pesquisa de marketing de conteúdo

Por que fazer uma pesquisa de marketing de conteúdo?

O bom uso do marketing de conteúdo é uma das maiores tendências para alcançar amplo êxito com uma campanha de marketing digital.

Contudo, para que as empresas possam conseguir o tão sonhado sucesso na internet, é necessário ter muito trabalho e dedicação.

E o primeiro passo para uma boa estratégia de marketing é a pesquisa, pois é através dela que se torna possível encontrar as oportunidades e ameaças de mercado, bem como descobrir o que o consumidor espera de seus negócios.

Quer saber como conquistar o sucesso a partir de uma pesquisa de marketing de conteúdo?

E o que você deve fazer para chegar lá?

Então confira as nossas dicas:

Por que usar marketing de conteúdo?

Primeiramente deve-se entender, em poucas palavras, o que é e o que envolve o marketing de conteúdo.

As empresas que querem carimbar sua presença virtual precisam gerar um bom engajamento para sua marca — ou seja, se envolver com sua audiência, construir e manter relacionamentos com seus contatos on-line.

Isso leva a gerar clientes fiéis e que amam tanto a sua marca que a apresentam para seus amigos, fazendo você ganhar novos clientes.

Mas para que a sua empresa crie esse engajamento é importante fazer uso do marketing de conteúdo.

As redes sociais possibilitam um canal de comunicação rápido e de fácil acesso para seus clientes.

Porém não basta publicar um “bom dia” todas as manhãs, é preciso muito mais que isso, por isso a pesquisa de marketing de conteúdo é tão importante!

Por que fazer pesquisa de marketing de conteúdo?

A fim de fazer um bom marketing de conteúdo, o profissional deverá ter conhecimento da pesquisa.

Afinal, ela é a grande responsável pelo sucesso ou fracasso de qualquer estratégia traçada.

Todos os segmentos de atuação podem investir no marketing de conteúdo, mas é conveniente analisar todo o setor e também o público que está atrelado a seu segmento de atuação.

Como o objetivo dessa estratégia seria, por exemplo, atrair o consumidor, a pesquisa nesses termos vai ser feita com o público-alvo do seu segmento, tentando buscar maneiras eficientes para a atração através dos conteúdos que serão oferecidos em seus canais on-line.

Assim, é possível fazer um bom planejamento e apresentar grande diferença nos resultados da empresa — antes e depois da adoção dessa estratégia.

Através da pesquisa de marketing de conteúdo, também é possível descobrir quais são os tipos de texto e formatos pelos quais seu público-alvo mais se interessa, e também como utilizá-los corretamente.

Eles podem ser, por exemplo:

  • Posts em redes sociais;
  • Posts em blogs;
  • Imagens como fotos ou artes gráficas;
  • Newsletter;
  • Vídeos;
  • Infográficos;
  • Apresentações on-line (Webnários).

Vale dizer que, além desses, há muitos outros tipos de conteúdo disponíveis.

Porém, não é somente no início que a pesquisa é importante.

Ela também será útil na hora de usar as métricas de resultados.

A cada etapa que o marketing de conteúdo avança, ele oferece uma consequência: um saldo positivo ou negativo, em comparação ao que era esperado.

Sua pesquisa pode ajudar a entender os motivos de eventual feedback negativo ou ver o que tem dado certo — assim é possível manter a estratégia no caminho certo e diminuir as perdas.

Se você deseja ficar por dentro das tendências para fazer uma boa pesquisa e construir seu marketing de conteúdo de alta qualidade e eficiente, valeria a pena acompanhar a Content Trends.

content trends

Você poderá conferir o crescimento que tal mercado encerrou e os movimentos esperados para 2016 acerca desse assunto.

O marketing de conteúdo também tem outros benefícios, como o fortalecimento da marca no mercado, a amplitude na conversão de leads, aumento de vendas, melhor trabalho com seus prospects, oferta duradoura de conteúdos ricos, e ainda traz a oportunidade de realziar um bom pós-venda.

Quais são os benefícios da pesquisa para a sua marca?

O marketing de conteúdo é uma excelente técnica para que a marca ganhe mais mercado e se fortaleça.

Realizar uma pesquisa para saber a imagem que os consumidores possuem da sua empresa, e como poderia ajudá-los, educando-os através de seus textos, é imprescindível.

O branding também é útil, já que traça o gerenciamento da marca.

É onde a empresa consegue entender o que o público espera de sua marca e como deverá trabalhar alguns conceitos para que o público tenha uma imagem (mais) positiva da empresa.

Através de pesquisas do mercado e do setor, a empresa consegue compreender o seu cliente mais a fundo — o que também será ótimo para ampliar os relacionamentos entre empresa e consumidor.

Com os resultados obtidos, é possível encontrar o caminho exato para fortalecer a marca e ganhar mais visibilidade.

Por exemplo, através de pesquisas foi possível enxergar que o público se preocupa com o meio ambiente.

As estratégias de branding e a técnica de marketing de conteúdo podem envolver esse conceito, atrelando sua marca ao meio ambiente, e melhorando sua imagem perante a audiência que deseja abraçar.

Isso faz com que o consumidor se identifique com a marca.

Por isso vale a pena entender as tendências nesse método, a fim de usá-lo a seu favor.

Quais as tendências do marketing de conteúdo no país?

O internauta cada vez mais consome diversificados tipos de conteúdos — das mais diferentes formas e locais.

Mas podemos destacar duas maiores tendências do marketing de conteúdo no país, pegando carona ao que já acontece no exterior: a amplificação no uso de fotos e o vídeo marketing.

