Publicidade e design gráficoe-commerce está em constante crescimento com novos negócios surgindo e segmentos dos mais diversos sendo explorados.

">

Publicidade e design gráfico: entenda a importância dessa união

Publicidade e design gráfico. O que você acha dessas áreas?

Enquanto algumas pessoas acham que são a mesma coisa, outros acreditam que o publicitário está um patamar a frente.

São, porém, 2 áreas de especialização distintas e complementares. Ambas estão presentes nas estratégias de sucesso.

Neste post, vamos entender o que é publicidade e design gráfico e conhecer 5 atividades em que essas profissões se unem. Confira:

O que é publicidade?

Muitos artigos e livros espalhem a ideia de que a publicidade é a responsável por convencer as pessoas. Porém, esse conceito é distorcido e ultrapassado.

Dificilmente um consumidor compraria um peixe apenas por ver uma excelente campanha publicitária quando, na verdade, não gosta desse tipo de carne.

Sendo assim, a publicidade não visa convencer pessoas que não estão dispostas a ouvirem a mensagem propagada. Por outro lado, pode-se destacar as qualidades dos produtos e dos serviços e “maquiar” os seus defeitos.

Porém, quando o produto é ruim, não há campanha que possa resolver o problema. Afinal, você pode vendê-lo uma vez, mas os clientes dificilmente desejarão adquiri-lo novamente. Então, uma boa publicidade é aquela que respeita e não engana o público.

Publicidade também não deve ser confundida com marketing, embora sejam termos complementares. Enquanto a 1º é responsável por criar, produzir e conceituar uma divulgação, o 2º está mais conectado à venda e às estratégias de abordagem e de mercado.

publicidade atua além de boas campanhas. Alguns pontos em que o profissional age são:

  • a compreensão de o que os clientes esperam de um produto;
  • a realização de pesquisas de opinião com consumidores;
  • a definição do público-alvo e dos melhores veículos para divulgar as publicidades;
  • a realização de pesquisa, análise e definição de quais meios são ideais para aquele tipo de cliente (revistas e jornais, televisão, rádio, internet etc.);
  • a análise do custo-benefício de cada meio e restringir a ação naqueles que não trazem benefícios;
  • definir quais são os melhores horários, dias e formatos em que a propaganda será veiculada.

Devemos nos lembrar de que as soluções apresentadas serão aprovadas pelas devidas empresas. Com todas essas ações, os contratantes ficarão mais tranquilos. Afinal, saberão que o investimento será bem realizado.

O que é design gráfico?

Um designer não deve ser confundido como um simples desenhista ou manipulador de programas como Photoshop. Diferentemente de tê-lo como um desenhista, é melhor vê-lo como um projetista.

Em vez de colocar a mão na massa desde o início, ele faz um planejamento completo, isto é, ele precisa analisar tudo o que está envolvido no projeto a ser executado.

Algumas perguntas são fundamentais para que o profissional possa projetar o seu trabalho e agradar o seu cliente:

  • quais são as intenções de criação?
  • que tipo de imagem e de cor deve ser utilizado?
  • quais são os tamanhos e as fontes para produção?

Perguntas como essas são essenciais para que o resultado seja compatível com o esperado pelos demais profissionais e pela empresa contratante.

Por isso, é importante ser criterioso no momento de contratar os serviços de um designer gráfico, pois ele dará vida para a sua marca.

5 benefícios da união

Unir o trabalho de um publicitário e de um designer gráfico é mais do que interessante para a sua estratégia: é fundamental. Veja como os seus negócios podem ser otimizados com esse casamento:

⒈ Construção de site que reflita a imagem desejada pela empresa

Para que os objetivos dos publicitários se confirmem, eles precisarão dos serviços de um designer. O publicitário fará toda a pesquisa e definirá os principais pontos necessários para que o site reflita a imagem desejada pela empresa.

Porém, caberá ao setor de design tornar real todos os conceitos e os objetivos destacados pela publicidade. Sem o levantamento de dados, ele não conseguirá atingir os principais objetivos.

O publicitário, por outro lado, terá dificuldades em concretizar os seus pensamentos que, de alguma forma, ainda são abstratos.

⒉ Uso da psicologia das cores

psicologia das cores também é um fator de união entre as 2 áreas.

Embora os 2 profissionais tenham certo entendimento do assunto, cabe à publicidade determinar quais são as cores ideais para aquele determinado público.

Tal decisão não é tomada apenas pela intuição do profissional. Ele deve levar em consideração o sucesso de outras empresas do segmento, as experiências da própria empresa e a pesquisa com clientes.

Assim, as decisões serão tomadas de maneira objetiva, e o designer terá à disposição todos os dados necessários para realizar o seu trabalho.

⒊ Elaboração de logo que colabore para a empresa se firmar no mercado

Nem mesmo o logotipo escapa desse processo.

O designer não possui informações suficientes de quais mensagens e tipo de logo são ideias para o ramo de atuação e aquela empresa específica.

Cabe ao publicitário elaborar as mensagens que a logo deve apresentar. Já a área de design deve interpretar com criatividade tudo o que foi apresentado.

⒋ Criação de imagens interessantes para materiais

Recomenda-se o uso de imagens nos posts e nas redes sociais, e os designers precisam entender as pautas — criadas pelo time de publicidade — para criar as ilustrações para os conteúdos que serão feitos.

Além disso, em casos como e-books e infográficos, as artes são ainda mais necessárias, uma vez que são conteúdos mais visuais.

Problemas acontecem quando o conteúdo não é relacionado intimamente com a imagem. A interação entre esses 2 tipos de profissionais evita tal problema e aguça a curiosidade dos leitores.

⒌ Melhorar a usabilidade dos serviços

O trabalho em equipe entre os designers e os publicitários auxilia na melhoria da usabilidade de sites e de aplicativos.

Enquanto os publicitários reúnem informações de pontos problemáticos, os designers pensam em como implementar as novas funções.

Para que as principais estratégias de marketing digital funcionem bem, é necessário relacionar as áreas de publicidade e design gráfico. Diferentemente do que muitos pensam, elas são complementares e necessárias para que os objetivos sejam atingidos.

Os serviços do designer são fundamentais para que os conceitos de usabilidade, pesquisas com público-alvo e objetivos empresariais sejam colocados em prática e agradem os visitantes.

Você quer entender sobre o futuro da publicidade? Então, ouça esse podcast: “O inbound marketing vai matar a publicidade?” e entenda qual é o futuro do mercado!