O que é Copywriting: descubra como converter seus visitantes com seus textos

O que é Copywriting: descubra como converter seus visitantes com seus textos

Você pode pensar que muito esforço já foi dedicado em sua estratégia de Marketing Digital: você já trabalha com métricas, ferramentas diversas, redes sociais… mas não se esqueça que trabalhar com vendas na internet é de fato um trabalho que demanda envolvimento. O copywriting é mais um ponto a ser trabalhado para gerar mais conversões para seu site ou blog.

 Neste post abordaremos o que é o Copywriting, qual é a sua importância no Marketing Digital e o que fazer para aumentar suas conversões com essa poderosa técnica.

O que é Copywriting?

Em amplo sentido, Copywriting se trata da ação de produzir textos (sejam eles slogans, whitepapers, sites, posts, etc) com o objetivo de realizar uma venda.

Em um aspecto mais técnico, é a arte de escrever de forma a promover um produto, uma pessoa, uma ideia ou um negócio; é de forma cuidadosa editar, selecionar, tecer e construir palavras que irão levar o leitor a tomar uma decisão específica.

Como se pode ver, esta “arte de vender” não pode ser resumida apenas no ato de comercializar o produto final. O Copywriter nem sempre tem como objetivo realizar a venda do produto de uma só vez, mas sim influenciar a audiência a realizar uma ação. Esta ação descrita pode ser, por exemplo, assinar uma newsletter, entrar em contato com um telefone informado, encaminhar um e-mail para o vendedor ou para seus amigos, entre outras.

A importância do Copywriting

Um copywriting mal feito é extremamente perceptível para a maioria dos profissionais que trabalham com Marketing Digital. Fica nítido quando um texto não consegue sensibilizar o leitor, não é envolvente e não conseguimos identificar nesse conteúdo quais são as intenções dele.

Ainda hoje, muitas empresas – com a intenção de obter lucro com algum produto ou serviço na internet – depositam a confiança completamente em seus anúncios, pensando que este artigo de alguma forma se venderá sozinho, negligenciando as técnicas de Copywriting, o que pode ser fatal para seu negócio.

É claro que qualquer forma de conteúdo voltado para a  conversão é importante, mas sem as técnicas necessárias para sua produção, todos seus esforços podem ter sido para nada.

A dificuldade de motivar e inspirar o seu público alvo

Caso tenha se identificado com a frase acima, continue a leitura.

A seguir, apresentaremos 8 ótimas dicas que podem te auxiliar muito no início de um relacionamento com os visitantes do seu site ou blog.

Antes de mais nada, saiba que em qualquer tipo de conteúdo (sejam eles textos, microtextos, vídeos, podcasts, mensagens telefônicas, entre outras) no Marketing Digital existem 3 mandamentos:

  • Inspirar o leitor
  • Influenciar um início de uma relação com a marca
  • Motivar os leitores a tomarem uma atitude em relação ao serviço ou produto

Lembre-se sempre que o seu conteúdo deve ser benéfico tanto para você quanto para seu leitor.

E aqui vão as 8 dicas:

1. Não tenha medo de repetir

Saiba que a repetição é bastante eficaz para a escrita capaz de influenciar seu leitor. Isso transmite segurança e reforça a sua mensagem, demonstrando que você realmente acredita naquele conteúdo.

Para otimizar esta técnica, apresente seus argumentos e ideias de diferentes formas: utilizando histórias, exemplos, citações de pessoas relevantes para a matéria ali tratada e não se esqueça das considerações finais ao terminar o seu conteúdo.

2. A utilização do “porque”

Trata-se de uma palavra bastante poderosa. Normalmente as pessoas concordam com uma afirmação ou um pedido se você apresentar motivos para isso.

Ninguém gosta de fazer algo sem uma explicação no mínimo razoável para aquilo. As pessoas são muito mais receptivas ao que pedimos caso alguma razão seja dada como argumento, ou seja, respondendo um “porque”.

3. Faça comparações

Analogias e metáforas são ótimos elementos de um Copywriting bem feito. Quando você transmite algo que o leitor do seu conteúdo já está aceitando como uma verdade, o início de uma relação deles com sua marca fica muito mais fácil.

É bom evitar comparar o seu serviço com produtos parecidos com os seus, até por uma questão ética e para não fazer o cliente procurar o concorrente. Tente comparar uma vídeo aula que você esteja vendendo com algum seminário ou com o valor das suas próprias horas de trabalho.

4. Provoque e apresente soluções

Os primeiros passos são a identificação dos problemas envolvidos e a qualificação do seu público. Em seguida você o provoca onde mais dói para mais tarde oferecer a solução para o seu problema.

Não se trata de ser sádico ou desleal. A questão aqui é trabalhar com a empatia entre você e o leitor. O objetivo é transmitir a ideia de que você conhece bem os problemas dele, já passou por isso e possui as soluções necessárias para acabar com eles.

5. Prognósticos

Neste contexto a intenção é fazer com que o potencial cliente projete o futuro. É demonstrar de uma forma envolvente tudo o que ele pode alcançar ao adquirir aquele produto ou serviço.

Credibilidade! É baseado nisso que esta estratégia é construída. De fazer a audiência vislumbrar o futuro baseado nas credenciais e na experiência que você oferece.

6. Exclusividade

Por natureza, os seres humanos costumam ser excludentes. Todos desejam fazer parte de um grupo especial, selecionado.

Aproveite esta deixa em seu conteúdo: procure saber o que o seu potencial cliente quer e o convide para entrar em um grupo exclusivo, onde ele se diferenciará dos demais.

7. Se antecipe às objeções

A partir do momento em que você define bem para quais personas o seu conteúdo estará voltado, você já conhece quais serão as objeções que serão feitas por essas pessoas contra o seu serviço ou produto.

A sua função é descrever de forma antecipada quais seriam estas objeções, e assim formular o seu Copywriting criando alternativas para estes questionamentos.

8. O poder do Storytelling

Uma forma muito eficaz de exercer influência sobre as pessoas é contar uma história convincente. Isso chama a atenção e faz com que a sua audiência se conecte a você.

Ela tem o potencial de, sem a necessidade do uso do imperativo, dizer ao leitor o que ele deve fazer ou pensar, dando também liberdade para ele tirar conclusões próprias.

 No seu Copywriting, crie algo com que o seu público-alvo se identifique, de forma que as pessoas se enxerguem dentro daquela história.

Concluindo

O Copywriting caminha lado a lado com o Marketing de Conteúdo.

Aprender a cada dia mais a respeito destas técnicas lhe fará toda a diferença nas tão desejadas conversões.

Quer saber mais? Descubra aqui 10 técnicas de copywrite banais que aumentarão seu número de conversões e dê uma olhada no nosso curso gratuito para ser um bom redator web.

E você? Já trabalha com o Copywriting? Aproveite os comentários e compartilhe as suas dúvidas e experiências a respeito!

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!