star wars, a força e o marketing de conteúdo

Star Wars, a Força e o Marketing de Conteúdo

Há muito tempo, na Galáxia em que vivemos…

star wars

A vida era completamente diferente, a troca de informações era muito mais lenta e o marketing se limitava ao boca a boca, panfletagem e, como diria o Jabba The Hut da nossa galáxia, aos reclames do plim plim.

Mas tudo mudou, hoje a maior parte dos esforços para conquistar o público estão online, as notícias correm mais rápido que a Millenium Falcon e vivemos em um mundo sem fronteiras.

A principal mudança para nós, do marketing, está no primeiro elemento, no Marketing Digital.

Para aprendermos a lidar melhor com o nosso universo, usaremos elementos de uma galáxia muito, muito distante, que facilitarão o entendimento de todos, além de abrir nossos olhos para oportunidades e fatores que não podemos deixar passar.

Como vimos, a nossa vida era completamente diferente, mas tudo mudou.

E houve um fator principal na evolução que as nossas vidas sofreram nas últimas décadas e tudo o que foi citado só foi possível com a descoberta: da Força!

star wars

A Força

star wars gif

Para atingir sucesso na nossa galáxia é fundamental ter a Força como a sua aliada e uma poderosa aliada ela é.

A Força está em todos os lugares, não conseguimos vê-la e nem a tocar, mas podemos utilizá-la a nosso favor.

É ela que dá aos Jedi do marketing o seu poder, ela nos rodeia, nos une e está entre todos nós.

Alguns não têm acesso a ela e muito outros não sabem manusear a Força da maneira correta.

Em nossa galáxia chamamos a Força de internet e hoje não conseguimos viver sem ela.

A internet verdadeiramente uniu todos os seres vivos, quebrando barreiras de tempo e espaço e possibilitando a comunicação instantânea e acesso a informação de qualquer lugar do nosso planeta natal.

Sabedoria e esperança: como usar a Força

Usar a internet a nosso favor é um fator que poucos conseguem.

Luke Skywalker tem uma certa dificuldade para aprender a usar a Força e aprende bastante com Mestre Yoda.

Quando o nosso pequeno amigo verde retira a nave da água em Dagobah, Luke exclama “eu não acredito” e Yoda responde “é por isso que você falha”.

Para fazer um bom uso da internet você precisa acreditar no poder que ela tem para a sua marca.

Provavelmente “eu não acredito” foi a sua expressão ao ver que nosso blog aumentou seu tráfego em 1.772% em apenas 12 meses. É por isso que você falha!

Esse número está ao seu alcance, basta ter esperança de alcançá-lo e aumentar cada vez mais o seu conhecimento sobre Marketing Digital e sobre as necessidades do seu mercado.

Seja um bom Padawan

star wars

Para Luke encontrar os meios de usar bem a Força e se tornar um Jedi, o jovem precisou de mentores.

As figuras de Ben Kenobi e Mestre Yoda foram fundamentais para ele alcançar o seu sucesso e isso é fundamental para se dar bem no Marketing Digital.

Para atingirmos esse resultado incrível no blog da Rock, os Jedi do Marketing da empresa sofreram influências de mentores como o Hubspot e o MOZ.

Por isso a Rock alcançou resultados tão impressionantes.

Portanto, encontre os seus mentores.

Quer aprender como ter sucesso no Marketing Digital? Aprenda conosco. Quer saber mais sobre o seu mercado de atuação? Aprenda com quem está fazendo isso muito bem.

Um bom mentor só tem o desejo de treinar quem vai se tornar tão bom – ou até melhor – do que ele.

Inbound vs Outbound: Aliança vs Império

As estratégias de marketing das forças que se opõe em Star Wars ficam bem claras na trilogia original.

Enquanto a Aliança Rebelde se utiliza de táticas de Inboud Marketing, atraindo os futuros clientes, o Império utiliza de um Marketing mais agressivo e invasivo, o que não quer dizer que uma estratégia seja errada e a outra correta, mas vemos que a Força favorece o Inbound.

