produção de conteúdo

Produção de Conteúdo: Conheça todos os segredos dessa atividade

Você já deve ter se deparado um milhão de vezes com alguém falando sobre produção de conteúdo.

Imagino que no trabalho, em algum evento, tomando um café com investidores ou lendo um artigo na Internet, você já se deparou com esse famigerado termo.

E tenho certeza que logo pensou que “produzir conteúdo é criar e escrever para um blog” e pronto, continuou a conversa, o café ou o artigo calmamente.

Mas e se eu te disser que produção de conteúdo não é só isso?

Se eu te disser que por trás desse termo existem muitas outras coisas que podem ser incluídas?

Se eu te disser que se você acha que produzir conteúdo para sua estratégia é somente escrever artigos então você estará perdendo ótimas oportunidades e deixando de alcançar resultados melhores?

E se ao invés de continuar te bombardeando de perguntas eu explicar o que quero dizer?

Então vamos lá!

Começando pelo começo

Sempre falamos de como uma boa estratégia de marketing de conteúdo trará resultados excelentes para sua empresa e te ajudará a alcançar diversos objetivos.

E isso é uma grande verdade.

Porém estruturar essa estratégia pode não ser tão simples assim. E muito dessa dificuldade passa pela produção do conteúdo.

Criar e manter um blog sempre atualizado com artigos de qualidade ou lançar um ebook pode ser um problema se você não já tiver pensado nisso e se preparado.

Podemos dizer que a base de toda estratégia de marketing de conteúdo é a produção dele.

E quer dizer que produzir conteúdo é só escrever textos? Não! As possibilidades são imensas. Tudo irá variar de acordo com seu mercado, o investimento disponível e a sua criatividade.

Mas quais tipos de conteúdo eu posso produzir?

Produzir conteúdo não se limita a posts de blog. Um texto de 500 palavras que vai diariamente para seu blog é extremamente importante, mas é só uma das diversas possibilidades que você tem. E então, o que mais?

eBooks

Vamos começar falando da principal forma de geração de leads da Rock Content! Os eBooks são nossa fonte base de aquisição de novos contatos.

Com eles geramos mais de 10 mil leads por mês, além de sempre nos possibilitarem o desenvolvimento de parcerias e esforços de co-marketing.

produção de conteúdo

Você pode até me dizer que um eBook nada mais é do que um blog post vitaminado e, em parte, você está certo.

Mas se você já tiver problemas para escrever um artigo de 500 palavras, imagine redigir um eBook de 4500 palavras, com Calls-to-action, um fluxo de nutrição e anúncios em redes sociais?

Além disso, um eBook trata de mais temas e com maior profundidade do que um blog post. Portanto, ao redigir um eBook você não será tão direto e simples quanto em artigo.

Você poderá ser mais didático, se aprofundar, explicar detalhes e trazer novos pontos de vista para seu leitor.

E também precisará de uma diagramação, umas fotos bonitas, uma landing page legal e tudo o que citei acima!

Postagens em redes sociais

Essa deve estar na ponta da língua de todo mundo que está minimamente familiarizado com marketing digital. As redes sociais são as principais portas de divulgação para as empresas atualmente.

Por isso, produzir conteúdo focado em cada uma delas é uma arte complicada, mas necessária, de se dominar.

Não vá achando que basta copiar uma parte do seu artigo e sair colando por todas as redes sociais que encontrar!

É preciso adaptar a linguagem, escrever chamadas engajantes, despertar a curiosidade de seus leitores, incentivar a leitura e os comentários.

Confira mais sobre assunto no nosso kit com tudo o que você precisa saber sobre Marketing nas Redes Sociais!

produção de conteúdo

Infográficos

Esses são um dos maiores queridinhos do público e uma das maiores fontes de tráfego do blog da Rock Content!

Mas peraê, infográfico num é um monte de imagens?

Não seria um trabalho para um designer?

Sim!

Mas são imagens que levam informações, imagens que facilitam a leitura de quê? De um conteúdo!

Então, por trás de todo infográfico (mando um abraço para nossos maravilhosos designers!) existe a produção de um conteúdo voltado para aquele objetivo.

Confira o nosso Guia Completo dos tamanhos de imagens para redes sociais em formato infográfico aqui!

Vídeos

Sabe aqueles vídeos fantásticos do Professor Peçanha? Pois é, eles são um ótimo exemplo de conteúdo que não usam (diretamente) textos corridos.

Você pode fazer entrevistas ou demonstrações que serão extremamente úteis na sua estratégia e te ajudarão a buscar novos públicos e educar ainda mais seus seguidores.