A rede social que mais faz sucesso quando o assunto se relaciona a imagens é o Instagram.

É possível publicar fotos e vídeos através dessa rede social, o que chama muito a atenção dos usuários.

Fotos e vídeos são conteúdos que automaticamente atraem o olhar de quem lhes passa a vista; as fotos, por exemplo, podem expressar e dizer muita coisa, possibilitando uma identificação emocional direta e instantânea.

Os vídeos, por sua vez, são relevantes justamente pelo movimento que trazem e pela chance de passar informações em sequência.

As cores, luzes e imagens em andamento se destacam no meio de tudo, e é onde os empreendedores têm se pautado para educar com qualidade os seus contatos on-line.

Mas essa tendência de marketing de conteúdo também é um desafio, já que no meio de tanto conteúdo e informação é preciso conseguir ganhar pelo menos cinco segundos de atenção do usuário.

Novamente, a pesquisa entra aqui como sendo um ponto importante na definição das estratégias dos conteúdos audiovisuais a serem produzidos.

Pesquisa, marketing de conteúdo e funil de vendas: que relação existe entre esses conceitos?

Nota-se que a pesquisa é um aspecto importante para produzir o marketing de conteúdo com qualidade e obter sucesso.

E o funil de vendas é uma representação gráfica para entender o melhor andamento de conversões positivas — de visitante de seu canal on-line até tornar-se um real cliente.

Para entender melhor: o funil de vendas simula todo o caminho percorrido até se conseguir realizar uma venda, começando na prospecção (o topo) e finalizando com a venda efetivada (o fundo do funil).

O marketing de conteúdo é possivelmente a técnica que mais facilita levar à conversão até o fundo do funil.

O funil de vendas pode ser dividido em: topo do funil, meio do funil, fundo do funil — e o pós-vendas entra depois, como parte importante do processo.

Durante essas etapas é possível ver como o marketing de conteúdo e a pesquisa fazem um papel essencial, confira:

Topo do funil

O tipo de pessoa que você encontra nesse ponto é aquela de quem é possível captar a atenção para algo valioso em seu canal on-line e fazer com que se torne um prospect.

O papel do marketing de conteúdo nessa etapa é atrair a atenção de alguém que ainda não possui nenhum relacionamento direto com a marca.

A pesquisa possui um papel importante para delinear o tipo de público que possa se interessar pelo serviço ou produto oferecido no mercado.

O conteúdo trabalhado aqui poderá elencar ocasionais problemas e apresentar suas soluções, por exemplo.

E o visitante que entra em seu site lê algo que soluciona seu problema.

Um erro é tentar simplesmente apresentar o produto que a empresa oferece, pois primeiro é preciso que o usuário se interesse pelo que vê, e só depois de educado perceba que pode contar com os produtos da sua marca.

Os conteúdos informativos são os que mais chamam a atenção de pessoas no topo do funil.

Esses conteúdos podem ser posts em blogs ou até mesmo uma newsletter; isso despertará, no usuário, curiosidade e até mesmo necessidade de algum produto ou serviço.

Meio do funil

Alguns usuários que passaram do topo do funil vão em direção ao meio, onde deverão ser educados e mais convencidos de que seria válido obter os produtos da marca.

É aqui que os curiosos e interessados passam a ser leads, ou seja, possíveis compradores (de quem você tem os dados e com os quais nutre relacionamento).

Enquanto o conteúdo do topo apresenta problemas e soluções, o meio do funil coloca a marca como uma boa saída para quem lê.

O tom ainda precisa ser informativo, sem as características de um anúncio publicitário.

O papel da pesquisa nessa etapa é entender o que leva o lead a realizar uma compra ou não.

Entender o que acontece nesse processo é essencial para direcionar o marketing de conteúdo para obter mais resultados positivos.

Fundo do funil

Nessa etapa, a venda é ou não realizada. Quando o lead chega até aqui, é porque os esforços com o marketing de conteúdo estão funcionando.

Ou seja, quanto mais pessoas chegam ao fundo do funil, é sinal de que seus conteúdos têm sido eficientes.

Porém, se menos pessoas chegam, mudanças de abordagem e de formatos são necessárias.

A característica informativa deve permanecer, mas a marca e o produto já são inseridos para que o consumidor escolha por finalizar uma compra.

Lembrando que o pós-venda começa na hora da compra, é importante começar a personalizar o atendimento ao público.

A venda e a entrega do produto podem ser feitas de maneira personalizada, assim você irá começar a conquistar a clientela.

Talvez o papel mais relevante da pesquisa nessa etapa seja identificar porque alguns leads que chegaram até aqui não concluíram a aquisição.

Pós-venda

Esse é o momento em que o cliente está finalmente fidelizado e passa a ser um consumidor da marca.

O marketing de conteúdo é capaz de personalizar o material para atingir um cliente específico — customizando os e-mails, por exemplo.

Se você estiver buscando motivos para começar a trabalhar melhor o marketing de conteúdo, certamente já percebeu alguns dentro desse texto.

Mas se ainda está em dúvida, vale a pena ir à Content Trends e descobrir os melhores motivos para investir no marketing de conteúdo!

content trends

Um bom marketing de conteúdo é passível de ser feito de diversas formas.

Se você possui uma ideia para esse tipo de técnica, ou tem dúvidas sobre como uma ótima agência especializada em marketing digital pode ajudar seus negócios, deixe nos comentários!

 

Esse post foi produzido pela equipe da Guia-se Negócios pela Internet.

 
Autor(a)

Escrito por: Autor Convidado Esse artigo foi um guest post escrito por um de nossos parceiros especialistas no assunto. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!