A tática do Império para atrair Luke Skywalker é sempre invasiva e agressiva.

Primeiro eles interrompem a rotina de Luke matando os seus tios, depois tentam atraí-lo demonstrando o poder do seu produto (cortando a mão dele e explodindo planetas) e mesmo ele tentando evitar aquela publicidade, tentando se desviar, ele é sugado por um raio de atração.

Uma espécie de comercial de TV que você não consegue mudar de canal.

Depois disso eles nunca mostram se importar com os problemas da Persona Skywalker, mas apenas em exaltar seu produto. Utilizando chamadas como “Se você conhecer o poder do Lado Negro…”, “Eu sou seu pai”, “Vamos dominar o Universo”, entre outras coisas.

A Aliança Rebelde por sua vez utiliza o Inbound. Nada invasivo. Foi Luke quem encontrou a marca Aliança ao ver um conteúdo reproduzido pelo androide que ele comprou, e ele se interessou e continuou querendo conhecer mais e mais sobre o que esse Lado mais claro da Força tinha para oferecer.

Luke então vive uma jornada rumo à compra do produto final.

A jornada de Luke Skywalker

jornada de luke

Já que estamos falando de Inbound Marketing em uma galáxia muito, muito distante, precisamos explicar como o personagem principal faz toda a jornada do cliente (ou jornada do herói).

Esse é um dos principais elementos de Star Wars, afinal é a jornada do seu protagonista, e é também onde todo o Inbound Marketing se baseia.

Descoberta e aprendizado

A primeira fase da jornada do cliente acontece quando Luke Skywalker tem contato com um conteúdo de atração. R2 apresenta para ele e o CTA deixa o jovem intrigado: afinal, quem é Obi Wan Kenobi?

Luke decide que vai aprender mais sobre esse tal de Kenobi, cujo nome não lhe é estranho.

Luke faz uma busca nas areias desérticas de Tatooine (uma clara metáfora ao Cadê, aquele que usávamos antes do Google dominar o mundo) e encontra Ben Kenobi.

Ali Luke conhece um pouco sobre aquele sujeito, onde ele aprende que as palavras-chave Ben Kenobi e Obi Wan Kenobi são apenas variações de uma mesma palavra.

Reconhecimento do problema

Sedento por mais conteúdo de qualidade o jovem Skywalker quer saber mais sobre o império, as Guerras Clônicas, sobre os Jedis e sobre seu pai Anakin.

Ali Obi Wan percebe que Luke era uma lead engajada e com grande potencial.

A partir disso ele segue com um fluxo de nutrição para o primogênito de Darth Vader até que ele se dá conta de que o Universo está em perigo e ele precisa ajudar.

Consideração

Luke quer ajudar, mas existe um pequeno problema, ele é apenas um jovem sonhador, um piloto inexperiente, um observador de pôr dos sóis.

Como ele poderá auxiliar a Aliança Rebelde na luta contra o Império? Ele então decide conhecer mais sobre a solução, sobre o produto final que Obi Wan poderia vender.

Ele decide aprender a usar a Força e a usar um sabre de luz, assim ele poderia ajudar a combater o Império.

O conhecimento de Luke o ajuda a derrubar a Estrela da Morte, mas isso não era suficiente.

Ele quer mais. E vai procurar conteúdos ainda mais avançados. Assim ele chega até Mestre Yoda e começa a ter certeza de que ele precisa do produto final.

Decisão

Na fase final da jornada do jovem Skywalker, ele decide comprar, ele decide se tornar um Jedi. Porém o preço é alto, Luke precisa enfrentar o próprio pai e vencê-lo para, aí sim, se tornar um Jedi e derrubar o terrível Império.

Funil de Vendas

Como vimos, Luke passa por toda a jornada do cliente até se tornar um Jedi, como o seu pai antes dele. Em cada fase dessa jornada ele precisou de diferentes tipos de conteúdo.

Topo de funil

Temas superficiais para atrair o jovem Skywalker a conteúdos mais avançados, como por exemplo: “Obi Wan ou Ben? Saiba as X diferenças”, “Como fazer o penteado da princesa Léia”, “O que é o Império?”, entre outros.

