Computadores aterrizando de pára-quedas

Qual o papel das Landing Pages no Marketing Digital?

Quando falamos em Marketing Digital, sabemos que há muitas esferas diferentes e inúmeras possibilidades que podem ser pensadas para a elaboração de uma estratégia eficiente.

Uma dessas estratégias é a criação de páginas de conversão (ou Landing Pages), que, em nossa experiência, possuem um papel fundamental e praticamente insubstituível dentro de uma estratégia de Marketing Digital.

Mas o que é uma Landing Page? O que é essa tal de conversão? E qual o papel dessas páginas no Marketing Digital?

São essas perguntas que iremos responder nesse post. Vamos lá.

O que é uma conversão?

Muito se fala a respeito de conversão no Marketing Digital. É uma das métricas mais importantes e que podem ser mensuradas com precisão suficiente para provar os resultados.

Sendo direto, o objetivo geral de uma conversão é fazer com que o usuário realize uma determinada ação desejada para passar a um novo estágio no relacionamento com sua empresa.

Esse objetivo que se tem com o visitante da página pode ser tanto a venda direta do produto/serviço (torná-lo cliente) como o início da construção de um relacionamento. Para, assim, aumentar as chances daquele visitante virar um cliente da empresa ao longo do tempo (torná-lo uma Lead).

Para melhorar o entendimento do que é conversão em seu negócio, é necessário que você conheça como funciona o funil de vendas de sua empresa. Isto é, o caminho pelo qual um potencial cliente toma conhecimento da sua empresa até o momento em que ele se torna, de fato, um cliente.

Isso porque pode haver casos em que o usuário precise converter apenas uma vez para se tornar cliente e outros em que ele tenha que converter várias vezes ao longo da jornada de compra até efetivamente comprar o seu produto.

Essencialmente, há dois tipos de conversão possíveis em um site:

  • Direta: Quando o visitante do seu site responde a uma oferta de produto/serviço e realiza uma ação concreta em direção à compra.
    Exemplos: compra de um produto em um site de ecommerce, pedido de orçamento via formulário no site, reserva de horário de um serviço pelo site, assinatura/cadastro de um produto Web, ligação para a central de vendas da empresa, entre outros.
  • Indireta: Quando o visitante fornece algumas informações pessoais, como nome, email, empresa ou outros dados, em troca de uma oferta de conteúdo ou serviço gratuito. Esse tipo de conversão é muito mais suave e, apesar de não gerar resultados imediatos, trabalha para reter aquelas pessoas que ainda não estão prontas para comprar o seu produto/serviço, mas que podem se tornar clientes mais à frente.

Lembrando que quem determina qual o tipo de ação o visitante precisa tomar para se tornar uma conversão é você. Falamos de alguns exemplos acima, mas qualquer passagem de estágio já é uma forma de conversão.

O que são páginas de conversão (ou Landing Pages)?

O termo Landing Page, em tradução literal, significa página de aterrissagem. Na teoria, Landing Page pode ser toda página em que um usuário acessa o seu site, desde o acesso direto pela home ou por um post encontrado nos mecanismos de busca.

Porém, é visto que na prática o conceito sofreu algumas alterações com o passar dos anos. Com a finalidade de aumentar as taxas de conversão, algumas empresas começaram a criar Landing Pages focadas no único e direto objetivo de produzir uma conversão para seu site.

Ou seja, em vez de direcionar o usuário para uma homepage onde esse usuário deveria “se virar sozinho” e explorar no seu site tudo o que seu produto oferece, as empresas começaram a criar Landing Pages focadas na conversão. Que são páginas mais simples e que cumprem o único objetivo que esse usuário gostaria de alcançar ao aterrissar na página.

Geralmente, uma Landing Page é uma página simples, com muito menos elementos, conteúdos e links do que um site normal.

Imagine uma página em que só existe uma ação disponível para ser realizada. E que, para realizar essa ação, você precisa deixar uma informação de contato sua. Essa é uma Landing Page.

Você pode estar se perguntando: “Mas por que eu criaria uma página dessas, com pouco conteúdo e poucas opções?”.

É bem simples. Como o propósito de uma Landing Page é que o usuário cumpra a ação determinada, quanto menos distrações e alternativas de clique ele tiver, maior será a possibilidade de essa conversão ser bem-sucedida.

A anatomia de uma Landing Page, basicamente, possui os elementos: Título, Oferta, Formulário e Call-to-Action. Esse modelo pode ser variável mas, em suma, dá para se dizer que esses 4 elementos formam o esqueleto básico de uma Landing Page.

