Marketing gastronômico

7 estratégias de marketing gastronômico que irão impulsionar seu negócio

Se você é um empreendedor ou um profissional de marketing que lida com pequenos e médios negócios, sabe que cada ramo de atuação é específico e que vai precisar adequar as suas estratégias para segmentos diferenciados.

Com os diversos programas de televisão e a insistência da mídia em propagar tipos de alimentação, a culinária tem tido lugar de destaque na vida dos brasileiros.

No entanto, chefs renomados e grandes restaurantes são responsáveis por apenas 36% do faturamento dos estabelecimentos de comida no Brasil.

Isso deixa 64% do faturamento para pequenos e médios empreendedores, que precisam alimentar a população e que, geralmente, não possuem estratégias publicitárias bem definidas.

É um nicho enormes que somente agora começou a ser descoberto pela sua potente curva ascendente de trabalho.

Entretanto, para fazer uma campanha de marketing gastronômico eficiente, é preciso prática na área do marketing e conhecimento na administração e no funcionamento de restaurantes.

Criamos este post para servir como uma guia de boas práticas no marketing gastronômico. Confira:

1. Marque presença em eventos locais

O seu restaurante precisa ser visto, e a sua comida precisa ser oferecida para que o cliente possa entender a relação custo-benefício de entrar no seu estabelecimento.

Por isso, a participação em eventos locais que tenham relação direta com o público-alvo de sua empresa — a persona — são tão importantes.

Esse é o momento para levar um cardápio resumido com, no máximo, 1 entrada, 1 prato principal e 1 sobremesa. Você pode comercializá-los em um combo ou separadamente.

Assegure-se da qualidade da comida, do sabor e da compatibilidade entre as condições ambientais do evento (ar livre, duração, clima, entre outros) com aquilo que servirá.

O tempo de entrega é essencial, haja vista que, na maioria dos eventos, as atrações são muitas e as pessoas não querem despender muito tempo esperando para comer — a não ser, claro, que seja um evento gastronômico!

Nesse caso, a estratégia de vendas tem que incluir a análise do tempo médio que os demais restaurantes levarão para a entrega do prato também.

2. Promova ações beneficentes

Ser voluntário, além de fazer bem ao próximo, está na moda. Principalmente, quando o assunto é alimentação.

Promova um evento beneficente no seu estabelecimento, sirva uma comida extraordinária e crie um prato especial só para aquele dia.

Faça o marketing em cima do acontecimento com antecedência, venda ingressos antecipados e promova o engajamento do público na ação.

Você pode coletar os nomes no dia do evento no seu restaurante, transformando os visitantes em leads. Um pequeno vídeo mostrando a entidade que será beneficiada também é interessante.

Aproveite para transformar esse momento em mais ações com a transmissão da entrega do dinheiro ou dos bens arrecadados em um live content social, como no Facebook ou no Instagram.

Tire fotos da entrega e marque os perfis de quem contribuiu. A maioria das pessoas gosta de agradecimentos.

3. Utilize da geolocalização para segmentar e atrair o público ao realizar ações digitais

Cheque se o seu restaurante está presente nos principais aplicativos de geolocalização, como o iFood, o Kekanto e o TripAdvisor. Confirme a localização e reivindique a propriedade. Essa estratégia ajuda na atração de clientes.

Já para melhorar a visibilidade de sua empresa, experimente configurar o Wi-Fi do Facebook no seu negócio. Assim, para utilizar o serviço, o cliente terá que realizar o check-in.

Essa atitude, além de contar aos amigos de seus clientes que eles estão em seu restaurante (ferramenta de validação social), auxilia no ranqueamento do Google, que vai categorizar o negócio como “muitas pessoas circulam por aqui”.

4. Seja detalhista em sua propaganda interna

Certamente o seu restaurante possui um manual de identidade visual em que estão contidas as informações mais relevantes da sua marca, como:

É imprescindível que você siga esse manual ao fazer a propaganda no seu estabelecimento. Seja detalhista e cuide para que tudo se encaixe na mensagem que o seu restaurante quer transmitir.

Um aspecto que deve sempre ser renovado, por exemplo, é o cardápio. Cardápios sujos, longos e de difícil manuseio são inadmissíveis na mão do cliente.

Crie um menu moderno, coloque as promoções em destaque e utilize uma roupagem inovadora e que converse com a identidade visual do restaurante.

Dependendo do público, considere inserir o cardápio digital ou fornecer tablets ou aplicativos de celular para os garçons em substituição às antigas comandas.

Personalize o máximo que puder, do porta-copos ao prato de sobremesa.

Mantenha um banner com a sua logomarca atrás do minipalco das apresentações ao vivo e, se possível, crie um totem para que os clientes possam tirar fotos.

5. Foque no bom relacionamento com o cliente

Atender bem ao cliente não é o diferencial de seu estabelecimento, é a obrigação de sua equipe de funcionários. Sem atendimento, não tem público, não tem pedido, não tem 10% e, portanto, também não tem emprego.

Essa cadeia precisa ficar clara para a sua equipe não como uma maneira de pressão ou de constrangimento, mas como forma de incentivo a um trabalho melhor.

E atender e se relacionar bem com o cliente é um processo de marketing que agrega o on-line com o off-line.

No mundo digital, transforme as redes sociais e o WhatsApp marketing como canais de relacionamento com o seu cliente. Crie grupos, segmente as personas e converse com as pessoas.

Responda a todos os comentários positivos e negativos feitos em sua fan page. Aos primeiros, agradeça; aos segundos, resolva os problemas indicados e os convide a voltar para ver como aquela crítica foi positiva para a mudança na sua empresa.

No mundo offline, envie o maître para passar em todas as mesas colhendo informações dos clientes. Faça com que ele se coloque à disposição para quaisquer eventualidades e se mostre preocupado em atendê-los bem.

Em outras palavras, mostre ao cliente que a opinião dele é importante, seja no mundo digital, seja no mundo tradicional.

6. Integre o marketing gastronômico digital ao seu estabelecimento físico

Anunciar uma promoção e promover valores em redes sociais são ferramentas excelentes para atrair mais clientes. No entanto, o cliente precisa encontrar no seu restaurante exatamente aquilo que você prometeu.

Se o prato está em promoção, não podem faltar ingredientes para produzi-lo. Se mostrou a foto de uma mesa especial à luz de velas amarelas, a mesa tem que estar lá e as velas precisam ser amarelas.

7. Use do valor agregado para oferecer produtos diferenciados

Lançar um novo prato, oferecer um ingrediente diferente ou propagar uma bebida que agora está disponível no seu estabelecimento precisa de uma estratégia de marketing.

A mais utilizada é a do valor agregado. Veja 2 exemplos de como utilizá-la:

  • uma nova bebida: escolha o carro-chefe e monte um combo com a nova bebida;
  • um novo prato: coloque um preço com menor lucro na novidade e comercialize junto com a sobremesa mais vendida ao preço normal.

E agora, pronto para montar o planejamento de marketing gastronômico? Aproveite a visita, leia sobre a persuasão e consiga mais clientes.