seo para tumblr

Como fazer SEO para tumblr?

Você com certeza já ouviu falar do Tumblr, não é mesmo? Essa plataforma, com imenso potencial de crescimento, reúne o imediatismo do Twitter com o modelo de publicação tradicional para blogs, e já conta com mais de 3 milhões de usuários ativos.

Talvez você não saiba, mas, assim como qualquer outro blog, os conteúdos postados nessa rede podem sim ser indexados por mecanismos de busca e ranquear muito bem.

Foi pensando nisso que separamos aqui 7 pontos fundamentais para a otimização do seu conteúdo no Tumblr! Essa é a sua chance de integrar a rede na sua estratégia de marketing digital e garantir uma oferta muito mais diversa de conteúdo.

Preparado? Então logue no seu blog e mãos à obra!

SEO para Tumblr: Os 7 elementos principais

1. Organizando o HTML

Uma das grandes vantagens do Tumblr é a construção do código do seu blog em HTML. Isso torna a edição de temas e recursos muito mais amigável para os usuários médios, além de garantir a inserção manual de algumas tags e códigos que auxiliam no seu SEO.

A primeira delas é a definição das meta description do seu blog. Caso o tema (template) escolhido não venha com essa opção, você precisará adicionar manualmente pelo código, como no exemplo abaixo:

<meta name="description" content="Insira aqui uma descrição do seu negócio"/>

Na maior parte das vezes, porém, esse código já vem pronto, permitindo que você adicione as informações de título, descrição e palavras chave para o blog diretamente pela aba de edição do tema.

Também é possível customizar alguns padrões interessantes para o layout, como esse que adiciona o nome do seu blog após os títulos dos posts nos buscadores:

<title>{block:PostSummary}{PostSummary} – {/block:PostSummary}{Title}</title>

Vale fazer uma varredura pelo código e conferir também se as tags de H, título, negrito, noindex (essa tem de sair!) etc. estão presentes. Apesar de algumas não impactarem diretamente no seu SEO, elas com certeza ajudam na construção do seu conteúdo e no cuidado necessário com a sua escaneabilidade.

2. Link Building e o Reblog

Assim como o Twitter tem a função de retweet para replicarmos mensagens de outros usuários, o Tumblr tem um equivalente conhecido como Reblog. Essa alternativa permite que um usuário reposte o seu conteúdo no blog deles, mantendo uma linkagem direta para a fonte.

Esse é um ótimo termômetro para saber o que funciona ou não na sua estratégia no Tumblr, e é claro que uma quantidade alta de reblogs significa que seu link está sendo espalhado pela rede de maneira completamente orgânica.

Para conseguir reblogs, porém, vale o mesmo esquema do compartilhamento do Facebook: Você precisa de um bom conteúdo, uma base de seguidores interessados no seu negócio e, claro, posts que chamem para o engajamento.

Para o Link building vale sempre entrar em contato com blogs de relevância para tentar alguma parceria. Experimente propor guestposts, desafios em conjunto ou mesmo a troca de reblogs para garantir algumas notas extras!

3. Construção do conteúdo

Aqui vem a parte mais importante da sua estratégia de marketing no Tumblr. A rede social é toda sobre isso: Conteúdos de relevância.

E se você está pensando que é uma boa ideia postar os textos super legais de 3 mil palavras que performam bem no seu blog logo de cara, é hora de parar e começar de novo.

O Tumblr, assim como o Twitter, funciona em um ritmo muito mais frenético que a maioria das redes sociais. Suas postagens terão um tempo de vida definido pela quantidade de notas e reblogs que você for capaz de conquistar, e isso significa que o seu conteúdo precisa ser realmente interessante.

Não fique preso às publicações tradicionais de texto e invista no marketing de conteúdo de verdade. Experimente com vídeos, gifs, montagens, ilustrações, gráficos, áudios, textos intercalando com imagens e tudo mais que sua criatividade permitir.

Analise outros Tumbrls que fazem sucesso, chame o público a participar, levante discussões, faça parte de correntes de reblog, crie eventos e, o mais importante, não deixe de produzir.

4. Categorização e Tags

Na parte inferior de suas postagens é sempre possível escolher as tags principais para aquele assunto. As palavras aqui escolhidas servirão tanto para demarcar o conteúdo dentro do próprio Tumblr (funcionando exatamente como as populares hashtags no Twitter, Instagram e Facebook) quanto para a indexação pelos mecanismos de busca.

Aproveite de recursos como o Google Keyword Planner, SemRush ou Keyword Tool para definir as palavras chave de seu conteúdo, levando em conta a relevância e volume de busca, exatamente como nos seus blogposts.