Meio de Funil

No meio de funil vemos duas fases de conteúdos para Skywalker, primeiro como nutrição para ele saber mais sobre o que era a Força, o que era o Império e os Cavaleiros Jedi: “Veja X mitos e verdades sobre os Cavaleiros de Jedi”, “Afinal, o que é a Força?”, “X motivos para se livrar do Império”.

E depois quando ele já estava considerando se tornar um Jedi: “Jedi ou Sith: qual o meu perfil” “Ter um sabre de luz e não decepar meu braço: É possível?”, “Como usar a Força a seu favor”.

Fundo de Funil

Esse tipo de conteúdo é usado quando Luke já está pronto para comprar e se tornar um Jedi: “Como se tornar um Jedi em X passos”, “O uso da Força avançado, aprenda: Ebook completo, de Mestre Yoda”.

O Sabre de Luz

sabre de luz

A arma característica dos grandes Jedi do Marketing na atualidade chama-se Marketing de Conteúdo.

Hoje em dia é praticamente inviável uma marca alcançar seguidores para suas ideologias e produtos na nossa galáxia sem uma produção de materiais ricos e úteis para o seu público.

O Marketing de Conteúdo é uma arma elegante para dias mais civilizados, dias em que as armas não são utilizadas para atacar os concorrentes, mas para guardar a paz.

E é para isso que ele serve, quem manuseia um sabre de luz não o faz para si, mas para assegurar a paz e a tranquilidade das suas personas.

Todo conteúdo produzido precisa apresentar algo novo para o público, algo precioso para ele e que seja a solução para os seus problemas.

Não importa a beleza do seu site ou o estilo do seu logo, afinal você não respeita um Jedi pelas suas roupas Tatooine Fashion Week, mas pelo seu conhecimento da Força e o seu Sabre de Luz, ou seja, o seu conteúdo.

Luke custa a descobrir que Yoda era um grande Mestre por julgá-lo pela sua aparência e tamanho, e não pelo seu conteúdo.

Sabre e a autoridade

Quando Anakin Skywalker vê o sabre na cintura de Qui Gon Jin ele passa a tratar o homem de maneira diferente, com temor e respeito.

Ele sabe que aquele homem sabe o que está fazendo, que ele tem conhecimento e poder para ajudá-lo.

Um sabre bem usado precisa causar esse efeito nas pessoas, o conteúdo produzido em nossa galáxia precisa nos dar essa mesma autoridade que Qui Gon demonstrou ao jovem Vader.

O público precisa saber que o seu conteúdo é a solução para ele, e quando ele precisar, sabe exatamente quem ele vai procurar.

Você é o guardião da paz das suas personas e é necessário que elas te vejam assim.

Cores dos sabres

No episódio “O Ataque dos Clones” temos uma bela cena na arena de combate no planeta Geonosis onde vários Jedi se unem em um confronto contra um exército de dróides.

Um festival de luzes e cores.

As cores não são gratuitas, cada sabre tem um significado e representa uma característica condizente ao seu criador.

Assim como os sabres, o Marketing de Conteúdo também possui diferentes “cores” e você pode produzir da maneira que for mais pertinente para a sua marca.

Azul

sabre azul

São as cores de sabre mais comuns, que representam os Jedi Guardiões, mais voltados para o combate físico.

Essa cor representa claramente os blog posts, proliferando no meio da internet, eles estão no confronto diário contra as dores dos seus clientes.

Talvez sejam hoje a forma de conteúdo mais utilizada pelos Jedi do Marketing.

Verde

sabre verde

Os sabres verdes representam os Jedi Consular, eles se concentram menos no combate físico e mais no conhecimento da Força.

Conhecemos em nossa galáxia como conteúdos ricos. São os ebooks, webnários e whitepapers. Geralmente são conteúdos que concentram uma gama maior de conhecimento e são mais completos.

Roxo

sabre roxo

O sabre de luz de Mace Windu foi o mais marcante naquele confronto.