E ainda por cima, eles podem virar artigos para seu blog! Lembre-se também que roteiros são conteúdo 😉

Inspire-se conferindo a nossa série Rock Hacks, com as melhores dicas de Marketing dada por especialistas e gurus da área:

Imagens

Quer dizer então que imagem é conteúdo? Claro. E do bom!

Imagens são muito compartilhadas e tem um altíssimo engajamento.

Se você está em um ramo que trabalha muito com o visual – por exemplo moda ou decoração -, as fotografias podem ser a melhor forma de conteúdo a ser explorada pois seu público quer ver grande parte das soluções que eles estão buscando.

Fora que agora também há os gifs, que são uma forma divertida de engajar a persona. Você aprende como fazer um aqui e aqui.

E até mesmo se seu nicho não é ligado diretamente a conteúdos imagéticos, há várias maneiras de usar a imagem na sua estratégia de marketing e a partir daí criar conexão com o seu público.

Um exemplo bom é o uso de imagens com frases motivacionais!

Memes

“Agora você está apelando!” Foi isso que eu ouvi do estagiário aqui do lado quando falei de memes.

Mas sim, memes são conteúdos possíveis de serem utilizados por empresas para alcançar seu público!

Cuidado, porém: Usar essa ferramente irá depender muito do seu público e de quem você deseja atingir. Também depende muito do seu mercado.

Se você é um escritório de advocacia pode não ser a melhor pedida. (Mas se você é a Prefs de Curitiba, você está fazendo um trabalho fantástico com eles!)

Saiba mais como usar memes numa estratégia de marketing nesse artigo!

As possibilidades de conteúdo são muitas (e eu provavelmente esqueci de alguma aqui, então me lembrem nos comentários!) e basta a você estruturar sua empresa para aproveitar ao máximo dela!

E como você fará isso?

Organizando sua produção de conteúdo

Agora é aquela hora que você para e pensa: “Como vou fazer para produzir o tanto de conteúdo que preciso?” Basicamente você tem 3 opções:

1.Produção interna

Você pode contratar alguém para produzir conteúdo internamente. Essa pessoa ou equipe ficará responsável por manter todas as plataformas que você decidir usar (blog, Facebook, Instagram, Pinterest, etc) sempre atualizadas com conteúdo novo.

Lembre-se que nem sempre uma pessoa sozinha conseguirá fazer tudo (não tente matar o estagiário!) ou terá todo o leque de habilidades para cumprir todas as tarefas!

Produzir conteúdo em vídeo é diferente de escrever textos para blogs. Então, se for montar uma equipe de conteúdo, mantenha em mente que você precisa contratar pessoas capazes de fazerem o que você traçar para sua estratégia.

Outra forma interessante é pedir a colaboração de membros das diversas áreas de sua empresa.

Vai produzir um vídeo sobre vendas? Convide o pessoal do comercial para participar!

É um infográfico sobre logística? Tenho certeza que a galera do departamento vai ter algumas boas ideias!

2. Produção terceirizada

Outra opção que vem se tornando cada vez mais forte no Brasil é contratar uma empresa especializada em produção de conteúdo. Podemos falar isso pois é nosso forte!

Ter uma empresa que tomará conta de todo o conteúdo que sua estratégia demandar pode ser a melhor solução — tanto financeira quanto logistíca.

Isso retirará o peso da responsabilidade de atualizar seu blog ou postar em suas redes sociais, permitindo que você foque na atividade principal da sua empresa.

Além disso, a expertise dos especialistas (ficou estranho isso) é de grande valia, em especial para CMOs e diretores de marketing que ainda não dominaram completamente o inbound e o marketing de conteúdo.

3. Uma mistura das duas primeiras opções

Claro que você pode ter um pouquinho de cada!

Ter uma pessoa responsável por organizar e criar as demandas de conteúdo, enquanto uma empresa especializada executa e produz o que for necessário.

Além disso, o responsável interno também fará a interface com a empresa e manterá a execução alinha com os objetivos.

Essa solução é muito interessante pois soma grande parte das vantagens das outras duas soluções.

Eu mesmo escrevi um post completo — e ainda mais detalhado que esse tópico — sobre as vantagens e desvantagens de cada tipo de produção, que pode ajudar você na hora de decidir. Confira clicando aqui!

Dicas para você se tornar um ótimo produtor de conteúdo

Pronto, agora que você já sabe tudo sobre a produção de conteúdo, já pode conhecer os segredos para se tornar um produtor de conteúdo excelente! Confira as 9 dicas que nossa equipe separou:

1. Se organize

Esse é o passo básico para qualquer pessoa que queira criar conteúdo com frequência e qualidade.

