Esqueça os preconceitos: descubra por que dar uma chance para o Pinterest!

Você já sonhou com uma área de favoritos completamente visual, interativa e com opções de compartilhamento?

E se seus produtos pudessem ser expostos nessa área e, melhor ainda, exibidos para usuários com interesses semelhantes?

Pois diga olá para o Pinterest, uma rede social completamente diferente de tudo o que você já viu e que já domina vários setores do mercado, podendo dar um boost maravilhoso para o seu negócio!

Ficou curioso para saber mais?

Então continue lendo porque no texto de hoje apresentaremos essa maravilhosa ferramenta que pode sim ser incorporada às suas estratégias de marketing digital!

Quer aumentar o alcance da sua marca agora? Então vamos com o Pinterest!

O que é o Pinterest?

O Pinterest nada mais é que uma rede social centrada no compartilhamento de imagens que permite que usuários capturem fotos ou links diretamente da internet para construir quadros de interesse.

A rede se autodenomina como um “catálogo mundial de ideias”, e essa é a descrição perfeita para entendermos como funciona sua dinâmica.

O Pinterest foi criado nos Estados Unidos em meados de 2010 e, em 2011, já tinha sido nomeada como um dos melhores websites pela revista Time, alcançando, hoje em dia, a marca dos 100 milhões de usuários ativos.

Aqui no Brasil, porém, o Pinterest demorou um tanto mais para fazer sucesso, mas, hoje em dia, já é uma das principais alternativas de marketing para segmentos como moda, maquiagem, artesanato e decoração.

A rede é usada, principalmente, para gerenciar e classificar imagens, chamadas “pins”, em pastas (também chamadas de pinboards) divididas por assuntos, e então compartilhadas nas suas principais redes, exatamente como uma barra de favoritos visual.

Com cerca de 80% dos usuários da rede sendo do sexo feminino, já dá para imaginar como essa ferramenta é valiosa para negócios que atuem com esse público, não é mesmo?

Como usar o Pinterest?

Separamos abaixo um pequeno tutorial para você aprender como aproveitar ao máximo todo o potencial do Pinterest.

Acesse o site e utilize a tela principal para criar o seu cadastro.

Você pode escolher integrar sua conta com a do Facebook, facilitando o login e já adicionando os seus amigos à sua rede.

pinterest

No processo de cadastramento a rede pedirá que você selecione os seus principais interesses a partir de uma lista pré-montada.

Esse passo é fundamental para começar no Pinterest, uma vez que ajudará a classificar melhor o tipo de conteúdo que será sugerido para o seu usuário.

Assim que o cadastro for finalizado, você já pode começar a montar suas pastas e pins de interesse.

Na barra de busca principal, basta digitar as tags do tipo de pasta que você quer montar.

Digamos que você tenha interesse em descobrir mais sobre o universo do marketing de conteúdo. Para isso, digite “marketing de conteúdo” na barra e aperte enter.

pinterest

Logo em seguida o Pinterest deve trazer os principais resultados para a busca.

O critério de classificação aqui é um tanto menos complexo que o do Google, mas leva em consideração popularidade do Pin, visualizações e marcações feitas por outros usuários, relevância com a palavra chave, possibilidade de estar na pasta de algum contato seu e, por fim, a origem do pin.

pinterest

Colocando o mouse sobre a imagem (ou “pin”) de seu interesse, aparecem alguns botões como o “enviar” (símbolo de um avião de papel), “Curtir” (símbolo de coração) e o “salvar”.

Na primeira opção, você pode escolher enviar o Pin diretamente para algum usuário já adicionado na sua rede ou mesmo compartilhar no Facebook e Twitter.

pinterest

Curtir apenas envia uma notificação para o usuário criador do pin e registra na sua rede que é esse tipo de conteúdo no qual você tem interesse.

O último botão, “salvar”, é provavelmente o mais importante no Pinterest, uma vez que permitirá que você efetivamente salve as imagens e as adicione em pastas (ou pinboards) próprias.

Experimente clicar no botão e observe a tela que se abrirá. Aqui você selecionar a pasta de origem para esse tipo de conteúdo.

Caso você não tenha uma pasta específica para marketing de conteúdo, clique no símbolo vermelho na parte inferior da tela e selecione “Criar Pasta”.