Ele também é utilizado por Jedi Guardiões, mas são mais excêntricos.

É a mesma coisa quando falamos do marketing, eles também têm a mesma função do azul, mas geralmente são conteúdos mais ousados e excêntricos, como por exemplo falar de Marketing Digital usando Star Wars.

Vermelho

sabre vermelho

Veremos mais a frente sobre as práticas do Lado Negro da Força que infringem as leis do Google.

Os sabres vermelhos são feitos com cristais sintéticos porque os Sith não tinham acesso às cavernas onde os Jedi arrumavam os seus.

Ou seja, esse tipo de conteúdo também é sintético, muitas vezes são cópia de um original e tentam sempre usar táticas para enganar o Google e fazer sucesso sem ter uma devida qualidade.

Dagobah System

dagobah

Após ser treinado por Obi Wan Kenobi, Luke ainda não tem conhecimento suficiente da Força para derrubar o Império e enfrentar o seu papai.

Para isso, ele não se contenta e vai buscar informações em lugares distantes e ainda não explorados por ele, Dagobah.

Isso é fundamental para os Jedi do Marketing que produzem conteúdo, buscar de fontes distantes.

Não se limitar apenas aos ensinamentos do Ben, por melhor que eles sejam, as vezes existe um Yoda escondido em algum html que você ainda não explorou.

A Rock, por exemplo, costuma buscar referências internacionais e novas para trazer um conteúdo inédito e pertinente para nossos leitores.

Não se limite a um idioma ou a uma referência só, busque sempre alguém novo em quem se espelhar. Muitas vezes o assunto pode ser diferente, mas o estilo e forma que a referência produz pode influenciar positivamente a sua produção.

Atualização de Conteúdo

star wars

Outra coisa interessante que aprendemos com o universo criado pelo gênio George Lucas é não se conformar com o que já foi produzido.

Desde que foram lançados, a trilogia original sofreu três remasterizações, onde foram adicionados novos elementos, melhorando alguns efeitos, entre outras coisas.

As mudanças foram boas? Não, não foram.

Atrapalham a experiência fantástica dos filmes? Sim, em alguns momentos. Por isso vamos ignorar essa lição? Não, não vamos.

Um tolo repete os erros dos outros, um sábio aprende com os próprios erros, já um Jedi aprende com os erros dos outros.

Por isso, vamos aprender com o erro de Lucas.

Algumas das atualizações ficaram boas e ele nos mostra como é fundamental atualizar e melhorar o que já foi produzido.

A Rock tem feito isso. Aprendemos algo novo sobre Inbound? Vamos atualizar o nosso post sobre Inbound Marketing, melhorando o conteúdo, otimizando os resultados orgânicos e, acima de tudo, garantindo a paz de nossos Padawans sobre o tema.

Portanto, aqueles seus posts mais antigos podem sempre ser melhorados, quanto mais rico e atualizado um conteúdo, melhor!

O Lado Negro da Força

lado negro da força

Como bem sabemos a Força nos traz possibilidades estelares mas, como tudo na vida, ela tem o seu lado ruim.

Muitos indivíduos não querem se tornar um Jedi do Marketing, ou usar a internet de forma sadia, daí surgiu o Lado Negro da Força.

Ele tem muitas vertentes, vírus, hackers, vazamentos de informação, entre outros.

Mas esses não são nosso foco hoje, aqui vamos falar sobre os Sith do Marketing, que usam o Lado Negro da Força para burlar o Google e alcançar resultados de forma ilícita e injusta. São as famosas práticas Black Hat.

Existe um grande mal que leva as pessoas para a trilhar o caminho para o Lado Negro, a sede por poder e as expectativas erradas e imediatistas (características do pai de um famoso Jedi, não é verdade?).

As expectativas falsas levam à frustração, frustração leva à raiva, raiva leva ao ódio, ódio leva ao sofrimento.

