Super Blowg: 51 lições de Marketing Digital (e para a vida) com o Super Bowl LIFoi bonito, foi épico, foi histórico… faltam adjetivos para descrever o tamanho do Super Bowl LI (a final do Futebol Americano).

">

Super Blowg: 51 lições de Marketing Digital (e para a vida) com o Super Bowl LI

Foi bonito, foi épico, foi histórico… faltam adjetivos para descrever o tamanho do Super Bowl LI (a final do Futebol Americano).

Você não precisa entender muito do esporte para perceber que uma virada do time que estava perdendo por 28 a 3, faltando apenas um quarto, foi fantástica.

Foi a maior virada da história do Super Bowl, o primeiro Super Bowl decidido em uma prorrogação e o Tom Brady se tornou o quarterback mais vitorioso da história. Ficou difícil chamar ele apenas de marido da Gisele agora.

Enfim, o elemento surpresa foi o que não faltou nessa final. Se você foi dormir sem tirar desse evento lições incríveis para a sua estratégia de Marketing Digital, você falhou!

Ainda bem que não foi esse o meu caso e agora eu compartilho para você as 51 lições de Marketing Digital (e para a vida) que eu aprendi com o Super Bowl LI.

Vamos lá!

I – Sempre pense na Persona

Você já deve estar cansado de ouvir essa lição aqui no blog, mas no domingo tivemos um maravilhoso exemplo disso.

O Super Bowl chama um público diferente e a persona que gosta da Lady Gaga não está adaptada ao futebol americano e acostumada com as peculiares narrações do esporte.

Por isso, quando nosso querido Everaldo Marques soltou um “Lady Gaga você é RI-DÍ-CU-LA” foi mal interpretado!

Faltou o cabeçudo lembrar que muita gente que estava ouvindo não estava ali, naquele momento, pelo jogo.

P.S: cabeçudo não é uma ofensa, mas é o apelido do Everaldo mesmo. Não quero cair no mesmo erro que ele!

II – Conquiste sua autoridade

Há 10 anos, Tom Brady era o marido da Gisele que jogava futebol americano.

Hoje a Gisele é a esposa do Tom Brady.

Antes de você se assustar e falar “Mas como assim? Ela é uma das mulheres mais famosas do mundo!”, comprovamos nossa afirmação com o Google Trends:

super-bowl-1

A linha vermelha é o interesse ao longo do tempo no Tom Brady. A azul, Gisele.

Ontem o quarterback se tornou, possivelmente, o maior nome da história da NFL.

Essa autoridade foi conquistada pelo conteúdo que ele apresentou em campo. E é hora de você fazer como esse jogador que chegou na NFL sem muito status.

Autoridade não se cria, se conquista!

III – Não durma em serviço

Muita gente acordou hoje e foi olhar de quanto os Patriots tinham perdido e se arrependeram amargamente de ter ido dormir apenas porque o jogo estava 28 a 3.

Fica aí a lição pra vida. Não durma em serviço, você pode perder uma oportunidade histórica.

IV – Quanto mais difícil, maior a vitória

Se os Patriots tivessem ganhado de 51 a 0 o jogo não teria sido tão marcante.

Quanto maior o obstáculo que você superou, mais incrível será a sua conquista.

Então não abaixe a cabeça para os desafios que parecem impossíveis. Trazendo para o nosso mundo de Marketing Digital, os Patriots conseguiram rankear em primeiro para a palavra-chave “esporte” (é só um exemplo).

V – de Vingança

Não quero dar nenhuma lição sobre vingança não. A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena.

A lição aqui é sobre quebrar expectativas. Igual os Falcons fizeram no segundo tempo, mas no bom sentido.

Ou seja, surpreenda o seu público.

VI – Não desista da sua meta nunca

A lição é parecida, mas é diferente.

O futebol americano sempre nos proporciona esses momentos inacreditáveis.

Nunca desista! Se você começou um projeto vá até o final. Já diria o nosso ilustre Mestre Yoda “faça ou não faça. Não existe tentar.”

Se você acredita em alguma coisa, não abra mão dela pelas circunstâncias.

Mesmo que faltem 3 dias para bater metade da meta do mês, corra atrás.

VII – Todo mundo erra (até o Brady)

Colocar isso na cabeça é fundamental. Geralmente quando erramos nos deixamos abater pela situação.

Brady mostrou que não pode ser assim. Depois do erro que quase condenou sua equipe no Super Bowl ele deu a volta por cima e levou seu time ao título.

Se até o Brady erra, você pode se dar ao luxo de errar também.

VIII – Acompanhe suas métricas sempre

É impressionante o tanto que os americanos se importam com os números.