Digite o nome desejado para essa coleção e clique em “criar” no canto inferior direito.

pinterest

E agora é só repetir o passo para adicionar novos pins a essa pasta. Observe que, quando clicar na opção de salvar sobre uma imagem que curtiu, você pode já selecionar a pasta destino e fazer a categorização instantânea.

Para ver uma pasta criada, clique no símbolo de “perfil” ao lado da busca no canto superior e selecione o título desejado.

pinterest

Caso queira adicionar alguma imagem diretamente do seu site, você pode tanto instalar uma extensão para o seu navegador, habilitando o botão de “salvar” sobre qualquer tipo de conteúdo, quanto usar o botão de “Salvar Pin” que pode ser encontrado dentro de qualquer uma de suas pastas.

pinterest

Daí é só selecionar se você deseja enviar diretamente do computador ou, se preferir, copiar um link e personalizar o seu envio.

Por fim, lembre-se sempre de que você pode editar a sua pasta e torná-la mais específica, facilitando na hora do buscador do Pinterest classificar os resultados relacionados.

pinterest

Adicione uma descrição, selecione a categoria e coloque uma capa relevante. Caso queira, você ainda pode tornar essa pasta privada para você ou adicionar colaboradores para que possam construir juntos um pinboard.

Principais estatísticas do Pinterest

Agora que você já entendeu a dinâmica de funcionamento do Pinterest, vamos às principais estatísticas da rede.

Hoje em dia, sabemos que o site (que já vale mais de 11 bilhões de dólares) tem uma média de 100 milhões de usuários ativos, com nada mais, nada menos, que 2 bilhões de pesquisas mensais na sua área de busca.

Um dado muito interessante é que apenas 67% de usuários da rede são milennials, ou seja, jovens e jovens adultos nascidos até o ano de 2000.

Aqui no Brasil, porém, é bem mais fácil encontrarmos adultos que fazem uso da rede, principalmente quando o setor gira ao redor das áreas de artesanato, culinária e saúde.

Outro dado relevante é a respeito das recomendações da própria rede.

Anualmente são oferecidos cerca de 1.5 trilhões de recomendações de pins para os usuários com gostos semelhantes, e isso pode incluir a pasta sobre marketing de conteúdo que acabamos de ensinar como montar.

O site tem ainda uma média de 20 terabites de dados gerados diariamente pela inserção de novos pins e informações na rede, sendo que cada nova postagem tem um tempo de vida médio de 3.5 meses. Bem maior que o do Facebook, que não chega a durar mais do que 4 dias.

Agora, se você quer chegar já acertando, vale conferir esses dados do Expanded Ramblings:

  • A média de duração de um pin é 1600 vezes maior que a de um post no Facebook;
  • Imagens sem rostos ganham 23% mais compartilhamento que as outras;
  • Imagens claras são compartilhadas 20 vezes mais que as escuras;
  • Um CTA na descrição dos seus Pins gera um aumento de 80% no engajamento do usuário;
  • As buscas no Pinterest cresceram 81% entre os anos de 2014 e 2015;

O Pinterest ainda está em crescimento no Brasil, mas já vale começar a usar a rede e expandir a sua área de influência.

Com o aumento de usuários fora dos Estados Unidos, não demorará para que também vire tendência aqui no país.

Pinterest para empresas

O Pinterest ainda está longe de ter a popularidade do Facebook ou do Instagram, mas é um nicho importantíssimo para diversos segmentos do mercado.

Caso você tenha uma conta pessoal, como ensinamos a montar acima, é importante buscar agora o upgrade para a conta corporativa.

O processo é rápido e bastante simples, e garante algumas vantagens voltadas exclusivamente para negócios, como o Pinterest Analytics, uma poderosa ferramenta para avaliar os dados de acesso e uso de seu conteúdo, garantindo insights sobre o seu público e como ele faz uso do seu material.

O Analytics inclui:

  • Quais conteúdos vêm sendo linkados diretamente de seu site;
  • Visitantes únicos;
  • Quais Pins estão recebendo mais compartilhamentos;
  • Dados de acesso mobile e desktop e como isso afeta a sua performance;
  • Quantos usuários estão chegando ao seu site pelo Pinterest;
  • Análise estatística em dado período de tempo.