Dessa forma os futuros Sith tentam pegar o caminho mais rápido e fácil na Força, em vez de fazer um conteúdo de qualidade para ranquear bem, eles usam essas táticas desleais. Por exemplo:

Keyword Stuffing: É uma prática de encher o texto de palavras-chave para melhorar o desempenho em buscadores e ganhar relevância.

Cópia de Conteúdo: Copiar conteúdos alheios sem dar créditos ao original. O Google elimina os plágios literais, mas ele pode ser feito de outras formas. “Ele está traçando o caminho para o Lado Negro” pode facilmente ser plagiado para “O sujeito avança rumo ao lado oposto ao lado bom da Força”, eu plagiei um conteúdo, mas escrevi de forma diferente. Essa prática é muito comum, um roubo de conteúdo que dificilmente é detectado pelos robôs do Google.

Link Farms: A prática consiste na criação de vários sites com links mútuos, que servem para gerar mais visibilidade a uma principal.

Muitas dessas práticas são combatidas pelo Google e hoje o Lado Negro vive um período pós Retorno de Jedi.

Mas esses Sith não desistem tão fácil e sempre buscam novas técnicas para ganhar autoridade e visibilidade pelo caminho rápido e fácil que apenas o Lado Negro da Força oferece.

Lições que os personagens de uma galáxia muito, muito distante têm para nós

Han Solo: Atire primeiro

han solo

Onde está Luke Skywalker? Por que Obi Wan não se lembra de R2? Por que Obi Wan não lembra que Luke tinha uma irmã? Algumas perguntas ficam sem respostas, mas uma coisa é certa: HAN SHOT FIRST!

Aliás, ele é o único que atira na cena (original).

E isso é um aprendizado e tanto para nós. Atire primeiro, sempre.

Não espere outra marca produzir um conteúdo para você se basear, não se limite apenas a reproduzir o que já foi feito pelos gringos, mas crie algo antes que outros lancem.

Será que algum outro blog de marketing digital irá relacionar o tema com Star Wars? Eu não sei, mas não vou esperar para ver. Assim como Han, eu atiro primeiro!

Para atirar primeiro você precisa ser confiante e acreditar naquilo que você faz.

Han nos ensina isso e o resultado é: Luke é a estrela, mas é Han quem brilha mais.

Humildade é uma virtude, mas demonstrar um pouco de confiança no seu potencial é essencial. Se hoje você falar “o blog da Rock é o melhor de marketing digital do Brasil, eu te amo Rock Content”, a gente responderia: “eu sei”!

Princesa Leia

princesa leia

Qual grande lição a princesa Leia pode nos dar? Penteados excêntricos? Incesto? Como conquistar dois homens em um dia? Não, nada disso.

Princesa Leia era uma personagem feminina forte em uma época onde isso não era muito comum.

E ela não recebia essa moral toda por pedir respeito ou pelo seu status de “princesa”, Leia merecia ser respeitada e era líder de toda a Aliança Rebelde (composta apenas por homens. Pois é. Se não me engano temos apenas duas mulheres na trilogia original, ela e a tia do Luke que tem uns 30 segundos de tela).

É justamente isso que Leia nos ensina. Não se contentar com o seu status.

Ser princesa não impedia Leia de lutar pela liberdade contra o império e de querer se tornar uma líder cada vez melhor.

Além disso vemos que o status dela não impede que ela seja torturada por Vader ou tome um tiro de um Stormtrooper (o único tiro que eles acertam em toda a trilogia).

A fama e o nome da sua marca não eram garantia do seu sucesso eterno. Lembra da Kodak? Estrela? Varig? Pois é, tinham nome e sumiram do mapa.

Não siga esses exemplos, continue criando conteúdo e merecendo o lugar que você tem hoje ou terá amanhã.

Chewbacca: uuuuur ahhhhrmmm uhhhrrr aaarhg

chewbacca

Wargrrrrwahhrwaaaghrr. Argh? Waaargh!

Anakin Skywalker: Tenha paciência

anakin skywalker

Investir em Inbound, Marketing de Conteúdo, Redes Sociais, enfim, em Marketing Digital, exige tempo e esforço.

