logo do periscope

Periscope: aprenda como usar e ter sucesso com o aplicativo

O Periscope é um aplicativo de live streaming (transmissão ao vivo) lançado para iOS pelo Twitter no dia 26 de março de 2015 e se tornou em poucos dias um grande hit, com milhares de downloads (e esse número continua a crescer).

De lá para cá o aplicativo já sofreu diversas modificações e atualizações e foi disponibilizado também para Android.

Mas ainda pairam no horizonte inúmeras dúvidas sobre o funcionamento do app e como ele pode ser usado pelas marcas em ações de marketing digital.

Há muitas oportunidades para o uso do Periscope. Por isto, neste artigo, vamos te ajudar a entender melhor como o app funciona.

Vamos lá?

Do começo: Periscope o que é e como surgiu?  

página inicial do periscope

O Periscope surgiu para agregar vídeos ao Twitter.

O microblog é a plataforma social mais dinâmica no mundo e paraíso dos grandes eventos e acontecimentos globo afora. Nos últimos anos, as pessoas descobriram as maravilhas de acompanhar fatos em tempo real na web, compartilhando suas impressões através dos 140 caracteres permitidos nas postagens do Twitter.

E com o Periscope fica possível também transmitir de diferentes perspectivas tudo que um usuário desejar via live streaming vídeo. Basta ter um dispositivo mobile a mão com tecnologia iOS ou Android.

Este app também foi uma resposta ao Meerkat (iOS), um aplicativo lançado em fevereiro, que também faz transmissões de vídeo ao vivo e que tem funcionalidades similares.

Ambos os apps fazem a captura do filme com transmissão via Twitter. No entanto, com o Periscope é possível criar um perfil social independente da conta no microblog em que o app pode estar atrelado, inclusive com novos seguidores e um novo username.

Como configurar e usar o Periscope?

O aplicativo pode ser baixado e instalado no seu celular facilmente através do iTunes e do Google Play Store.

No entanto, para usar o aplicativo é preciso criar uma conta no Twitter ou fazer o login com uma conta preexistente. Ou, se desejar, você pode optar por se inscrever com o seu número de celular.

Pronto!

Agora você cria o seu nome de usuário – é possível ter um username diferente da sua conta no Twitter caso você tenha logado no Periscope com um perfil existente – ou você também pode escolher por manter suas configurações de conta. Agora você já pode começar a navegar.

Sugerimos que você gaste um tempo neste ponto e escolha um bom nome de usuário, seja para uma marca ou para uso pessoal. Também escreva algo na sua biografia, para que não fique apenas um espaço em branco.

Acredite! Muitos usuários têm baixado o aplicativo, feito o login com suas contas do Twitter e esquecido que, apesar da integração, o Periscope é uma plataforma social independente em diversos aspectos e por isso o perfil tem que ser pensado separadamente, de acordo com as especificidades do app, para que seja criada uma imagem forte nesta nova ferramenta.

editar perfil no periscope

Imagem: trafficgenerationcafe.com

Para editar seu perfil, basta selecionar o pequeno lápis no canto direito da página (como aponta a imagem) e preencher sua foto, nome e bio.

Vale ressaltar que se você tem uma boa base de seguidores o ideal é manter o nome de usuário do Twitter para que os seus seguidores o identifiquem e localizem facilmente.

Nas configurações, você poderá escolher ser notificado quando um novo usuário começar a seguir o seu perfil e também marcar a opção “auto save”, caso você deseje salvar na sua galeria do seu smartphone as suas transmissões. Está opção é extremamente recomendada, porque o Periscope não costuma salvar e manter transmissões por muito tempo.

Quanto às notificações: se o fluxo de transmissões dos usuários que você segue for muito grande, pode ser interessante pensar quais tipos notificações você deseja manter ligadas. Além de optar pela forma (vibração, som, luz) de alerta.

Abaixo de “settings” (configurações) você encontrará o botão “Share Periscope”. É uma opção que lhe permite compartilhar um link do seu canal em outras plataformas.

O layout da plataforma é bem intuito e fácil de usar. E, por ser integrado ao Twitter, assim que você realiza as etapas anteriores é possível ver uma lista com pessoas que você segue e usam o Periscope, além de ver quem está online e quem não está.

