homem comemorando

Marketing em Vídeos: um guia para iniciantes

O marketing em videos se torna, a cada dia, parte integral de várias estratégias de marketing digital das empresas.

O vídeo marketing mostrou que conteúdo audiovisual é excelente para engajar o público, gerar e nutrir leads, e você ainda pode mensurar o sucesso da sua campanha.

Mas como começar uma estratégia de marketing em vídeos que vai trazer resultados? Para te ajudar a se destacar no meio do mar de conteúdo criado todo dia, fizemos o guia para iniciantes do marketing em vídeo.

Aqui, você vai encontrar tudo que é preciso para criar material de qualidade, compartilhar com seu público, integrar suas estratégias de marketing digital e ainda mensurar os resultados.

Preparado para aprender a montar uma estratégia completa de marketing em vídeos?

Vamos lá!

Alguns dados relevantes sobre marketing em vídeo

Números não nos deixam mentir. Por isso, separamos alguns dados sobre vídeo marketing que vão te mostrar porque esse conteúdo é tão usado pelo mercado.

  • Vídeos geram 3x mais visitais mensais para sites, se comparados a qualquer outro conteúdo;
  • Vídeos de depoimento de consumidores podem aumentar as vendas em até 600%;
  • Vídeos no e-mail marketing podem aumentar em até 96% as taxas de clique;
  • Tráfego orgânico através de buscadores aumenta em 157% com vídeos;
  • A duração da sessão dos usuários é 88% maior em sites que tem vídeos;
  • 28% de todos os resultados do Google são vídeos do Youtube;
  • O Youtube tem mais de 1 bi de usuários ativos por mês;
  • São adicionadas 300 horas de vídeo por minuto no Youtube.

 

Por que fazer marketing em vídeo?

Números mostram muito bem porque vídeo marketing é interessante. Mas vamos olhar um outro lado da moeda.

Nós sabemos que conteúdo de qualidade é indispensável para uma campanha de marketing digital de qualidade.

E criar material em vídeo pode ser a arma secreta do seu time de marketing.

Eles são dinâmicos, interativos, se adequam muito bem à dispositivos móveis e conseguem passar em alguns minutos, o que você levaria páginas para explicar.

Falando um pouco sobre o lado orgânico da coisa, o Google já deixou bem claro que ama vídeos.

Como você viu logo acima, 28% dos resultados de pesquisa são vídeos do Youtube e essa plataforma cresce a cada dia, com mais conteúdo sendo criado especificamente para ela.

Suas leads, visitantes e clientes interagem com vídeos de uma forma bem interessante.

Seja para tomar uma decisão de compra ou tirar uma dúvida sobre um produto, ou serviço, você pode criar conteúdo audiovisual e integrá-lo como parte da sua estratégia.

Como criar bom conteúdo em vídeo

Já falamos muito sobre porquê criar bom conteúdo em vídeo. Agora, é a hora de falar sobre como criá-lo.

Para deixar esse processo mais claro – e mais simples – separamos 5 passos para criar conteúdo de qualidade. São eles:

  1. Escute e entenda sua persona
  2. Defina objetivos claros
  3. Desenvolva sua ideia
  4. Defina o formato
  5. Divulgue!

1. Escute e entenda sua persona

Todo conteúdo que a sua empresa cria é focado nas personas. Quais são suas dores, dúvidas, expectativas e objetivos.

Antes de sentar e escrever algumas ideias para os seus vídeos, é importante entender o que a sua audiência deseja ver nos seus vídeos e como isso vai aumentar o valor do conteúdo que a sua empresa criar.

Essa é a hora de reservar um tempo para acompanhar os canais de comunicação da sua empresa.

Você pode monitorar as interações em redes sociais, enviar questionários para clientes, seguidores e defensores de marca, consultar o FAQ da sua empresa e qualquer outro canal em que as suas personas estão presentes.

2. Defina objetivos claros

A sua estratégia principal de marketing é um bom norte para definir quais os objetivos esperados com o conteúdo em vídeo que você vai criar.

Mas a dica mais importante aqui é: depois de achar os tópicos que são interessantes para a sua persona, é hora de se perguntar se eles são relevantes para os objetivos da sua empresa!

Você pode criar vídeos para

  • Gerar leads;
  • Nutrir leads;
  • Educar o mercado;
  • Se posicionar como referência no mercado;
  • Solucionar dúvidas dos clientes;
  • Apresentar produtos;
  • Fazer review;
  • Apresentar estudos de caso;
  • e muito mais!

O importante é ter em mente que esse conteúdo precisa ajudar o seu negócio a alcançar um objetivo claro.

Isso é muito importante para garantir que a mensuração dos resultados seja feita da melhor maneira possível.

