reações do facebookSocial Media ficaram apreensivas (eu fui uma delas).

">

Reações no Facebook são mais importantes que curtidas! Como mensurar o engajamento então?

Você já está mensurando as reações ao seu conteúdo no Facebook? Confira aqui nesse post como fazer isso e o que cada uma significa

Quando as reações no Facebook surgiram, muitas pessoas que trabalham com Social Media ficaram apreensivas (eu fui uma delas).

O que isso significaria para as páginas que administramos?

Seria o caos, com carinhas bravas aparecendo em todos os posts?

Os haters se multiplicariam, pela facilidade de demonstrar desgosto com alguma publicação?

A realidade foi muito mais tranquila (e recheada de corações voando quando fazemos alguma transmissão via Facebook Live), mas as reações, agora, tomaram um nível mais importante.

Porque sua empresa deveria prestar atenção nas reações do facebook

As reações, agora, são mais importantes do que as curtidas.

O algoritmo do Facebook foi atualizado e páginas que conseguirem mais reações em suas postagens serão priorizadas na timeline dos usuários.

Não importa se seu conteúdo recebeu reações tristes ou bravas – todas (pelo menos por enquanto) terão o mesmo peso no algoritmo.

O Facebook acredita que as reações demonstram um nível mais alto de engajamento por parte do usuário , e eles estão certos em dizer isso – afinal, colocar uma reação em uma publicação demonstra um nível um pouco maior de esforço do usuário.

Curtir é mais fácil e automático, então se o usuário gastou alguns segundos a mais para reagir na sua publicação isso significa que, para o bem ou para o mal, ele está mais envolvido com aquele conteúdo.

As reações provavelmente evoluirão o suficiente para afetarem o direcionamento dos anúncios  – quem sabe em breve não poderemos escolher como objetivo de campanha conseguir reações específicas nos nossos conteúdos patrocinados?

Além disso, com as reações, você consegue:

  • Segmentar melhor o sentimento do seu público (qual conteúdo recebeu mais corações?)
  • Produzir conteúdo mais focado! Você pode testar se conteúdos com certos tipos de reações performam melhor – um conteúdo com mais corações, por exemplo, está recebendo mais cliques que um apenas com curtidas?
  • Coletar mais dados emocionais sobre seus usuários e entender o que realmente os impacta

E o que isso tudo significa para a sua marca?

Que a partir de agora você precisa pensar um pouco mais sobre as reações no Facebook, desde entender quais publicações mais recebem  a aprender como medí-las de forma mais eficaz.

Diferentes contextos, diferentes reações

Dependendo do conteúdo da sua página, medir as reações não é apenas uma questão de coração = bom e bravo = ruim. Vamos a um exemplo para ilustrar isso melhor:

#Facebook testa inserir anúncios no meio de vídeos e deve dividir os rendimentos com produtores de conteúdo! Saiba mais sobre essa novidade:

Posted by Rock Content on Tuesday, 31 January 2017

Esse conteúdo nosso, de janeiro, era uma notícia: o Facebook estava testando inserir anúncios em vídeos. Apesar das curtidas terem sido maioria, cerca de 50 pessoas reagiram à notícia com “Grr”, a carinha brava da rede social.

Não consideramos isso algo negativo – as pessoas que reagiram dessa forma não estão dizendo que estão bravas com a nossa página ou com o conteúdo em si, mas sim de que elas não estão nada satisfeitas com essa notícia.

Em conteúdos noticiosos isso é algo extremamente comum, por isso não podemos colocar regras definitivas para as reações no Facebook.

Um coração geralmente é algo positivo? Sim! Mas nem sempre o “triste”ou “bravo” devem ser consideradas reações negativas.

PS: Não podemos nos esquecer de mencionar as reações específicas que o Facebook criou para datas comemorativas.

Quem não se lembra das reações especiais de Halloween?

Nesse caso, todas as métricas vão para o ar! Muita gente só usou a carinha triste pelo monstro do Frankenstein 😛

reações do facebook

Afinal: como eu posso medir as reações no Facebook da minha empresa?

Começando do básico, você sempre pode ver quantas pessoas reagiram (e com qual reação) em alguma publicação ao clicar por cima delas.