Toda a hora aparece uma estatística diferente:

  • Maior número de passes em uma edição do Super Bowl;
  • Maior virada da história;
  • Primeiro jogador a pisar duas vezes fora do campo segurando a bola com a mão esquerda da história;
  • Maior número de torcedores de camisa para dentro da calça no Super Bowl;
  • 13% de aproveitamento em passes dentro da Red Zone na formação shotgun com 2 recebedores.

Tudo vira estatística.

Mas quem trabalha com Marketing Digital tem que ser igualmente fascinado com os números (isso mesmo, não adiantou nada fazer humanas). Acompanhe sempre suas métricas.

Só assim você vai entender o que precisa ser melhorado e conhecer o seu desempenho.

IX – Respeite a concorrência

Uma necessidade para qualquer empresa, blog ou pessoa.

Sempre respeite os seus adversários. Não quero dizer que os Falcons não tenham respeitado os Patriots.

Acho que esse gif super fofo resume melhor o que eu quero dizer:

X – Saiba quem são os seus maiores fãs

It takes a team. And so much love. #NeverStopBelieving

A post shared by Tom Brady (@tombrady) on

Uma empresa de sucesso é aquela que os fãs adoram. Sua marca com certeza tem fãs e pessoas que a admiram bastante.

Os reconheça, ofereça algo a mais. Eles, afinal, são o principal motivo para o seu sucesso.

No caso de Brady, os seus maiores fãs são a sua família. A empolgação da Gisele no jogo deixou isso bem claro!

XI – Dê feedbacks

Se você assiste ao futebol americano sabe que os narradores estão constantemente dando feedbacks sobre as jogadas da partida.

Rômulo Mendonça não foi o narrador, mas em várias jogadas os seus feedbacks me vieram à mente. Então aprenda a fazer isso com a sua equipe:

“Que homem!”, “possuído pelo ritmo ragatanga”, “me engravida”, entre outros. Aprenda a reconhecer o talento e motivar sua equipe.

XII – Cobre sua equipe

Mas nem todo feedback tem que ser elogioso. Você pode e deve cobrar o seu time quando os erros acontecerem. Rômulo Mendonça é muito bom nisso também:

“Que lambisgóia!”, “é o caos!”, entre outros. Puxe sua equipe para cima!

XIII – Seque a concorrência

“É um sujeito bonito, um homem de família, mas vamos amaldiçoá-lo”.

Estou quase me convencendo que eu devo fazer um post só sobre o Rômulo Mendonça que nem narrou o jogo. Mas enfim, essa outra fala dele veio à minha mente enquanto secava um passe do Tom Brady.

Secar a concorrência é saudável. Claro, sem perder o respeito.

XIV – Não deixe sua equipe desanimar

Paulo Antunes deu um de seus gritinhos tradicionais quando os Patriots anotaram o seu segundo Touchdown no jogo. “TEMOS UM CHOCO!”

O que ele estava fazendo? Não estava deixando a audiência esmorecer e alertando aos desavisados “gente, não vai dormir”.

Everaldo também fez isso no final do primeiro tempo: “se tem um time que pode virar esse jogo, esse time é os Patriots”.

XV – Use a tecnologia a seu favor

Lady Gaga tem uma baita voz e é uma verdadeira show girl!

Ainda assim, o show não seria o mesmo se ela não tivesse utilizado aquela quantidade enorme de drones na abertura da sua performance. Lady Gaga usou a tecnologia a seu favor.

Faça o mesmo! Automatize os seus processos de Marketing, utilize ferramentas para a sua estratégia, plugins, aplicativos etc. A tecnologia está aí para te ajudar, aproveite!

XVI – Seja surpreendente

No último lance do jogo os Patriots fizeram uma formação conservadora. Parecia que Brady ajoelharia para terminar a partida e começar a prorrogação, mas em um lance incrível o quarterback entregou a bola para o seu corredor, surpreendendo a defesa dos Falcons.

O lance não deu em nada e o jogador dos Patriots acabou se machucando sozinho no lance.

Espera! São duas lições!

Essa e…:

XVII – … nem sempre vai dar certo

Mas não custa tentar né!? Se funcionasse seria considerada a jogada mais genial de todos os tempos.

XVIII – Faça o melhor

O Super Bowl é um exemplo de produção para o mundo todo.

Mesmo com o seu status a cada ano eles procuram se superar. A produção do evento de ontem foi fantástica. Será que você se dedica assim para as suas estratégias digitais?

Deveria…

XIX – Não se esqueça do visual

“Não compraria um CD da Lady Gaga, mas definitivamente iria ao show”.

Paulo Antunes sintetizou muito bem a ideia. Isso porque o show dela foi incrível. Mesmo eu não gostando da música fiquei encantado com o visual.

Não deixe essa área de lado no seu blog e no seu site. Conteúdo é indispensável, mas é o visual que vai despertar o desejo de conhecê-lo.

XX – Reconheça o seu trabalho

Muitas vezes as pessoas querem ser humildes e não gostam de admitir que fizeram um belo trabalho.

Não faça isso. