marketing para academia

Como fazer marketing para academia e aumentar o seu número de inscritos

Quer investir no marketing da sua academia? Confira aqui as melhores dicas para transformar seu investimento em ótimos resultados!

Com as pessoas se preocupando mais com sua saúde, estética e condicionamento físico, o mercado fitness vem crescendo bastante nos últimos anos, mas será que o marketing para essa área acompanhou esse crescimento?

As academias, nesse segmento, são um dos serviços mais procurados pelo público. No entanto, não é tão comum ver esses empreendimentos se destacando pelo marketing.

Afinal, de um modo geral, seus métodos para atração e conversão de clientes estão muito centrados naquelas velhas práticas de esperar uma pessoa interessada visitar ou ligar para a academia (para saber do preço, por exemplo) e ali fazer uma abordagem de venda.

Quando se fala em estratégias de fidelização, o negócio fica ainda mais complicado. Se os alunos não se sentirem motivados para continuar ou se uma nova concorrente abrir por perto, é sinal de que a academia poderá perder matrículas.

Essa visão limitada e passiva faz com que as academias percam grandes chances de se diferenciarem da concorrência e, consequentemente, oportunidades de negócio.

Por essa razão, preparamos uma lista com 12 práticas que mostrarão que o marketing para academia pode ser trabalhado de diversas formas. Acompanhe!

1. Comece pelo planejamento

Muitos pequenos e médios empresários (nesse caso, donos de academia de pequeno e médio porte) costumam escorregar nessa parte.

Marketing sem planejamento é como entrar em uma academia sem saber o seu objetivo ali dentro e os exercícios que precisa fazer, ou seja, tem tudo para dar errado, não é mesmo?

Por isso, dê muito valor ao seu planejamento. Ele deve antecipar todos ou, ao menos, os principais pontos para executar suas estratégias de marketing. Sua função é diminuir a margem de erros das ações e servir como um mapa para elas.

Entre esses pontos, podemos destacar com exemplos:

  • Análise de ambiente: avaliar os pontos fortes e fracos do seu negócio, as oportunidades e ameaças, os concorrentes e tudo que puder influenciar no funcionamento da academia;
  • Objetivos: captar 260 novos alunos em um ano e reduzir a taxa de turnovers (cancelamentos) para 3 clientes por mês;
  • Metas: conseguir 20 novos alunos por mês, gerar 500 novos leads mensais e diminuir o custo de aquisição de clientes (CAC) em 20% durante o ano;
  • Personas: para quem será voltada essas estratégias? Qual linguagem será usada? Quais são os problemas e objetivos desse público?
  • Canais: em quais meios as personas serão impactadas? Redes sociais, blogs, e-mail, eventos, jornais, etc.
  • Plano de ação: as táticas e estratégias que serão utilizadas e os diferenciais delas;
  • Cronograma: prazo para a realização das ações de marketing e o cumprimento de metas e objetivos;
  • Orçamento: o quanto será gasto com cada estratégia;
  • Indicadores de desempenho: os KPIs e as métricas usadas para monitorar os resultados de suas campanhas.

2. Crie suas personas

As personas são personagens que ajudam as empresas a entenderem melhor o seu público-alvo e definir um perfil de cliente ideal.

Elas trazem uma visão mais específica e humana das pessoas com maior potencial de aquisição para sua academia.

Mais do que saber dados demográficos, financeiros e outras informações de forma mais generalista, as personas são mais detalhadas.

Elas traçam um perfil com hábitos, objetivos, problemas, interesses e outros aspectos que ajudarão a tornar suas campanhas mais segmentadas e diretas.

Você poderá descobrir, por exemplo, se o seu maior potencial de consumo se concentra em pessoas que buscam emagrecer, ganhar massa muscular, fazer atividades alternativas (danças, lutas, pilates, etc.), praticar CrossFit, entre outras possibilidades que uma academia pode oferecer e se especializar.

Afinal, melhor do que agradar todo mundo é conseguir se firmar como uma autoridade em um nicho mais específico e, com isso, se diferenciar da concorrência.

3. Invista em um blog para sua academia

Começando com as dicas mais práticas de marketing para academia, focaremos, primeiramente, nos ambientes digitais.

Afinal, é na internet que grande parte dos consumidores desse segmento (especialmente os jovens) estão, sejam pesquisando por academias, buscando maneiras de ter uma vida saudável, procurando a opinião de especialistas, consultando as opiniões de outros alunos, etc.

E uma das melhores maneiras de ser encontrado por esse público é criando um blog para a sua academia.

Mas por que um blog? Porque será o quartel-general para a publicação de conteúdos, novidades e ofertas do seu empreendimento.