Portanto não seja uma criança mimada e reclamona como Anakin Skywalker e fique querendo os melhores resultados de imediato e ter o melhor conteúdo do mundo.

Isso exige esforço, dedicação e muita paciência. As coisas não acontecem do dia para noite e cada resultado precisa ser valorizado. Não pense que você vai alcançar resultados incríveis em pouco tempo de investimento, mas a longo prazo, cada esforço valerá a pena.

A pressa e a sede por poder levam para o Lado Negro da Força.

Ben Kenobi: Mentor e a Persona

obi wan kenobi

Já falamos da importância de termos mentores e Ben mostra a importância de conhecer a sua Persona.

Ele sabia quem era Luke Skywalker, conhecia o seu pai e sabia do seu potencial. Por isso, ele soube se comunicar com o jovem e conquistá-lo aos poucos, evitando que Luke fosse para o Lado Negro da Força e se tornasse um Jedi.

Efeito Jar Jar Binks

jar jar binks

Um dos grandes problemas de a Força poder ser acessada por qualquer pessoa, é que ela pode ser acessada por QUALQUER pessoa.

Se na galáxia onde ocorreram as histórias de Star Wars a Força era algo praticamente oculta, acessada basicamente por Jedis, Siths e alguns outros povos não explorados nos filmes; na nossa galáxia a situação é bem diferente.

A Força pode ser acessada por todo mundo e muitas pessoas não fazem parte nem do lado bom, nem do lado Negro da Força. Algumas pessoas só querem ver o circo pegar fogo.

Com isso surgem diversos Jar Jar Binks na internet, aqueles inconvenientes que não conseguem agregar nenhum valor aonde passam além de incomodar as demais pessoas.

Alguns desses são popularmente chamados de “trolls da internet”, mas para nós são os Jar Jar Binks da Força.

As marcas e empresas, porém, precisam aprender a lidar com algumas pessoas inconvenientes.

Muitos vão tentar difamar a sua marca, outros vão querer apenas aparecer, mas é bem possível usá-los para o seu bem. Qui-Gon Jinn soube usar muito bem Jar Jar em “A Ameaça Fantasma” e ele acabou sendo útil.

Você precisa ser sábio como Qui-Gon. Uma resposta inteligente, um jeito criativo de tratar os trolls e os críticos da sua marca pode gerar uma ótima repercussão para a sua empresa, especialmente em Redes Sociais, onde os post são bastante visualizados.

Um exemplo de uma marca que fez isso muito bem foi o Bradesco:

bradesco

Eles tiveram uma ótima repercussão e o caso ficou famosíssimo.

O próprio Jar Jar que fez a pergunta se surpreendeu e admirou o banco. Essa imagem amistosa e irreverente que eles passaram ajudaram a conquistar muitos outros seguidores.

C3PO: A importância das métricas

c3po

“Mestre, as chances de sobrevivência de voar com sucesso em meio a um campo de asteroides é de aproximadamente 1 em 3.720”.

Pode parecer apenas uma fala de alívio cômico do personagem, mas na verdade é uma lição de vida.

C3PO sabe da importância da mensuração de resultados. Quando você faz isso, você o que dá certo e o que dá errado, o que você precisa evitar e o que você está fazendo direito.

A partir das métricas você saberá “as chances dessa newsletter receber cliques de uma lead qualificada é de 1 em 100”. A partir dessas estatísticas você fará campanhas muito mais assertivas.

3PO é familiarizado com mais de 6 milhões de línguas diferentes. Isso é muito importante para qualquer Jedi ou Padawan do Marketing, saber falar a língua da sua Persona.

Você precisa entender sua persona e adaptar a sua linguagem para ela, o seu conteúdo não pode ser produzido para você e sim para o público que você almeja.

R2-D2: Ping pong, pirililiu

r2d2

Nosso querido canivete suíço R2 é o verdadeiro herói da saga.

Já pensou em quantas vezes o robozinho inteligível salvou a pele dos protagonistas? Não apenas na trilogia original, mas nos prequels também. São incontáveis vezes.