Imagem: blog.kissmetrics.com

Também na tela principal você pode ver listas relacionadas às transmissões de vídeos: você pode checar transmissões sendo feitas entre os usuários online seguidos pela sua conta e a “global list” (basta clicar no globo, mostrado na imagem) com as transmissões de vídeos que estão sendo feitas por diversos usuários em partes diferentes do mundo. Você também pode ver os vídeos “mais amados” (que receberam mais corações) pelos usuários.

Há três opções para começar a usar o Periscope: Follow people (seguir pessoas), Start Broadcast (começar uma transmissão) e Watch other people’s broadcast (ou assistir transmissões de outros usuários).

Live Streaming: assistindo as transmissões ao vivo.

Se você é novo na plataforma, a primeira coisa que eu sugiro que você faça é: assista, assista e assista muitas transmissões mundo a fora.

Veja o que as pessoas estão transmitindo, identifique tendências, temas ou assuntos, formas e estéticas que os usuários estão gostando de assistir e como os vídeos são visualizados no aplicativo.

Compreender estes aspectos irá ajuda-lo a definir como você quer começar a transmitir conteúdos próprios.

Quando você abrir uma transmissão, terá acesso a uma tela de loading (a rapidez vai depender da sua conexão) até o stream começar realmente. Assim que o vídeo começar a passar você terá acesso à opção “say something” (diga alguma coisa) que te dá à possibilidade de postar mensagens sobre o vídeo que você está assistindo. As mensagens são visualizadas em pequenos box (caixas) na tela, assim que postados.

Imagem: beebom.com

Dependendo da quantidade de usuários conectados a uma mesma transmissão a opção “say something” fica sobrecarregada e não aparece. Ao invés, você verá apenas escrito “broadcast full”.

Caso você queira demonstrar que gostou do vídeo e a opção “say something” esteja desabilitada, é possível tocar na tela (Fav buttom) e enviar “corações” para os vídeos que gostar, sem a necessidade de digitar mais nada. Os corações vão aparecer sobre o vídeo.

Imagem: trafficgenerationcafe.com

Broadcasting: transmitindo os seus próprios vídeos

Para começar a transmitir vídeos é fácil, basta clicar no botão de “broadcast”, um ícone laranja localizado na parte inferior direita da página.

Ao apertar o botão aparecerá uma caixa de texto para dar um título. Caso você comece a transmissão sem escrever nada, o seu vídeo não terá um título e isto causará um impacto bastante negativo na transmissão, atraindo menos usuários.

O título e o seu nome de usuário são as únicas coisas que as pessoas vão ver enquanto estiverem rolando a barra do Periscope para encontrar vídeos atuais e recentes. Por isto, cuidado com este passo.

periscope 2

Imagem: trafficgenerationcafe.com

Gaste tempo pensando em um título atrativo e clicável, que chame a atenção dos usuários para a sua transmissão.

Além disso, considere usar emojis no título se o assunto permitir (para vídeos mais cômicos ou menos formais) e que possam representar alguma informação sobre o conteúdo que o vídeo trata.

Um bom título deve descrever o que é aquela transmissão e por que um usuário deve ver o vídeo.

Além disso, ao clicar no botão broadcast você poderá optar por fazer uma transmissão com restrições ou sem, através dos botões “Public” (público) e “Private” (privado).

Nela você pode convidar todos os seus seguidores e deixar seu broadcast aberto para interessados ou optar por transmissões privadas, com convites. Em diversas situações esta pode ser a opção ideal para que marcas e empresas em certos nichos de mercado falem diretamente com um público selecionado.

Pronto! Você pode começar a captar e transmitir seus vídeos ao vivo.

No entanto, apesar de ainda ser muito cedo e não haver regras ou indicações concretas do que e como você deve transmitir seus vídeos, há alguns outros fatores que você deve considerar antes de colocar uma transmissão no ar.

  • Considere a duração da transmissão: lembre que as pessoas são bastante dispersas na web e isto aumenta quando pensamos em smartphones.
  • Considere a audiência: pesquise o seu público e suas preferências. Lembre que o Periscope faz transmissões via Twitter. Por isto, você terá uma excelente base sobre “quando” (em que horário, dia da semana…) os seus seguidores ou público-alvo têm maior índice de engajamento com as suas postagens. Este e outros dados do comportamento de navegação dos seus seguidores podem direcionar em que momentos e formas você deve optar para fazer as suas transmissões.
  • Siga as regras básicas de filmagem: mesmo que usando apenas uma câmera no celular, pense na qualidade de áudio e vídeo, optando por filmar em locais com menos ruídos e interferências. Antes de começar a filmar identifique a melhor posição para segurar ou colocar a câmera para que a imagem tenha o melhor enquadramento e não fique muito tremida. Apostar nestes cuidados para transmitir melhor os seus conteúdos vai ajudá-lo a conquistar muitos corações dos usuários.

