menino no computador com ícones voando

Marketing pessoal nas redes sociais: aprenda como fazer

Como você se vê em 5 ou 10 anos? E, em 15 ou 20 anos?

Aposto que quanto mais longe você se imagina mais realizações e expectativas profissionais aparecem na sua visão de si mesmo.

Talvez você tenha se imaginado com uma bela família, lindos filhos, trabalhando naquela empresa famosa que é referência na sua área de atuação, com um bom salário e um excelente cargo.

Capaz de fazer belas viagens no seu período de férias, quem sabe após anos de serviços prestados você vislumbre a possibilidade até de tirar um ano sabático para descansar e se atualizar.  

Não importa exatamente se a sua visão ideal é parecida com aquela imagem de família feliz num comercial de margarina ou num estilo mais aventureiro. Grande parte do que você será amanhã passa pela imagem pessoal que você constrói hoje.

Já no fim dos anos 60 o visionário teórico da comunicação Marshall Mc Luhan publicou as obras “O meio é a mensagem” e “Entendendo os meios de comunicação como extensões do homem”.

Nelas, ele já vislumbrava o que hoje temos certeza: o mundo virtual (o meio) é uma extensão e grande parte do que somos atualmente.

Por isto, neste artigo vamos nos aprofundar nos conceitos de marketing pessoal e como você pode gerenciar e otimizar a imagem que você projeta de si nas rede sociais. Afinal, você é o seu maior capital e deve cuidar com muita atenção da sua “marca”.

Do começo: o que é personal branding?

Muito tem se falado e escrito sobre personal branding (ou marketing pessoal).

Por mais que apenas recentemente, a partir de reality shows, blogs e, principalmente, com as mídias sociais, o conceito de personal branding tenha ganhado um espaço central na vida das pessoas, a verdade é que os processos de auto divulgação sempre estiveram rodeando as nossas vidas de uma maneira ou de outra.

Como o nome não deixa muita margem para dúvidas, marketing pessoal é relativo à como você se vende – ou melhor – como você vende uma imagem de si mesmo.

Diz respeito à construção de uma marca pessoal forte o bastante para diferencia-lo das outras pessoas no mundo.

Graças ao alcance da internet e a exposição das pessoas nas plataformas sociais, estes processos de construção de marcas individuais nunca foram tão importantes.

O que muda é que as redes sociais possibilitam a qualquer pessoa comunicar os seus anseios, posicionamentos e capacidades em tempo real para o mundo todo. Além de conhecer e expandir a sua rede de relacionamentos.

Cada vez mais pessoas se conectam através da internet. Compartilhando conhecimentos, estabelecendo reputação e digitalizado grande parte de suas vidas.

Antes se os estereótipos passavam longe de capturar a complexidade do que uma pessoa é, nas plataformas sociais os nossos avatares ganham maiores contornos e são melhores expressões do que pensamos e queremos.

Construir uma marca pessoal forte abre portas para grandes oportunidades profissionais.

Atualmente, as posições tomadas no mundo virtual são determinantes para os nossos negócios, trabalho, carreira e diversas outras realizações.

Portanto, a abordagem na formação da sua marca pessoal deve andar de braços dados com os seus objetivos.

Algumas dicas de como construir uma marca pessoal forte

Visualize os seus objetivos.

Você se lembra da pergunta que eu fiz no inicio deste texto? Então, é hora de voltar a ela. Imagine a sua vida ideal em curto, médio e longo prazo.

Considere e avalie quem você é (valores, paixões, relações, qualidades e defeitos) e os elementos e conquistas na vida que o deixariam feliz. Esses vão ser os guias para os seus objetivos e ações de personal branding.

A maioria das pessoas tem dificuldades em dimensionar a si mesmas. 

Uma dica é listar pessoas inspiradoras. Os famosos exemplos e cases de sucesso. Pense por que você admira essas pessoas e, em que aspectos você se identifica com elas e aspira coisas semelhantes.