3. Desenvolva sua ideia

Ok, sabemos o que nossa audiência deseja e o que a empresa espera alcançar com o marketing em vídeos. Agora é hora de colocar a criatividade na mesa!

O segredo para ter ideias matadoras é deixar que o objetivo principal guie o processo de criação. Se você precisa de vídeo-tutoriais para ajudar seus clientes, esse deve ser o foco, esqueça o resto!

Para ajudar na criação, algumas ferramentas de marketing digital podem ser muito úteis.

A pesquisa de palavras-chave é excelente para te ajudar a encontrar temas específicos que são relevantes para o público e possuem um volume de pesquisa interessante para atrair tráfego.

Como sempre, você pode utilizar o Keyword Planner, do Google, e também o Keywordtool.io e o SEMRush. As palavras relacionadas que o SEMRush e o Planner fornecem são excelentes fontes de insights!

Uma boa ideia é dar uma olhada no que a concorrência está fazendo. É uma oportunidade de ver o que eles estão fazendo de bom – e de ruim – e aprender com isso.

Além disso, se a concorrência ainda não está criando conteúdo em vídeo, é a sua chance de se destacar no mercado e se diferenciar da concorrência.

Mas os seus concorrentes diretos não são a única fonte de conhecimento importante. Dê uma olhada nos conteúdos que estão sendo criados em outros mercados, relacionados ou não, com a sua área de atuação.

Toda ideia é bem vinda!

4. Defina o formato

Formatos de conteúdo são muito importantes. Nem todas as suas ideias resultarão em vídeos.

Na verdade, você deve se perguntar: esse conteúdo vai perder qualidade se eu usar apenas imagens e textos? Se a respostas for sim, provavelmente vídeos não são a melhor opção para esse conteúdo.

Mas quando falamos sobre formato, é essa a hora de pensar em duração, linguagem, quem vai apresentar e em quais canais vamos compartilhar esse vídeo.

Se a ideia for criar vídeos para o Instagram, por exemplo, ele deve ser muito curto e incentivar o usuário a ir para uma outra página através de um CTA.

Se você estiver criando para o Facebook, o limite é de, no máximo, 45 minutos.

Conhecer o seu público e saber o que ele deseja assistir é uma boa maneira de pensar no formato do seu vídeo.

A linguagem adotada no vídeo deve ser a mais próxima possível da usada nos outros canais da sua empresa.

Se haver um apresentador para o vídeo, sua forma de vestir e de falar deve seguir essa mesma ideia.

5. Divulgue!

Para onde esse conteúdo vai? Bom conteúdo só é bom se as pessoas entrarem em contato com ele!

Compartilhar nas redes sociais, blogs, e-mail e vários outros canais é indispensável para atrair views e alcançar os objetivos esperados com esse conteúdo.

Cuidando da parte técnica

Demos uma olhada em como ter boas ideias e criar o conteúdo certo para a sua estratégia de marketing em vídeos.

Mas não adianta nada ter um vídeo mal filmado, com áudio ruim e escuro, não é mesmo?

Sem problemas!

Separamos algumas dicas técnicas bem interessantes para o seu vídeo não fazer feio na hora H.

Imagem

A qualidade da imagem diz muito sobre o quanto uma empresa preza pelo seu conteúdo.

O primeiro passo para ter qualidade na hora de captar as imagens é contar com uma boa câmera.

Ela não precisa ser profissional, existem diversas opções semiprofissionais no mercado que fazem o trabalho muito bem.

Agora, é preciso uma boa iluminação!

Evite filmar com janelas no fundo e em ambientes muito escuros. Uma técnica bem simples é utilizar a luz lateralmente, para evitar sombras no fundo do vídeo.

Se for possível, utilize três fontes de iluminação: uma lateralmente, outra na frente de quem estiver apresentando e mais uma no alto, logo acima da cabeça do apresentador.

Além de melhorar o contraste do rosto, ainda deixa o cabelo com um aspecto bem legal!

Som

Um vídeo bem filmado não é nada sem um bom áudio. Escutar o conteúdo é uma grande parte dos vídeos e bem importante para entender o tema principal.

A maioria das câmeras possuem microfones embutidos que já cuidam bem dessa tarefa.

Mas, se possível, um mic externo USB pode ser bem útil.

Não se esqueça de escolher um lugar tranquilo, sem muito ruído externo. De preferência, que não seja um quarto vazio!

Enquadramento

Agora é a hora de decidir o que é importante estar presente no vídeo. Se não há porque mostrar as pernas de quem está apresentando, elas não precisam estar lá!

O enquadramento deve mostrar o que é importante para o desenvolvimento do vídeo. Usualmente, é utilizado o chamado meio primeiro plano, onde a pessoa é enquadrada da cintura para cima.

