objetivos do marketingmarketing pode ser entendido como um conjunto de estratégias que visa agregar valor às marcas, produtos, serviços e, principalmente, às relações entre empresas, clientes, colaboradores, parceiros, governos e sociedade em geral.

">

Quais são os objetivos do marketing?

O marketing pode ser entendido como um conjunto de estratégias que visa agregar valor às marcas, produtos, serviços e, principalmente, às relações entre empresas, clientes, colaboradores, parceiros, governos e sociedade em geral.

O marketing pode ser entendido como um conjunto de estratégias que visa agregar valor às marcas, produtos, serviços e, principalmente, às relações entre empresas, clientes, colaboradores, parceiros, governos e sociedade em geral.

O marketing deve identificar e satisfazer as necessidades de todos os agentes envolvidos nessas relações. É o papel dessa área fazer com que um bem, serviço ou ideia sejam disseminadas e compradas pelo público-alvo de uma organização.

Entender a definição de marketing não parece ser tão complicado, não é verdade?

Mas e os objetivos de marketing? Você tem ideia do que pode ser alcançado se usarmos essa metodologia como meio?

Pois é, muitas vezes sabemos definir claramente um conceito, mas não compreendemos onde é que ele pode nos levar de acordo com a sua aplicação.

Por isso, selecionamos 7 objetivos de negócio que podem ser atingidos com a implementação do marketing. Confira a seguir!

1. Vender mais

Esse é o objetivo mais básico de se entender e o mais utilizado pelas empresas com fins lucrativos. Apesar de o marketing não se tratar apenas de ações de vendas, grande parte de suas estratégias ajuda a atrair e a converter novos clientes.

Além disso, é sempre bom lembrar que produtos e serviços raramente se vendem sem um empurrãozinho do marketing.

E é aí que podemos lembrar de alguns dos elementos do Marketing Mix, como estabelecer um preço competitivo, distribuir a oferta nas praças com maior potencial de compra e fazer a promoção das mercadorias para o público certo.

As receitas com o aumento das vendas devem ser bem superiores ao valor investido em marketing. Caso contrário, a empresa terá prejuízos e isso provará que suas estratégias foram aplicadas erroneamente.

2. Fidelizar clientes

Não basta apenas trazer novos clientes, é preciso conquistar a sua lealdade e fazer eles comprarem mais vezes no mesmo negócio.

Você já deve ter ouvido falar que é que é mais barato manter um cliente ativo do que captar novos compradores, certo? Então, saiba que não é só mais em conta, como também mais fácil, especialmente por lidar com um público sobre o qual uma empresa já possui um maior conhecimento (dados cadastrais, histórico de compra, etc.).

Para esse propósito, podem ser utilizadas diversas estratégias de marketing, como o marketing de relacionamento, marketing de conteúdo, programas de fidelidade, cross-sell, upsell, entre outras.

Enfim, as ações que manterem os clientes engajados com uma empresa no pós-venda e que os façam ter uma experiência de compra mais completa, como a oferta de produtos complementares, ajudam a reter e a fazer esses consumidores continuarem comprando.

3. Aumentar a visibilidade de marcas e produtos

Antes de pensar em vender ou fidelizar clientes, uma marca, um bem ou um serviço precisarão do marketing para se tornarem conhecidos.

É aqui que dois dos principais braços do marketing entram em ação: a publicidade e a propaganda. Eles reúnem uma série de práticas, como pesquisa de mercado, definição de personas e divulgação para expandir a consciência de uma oferta e seus respectivos valores.

O importante é fazer uma marca ou oferta ganharem visibilidade e popularidade com as pessoas certas, nos canais certos e nos melhores momentos.

Por exemplo, não adianta uma loja de moda feminina, que só vende localmente, investir rios de dinheiro para atrair o interesse de homens e de pessoas de outras regiões; bem como seria ineficiente fazer uma divulgação no Twitter, se o seu público-alvo se engaja mais pelo Facebook, Instagram e Snapchat.

4. Gerenciar uma marca

Gerir ou gerenciar uma marca nada mais é do que uma definição bem simplificada do conceito de Branding.