Ter seus processos de pesquisa e criação definidos irão fazer toda a diferença, afinal, você não pode ficar esperando aquela ideia genial que surge como uma lâmpada no topo de sua cabeça.

Se você tiver seus rituais traçados —  por exemplo, ler blogs que são referência no mercado, anotar tópicos importantes de se falar, sempre fazer rascunhos de textos, conversar com pessoas interessadas na sua área de atuação —  terá dado o primeiro passo para se tornar um bom produtor de conteúdo!

2. Conheça seu público

Claro que para produzir conteúdo que alcançará resultados, você precisa saber para quem está falando.

Então trace suas personas (e se precisar de ajuda, só ler esse material)! Elas irão te ajudar a moldar seu conteúdo para aquelas pessoas que são seu público-alvo.

Claro que você pode escrever sobre qualquer coisa, mas se você tem uma fábrica de comidas exóticas, eu duvido muito que seus seguidores irão se interessar por textos falando de combustível para foguetes.

2. Estude muito

Eu não deveria explicar esse ponto por ele ser óbvio. Mas, vamos lá: conhecimento nunca é demais e certamente irá ajudar você a ter ideias.

Além disso, estar sempre se atualizando garante que você passe informações relevantes, atualizadas e corretas para seus leitores.

Não pare de estudar um minuto e você se tornará alguém extremamente capaz de produzir conteúdo de qualidade!

3. Entenda o básico de SEO 

Claro que você quer que seu conteúdo ranqueie bem nos mecanismos de busca, não é? Então aproveite que você já estará estudando muito e aprenda pelo menos o mínimo de SEO.

Conhecer as boas práticas (e executá-las) irão ser de grande ajuda na hora de tentar melhorar seu posicionamento nas pesquisas!

Se você quiser começar com o pé de direito seus estudos, confira o nosso guia definitivo sobre SEO!

4. Feito é melhor do que perfeito

O importante é entregar e ir melhorando depois. De que adianta ter uma imagem perfeita do texto que você quer produzir e nunca terminá-lo?

Faça, entregue e depois lapide.

O feedback que você receber depois de apresentar um conteúdo é uma das coisas mais valiosas na busca pela perfeição dos seus materiais! Então use-o a seu favor. Pronto é melhor que perfeito, mas…

5. Mas foque muito na qualidade

Também não adianta entregar um artigo porco, sem referências, sobre um assunto aleatório, recheado de erros de português e mal formatado.

Portanto, entregue, faça, mas não se esqueça que ele deve ter um padrão de qualidade elevado!

6. Acompanhe métricas

Se você quiser saber qual conteúdo está tendo sucesso, está gerando mais compartilhamentos e está trazendo mais resultados (o que te ajudará a escrever seus próximos materiais), não se esqueça de dar uma olhadinha nas métricas.

Curtidas no Facebook, retweets, cliques e aquele monte de números do Analytics foram criados para te mostrar isso! Aprenda o que eles significam, analise-os com frequência e melhore suas habilidades.

Se você ainda não familiaridade com o Google Analytics, confira o nosso guia, que vai ajudar você a saber o que acompanhar e como medir o sucesso dos seus conteúdos.

produção de conteúdo

7. Networking!

Busque pessoas que irão te ajudar a aprender, gente que poderá divulgar seu trabalho e possíveis parceiros.

Networking é vital para quem quer ter uma estratégia de conteúdo relevante.

Imagine aprender sobre culinária saudável com o Jamie Oliver ou publicar um artigo que o Gordon Ramsey retuitará? Você consegue pensar o sucesso do seu conteúdo?

8. Mantenha as ideias fluindo!

Um dos pontos mais importantes da produção de conteúdo é não deixar que ela pare nunca. Porém você pode acabar ficando sem ideias, certo? Errado!

O mestre Peçanha mostrou seu método pessoal de geração de conteúdo e eu sugiro que você dê uma olhada. É uma boa forma de começar a se exercitar.

Então arregace as mangas e comece a se organizar para produzir conteúdo, pois agora você já sabe tudo o que precisa sobre produção de conteúdo!

E se quiser aprender um pouco mais sobre marketing de conteúdo, sobre promoção de conteúdo e sobre o retorno que uma estratégia de marketing bem estruturada pode lhe trazer, temos diversos materiais para te ajudar!

produção de conteúdo

 
Autor(a)

Escrito por: Renato Mesquita Jornalista apaixonado por Marketing de Conteúdo, futebol americano e paçoca.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!