máquina de escrever e a palavra copywriting

Marketing de Conteúdo e Copywriting: você sabe quais são as diferenças?

Tendo em vista o marketing digital tradicional, a resposta acima se torna bem simples.

Marketing de conteúdo é a criação e a divulgação de conteúdos ricos e valiosos que têm um propósito de educar o leitor e convencê-lo o a criar um relacionamento com a sua marca. Por exemplo: criamos um guia especial impressionante a respeito de um assunto relevante aos atuais e futuros clientes e encaminhamos para o seu endereço de e-mail através de um contato cedido por você, permitindo que lhe eduquemos a respeito do assunto que lhe interessou, criando assim uma relação entre a audiência e a marca, que, confiando em nosso trabalho, passará a adquirir nossos produtos.

O Copywriting é uma técnica que projeta o leitor a tomar uma atitude específica. Isso pode ser realizar uma compra, preencher um cadastro, um e-mail confirmando informações cedidas em um opt-in, entre outras.

  • Marketing de conteúdo é feito através de blog posts, e-books,  whitepapers, vídeos virais, etc. Se você ainda não tem um blog, é importante criar um para sua empresa.
  • O Copywriting normalmente é utilizado em landing pages, infomerciais, malas diretas, etc.

Duas coisas bem diferentes, certo? Se você estiver fazendo a coisa certa, não serão de forma alguma.

Neste post, abordaremos algumas particularidades entre o Marketing de Conteúdo e Copywriting, que, se bem integrados, podem trazer um grande benefício aos seus negócios.

Conteúdo sem copywriting é desperdício de bom conteúdo

Existem blogs por aí com um ótimo conteúdo e poucos leitores. Se a sua situação for esta – de ter certeza que todos gostariam de ler o que você tem a oferecer como conteúdo – e seu tráfego está abaixo do esperado, talvez o seu copywriting esteja sendo ineficaz. Veja abaixo alguns pontos nos quais você pode estar errando.

  • Títulos e intertítulos chatos sem nenhum poder de atração. Faça um bom título!
  • Chamadas que não oferecem a ideia de que o leitor será beneficiado de alguma forma. Elas podem até ser bem escritas, demonstrarem inteligência, mas não comunicar nada que poderá alterar a vida do usuário de alguma forma. Invista em boas chamadas e procure aprender mais sobre elas.
  • Falando em oferecer benefícios, essa é a principal função de um texto dentro do marketing de conteúdo. Pense na construção do que você disponibilizará, sempre se alinhando ao que será gratificante ao leitor, ou seja, o que fará com que ele se lembre de sua marca e retorne ao seu site posteriormente.
  • Trabalhe pesado em função da segmentação do seu público alvo. O seu conteúdo não deve ser voltado apenas a ganhar audiência e chamar atenção. Atenção você pode ter de crianças, amigos, e vários tipos de personas, mas a função primordial de um site que tem a preocupação com o marketing de conteúdo e o copywriting é o lucro. Para isso, a linguagem dos seus textos deverá estar adequada a quem você realmente deseja atingir.
  • Tenha muita atenção quanto ao seu Call to Action. Deixar claro ao seu público o que ele deve fazer depois de ler os seus textos é fundamental.  Entenda isso como incentivar os leitores a assinarem sua newsletter, se tornarem leads, compartilharem seu conteúdo nas redes sociais, etc.

Lembre-se: copywriting é a arte de convencer o leitor a tomar uma atitude específica. Por mais que neste post falemos primordialmente em textos, isso também vale para podcasts, vídeos, e quaisquer formato de marketing de conteúdo.

As técnicas de copywriting são as principais armas que o publisher possui para conquistar engajamento, leads, curtidas e principalmente as conversões em vendas. O ganho de credibilidade no mercado e a viralização da sua marca passa por todo este trabalho, que exige investimento em conhecimento e muita dedicação.

Copywriting sem conteúdo é um desperdício de trabalho e conhecimento

Vamos supor que você saiba tudo sobre o copywriting. Será que o uso eficaz desta técnica será capaz de automaticamente empurrar o seu blog ou site para as fileiras dos mais conhecidos mundo afora? Infelizmente, não.

Uma analogia a fazer nesse caso é pensar em uma embalagem fantástica para um produto bem meia boca. Um copywriting bem feito em cima de um conteúdo ruim só servirá para demonstrar brilhantemente o quão ruim o seu produto é.

Para que isso não aconteça, os bons publishers devem ter em mente os seguintes cuidados:

  • Ser generoso lhe torna atraente. Quando seu conteúdo fornecido gratuitamente é tão fantástico que lhe causa até certo desconforto, você sabe que conseguiu a mistura certa.
  • Raramente as pessoas se interessam por publicidade de forma espontânea. Se o seu conteúdo se parece com um anúncio, ele provavelmente nem será lido até o fim. Faça a sua “publicidade” de uma forma valiosa demais para ser ignorada. Procure sempre transmitir benefícios ao leitor.

Marketing de conteúdo faz um bem danado para o SEO, certo? Mas lembre-se, você não está escrevendo para os motores de busca, e sim para pessoas. São elas que proporcionarão a lucratividade ao seu negócio de forma direta. Sempre pense nelas em primeiro lugar, e seguindo a escala de prioridades é que você elaborará um plano de SEO para que você seja encontrado por novos leitores de uma maneira eficiente.

Conclusão

O fato é que um conteúdo diferenciado, capaz de ser eficiente em transmitir soluções aos atuais e futuros clientes,e transmitir uma mensagem de vendas sem parecer um insistente vendedor ambulante é o que faz com que os leitores retornem e sejam consumidores fiéis dos seus serviços e produtos.

E é em função disso que os negócios mais lucrativos têm aplicado as técnicas de copywriting no marketing de conteúdo. Esta eficaz estratégia se presta a unir o melhor de dois mundos, e é por isso que o blog Marketing de Conteúdo está aqui lhe auxiliando a ter cada dia mais sucesso em suas empreitadas no marketing digital através das dicas acima.

E você? Ainda possui alguma dúvida a respeito da utilização do marketing de conteúdo aliado ao copywriting? Gostaria de relatar alguma experiência em relação ao tráfego de seu blog ou site após alguma alteração do modo como se divulga? Aproveite os comentários e compartilhe conosco!

Até a próxima!

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!