O Branding abraça um leque de técnicas que faz uma marca se tornar mais forte, consolidada e com uma percepção positiva perante o público em geral. É o que estimula uma pessoa a comprar pelo que uma marca representa e não somente pelo seu produto em si.

Sem um bom trabalho de Branding, marcas como Coca-Cola, Apple, Samsung e Bombril teriam mais dificuldades em serem líderes de seus respectivos mercados, já que seriam comparados com a concorrência somente pelas características técnicas das suas ofertas.

Enfim, o papel do Branding é agregar, projetar e defender valores para uma marca e seus produtos. E esses valores devem gerar identificação, empatia e desejo de compra por parte dos consumidores.

5. Construir boas relações com consumidores e parceiros

Aqui é onde o marketing de relacionamento se faz mais presente. Ele é útil para nos lembrar que bons negócios começam com boas relações entre as partes envolvidas.

Durante as fases de pré-venda, os clientes procuram identificar seus problemas e conhecer as soluções possíveis. Nessas horas, é muito importante que uma empresa esteja presente e construa um diálogo de aproximação com o público.

Ações como postar conteúdos interessantes em blogs, enviar newsletters com materiais educativos e interagir com os seguidores nas redes sociais são boas maneiras de criar uma relação positiva com os consumidores. São pequenas atitudes que fazem diferença quando o cliente estiver tomando sua decisão de compra.

Em relação aos parceiros de negócio, como fornecedores, revendedores e distribuidores, o argumento e as atitudes são parecidas. Nesse caso, ainda há a possibilidade de agendar reuniões pessoais e fazer ligações sem necessariamente ter um tom comercial.

Enfim, quanto melhor for a relação com esses agentes, mais as negociações tendem a ser favoráveis. Elas podem resultar, por exemplo, em descontos nas renovações de contrato, ganho de espaço nas prateleiras dos revendedores, etc.

6. Educar o mercado

O marketing, mais especificamente o marketing de conteúdo e o Inbound Marketing, é extremamente útil para facilitar as vendas de produtos e serviços mais complexos.

É o caso, por exemplo, de alguns serviços de T.I., sistemas de gestão e plataformas de automação de marketing. Essas ofertas, para terem vendas mais qualificadas e contratos mais duradouros, precisam de clientes que saibam o que estão comprando.

Por isso, as empresas que apostam na criação de artigos, e-books, webinars, templates e pesquisas de mercado costumam ser mais bem-sucedidas nas vendas. Afinal, esses materiais servem como referência para o público que precisa se informar melhor e tomar uma decisão de compra mais embasada.

De brinde, as empresas ainda criar uma imagem de autoridade na sua área de atuação, reforçando bons valores, como credibilidade, confiança e boa reputação.

7. Engajar colaboradores

O marketing não é valioso apenas para criar relações lucrativas com consumidores, clientes e parceiros de negócio. O público interno de uma organização também pode ser alvo das ações de marketing.

Nesse segmento, a estratégia mais comum é o Endomarketing. O objetivo dela é engajar os colaboradores com os propósitos, valores e metas de uma empresa ou instituição.

Para isso, são utilizadas algumas ações conhecidas, como a premiação por metas, eventos internos, gamificação e outras.

Há de se levar em conta que os funcionários são os porta-vozes de uma organização. São eles os responsáveis pelo bom funcionamento da casa e pelo bom relacionamento com os demais públicos. Por isso, ele precisa ser valorizado e motivado, pois sem os estímulos adequados, a qualidade na entrega dos resultados é ruim.

Nessa lista, reunimos os principais objetivos de marketing. Claro que existem outras metas mais específicas, como qualificar o atendimento, gerar e nutrir leads, aumentar seguidores, estar bem posicionado nos motores de busca, etc.

De todo modo, a ideia é fazer você abrir os olhos para a variedade de oportunidades de negócio que o marketing pode gerar. Assim, quando pintar um objetivo ou uma meta organizacional para ser atingida, você saberá como o marketing pode ser útil para o seu sucesso.

Tão importante quanto saber quais são os objetivos de marketing é entender como defini-los de forma mais clara e específica.

Então, é bom você dar uma conferida em nosso artigo “Objetivos SMART: Como utilizá-los no seu departamento de marketing”.