Remarketing no Facebook

Remarketing no Facebook: 14 dicas para acertar no alvo

Seu aniversário está chegando e desta vez você disse que vai se presentear com um belo tênis para fazer caminhada. Depois de acessar alguns sites de equipamentos esportivos, você percebe que as opções não lhe agradam ou estão custando mais do que era esperado. Por isso, a compra acaba ficando para uma próxima oportunidade.

Apesar de ter procurado pelo tênis há mais de duas semanas, diversos anúncios sobre tênis para corrida e outros equipamentos esportivos aparecem em todo e qualquer site que você acessa. Portais de notícia, blogs, sites de bichinhos, enfim, você já não aguenta mais ver aqueles malditos anúncios em todo lugar! Essa rotina dura algum tempo até que um belo dia estes anúncios desaparecem por nada e são substituídos por outros. E a história se repete a cada vez que você busca por um produto.

  • Em algum momento você se identificou com a história acima?
  • Você já se sentiu perseguido pelos anúncios na internet?

Tenho certeza que sim. Se você não sabia, este é o remarketing! Responsável por gerar estes anúncios em nossos navegadores cada vez que acessamos um site com algum tipo de conversão esperada, como um e-commerce, que você não conclui. Se você está familiarizado com o remarketing, isso são conceitos básicos e você está ciente da força de vendas que esta técnica possui.

Agora imagine se você pudesse estender a presença de seu remarketing até no Facebook, o site mais acessado pelos brasileiros há dois anos consecutivos (dados da Hitwise!). Pense nas possibilidades, que mercado promissor! Os anúncios estariam presentes na rotina do seu público-alvo de uma forma tão intensa que as chances de compra aumentariam consideravelmente.

Vou te explicar com calma o que é o remarketing e o que é remarketing no Facebook. Se você já conhece estes conceitos, pule para o final, pois vou te ensinar 5 dicas para você turbinar seu remarketing no Facebook!

New Call-to-action

O que é o Remarketing

Se você já não sabia o que era, agora a pouco foi possível compreender mais um pouco após se identificar com a introdução. Em resumo, remarketing é uma ação que se baseia na comunicação com um público-alvo que já teve um contacto prévio com a marca, através do seu site.

Definição: “Remarketing é uma forma de exibir anúncios a pessoas que visitaram um site, mas não concluíram uma conversão. Um cookie é inserido no navegador deste visitante e, ao navegar por outros sites, ele é impactado pela empresa ou produto que mostrou interesse”

Remarketing no Facebook

Imagine que ao entrar em seu site, um possível comprador não concluiu a compra por algum motivo. Neste momento o remarketing entra em ação e, dentro de outros sites, seu anúncio já começa a aparecer para este cliente que não comprou. Não seria interessante se você pudesse segui-lo até dentro do Facebook? Pois é, isso é possível. O remarketing no Facebook é um um serviço que garante um grande aumento na taxa de conversão e fidelização de clientes.

Para montar uma campanha de sucesso você deverá seguir algumas dicas para otimizada da maneira certa e sempre acertar o público-alvo desejado. Ao seguir os seguintes passos você estará mais perto de conquistar a venda.

1 – Faça seu dever de casa

O Facebook possui um tremendo potêncial de segmentação. Graças às suas funcionalidades, o remarketing dentro da rede social pode ser um sucesso garantido se você estiver atento às mudanças de comportamento de seu público-alvo e outras demais atualizações de comportamento e gostos.

Pesquisar nichos, analisar páginas, conhecer seu público e analisar resultados serão pontos cruciais para o sucesso ou fracasso de sua campanha. Não negligencie estes dados e resultados.

2 – Segmentação correta

Para que o público-alvo desejado seja atingido pelo remarketing, a segmentação dos anúncios deve ser feita de maneira correta. Caso isso seja feito de forma errada, sua estratégia pode não obter êxito.

A própria segmentação que o Facebook oferece aos seus usuários é uma ótima ferramenta para auxiliar no direcionamento do remarketing na rede social de forma mais certeira.

New Call-to-action

3 – Análise periódica

Você pode ter desenvolvido o melhor anúncio do mundo para sua campanha. No início tudo deu certo, os resultados eram ótimos e do nada acabou. De nada adianta fazer anúncios uma vez e esquecê-los eternamente.