Isso é o que o Facebook mostrará para você, detalhando exatamente quem foram os usuários em cada uma das reações:

reações do facebook

Você também pode ter a ajuda de alguma ferramenta de análise de redes sociais para fazer esse trabalho por você.

A Quintly, (que já fizemos um review aqui) por exemplo, mostra de uma forma mais geral qual reação a sua página mais recebe:

reações do facebook

Mas, como falamos, as coisas não são tão simples assim.

Quando falamos de emoções (que são, basicamente, a premissa das reações no Facebook) as interpretações de cada uma são muito amplas .

Eu posso reagir com um “Haha” em um post que eu não gostei, por exemplo, como forma de ironizar aquele conteúdo.

Da mesma forma, posso reagir com um “triste” ou “Grr” como forma de mostrar empatia e apoio a algo ruim ou triste que pode ter sido compartilhado no meu feed de notícias.

Então como podemos fugir do achismo e da suposição ao medir as reações no Facebook?

A resposta para isso é algo que sempre falamos por aqui: qual é o objetivo do conteúdo que você está compartilhando na sua página?

Ao entender o seu objetivo (e quando falamos de reações no Facebook, o objetivo deve ser emocional) você pode metrificar as reações de forma mais clara.

Se você está compartilhando uma notícia triste ou revoltante, por exemplo, é comum esperar que você receba muitas reações tristes e bravas como forma de engajamento.

Mas se você está compartilhando algo que considera bom e positivo seu foco é nos “amei”, então você já sabe que uma reação negativa naquela publicação não é um bom sinal.

Como quase tudo no Marketing Digital , não existe uma resposta pronta para essa questão.

A chave, aqui, é entender muito bem o que você está comunicando, como e como você espera que sua audiência reaja emocionalmente à publicação que você está compartilhando.

Duas dicas simples para conseguir mais reações no Facebook

Ok, agora você já entendeu que conseguir reações no Facebook são importantes para o sucesso da sua página.

Mas como você pode estimular a sua audiência a reagir além da curtidas?

Vamos dar para você algumas dicas simples para você ter sucesso nessa tarefa!

Faça pesquisas usando as reações

Uma dica boa para conseguir reações é criar pesquisas com o seu público.

Você pode colocar uma pergunta, foto ou vídeo e pedir que quem prefere x reaja com um coração e quem prefere y reaja com um “haha”, por exemplo.

Além de conseguir gerar um engajamento mais aprofundado, esse tipo de pesquisa é uma boa maneira de entender as preferências dos seus fãs na sua página.

E entender bem quem consome os conteúdos que você compartilha na página da sua empresa é essencial para ter uma boa estratégia de Marketing no Facebook.

Analise suas postagens antigas – e use-as a seu favor

Analisar as suas postagens antigas é uma forma muito fácil de entender qual tipo de conteúdo gerou mais engajamento e mais reações por parte do seu público. Com esses dados em mãos, você tem duas opções:

  • Republicar o conteúdo novamente na sua página e testar se ele conseguirá reações similares novamente.
  • Criar um conteúdo semelhante, que aborde uma temática parecida. Se isso der certo, você pode encontrar um pote de ouro de qual tema gera mais reações positivas e engajamento da sua audiência.

Esteja você triste ou feliz com essa notícia, as reações no Facebook vieram para ficar! :O

Isso mesmo. As reações no Facebook não são mais apenas uma outra forma de curtir um conteúdo. Elas são uma estratégia de Marketing e sua empresa precisa ficar de olho no que ela significa.

O algoritmo do Facebook não é nada fácil. Ele vive mudando e, muitas vezes, sentimos que ninguém mais está vendo nossas publicações.

Por isso é tão importante que os profissionais de Marketing fiquem atentos às mudanças e tentem se adaptar o mais rápido possível.

Isso provavelmente é só o começo de algo novo – a ideia de cada vez mais personalizar o seu conteúdo de acordo com as emoções e sentimentos do seu usuário em relação a ele é algo que já falamos muito no Marketing De Conteúdo e que provavelmente crescerá muito nos próximos anos.

Não vai ficar para trás, hein?

Agora conta pra gente: o que você achou disso tudo? Sua empresa já mede ou tem uma estratégia definida de reações no Facebook?

Queremos ouvir de você! Não esqueça de deixar seu comentário nos contando a sua experiência sobre o assunto e até a próxima!