Por exemplo, acesse essa Landing Page com uma oferta de material produzido em conjunto entre a Resultados Digitais e a Rock Content. Perceba que o único objetivo dessa página é que você converta nela, ou seja, deixe algumas informações suas em troca do download grátis do eBook “Marketing de Conteúdo para Resultados: alinhando conteúdo ao funil de vendas”.

landing page download de ebook de marketing de conteúdo

Mas por que não disponibilizar materiais para download em um post de blog ou em uma outra página do site? Por que todo esse trabalho em criar uma Landing Page para disponibilizar essa oferta? Vamos responder essas perguntas abaixo!

Por que as Landing Pages são importantes no Marketing Digital?

Retomando: o único objetivo de uma Landing Page é a conversão. E essa é a principal razão que as diferenciam de uma página que possui múltiplos objetivos.

Se pudéssemos resumir qual a principal importância das Landing Pages no Marketing Digital, poderíamos falar que a palavra é resultados.

Como falamos na introdução desse artigo, a conversão é uma das métricas mais importantes dentro da metodologia do Marketing Digital. Tanto o número total de conversões como a taxa de conversão são fundamentais para você entender como está a saúde do seu negócio.

Taxa de conversão de uma página = Número de conversões da página / Número de visitantes da página

Há muitos motivos que provam o valor das Landing Pages no Marketing Digital. Vamos, de uma maneira geral, mencionar 3 resultados que você pode alcançar:

1. Aumentar sua base de Leads/clientes

Imagine que você tem um site que recebe 15 mil visitas mensais. E que esses visitantes entram na sua página, navegam um pouco e saem, sem deixar nenhum dado de contato.

Agora imagine que você tem um site que recebe 5 mil visitas mensais. E que esses visitantes entram em seu site, navegam um pouco e, eventualmente, se deparam com links com ofertas. Esses links direcionam o usuário até uma Landing Page, onde ele recebe a sua oferta em troca de dados de contato ou onde podem realizar uma compra.

Fica fácil descobrir qual das duas situações é mais saudável para seu negócio. No segundo caso, mesmo com menos visitantes, o potencial de gerar negócios é muito maior do que o primeiro.

2. Saber quem são suas Leads

Toda vez que um usuário cai em uma Landing Page com uma oferta, é necessário que ele preencha um formulário com seus dados de contato para poder consumir essa oferta.

Esse formulário pode conter informações importantíssimas, como nome, empresa, cargo, idade, localização, email, telefone etc.

Não existe de fato uma regra, pois cada público-alvo tem um tipo de comportamento. O que vale é tentar entender quais dados você realmente precisa saber sobre essas Leads e pedir apenas esses.

Sabendo quem são suas Leads, você pode saber quem tem fit para consumir seu produto e deve ser abordado por um vendedor. E também quem precisa consumir mais conteúdo para estar preparado para o momento da compra.

Além do mais, você pode também segmentar essas Leads para enviar campanhas de Email Marketing personalizadas e otimizar seus resultados, sendo cada vez mais certeiro em suas ofertas.

3. Reduzir custos

Pela sua natureza, Landing Pages possuem taxas de conversão superiores a um site normal. Não é nada incomum que uma Landing Page tenha uma taxa de conversão 5 ou 10 vezes superiores a uma página.

Ok, mas o que isso tem a ver com reduzir custos?

Vamos lá. Imagine que você esteja gastando uma verba determinada com anúncios no Google AdWords. Para cada 100 visitantes que seu site recebe, apenas 1 consome sua oferta. Ou seja, a taxa de conversão de seu site está em 1%.

Esse é um resultado muito baixo e você precisa mudar isso. Sendo assim, você cria uma Landing Page bem otimizada e consegue aumentar esse número para 10 conversões a cada 100 visitas, fazendo com que sua taxa de conversão fique em 10%.

Isso significa duas coisas: ou você pode diminuir o seu orçamento de campanha no Google AdWords para gerar o mesmo resultado em vendas ou pode gerar mais vendas com o mesmo investimento.

Criar e otimizar uma Landing Page é uma das ações com o maior potencial de entregar resultados para seu negócio.

Como fazer uma boa Landing Page?

Agora que você já sabe sobre toda a teoria que envolve uma Landing Page, é hora de avançar e começar a pensar em como de fato criá-las para começar a gerar resultados para sua empresa.

Para continuar, leia o eBook “Como criar Landing Pages que convertem” e descubra as melhores práticas para fazer Landing Pages e converter mais visitantes em oportunidades de negócio.

Esse guest post foi escrito por André Siqueira, da Resultados Digitais.

download ebook landing pages

 
Autor(a)

Escrito por: Autor Convidado Esse artigo foi um guest post escrito por um de nossos parceiros especialistas no assunto. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!