A reotimização periódica é necessária para não se perder possíveis compradores. Alterações deverão ser feitas de acordo com a análise dos resultados obtidas após certo tempo, visando maximizar a eficácia da campanha. Por exemplo, colocar novas imagens e alterar o texto podem aumentar a eficiência de seus anúncios.

4 – Personalização dos anúncios

Faça uso de todas as informações que o Facebook pode te fornecer na hora de personalizar os anúncios. Devido ao suas características, a rede social pode prover informações relevantes sobre seu público-alvo na hora de fazer a campanha de remarketing.

Analise resultados e busque as melhores escolhas fazendo teste na segmentação de cada um dos anúncios, buscando sempre obter resultados cada vez mais positivos.

5 – De olho nas atualizações

Este ponto é bem comum nos casos de anúncios para e-commerce. Caso o produto que você anuncia sofra alterações de quantidade no estoque, mudanças no preço e outras diversas atualizações rotineiras, não se esqueça que seu anúncio também deve ser modificado com frequência.

Se um cliente entra em seu anúncio graças a um preço de uma promoção, e ao entrar em seu anúncio ele percebe que aquele preço está errado, a chance dele ir embora e não voltar nunca mais é grande. Fique atento!

6 – Precificação

Como dito no início do artigo, o remarketing funciona em diversas plataformas de anúncios (a mais famosa delas, a rede de pesquisas e a rede de display do Google Adwords). Porém, segundo especialistas do Social Media Examiner, a utilização do remarketing no Facebook possui, geralmente, um menor custo por clique. Acredita-se que isso ocorre pois, enquanto nos mecanismos de buscas as pessoas buscam exatamente por um produto ou serviço, nas redes sociais há diversas outras atividades sendo realizadas simultaneamente.

Portanto, vale a pena ficar de olho nas métricas financeiras, e principalmente no ROI (retorno sobre o investimento). Afinal, você pode estar disperdiçando dinheiro investindo em outras plataformas.

7 – Branding

Como você deve saber, muitas pessoas fazem pesquisas pela internet, não apenas sites, mas em mecanismos de buscas, alguns especificamente criados para compra, como o Buscapé e o Bondfaro.

Utilizar o remarketing possui um alto valor de branding, pois quando os usuários observam o nome do seu negócio em outra plataforma, ele será reconhecido e, possivelmente, utilizado como parâmetro em outras situações.

É possível excluir os usuários que já efetuaram uma compra em uma campanha de remarketing, mas lembre-se: eles podem ser grandes aliados na aquisição de novos clientes. Isso porque clientes satisfeitos sempre influenciarão novos consumidores a aderirem o seu produto ou serviço, então gerar engajamento (ou seja, comentários, curtidas, ou qualquer outro tipo de interação) pode ser uma boa ideia para conquistar um público ainda mais amplo.

Além disso, esse relacionamento serve para manter fiéis os clientes que já adquiriram algum produto. Afinal, mesmo que um consumidor já tenha comprado, é possível que ele seja alvo de novas conversões para o seu negócio.

8 – Remarketing para grupos com características semelhantes

Nas campanhas de remarketing do Facebook, você pode segmentar o público-alvo por pessoas que visitaram uma página de destino específica, como por exemplo, a sua página de fechamento ou o link de um produto específico. Após isso, é possível segmentar usuários que tenham gostos e características de usabilidade semelhantes às desses usuários, ou seja, a uma audiência “semelhante” àquela que você considera como público de interesse.

Desse modo, é possível abranger uma vasta quantidade de potenciais clientes,  mesmo que eles ainda não tenham interagido com o seu website. Esse tipo de oportunidade pode – e deve – ser levado em conta, principalmente para negócios que aspiram crescimento de novos clientes.

9 – Adquirindo seguidores com o remarketing no Facebook

Segundo o Wordstream, o remarketing no Facebook consegue gerar até três vezes mais engajamento do que o Facebook Ads voltado a anúncios “comuns”. É possível utilizar o remarketing para conquistar novos seguidores para a sua fanpage. Oras, é fácil imaginar que alguém que já teve contato com a sua marca estará mais sucinto a curtir a página e tornar-se um fiel seguidor permanentemente.

