B deixou bem claro que reconhecia e tinha orgulho das suas origens.

Como empresa e marca, é muito importante que você não se esqueça dos parceiros que te ajudaram bem no começo da sua jornada. Seus primeiros clientes e fãs são aqueles que acreditaram em você e te ajudaram a chegar onde você está hoje. Valorize esses primeiros contatos: isso mostra que você é cuidadoso e se preocupa com seu atendimento e com quem faz negócio com você.

Lição número 8: não existe sucesso sem esforço

marketing da beyonce

Ufa! É muita coisa que podemos aprender com a maior estrela da música pop atual. Mas não se esqueça que Beyoncé só conseguiu tudo isso trabalhando duro e se esforçando muito para chegar onde ela está hoje.

Nada foi por acaso: tudo envolveu um grande planejamento e muito, mas muito talento.

Você também pode se destacar no seu nicho: saiba quem você é, qual sua mensagem e mãos à obra.

Se inspire na diva e bom trabalho! 🙂

marketing da beyonce

 
Autor(a)

Escrito por: Lizandra Muniz Meio publicitária e meio escritora. Apaixonada por palavras, séries, cultura pop e versões em miniatura de animais.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!