celular mostrando a logo do linkedin

Marketing no LinkedIn: o guia para iniciantes

LinkedIn não é apenas para os profissionais e candidatos a um emprego.

É evidente que milhões de profissionais usam o LinkedIn todos os dias para ampliar seu networking e dar um upgrade em suas carreiras.

Mas você sabia que o LinkedIn pode ser usado também para fazer o seu negócio crescer? Leads podem ser gerados através das conexões criadas, assim como a conscientização sobre a marca pode crescer através desta ferramenta, o que transforma o LinkedIn em uma arma poderosa para a sua estratégia de marketing digital.

Em sua essência, o LinkedIn é uma rede social profissional.

Ele trata de tudo a respeito do desenvolvimento das carreiras, conexões profissionais, discussões sobre nichos de mercado e outros tipos de atividades relacionadas ao negócio.

Não é como as outras plataformas de marketing de mídia social, como o Facebook, Twitter ou Instagram; nestes exemplos, as empresas têm acesso direto aos consumidores e podem facilmente anunciar seus produtos ou serviços através das atualizações de status, imagens e comentários em posts.

Além disso, ao contrário do LinkedIn, os seguidores de uma marca em outras redes sociais já fizeram algum tipo de contato inicial ou estão pelo menos cientes de que as empresas utilizam as plataformas para vender seus produtos e serviços.

Esse definitivamente não é o caso no LinkedIn, onde fazer campanhas de publicidade não é o principal foco da rede social. Como a rede é constituída por um público totalmente diferente, o marketing no LinkedIn requer um tipo diferente de abordagem para obter os resultados desejados, e para ajudá-lo a utilizar o LinkedIn como uma plataforma de marketing, aqui estão algumas dicas de como você pode usá-lo para encontrar novos clientes, realizar contatos e, finalmente, fazer com que o seu empreendimento cresça.

Encontre clientes e conexões altamente segmentados de acordo com o seu negócio

conexões online

A segmentação no LinkedIn tem suas particularidades no contexto da publicidade digital.

As pequenas empresas podem se concentrar em negócios que estão no mesmo nicho de mercado, no tamanho do empreendimento e em currículos das pessoas que potencialmente podem comprar o seu produto ou serviço.

Por exemplo, se você está vendendo software de suporte ao cliente para pequenas empresas em São Paulo, você pode ajustar suas campanhas de publicidade para serem divulgadas apenas para empresas com menos de 100 empregados com base em São Paulo – e, dentro desse grupo, apenas para os executivos daqueles empreendimentos com um título em seu currículo que fazem deles potenciais compradores.

Procure monitorar os seus clientes

Procure fazer contato com perfis que podem demonstrar interesse em seus produtos ou serviços, e procure fazer contatos com estes potenciais clientes. O cold e-mail é uma ótima ferramenta para estes casos. Ofertas, tais como convites para webinários, ebooks ou whitepapers também podem funcionar bem.

O resultado é um processo sistemático, barato e simples para fazer a geração de leads, com todo o trabalho feito através LinkedIn.

Aumente o seu mailing list

Para o marketing digital é recomendado a todos que estão no Linkedin com este intuito utilizar a ferramenta própria desta rede social, agradecendo aos potenciais clientes pela conexão no LinkedIn.

Peça desculpas pela falta de personalização no e-mail se for o caso. O LinkedIn permite que você encaminhe mensagens para até 50 pessoas por vez desta forma. Inclua em seu e-mail um link direto para uma landing page de forma a obter mais informações sobre aquela persona.

Pode parecer algo um pouco invasivo, ou difícil de se obter reciprocidade. Mas são vários os casos de sucesso de negócios que geraram vários leads desta forma.

Utilize as atualizações patrocinadas

linkedin9

Com as atualizações patrocinadas, as empresas pagam para que seus posts cheguem ao feed dos usuários.

Este recurso funciona na lógica do “pay-per-click” e é bastante útil para que seus conteúdos relevantes cheguem às pessoas de forma a divulgar melhor sua marca e sua mercadoria.

O melhor de tudo é que estas atualizações patrocinadas são altamente customizáveis, como, por exemplo, por localização, idade, escolaridade, sexo, etc. É uma ótima forma de aumentar o tráfego de sua página e consequentemente fazer com que os potenciais clientes avancem nas etapas do seu funil de vendas. Você pode aprender mais sobre os anúncios do LinkedIn aqui.