E o pequeno robô nos ensina a explorar todas as ferramentas ao nosso alcance. A Força hoje torna diversas delas acessíveis e podemos usá-las para tornar as nossas campanhas mais eficientes.

Entre essas ferramentas de Marketing Digital estão: Adbeat, KeywordCompetidor, SEMRush, entre diversas outras. Assim como R2, não se limite a usar apenas uma, busque conhece-las e veja o que elas têm a oferecer para você.

Darth Vader: Alerta de Spoiler

darth vader

Por que ao apresentar Star Wars para alguém que nunca viu a série (sim, isso ainda existe) eu nunca devo usar a ordem cronológica?

É simples, algumas pessoas ainda não sabem que (spoiler alert) Darth Vader é pai de Luke Skywalker, (say whaaaat?) portanto, não estrague a surpresa da maior reviravolta da história do cinema para eles.

O que isso tem a ver com Marketing Digital? Tudo!

Surpreenda seu cliente. Não entregue tudo de uma vez. Gere curiosidade para o leitor te conhecer cada vez mais. Se vai fazer um post falando sobre como matar o Imperador, não dê a resposta no primeiro parágrafo, afinal, por que eu leria o texto até o final, se eu já tenho a resposta que eu precisava?

Kylo Ren

kylo

Talvez você esteja surpreso em vê-lo aqui.

Mas o personagem é tão legal que eu mal conheço e já considero muito. Kylo mostra que o conteúdo é importantíssimo, mas não podemos nos esquecer do nosso visual.

E que vilão! Que sabre! Que voz! Que homem! O visual dele está tão incrível que eu não quis deixa-lo de fora do texto.

Ninguém vai ler o seu conteúdo se ele for um blocão de texto mal feito e sem intertítulos.

Por melhor que seja o material, ele não é atraente. O conteúdo é o que fideliza, o que conquista e o que encanta. Mas a primeira impressão é que fica.

Não espante o seu cliente antes mesmo dele saber o que você tem a oferecer.

Tenha um visual tão incrível que as pessoas vão ficar loucas para saber quem você é. (Por favor Kylo, não nos decepcione).

Almirante Ackbar e os OKRs: It’s a trap!

star wars

Antes de iniciarem a campanha final para destruir a Estrela da Morte o Almirante traça um plano com a Aliança Rebelde.

Para isso eles têm alguns Objetive Key Results (OKRs).

A meta inicial é entrar na lua florestal de Endor, depois disso desligar o escudo protetor e, aí sim, destruir a Estrela da Morte.

Esses objetivos-chave foram essenciais para a campanha. É fundamental traçar metas e objetivos para a equipe conquistar aos poucos.

Não cometa o erro de deixar a meta aberta e quando alcançar a meta dobrá-la, é uma armadilha!

O Despertar da Força

star wars, a força e o marketing de conteúdo

Houve um despertar, você sentiu? A Força está chamando você, deixe ela entrar.

Não existe desculpas, ela está ao seu alcance e você viu como usá-la ao seu favor pode ser difícil, mas definitivamente trará o melhor dos resultados.

Quem é você? “Ninguém”, você pode dizer, mas ninguém nasce sendo alguém, a Força pode despertar, mas você precisa abraçá-la.

Nada vai cair no seu colo, portanto aprenda a usar a Força, crie o seu próprio Sabre de Luz, aprenda com o Marketing da Aliança Rebelde, instrua seus cliente na jornada do Skywalker, fuja do caminho do lado negro, aprenda com nosso amigos de uma galáxia distante e colha os resultados!

Um mentor você já encontrou! Assine a nossa newsletter e continue desenvolvendo os seus poderes para se tornar um Jedi do Marketing. Uma coisa é certa, a Força estará com você… Sempre!

 
Autor(a)

Escrito por: André Mousinho Cristão, formado em Publicidade, viciado em quase tudo de cultura Nerd e bacon. Embarcando na jornada pela exploração do Universo do Marketing Digital e em busca de se tornar um Mestre Jedi na arte da escrita.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!