homem bravo

9 mitos do marketing digital que podem estar te enganando

Mitos no marketing digital são praticamente diários.

Aparentemente, é muito mais fácil acreditar em alguns “disse-me-disse” do que procurar por dados e estudos de caso que comprovem uma nova ideia ou teoria.

É importante lembrar que o marketing digital está crescendo e mudando. E muito rápido!

O que era verdade ontem pode não ser amanhã e ficar atento a isso é o que cria grandes analistas, gestores e C-levels de marketing.

Pensando nisso, separamos os 9 mitos de marketing digital que podem estar te enganando.

Você precisa conhecê-los para ficar à frente da concorrência! Preparado? Acompanhe!

1. O SEO está morto

Pensando bem, há quanto tempo você escuta esse mito? Com certeza, tem anos que você ouve alguém dizer que as técnicas de SEO já não funcionam mais.

Na verdade, o que acontece é que as técnicas de search engine optimization mudaram muito desde os anos 1990.

Comentários de spam, flooders e keywords amontoadas em textos já são passado.

Hoje, o SEO deve ser usado para crescer o tráfego de forma orgânica e correta, sempre mantendo a qualidade.

Além de o Google não ser mais enganado por táticas desse tipo, o crescimento do próprio blog da Rock Content é uma prova de que o bom SEO está com força total!

2. Para o SEO funcionar, é só investir e deixar para lá

Aproveitando, vamos falar sobre uma prática muito comum em SEO: investir uma vez e achar que os resultados virão. Ou até mesmo repetir o mesmo investimento sempre, seja trimestral ou semestralmente.

A verdade é que considerar o SEO como um projeto único – que deve ser feito uma vez – ou que precisa dos mesmos recursos de todos os outros é um erro.

Link building, backlinks, otimização, pesquisa de palavras-chave.

O que todos eles têm em comum?

Precisam de manutenção e esforços constantes, além de testes e estratégias que vão encontrar razões para investir mais recursos em SEO, ou reduzir a quantia gasta com essa técnica.

3. Você precisa ser o #1 na sua palavra-chave principal

Imagine o seguinte cenário: você tem uma PME que oferece um serviço excelente vendendo eletrodomésticos de alta qualidade. Você realmente deseja disputar com gigantes do varejo por “eletrodomésticos BH”?

Que tal “onde comprar eletrodomésticos BH”, “os melhores eletrodomésticos BH” e várias outras variações?

A palavra-chave principal do negócio nem sempre é o que traz mais tráfego para o seu blog e site.

Na verdade, long-tails são muito mais interessantes. Elas atraem visitantes melhores preparados para realizar uma compra.

4. Mídias sociais só servem para o topo do funil

Por muito tempo essa foi uma verdade (quase) absoluta.

Como as redes sociais sempre foram ferramentas excelentes para atrair novos consumidores e manter os antigos, sua efetividade no topo do funil não pode ser contestada.

Mas os dados colhidos pelo Facebook, Twitter e diversas outras redes sociais já provaram que eles podem ser excelentes para o fundo do funil também.

Você já viu as opções de segmentação do Facebook Ads? São bem impressionantes.

Se você é um dos céticos sobre investir em redes sociais – muito por experiências ruins no passado –  essa pode ser a hora de dar mais uma chance para ela.

Comece aos poucos e vá aumentando o seu investimento conforme os resultados aparecem.

5. Otimização de conteúdo não precisa ser algo constante

Se tem algo que realmente não é verdade é que você não deve otimizar os seus conteúdos constantemente.

O mundo digital muda com muita frequência: você precisa atualizar o seu conteúdo para ele acompanhar essas mudanças!

A otimização de conteúdo envolve vários aspectos; como a linkagem interna de artigos, atualização do conteúdo (com novas técnicas, teorias, resultados) e o feedback dos seus leitores.

Se você não manter os seus materiais up-to-date, os seus concorrentes irão!

6. Link building é perda de tempo

Com as atualizações do algoritmo do Google, as famosas técnicas de black hat são passado.

Para muitas pessoas, isso também significa que link building não tem mais uso. Bom, isso não é verdade!

O link building dos anos 2000 é muito diferente do que fazemos atualmente. Aquela velha história de fazer comentários spam em vários sites não existe mais.

Hoje, para conseguir links externos de qualidade, você precisa suar a camisa!

Co-marketing, guest posts, Buzzfeed, Medium… todas são excelentes formas de conseguir links de qualidade, sempre com conteúdo relevante.

7. Dispositivos móveis não geram conversões

O crescimento do mobile é indiscutível.

E presumir que os dispositivos móveis não geram conversões para as empresas é um erro que não podemos nos dar o luxo de cometer.

Um sinal disso é a tendência cada vez maior de layouts responsivos e táticas de marketing focadas em aparelhos móveis.

Claro, ninguém está disposto a preencher formulários imensos no seu smartphone. Por isso, tornar os seus forms – principalmente B2B – menores e mais rápidos é o primeiro caminho para converter no mobile.

8. Remarketing? Para quê?

Nenhuma empresa pode perder a oportunidade de converter quem já conhece a sua marca.

O remarkerting (ou retargeting, como conhecido por alguns) é muito bom para converter aqueles visitantes que, por algum motivo, não finalizaram uma compra ou entraram em contato com um de seus vendedores.

9. Bom conteúdo funciona sozinho

Essa é uma premissa utilizada largamente no mundo do marketing de conteúdo.

Sempre falamos que “conteúdo é Rei”. Mas a verdade é que sem links externos, bom conteúdo é apenas conteúdo.

Um estudo recente da Moz analisou os 50 primeiros resultados para cerca de 15.000 termos e apenas 0.8% deles ranqueava bem sem pelo menos um link externo.

Bom conteúdo é indispensável. Mas mostrar ele para o mundo, conseguir links externos e otimizar também são estratégias essenciais para o sucesso do seu conteúdo.

Afinal, o que esses mitos mostram para a gente?

Muito do que se fala por aí é, na verdade, mentira!

Bom, pelo menos os fatos mostram que a realidade é diferente.

SEO está longe de ficar para trás, assim como o link building e as redes sociais. O que acontece é que o marketing digital evolui e as técnicas aplicadas a cada uma dessas ideias acompanha esse desenvolvimento.

Pensando nisso, lançamos o eBook “Os Mitos do Marketing Digital”, disponível aqui para download gratuito.

Fique ligado, acompanhe as mudanças e adapte os seus esforços para ficar sempre à frente do mercado.

 

Esse texto foi escrito por André Siqueira, da Resultados Digitais.

 

grego

 
Autor(a)

Escrito por: Autor Convidado Esse artigo foi um guest post escrito por um de nossos parceiros especialistas no assunto. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!