Outras dicas para que você atraia mais visualizações (espectadores) e agrade os seus seguidores:

1. Marque a localização do seu vídeo. Em especial se for um evento específico como um congresso, seminário, palestra, festival ou outros. Não se preocupe! A localização que aparecerá para o usuário será apenas geral e não o endereço exato do streaming.

2. Responda a comentários dos usuários durante as transmissões. Você precisa apenas tocar na caixa de um determinado comentário e digitar a resposta.

Este tipo de comportamento demostra atenção com os usuários e fideliza pessoas às suas transmissões.

3. Bloqueie pessoas que passam dos limites ou são ofensivos nos comentários. A opção de “Blocking followers” é postada no chat e todos podem ver quem são os usuários problemáticos bloqueados.

4. É possível limitar o chat apenas para usuários que você segue. Pense muito nesta possibilidade, ela elimina muitos comentários negativos e os temidos trolls.

Basta deixar nas suas configurações a opção “Speech Bubble Symbol” ligada.

5. O Periscope foi concebido com transmissão vertical (modo retrato). No entanto, pensando no Apple TV, o app recebeu uma atualização (1.2) para transmissões horizontais (modo paisagem), que costumam ter uma visualização muito mais agradável. Assim, agora você pode escolher entre os dois formatos de transmissão.

6. Você pode optar por deletar os vídeos após as transmissões. Mas caso não seja um evento restrito ou uma situação com limitações rígidas (que não permitam reprises) pense em deixar suas transmissões no modo “replay”. Esta opção no Periscope mantém o vídeo por 24 horas para que os usuários possam assistir a transmissões recentes.

Assim, os seus seguidores que perderam uma transmissão ao vivo podem ver o vídeo em outro momento.

7. Divulgue as suas transmissões. Mantenha a opção “Twitter Post” habilitada nas suas configurações. Com ela será postada automaticamente na sua conta um anúncio da sua transmissão que está começando.

A atualização 1.2 também incluiu alterações que permitem que usuários compartilhem indicações e enviem links pelo Facebook. Divulgue dessa forma e incentive a sua rede de seguidores a fazer o mesmo. Essa possibilidade facilita aos usuários encontrarem e assistirem uma transmissão que já terminou, usando a opção de replay.

8. Se você deseja que as pessoas interajam com as suas transmissões, um bom começo é também interagir com a dos outros. No caso de marcas, é importante esta ligado com assuntos conectados com o segmento e seus principais influenciadores.

Distribua “hearts” (corações) e comentários em transmissões que você gostar. Este tipo de atitude incentiva a reciprocidade e suas transmissões podem subir para o ranking das mais bem avaliadas.

9. Seja consistente e pense na frequência das suas transmissões. Ninguém vai seguir uma conta fantasma e incoerente. No entanto, não caia na mesmice! Ter uma página coerente não quer dizer que você não possa fazer um mix de assuntos ou apostar em ideias criativas que saiam um pouco do leque de ações que você planejou para o Periscope.

10. Não esqueça da essência do Periscope: o “real time moments”, ou seja, transmissões em tempo real. Por isto, tente levar as pessoas a verdadeiros tours (explore o ambiente das transmissões), crie experiências e sensações interessantes, envolventes, inesperadas ou criativas que possam ganhar, engajar e manter a atenção das pessoas.

Não esqueça que a plataforma permite a interação com os usuários durante todo o processo.

Agora você já sabe como o Periscope funciona. Esperamos que o app possa te trazer bons resultados!

Gostou? Tem alguma dica ou sugestão? Compartilhe com a gente nos comentários!

Confira nossos materiais gratuitos te ensinando a fazer um marketing de sucesso nas principais redes sociais da atualidade:

 
Autor(a)

Escrito por: Redator Rock Content Este artigo foi produzido por um dos mais de 5000 redatores da base da Rock Content. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!