Além disso, é por meio desse canal que os possíveis futuros alunos poderão encontrar sua academia quando pesquisarem no Google, por exemplo.

4. Aplique o marketing de conteúdo

Complementando a dica anterior, vamos falar sobre como fazer do seu blog um grande atrativo para as suas personas.

Isso será feito se você incorporar o marketing de conteúdo em seu plano de ação. Esse método consiste em fazer uma empresa atrair, se relacionar, converter e fidelizar clientes por meio de conteúdos relevantes e que eduquem o mercado, entretenham o público e, acima de tudo, resolvam os problemas dos seus consumidores.

Mais do que isso, o marketing de conteúdo poderá colocar sua academia em uma condição de referência na sua área. E essa posição de autoridade é muito valiosa para o público quando tomar uma decisão de compra, por exemplo.

Por exemplo, se você detectou que suas personas têm problemas com sedentarismo e buscam maneiras de recondicionar o seu físico, pode criar textos com dicas de exercícios leves e caseiros.

Vá trabalhando os textos de acordo com o funil de vendas. Começando com conteúdos mais abertos no topo para atrair consumidores em um estágio inicial de interesse, depois com materiais mais específicos no meio e, no fundo do funil, conteúdos mais voltados para a conversão de leads.

5. Trabalhe o relacionamento com o público nas redes sociais

Além dos blogs, não dá para descartar as mídias sociais de uma estratégia de marketing digital. Elas são os canais ideais para se aproximar dos potenciais e atuais alunos e desenvolver um bom relacionamento com eles.

Para saber as melhores redes sociais para academias, basta consultar os perfis de suas personas. Seus hábitos de consumo de informação poderão revelar esse tipo de informação.

De modo geral, esse mercado fitness costuma gerar um alto engajamento no Instagram, Facebook, YouTube, Snapchat e outras plataformas mais visuais.

Mas que tipo de conteúdo deve ser trabalhado nessas redes? Dicas de exercício, de alimentação, de séries de aparelhos; desafios de emagrecimento ou de ganho de massa muscular; vídeos de bastidores e do dia a dia da academia, etc.

Além disso, fique de olho nos comentários dos seguidores, nas publicações que envolvem sua academia, nas mensagens diretas que eles enviam, enfim, faça de tudo para manter uma boa imagem para a marca.

6. Explore o potencial dos vídeos

Os vídeos já são o tipo de conteúdo mais consumido da internet. Segundo a Cisco, esse formato vai abraçar cerca de 82% do tráfego global. Além disso, eles são mais fáceis e rápidos de serem consumidos do que textos ou imagens estáticas.

Por essa razão, não deixe de criar um canal no YouTube para repassar suas dicas, subir vídeos no Facebook com entrevistas com profissionais de saúde ou educação física, fazer lives no Instagram com a rotina dos treinamentos, postar vídeos curtos no Snapchat de eventos realizados pela academia, enfim, explore a criatividade para dar cara, movimento e voz ao seu negócio na internet.

7. Forme uma lista de e-mails com atuais e potenciais clientes

O e-mail marketing segue mais vivo do que nunca! Mesmo para academias, ainda não dá para descartar esse canal, principalmente pelas altas taxas de conversão, pelo baixo custo e pela proximidade gerada com o público.

Você pode aproveitar esse meio para criar listas com atuais e possíveis clientes (leads). Nessa lista, newsletters, materiais ricos (e-books, webinars e infográficos) e mensagens promocionais podem ser enviadas.

Aliás, o e-mail costuma ser o destino de muitos leads que são gerados pelos conteúdos publicados no blog – isso é bom para ver como as estratégias se integram.

Para segmentar os envios, é importante criar diferentes grupos de remetentes. Afinal, nem todos os contatos possuem o mesmo interesse e estão no mesmo estágio de compra.

Outro detalhe relevante é tentar produzir as mensagens mais personalizadas possíveis. Apresentar-se, chamar o contato pelo nome e trazer benefícios interessantes para ele são algumas formas de diminuir a impessoalidade nos disparos.

8. Cadastre-se sua academia no Google Meu Negócio

Para fechar as dicas de marketing digital, falaremos sobre o Google Meu Negócio.

Essa é uma plataforma de cadastro gratuito em que você pode fazer a academia aparecer nos resultados de busca e no Google Maps para pesquisas locais.

Por exemplo, vamos supor que sua academia esteja localizada em Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro, ok?

As pessoas que estiverem procurando por academias no Google em Copacabana ou em suas intermediações receberão, provavelmente, uma indicação com o seu negócio.