Publique conteúdo de alta qualidade

O ideal para um bom conteúdo é que ele seja altamente segmentado, e deve atingir dois objetivos.

Primeiro, ele deve ensinar aos outros a resolver um problema ou como fazer o seu trabalho se desenvolver melhor, e em seguida, estabelecer sua marca como autoridade no assunto tratado. Estas são as ideias básicas do marketing de conteúdo a serem aplicadas lançando mão dos recursos disponíveis no LinkedIn.

“Viralize-se!”

A ferramenta mais poderosa do LinkedIn atualmente são as postagens realizadas diretamente na plataforma.

Se um post começa a ganhar algum impulso, o próprio LinkedIn vai dar destaque a ele em uma de suas categorias, e isso pode fazer com que dezenas de milhares de leitores sejam obtidos. Esta é uma ótima maneira de melhorar a sua visibilidade, para se alcançar os leitores de uma forma que não teria sido possível em seu próprio site / blog ou até mesmo postar um link de algum artigo seu nesta rede social.

Cuide da imagem do seu negócio através do perfil dos funcionários

Caso seja um empreendimento com um número considerável de colaboradores, convença-os a fazer um perfil no LinkedIn com o máximo de informações possíveis a respeito deles.

Estes devem incluir fotos apropriadas e histórico de trabalhos relevantes que incluem uma descrição da forma como eles podem auxiliar os novos clientes a obterem soluções. Muitas empresas já trabalham com consultorias a esse respeito, auxiliando profissionais a tirarem fotos ideais para seus perfis e dando dicas sobre como montar bons currículos voltados para a rede.

Participar de grupos e permanecer ativo

Uma dica valiosíssima é se unir a grupos no LinkedIn que possuem relevância para o seu público-alvo.

Isso não só é uma ótima maneira de saber sobre o que seu público está falando, mas os grupos também são ótimos espaços para que você interaja e se torne conhecido pelas soluções oferecidas nos fóruns. O mais interessante nisso é que você pode trocar mensagens com os membros, mesmo que estes não façam parte de suas conexões, ampliando o alcance das suas mensagens.

Crie também o seu próprio grupo no LinkedIn

Aqui está uma excelente forma de ganhar prospects para seus produtos ou serviços: crie seu próprio grupo no LinkedIn.

Após ter o perfil do seu grupo configurado, conecte-se a vários outros, tendo o cuidado de saber se seus potenciais clientes também estarão ali (você pode fazer esta conexão com até 50 grupos diferentes).

O próximo passo é ir vasculhando página por página dos usuários destes grupos dos quais você está conectado e sair em busca dos melhores perfis de potenciais clientes de seu empreendimento.

Uma vez que você está dentro de um grupo e aprovado como um membro, clique em Members, em seguida filtre a lista de usuários de forma bem direcionada através da procura de determinados cargos ou qualquer outra coisa que sirva para peneirar a lista de seus clientes ideais e convide-os a participar de seu grupo (uma dica neste sentido é  enviar convites personalizados).

Uma vez que estes convidados aceitam participar do seu grupo no LinkedIn, você tem todo o seu campo de trabalho em um só lugar – todos os seus melhores prospects estarão prontinhos para serem devidamente abordados!

Você pode controlar este grupo no LinkedIn de modo que sua concorrência não interfira, e um grande número de conteúdo valioso para aquelas pessoas poderá ser compartilhado.

Você também terá de demonstrar toda a sua credibilidade para eles, evitando criar spams ou táticas de vendas demasiadamente incisivas. Em consequência disso, você ganha uma lista de e-mails altamente segmentada, e interações muito mais focadas em seu negócio, o que pode vir a gerar uma grande quantidade de leads para o seu empreendimento.

Não se esqueça que a sua empresa deve ser o assunto principal do perfil

bio linkedin

Neste tópico, o que buscamos destacar é a importância de que o perfil do LinkedIn esteja perfeitamente alinhado com todas as características do site da empresa, assim como de todas as mídias sociais de que ela participa. A marca do negócio, cores correspondentes à identidade visual, e tudo aquilo que remete ao contexto do empreendimento deverá estar presente.

A página deve ser atualizada regularmente, de modo que a marca seja vista como algo ativo e sempre atual.