São com essas pessoas que você deve buscar contato na rede e, para quem você deseja expor suas capacidades e posicionamentos.

Escolha os seus canais.

Muita gente pensa que é fácil escolher redes sociais para atuar. Basta criar um perfil nas mais populares e famosas e pronto! Tudo certo?

Errado! Nem toda rede social é adequada ao seu perfil. Muitas redes sociais tem grandes variações de público, por causa da perda dos “early adopters” (pessoas que adotaram um perfil recentemente).

No calor do momento ou por curiosidade, muitas pessoas criam perfis em redes sociais, atuam constantemente por um determinando período de tempo e rapidamente perdem o interesse.

Isto ocorre, por que a plataforma pode não corresponder ao dia a dia, estilo e comportamento de navegação daquela pessoa.

Por exemplo: Imagine que você criou um perfil no Instagram, mas não é uma pessoa que goste de tirar e postar fotos constantemente. Com certeza, o seu perfil irá às moscas rapidamente.

Você deve ter prazer nas suas ações online e não obrigação. Se você forçar todas as situações correrá o risco de passar uma imagem falsa e pasteurizada, que ao invés de atrair pessoas, irá afasta-las.

A dica é pesquisar sobre plataformas especificas ao seu segmento de trabalho ou interesse. Há muitas comunidades e plataformas para nichos e segmentos específicos do mercado.

Caso você goste de escrever sobre o seu dia a dia, hobbys ou sua área de atuação – e tenha tempo de postar ao menos dois textos semanalmente – é interessante avaliar a criação de um blog.

Privacidade

Caso você deseje ter um perfil mais descontraído e alheio a sua construção de marca, crie um perfil separado em redes da sua escolha. Com configurações de privacidade restritas.

Nele você também deve ter cuidado com brincadeiras, mas terá mais liberdade para expor coisas mais pessoais entre amigos mais próximos.

Não divulgue esse perfil e nem aceite pessoas fora do seu circulo de amizades e confiança.

Tenha Foco

Com a sua visão e canais definidos e objetivos traçados tenha foco nos conteúdos expostos, eles devem estar alinhados a tudo que foi feito anteriormente e reforçar as suas paixões e metas.

A internet e as redes sociais são a terra da dispersão. No entanto, para construir uma marca sólida e influente é preciso ter uma direção bem definida e clara.

Defina o seu target

Toda marca busca comunicar um produto ou serviço para alguém. Uma marca pessoal não é diferente. Você com certeza deseja projetar o seu valor para uma dada audiência.

Tenha clareza de quem é essa audiência, como ela se comunica na rede e direcione os seus esforços para esse target.

Siga pessoas influentes nas suas redes e trabalhe para que elas o seguirem o seu perfil de volta.

Assim, você poderá aumentar a sua rede de contatos de forma assertiva.

Aposte em uma imagem impactante, uniforme e integrada.

Se o seu objetivo é criar uma imagem profissional centrada evite apelidos, eles só funcionam se forem mais usados do que o seu nome real. 

Mantenha a sua marca sempre atualizada, mudando as imagens (perfil e capa) com certa frequência para não “cansar” a marca e atrair novos comentários.

Não descuide do design

Segundo muitas projeções até 2017 mais de 90% dos conteúdos compartilhados nas redes sociais será visual.

Este é só um dos muitos dados que demostram a importância de criar visuais arrebatadores.

Pesquise e explore as ferramentas visuais que cada rede oferece. Busque atender as especificações de imagens e vídeos recomendadas para aparecer da melhor forma possível.

Te sugiro das uma lida no nosso Guia completo sobre o tamanho das imagens nas redes sociais.

Avalie o uso de cores, em especial, nas redes sociais com base em conteúdos visuais. Você pode até definir uma paleta de cores para elementos que são comuns nas redes sociais (imagem da capa, por exemplo).