Não só isso, uma conta corporativa inclui também algumas variações na hora de montar os seus pins, como a exibição de preços, quantidade disponível do material em estoque e interatividade com exibições geolocalizadas.

É importante lembrar que, no Pinterest, as regras para adaptação de conteúdo para sua persona também valem. Conhecer o seu nicho e saber se aproximar dele com a linguagem correta garantes pontos positivos na hora de converter os usuários com o máximo de eficiência.

A Universidade de Minnesota publicou um estudo recente a respeito dos tipos de públicos e os conteúdos mais populares na rede, e isso inclui: culinária, DIY, decoração, moda, casamentos, design, beleza e conteúdo infantil.

No marketing, o Pinterest torna-se uma vitrine virtual, podendo exibir produtos de maneira rápida e organizada, mas lembre-se de que você estará sempre competindo com outros pinboards tão ou mais eficientes quanto o seu.

Por isso, esteja atento à melhor maneira de apresentar o seu produto e serviço e entenda como é possível trazer um conteúdo que perpasse por essas categorias sem perder a essência do seu negócio.

5 Hacks para quem quer otimizar suas postagens

Como já falamos, o sistema de busca do Pinterest avalia alguns requisitos para tornar os pins mais relevantes para cada busca. Assim, é possível buscar alguns atalhos para otimizar seu conteúdo e favorecer o seu aparecimento no feed de mais usuários.

Aproveite então desses 8 hacks que separamos para você garantir melhores resultados em qualquer campanha de marketing na rede:

  1. Preencha uma descrição para seu perfil e adicione uma capa. Esse tipo de detalhe torna o seu usuário muito mais profissional e interessante para usuários que estão buscando conteúdos na rede. Lembre-se que o Pinterest é focado, majoritariamente, no visual, portanto, é preciso que você se atente para essas questões;
  2. Encontre o melhor momento para fazer suas postagens. Normalmente os horários considerados ótimos para o Pinterest variam entre 2 e 4 da tarde e 8 da noite à 1 da manhã. Mas é preciso estar atento e observar como o seu público se comporta na rede para que você possa tirar o maior proveito disso.
  3. Insira o widget do Pinterest no seu website e aproveite para instalar o botão de Pin no seu conteúdo. Assim fica muito mais fácil de garantir que suas imagens caiam na rede de maneira orgânica, sem depender de repins e sugestões do próprio Pinterest.
  4. Lembre-se de personalizar o seu perfil adicionando o endereço do seu website na descrição.
  5. Aproveite para marcar outros usuários nos seus pins, sempre buscando fazer isso de maneira natural, seja por identificar um conteúdo que talvez interesse, seja para estabelecer diálogo com outra marca.
  6. Compartilhe Pins em suas Newsletters. Você pode criar uma sessão exclusiva para isso nos seus e-mails semanais, sempre exibindo o que tem de mais novo ou está se tornando tendência no Pinterest.
  7. Use do SEO no Pinterest. Tudo o que você sabe sobre SEO pode ser muito bem utilizado no Pinterest. Considere utilizar palavras chave com alta relevância para seu público, aproveitando de ferramentas como o Google Keyword Planner, mas sem se esquecer de valorizar a experiência do usuário e evitando um flood de palavras chaves e tags nas postagens.
  8. Entenda qual o melhor CTA. Aqui você pode aproveitar de todo o potencial dos testes A/B para entender que tipo de CTA é melhor para o seu público. Recomendo experimentar com links diretos para seus produtos, chamadas para compartilhar e até links para outras redes sociais.

Curtiu? O Pinterest está só começando, mas o site já promete várias atualizações para as opções de contas corporativas.

O potencial de crescimento e chances de garantir uma conversão estão cada vez mais atraentes. Aproveite das facilidades oferecidas pela rede e não perca mais tempo: vá agora e crie sua conta!

Aproveite também para conferir nosso glossário de redes sociais e fique por dentro de mais 176 termos para você otimizar seu vocabulário!

pinterest

 
Autor(a)

Escrito por: Laura Ribeiro Formada em Comunicação Social com complemento em História, e especializada em criação narrativa para redes sociais. Isso quer dizer que costuro, jogo e cozinho enquanto posto no Twitter.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!