Aproveite que o Tumblr tem um recurso de auto completar e experimente suas sugestões palavra chave. Você pode aproveitar dessa oportunidade para descobrir novos nichos para o seu conteúdo.

As tags escolhidas para seus posts também podem ser utilizadas para a criação de índices internos que facilitam a navegação.

Quer um exemplo?

Se você marcar 3 posts com a tag “Marketing”, é só criar um link nesse formato:

[nomedoseublog].tumblr.com/tagged/marketing

Assim, toda vez que a pessoa selecionar o link indicado, terá acesso apenas a esses 3 conteúdos marcados com essa tag.

Faça bom uso desse recurso para manter seu blog bem organizado e de fácil acesso para qualquer usuário!

5. URL customizada

Hoje em dia é possível preparar uma URL customizada diretamente na dashboard do seu Tumblr. Para isso, clique na engrenagem no canto superior da tela de postagem e digite, no primeiro quadro, as informações para a URL customizada.

seo para tumblr

Aqui é altamente recomendável que você utilize alguma palavra chave relevante para o seu link, uma vez que isso também é levado em consideração no momento de ranquear o seu conteúdo nas buscas do Google.

Não só isso, com uma URL amigável é muito mais provável que seu visitante sinta-se seguro na hora de clicar no link 🙂

6. Design e organização do blog

Quando falamos de design é fundamental ter em mente a experiência do usuário e, em se tratando do Tumblr, precisamos pensar tanto na estrutura do blog como um todo quanto na estrutura de cada post em particular.

Isso porque os usuários da rede recebem todas as postagens diretamente na sua timeline, sem precisar acessar um Tumblr específico para ter acesso ao seu post. Assim, a única referência de design que ele terá será a maneira como você organizou o seu próprio conteúdo.

Para isso, considere, antes de tudo, dominar o uso das Heading Tags. Isso inclui a H1 (para títulos), H2(para subtítulos) e H3(para títulos internos aos subtítulos). Essa ação não é só importante para a organização visual do seu conteúdo, mas também conta muitos pontos na hora de ser varrido pelos bots do Google.

Além disso, intercale o uso do negrito e itálico no texto, sempre tentando favorecer os critérios de escaneabilidade de um texto, além da possibilidade de uso de cores, tamanhos de fonte etc.

Na edição do conteúdo você pode sempre acessar a opção de HTML e editar diretamente no código do texto, criando as variações com as tags específicas dessa linguagem.

Já para o design do seu blog, evite temas que abusem das iFrames ou que não suportem versões mobile. É preciso estar atento a esse ponto, já que sabemos que a tendência é que os usuários tenham cada vez mais acesso à rede por meio de seus tablets e smartphones.

É também importante considerar a quantidade de imagens, vídeos, gifs e recursos que demandem download na página inicial. Lembre-se de que você deve mirar em um tempo de abertura baixo para as páginas do blog, e isso pode acabar expulsando os visitantes mais ansiosos.

7. Área de comentários

Por meio da edição do tema, é também possível definir um serviço específico para a área de comentários do seu blog.

Para muitos, a escolha natural é o serviço do Facebook, que permite a integração com a própria rede social, login automático e, o melhor de tudo, a postagem do comentário na página da pessoa; o que é maravilhoso para seu alcance e divulgação.

O que acontece, porém, é que esse serviço não tem os conteúdos indexados pelos bots do Google, o que não ajuda o seu SEO.

A outra alternativa que surge é o serviço do Disqus, muito usado pelos usuários do Tumblr e, adivinhe só, indexável pelo Google!

A solução oferecida por essa empresa, além de gratuita, é favorável para a construção de comunidades no seu website, permitindo o login por meio de redes sociais como o Twitter e Facebook e, para quem pretende investir, abre espaço para a promoção de anúncios.

O único porém é que é necessária a criação de uma conta no serviço, e isso acaba afastando alguns usuários.

Vale a pena estudar essas duas opções e, em alguns casos, até mesmo incluir as duas no seu blog. Assim os usuários podem escolher e você experimenta o que é mais popular com seu público.

E então, preparado para conquistar o Tumblr com nossas dicas de SEO?

Então não deixe de conferir também nossa lista com as redes sociais mais populares no Brasil e integrá-las à sua estratégia de marketing digital!

 
Autor(a)

Escrito por: Laura Ribeiro Formada em Comunicação Social com complemento em História, e especializada em criação narrativa para redes sociais. Isso quer dizer que costuro, jogo e cozinho enquanto posto no Twitter.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!