Todos nós já tivemos a experiência de nos deparar-nos com uma empresa que possui um perfil de mídia social que é atualizado uma vez por mês, ou pior: que não foi atualizado nos últimos meses.

Criar uma boa presença LinkedIn é algo que, além de manter uma marca viva diante dos olhos dos usuários, transmite credibilidade no que diz respeito a um trabalho bem feito.

Não se esqueça de personalizar a URL

Todos devem  solicitar o seu URL personalizado para garantir que seu nome também seja divulgado por este meio (por exemplo, http://linkedin. com/ marketing de conteudo).

Isto é especialmente importante para os negócios que possuem vários contatos com potenciais clientes – especialmente para aqueles que estão focados no setor de B2B.  Normalmente quando se busca um produto ou serviço de algum contato que você não conhece as buscas são feitas no Google, certo? Possuir uma URL personalizada torna mais provável que o seu perfil do LinkedIn se classifique no topo dos resultados dos motores de busca.

Não se esqueça de preencher devidamente a seção “Resumo”

A seção Resumo é a seção mais negligenciada de todas no LinkedIn. Você tem 2.000 caracteres disponíveis para falar com seu público-alvo, de forma direta e convincente.

Utilize frases completas e procure escrever em primeira pessoa, de forma a expor de maneira clara e sucinta como você pode resolver os problemas do seu público-alvo. Saiba que existem muitas pessoas preferem buscar soluções em um perfil de LinkedIn do que em um site.

Na maioria das vezes, as pessoas querem se conectar com a pessoa antes de falar sobre os produtos ou serviços e esta é a sua oportunidade para se apresentar aos potenciais clientes. Além disso, não deixe de incluir suas informações de contato no final desta seção, de forma a facilitar o processo para que as pessoas cheguem até você.

Pense nisso como um jogo de números

Fato é que o marketing no LinkedIn é mais ciência do que arte

Em outras palavras, é um jogo de números. Por exemplo, suponhamos que em todas as quartas-feiras, um empreendimento consiga contatar pelo menos 2.000 executivos de nível C. Estes contatos levarão uma média de seis respostas, e dois dos seis irão acabando por se tornar clientes.

Greg Taylor, proprietário da Telecom Law Attorney, realiza conferências sobre comércio, expondo e falando a um custo de aproximadamente US$ 10.000 por conferência. Ele diz que é muito mais vantajoso aos empreendedores aplicarem seu dinheiro em estratégias voltadas para o marketing digital, como o investimento de US$ 250,00 ao ano em contas Premium para a realização de marketing no LinkedIn, por exemplo, do que gastar com palestras educativas e situações similares. Ele afirma que seu ROI, nesse sentido, acabou se saindo muito mais vantajoso.

Evite ser incisivo demais nas vendas

O ideal é que você trate o LinkedIn como qualquer outro tipo de plataforma na qual o marketing digital pode ser aplicado, assim como seus princípios. Esteja sempre a par das novas tendências e das estratégias de abordagem mais atuais.

Lembre-se que o usuário desta rede social não espera em hipótese alguma ser incomodado com “vendedores” ou situações do tipo. Portanto, trabalhe o marketing no LinkedIn de forma cuidadosa e faça o possível para que o prospect se encontre em uma situação favorável com o seu contato, de forma a não se tornar mais um spam na vida dele.

Comece fazendo conexões, e em seguida construa relacionamentos

Entenda que o LinkedIn é uma rede social para profissionais se conectarem com outros profissionais. Um empresário pode – e deve – se conectar com parceiros estratégicos, parceiros de referência e outros empresários. E uma vez que essas conexões são feitas, o proprietário da empresa pode decidir como alimentar conexões específicas para fazer com que o relacionamento cresça. Esta é a melhor forma de começar a se pensar em vender algo a outra pessoa no LinkedIn.

Bem, esta é nossa opinião do que o iniciante em marketing no LinkedIn deve fazer. Mas adoraríamos que você compartilhasse conosco o que pensa. E lembre-se que esse é um guia bem introdutório. Quer saber mais? Sugerimos que você leia nosso guia completo sobre o marketing no LinkedIn

marketing no linkedin ebook

 

Esse post foi escrito em colaboração com Dafne Estrada, do marketingdecontenido.com.

 
Autor(a)

Escrito por: Dafne Estrada Dafne é nossa correspondente do México e é responsável por tocar o nosso blog latino americano, o http://marketingdecontenido.com/



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!