Em uma entrevista, por exemplo, pode ser bem interessante usar planos mais amplos, que mostrem o ambiente, poltronas ou cadeiras e outras partes do cômodo.

Uma dica importante é sempre respeitar a regra dos 180 graus, que você pode conhecer melhor aqui.

Formato

Na hora de exportar o seu vídeo, procure qual é o formato exigido pela plataforma.

O Facebook só aceita vídeos em MP4, o Youtube uma variedade de formatos.

O ideal é exportar no mesmo formato que foi gravado pela câmera. Assim, não há nenhuma forma de compressão no arquivo e a qualidade é mantida intacta.

Lançando seus vídeos

Nós falamos rapidamente sobre a divulgação dos seus vídeos. Mas esse é um assunto que merece mais atenção.

Divulgar conteúdo nos diferentes canais da sua empresa é indispensável. Mas o primeiro passo para isso é criar um calendário de publicações.

Quais conteúdos serão produzidos, quando e em quais canais eles serão divulgados.

As duas maiores plataformas de vídeo atualmente são o Youtube e o Vimeo.

Sem dúvidas, a plataforma do Google é a mais conhecida, mas o Vimeo pode ser uma excelente surpresa.

Se você atua em uma área mais específica onde os vídeos precisam ser espetaculares – como em uma produtora de vídeo – ele pode ser a escolha certa.

Apesar de ter algumas limitações, o público presente no Vimeo é mais educado sobre vídeos e vai reconhecer um material de qualidade.

O Youtube é a melhor forma de entrar em contato com o grande público. Além de aparecer nas buscas do Google, é possível veiculá-lo com a sua campanha de Google Adwords, Google Plus e com o Google Analytics.

Mas, acredite, a plataforma que você escolher não é o ponto mais importante para ter sucesso ao divulgar os seus vídeos.

É preciso ter uma estratégia muito bem organizada entre as suas mídias para gerar o buzz que o seu vídeo merece!

Redes sociais são indispensáveis. E o ideal é replicar esse conteúdo ao longo dos meses para atingir pessoas que podem não ter visto-o da primeira vez.

O calendário editorial é excelente para isso, já que você pode organizar com antecedência as publicações e agendar através de ferramentas de automação de marketing.

Mas não para por aí!

O seu blog é uma excelente ideia!

Além de criar um post específico sobre o assunto do seu vídeo, é mais um canal para exibir o conteúdo e também aparecer nas buscas do Google.

Se possível, transcreva o seu vídeo e transforme-o em um blog posts. É mais uma forma de atrair tráfego para o seu blog e viewers.

O mesmo funciona para o seu site. Colocar vídeos na pagina inicial, ou criar vídeos para seus produtos, é uma boa ideia para divulgar o seu negócio e ainda atrair mais visitas para as suas páginas.

Por fim, mas não menos importante, lembre-se do e-mail marketing!

Vídeos podem aumentar em até 96% suas taxas de cliques. Você pode, inclusive, criar conteúdo específico para cada uma das suas campanhas e inserir vídeos nos seus fluxos de nutrição de leads.

E não se esqueça do CTA! Nunca termine vídeos com fade-outs.

Crie botões de ação para levar o usuário até uma outra página, onde ele pode consumir mais conteúdo, ser convertido em uma lead e interagir com o seu negócio.

Integrando as estratégias

Marketing em vídeos não é uma ideia que nasceu para voar sozinha pelos ares do marketing digital.

Na verdade, se integrada à mais canais, como redes sociais, e-mail marketing, anúncios e blogs, traz ainda mais resultados.

Com certeza você já tem bem desenhadas as ações em cada um desses meios, suas campanhas de links patrocinados, Facebook Ad’s, redes sociais, etc.

Mas que tal alinhar tudo e integrar as suas estratégias?

Vídeos podem fazer parte de todos esses canais. Inclusive, você pode produzir diferentes conteúdos para cada um deles, adequando-os ao formato de cada mídia e otimizando os resultados.

Como sempre, utilize o processo para criar um bom conteúdo e aplique para cada tática interessante para o seu negócio.

Otimizando seus vídeos

Otimizar seus vídeos é uma parte importante do marketing em vídeos.

Algumas ideias são bastante similares ao que vemos em SEO, mas é possível ir um pouco mais além e se aproveitar das facilidades que esse formato oferece.

Vamos dar uma olhada em cinco dicas rápidas para otimizar seus vídeos?

1. Bons títulos!

Da mesma forma que bons títulos para posts são importantes, eles podem ser a isca perfeita para atrair mais tráfego para seus vídeos.

Esse é o primeiro ponto de contato que o usuário tem com o seu conteúdo, por isso, um bom título atrai a atenção da sua audiência na hora!

Lembre-se de usar a palavra-chave principal do seu vídeo.