10 – Utilizando o remarketing para pessoas que já curtiram a sua fanpage

Quando uma pessoa curte a sua página, isso significa que ela se interessa pelo seu produto ou serviço. Portanto, é possível segmentar uma campanha de remarketing apenas para seguidores de uma fanpage, o que pode significar um alto índice de conversões. Afinal, aqueles que já conhecem o seu negócio ou demonstraram confiança para pedir que voce alimente o feed de notícias, provavelmente estão a uma distância menor do fechamento de um negócio que os demais usuários.

11 – Usando o remarketing com pessoas que abandonaram a compra no carrinho

Uma das sensações mais frustrantes para qualquer um que tenha um negócio digital é saber que os usuários desistiram de fechar o negócio a apenas um clique da conversão. Pois é, esse é um sentimento comum, já que, segundo o Agora Pulse, os índices de abandono de carrinho de compras chega ao número de 68%, ou seja, dois a cada três usuários cancelarão a aquisição.

Os motivos da desistência podem variar, como por exemplo não ter o cartão de crédito às mãos no momento, ou simplesmente porque a conexão falhou no momento exato do fechamento. Por isso, uma boa ideia para aumentar o número de negócios fechados é segmentar os usuários que abandonaram a compra. Então, procure olhar especialmente para esses internautas.

12 – Excluindo audiência

Além de segmentar para incluir determinados usuários para serem atingidos pelo remarketing, é possível excluir certas categorias de internautas. Assim, é possível excluir, por exemplo, aquela página onde está estampado um produto que você não tem em estoque.

Você também pode optar por excluir usuários que já compraram, ou fazer vários campanhas específicas, subtraindo, por exemplo, aqueles que visitaram páginas de produtos não-relacionados.

13 – Promovendo eventos com o remarketing do Facebook

Se o seu negócio inclui eventos, o remarketing pode ser uma ferramenta chave na busca pelo sucesso. Você pode criar campanhas direcionadas apenas a curtidores da sua página, ou até mesmo utilizar essa estratégia para alcançar usuários semelhantes, como citado anteriormente.

Mas não é só isso. No Facebook Ads, uma das maneiras de alcançar o usuário é através do investimento em “convidar para um evento”. É possível segmentar usuários de uma lista específica, ou seja, apenas aqueles usuários que você tem como leads. Isso pode não apenas passar uma sensação de exclusividade, como também atingir o público exato que você reconhece como seguidores fiéis.

14 – Utilizando o tempo a seu favor

Saber utilizar o tempo a favor da sua segmentação de remarketing pode ser um grande diferencial. O Facebook permite que você especifique o público a ser atingido pelo tempo passado desde que ele visitou o site. Que tal experimentar uma campanha com usuários que visitaram uma página de destino nas últimas 24 horas? Ou quem sabe resgatar internautas que visitaram um website nos últimos três meses.

Essa pode ser uma boa ideia quando você realizou ações em datas específicas, tal qual grandes promoções, liquidações e eventos. É possível, por exemplo, alcançar pessoas que compraram em datas mais distantes, como quando você fez uma liquidação há meses. Ou alcançar usuários em um curto tempo depois do acesso, aproveitando-se do evento de lançamento do seu produto.

Portanto

Para fazer remarketing no Facebook de uma maneira que dê resultados, você precisa estar atento aos detalhes. Todas as cinco dicas estão ligadas à uma tarefa básica: a análise de dados e resultados. Cada uma com sua característica própria, mas sempre visando mais conversões, afinal de contas, é o que todos nós queremos.

Gostou das dicas sobre remarketing que nós te oferecemos, não concorda com algum ponto, gostaria de citar outras dicas ou apenas quer conversar com a comunidade? Não perca tempo e mande seu comentário agora mesmo. Queremos muito a sua participação.

Aproveite para curtir a página da Rock Content no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece por aqui.

 
Autor(a)

Escrito por: Renato Mesquita Jornalista apaixonado por Marketing de Conteúdo, futebol americano e paçoca.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!