Essa indicação aparecerá entre os primeiros resultados de pesquisa e carregará algumas informações importantes, como:

  • Endereço e localização no mapa;
  • Telefone;
  • Horário de funcionamento;
  • Site;
  • Breve descrição;
  • Avaliações dos clientes (com notas e comentários);
  • Fotos do estabelecimento, etc.

Lembrando que, para exibir essas informações, você deverá preenchê-las durante a sua inscrição no Google Meu Negócio.

9. Promova o marketing de indicações

Boa parte das novas matrículas de uma academia se origina do boca a boca feito por alunos e funcionários. Então, que tal incentivar ainda mais essa prática?

Isso pode ser feito por meio de programas de indicações ou referências. A ideia é premiar alunos, funcionários e até empresas que consigam encaminham novos clientes para a academia.

Alunos podem ser beneficiados com descontos em mensalidades e os funcionários com uma porcentagem de comissão pela indicação e pelas mensalidades pagas.

Já as outras empresas podem ser incluídas em um projeto de co-marketing. Trata-se de uma parceria em que duas companhias unem forças para que ambas saiam ganhando e beneficiem um público em comum.

Nesse caso, sua academia pode oferecer um programa de bem-estar para as organizações interessadas em aumentar a produtividade interna.

10. Crie eventos para os públicos interno e externo

Como estratégias de marketing, os eventos são muito úteis para captar potenciais clientes, fidelizar alunos e criar um envolvimento maior da academia com a comunidade local.

A academia pode fazer eventos periódicos usando o seu próprio salão, fechando parcerias com a secretaria de esportes local para utilizar ruas, escolas e praças públicas ou firmando projetos esportivos com empresas da região.

Mas quais eventos podem ser promovidos? Pequenas maratonas, aulas ao ar livre, competições de CrossFit, desfiles, artes marciais, danças, entre outros formatos esportivos.

Para o público interno (alunos e funcionários), você pode até fazer alguns eventos sociais. O importante é ir um pouco mais além dos serviços rotineiros e, com isso, agregar mais valor nessas relações.

Para o público externo, os eventos fazem sua academia contribuir socialmente e se dar bem comercialmente, já que leva um pouco de esporte e saúde para a comunidade e, de quebra, atrai pessoas interessadas em se matricularem.

11. Pratique o marketing sensorial

O marketing sensorial reúne ações que visam promover uma boa experiência aos clientes por meio de estímulos aos seus sentidos (olfato, tato, audição, paladar e visão).

Em academias, essas estratégias têm o papel de motivar os alunos a treinarem e de deixá-los mais à vontade no ambiente, ou seja, pode ajudar muito na fidelização de clientes.

Alguns exemplos de ações de marketing sensorial são:

  • Fazer uma seleção bem planejada das músicas: ritmos mais acelerados para ambientes em que exigem um esforço físico maior, por exemplo;
  • Utilizar fragrâncias que deixem o público mais confortável: importante para eliminar os odores de suor e fazer as pessoas ficarem mais tempo na academia;
  • Adotar materiais mais confortáveis nos pontos de contato dos aparelhos: para aumentar o conforto dos alunos.

12. Monitore o desempenho de todas as suas campanhas

Durante o texto, já falamos sobre etapas do planejamento e diversas formas de executar estratégias de marketing para academia. Agora, resta o último passo desse processo: mensurar os resultados.

É nessa fase que você comprovará se seus objetivos e metas de marketing estão sendo ou foram atingidos ou não.

Para fazer essa medição, você deve avaliar seus indicadores de desempenho (falamos sobre eles no primeiro tópico).

Por exemplo, se um dos objetivos era captar 260 novos alunos em um ano, então duas das métricas seriam a taxa de matrícula e a taxa de conversão.

Esse monitoramento, seja ele em tempo real ou após o término das campanhas, é fundamental para detectar e consertar erros, aproveitar oportunidades que surgem e analisar se o investimento feito teve retorno.

Conclusão

Viu como o marketing para academias é um universo muito mais amplo do que esperar a visita ou o contato de pessoas curiosas e interessadas?

Essas estratégias mostram como as academias precisam se proativas quando a intenção é atrair um novo cliente, manter um aluno ou fortalecer sua marca com a comunidade.

Portanto, não pule etapas! Faça um planejamento bem feito, conheça melhor o seu mercado e suas personas, execute as ações de marketing em cima do que foi planejado e monitore de perto para que tudo saia como o esperado.

As estratégias de marketing para academia podem gerar mais resultados e ser mais simplificadas se tiverem o suporte tecnológico adequado. Por isso, confira nosso post com as 46 melhores ferramentas de Marketing.

marketing para academia