2. Bom conteúdo, sempre!

Não custa reforçar que bom conteúdo é indispensável. Conforme você produz mais vídeos e fica mais a vontade com o processo, a otimização vem automaticamente.

Uma boa dica é prestar atenção no tamanho dos seus vídeos!

A ComScore fez uma pesquisa que dizia que a duração média de um vídeo é de 3.8 minutos.

Vídeos curtos têm mais visualizações completas, mas os mais longos atraem mais tráfego qualificado.

3. Crie boas descrições

Se você quer aparecer bem nas buscas do Google e do próprio Youtube, é hora de criar boas descrições!

Conte para o usuário, com mais detalhes, qual é o tema principal do seu vídeo e deixa fácil para ele os seus canais de comunicação.

Ou seja, insira links para o seu blog, site e redes sociais! Não se esqueça de usar  a palavra-chave e suas variações na descrição.

4. Tags e palavras-chave

Imagine o Youtube como um mini-Google. Uma plataforma com um buscador próprio.

E a principal forma das pessoas encontrarem conteúdo por lá é através de palavras-chave e tags.

São elas que ajudam o Youtube a achar os resultados que serão mais relevantes para quem está fazendo a busca. Por isso, insira todas as tags relacionadas ao seu conteúdo, juntamente com a palavra-chave.

Lembre-se do título e da descrição!

5. Branding

Expor a sua marca nos vídeos deve ser um pensamento constante do seu time de marketing.

Calma!

Não vamos transformar os conteúdos em anúncios gigantes, mas sim inserir a sua empresa no contexto, de forma que ela esteja sempre a mostra.

Você pode aproveitar o espaço para isso, decorando com itens que possuem o seu logotipo, com o ícone do seu canal no Youtube ou até vestindo o apresentador com uma blusa da sua empresa.

Explore as oportunidades!

Mensurando os resultados

Você criou conteúdo de qualidade, divulgou nos canais certos, gerou leads, se posicionou como referência no mercado.

E agora?

Agora é hora de mensurar os resultados!

Dentro do vídeo marketing existem alguns KPI’s interessantes para você acompanhar e entender se os objetivos esperados estão sendo alcançados.

Os key performance indicators procuram ver se os usuários estão assistindo os vídeos, clicando nos seus CTA’s e compartilhando com seus amigos e conhecidos.

Vamos dar uma olhada em cada um deles?

View through rate (VTR)

Muitas pessoas vão ter contato com o seu vídeo, mas quantas vão realmente assisti-lo?

O VTR é calculado dividindo o número total de visitas na sua página pelo total de views do vídeo.

Se o seu view through rate for baixo, pode ser que o seu título não está tão atrativo, suas miniaturas não mostram sobre o que o vídeo fala ou ele está veiculado nos lugares errados!

O VTR costuma ter uma média de 16,9%.

Tempo de visualização

Imagine o bounce rate dos vídeos. O tempo de visualização é uma forma de mensurar se as pessoas realmente estão consumindo o seu conteúdo, ou se desistem de ver tudo logo após de dar play.

Geralmente, após os primeiros 15 segundos há uma queda de 50% no número de viewers.

Esse costuma ser o marco para acompanhar.

Click through rate (CTR)

O CTR já é um velho amigo das campanhas de e-mail marketing e das táticas de inbound marketing.

É a melhor forma de mensurar quantos visitantes clicaram no seu call-to-action e foram para uma landing page ou para outra parte do seu site.

Se o seu CTR está baixo, pode ser que você precisa repensar o seu CTA.

Deixá-lo mais atraente, mudar as cores ou o posicionamento na página, ou no vídeo. Quanto maior o seu click through rate, melhor!

Compartilhamentos

Sim, nós sabemos. Curtidas e compartilhamentos costumam ser considerados métricas de vaidade por muitos profissionais de marketing.

Bom, mesmo isso sendo verdade para algumas estratégias, no caso do marketing em vídeos, o compartilhamento é um bom sinal e deve ser acompanhado.

A facilidade de replicar um conteúdo em vídeo é bem maior. Também é mais fácil de visualizá-lo em dispositivos móveis do que ler um texto, por exemplo.

Por isso, o compartilhamento mostra como está o engajamento dos seus viewers.

Como tudo no marketing digital, uma boa estratégia de marketing em vídeos é resultado de otimizações constantes, produção de bom conteúdo e compartilhamento nos canais certos.

As pessoas adoram vídeos, eles se adaptam bem a diversos dispositivos e é uma forma interativa de passar conhecimento, responder dúvidas ou contar uma história.

Se você ainda não começou a criar conteúdo em vídeo para a sua empresa, a hora é agora!

Aproveite também para conhecer 7 dicas para iniciantes sobre o Facebook Vídeo.

Não deixe de ler e até a próxima!

marketing em vídeos

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!