Não abuse de filtros e efeitos oferecidos. Afinal, você não quer criar uma imagem carregada e bagunçada e, sim, uma marca consistente.

Mantenha a sua marca pessoal atualizada.

O funcionamento dos seus perfis pessoais funciona de forma similar ao das marcas comerciais.

Logo, para permanecer relevante, interessante e não passar uma imagem ultrapassada, você precisa manter os seus perfis atualizados.

Isto não quer dizer que você deva funcionar como um robô, que publica postagens numa frequência e planejamento padrão.

Longe disto, uma boa marca é uma voz autêntica.

Você só precisa encontrar um caminho equilibrado e natural para se posicionar na rede sobre os seus anseios e percepções.

Entretanto, você deve ter um volume de postagens adequado às redes sociais escolhidas.

É claro que como na vida você precisará medir o tom e tomar cuidado com as palavras se você deseja construir uma imagem profissional influente e com autoridade, ofender pessoas – mesmo que não intencionalmente – publicar posições dúbias ou eticamente duvidosas pode levar por água abaixo anos de trabalho.

Invista em bons títulos ou frases de atração

Você deve criar conteúdos que gerem interesse por quem você é e pelo que compartilha.

Esses conteúdos vão definir e diferenciar a sua voz no meio da multidão.

E a melhor forma de fazer isso é apostar em declarações fortes (devem ser posições ligadas aos seus valores e pensamentos), títulos e frases de impacto, de boa assimilação e lembrança.

Atenção a sua Biografia

Toda rede social tem um espaço reservado para uma biografia.

Tenha atenção redobrada a este elemento descritivo da imagem que você deseja fixar na mente das pessoas.

Crie uma declaração com apelos reais, objetivos e atraentes.

Segundo Neil Patel você deve seguir estas 7 dicas na sua descrição:

1- Ser preciso: ter uma descrição profissional.

2- Ser emocionante: fugir de definições chatas ou maçantes.

3- Ser direcionada a um público : ter alguma descrição ou referencia ao seu segmento.

4- Ser Lisonjeiro: destacar uma realização

5- Ser humanizado: identificar (citar) um hobby.

6- Ser intrigante : citar algum fato interessante.

7- Ser conectado : ter alguma conexão com uma empresa ou outro perfil social.

Parece ser difícil dar conta de tantos aspectos em poucos caracteres, mas uma palavra certa sozinha pode dar conta de uma dica.

Esse guia, apesar de ser feito para o Twitter, pode ser usado na construção de biografias para outras plataformas que seguem o mesmo estilo (Myspace, Pinterest e Instagram).

Entretanto, há redes sociais como o Facebook que, por exemplo, possuem a aba ‘sobre’, na qual você pode descrever o seu perfil através de tópicos.

Se possível coloque na sua biografia links para o seu portfólio, Blog ou outro site que contenha informações profissionais (experiências profissionais, formação…).

Agregue valor a sua marca através de associações: Compartilhe!

Se você visualizar conteúdos que gosta, identificam sua forma de pensar e podem ajudar outras pessoas a obter informações relevantes e sanar problemas, compartilhe entre a sua rede de amigos e contatos.

Opine sobre os assuntos compartilhados e leve a discussões a diante.

Essa é uma atitude que demonstra a sua capacidade para se aprofundar em determinados assuntos, gera empatia e aumenta a visualização do seu feed.

Faça parcerias

Não subestime o poder de parcerias com outros produtores de conteúdos que sigam a mesma linha de pensamento que você.

De preferencia por pessoas atuantes, com bases já sedimentas na rede. Essa é uma forma de atrair mais seguidores, contando com uma rede de tráfego já existente.

Agora você está pronto para explorar os benefícios do marketing pessoal nas redes sociais. E se ficou com alguma dúvida, não deixe de comentar e acompanhar as nossas publicações.

Caso você queira saber mais ainda sobre o assunto, baixe nosso kit completo sobre Marketing nas Redes Sociais.

kit de marketing nas redes sociais

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!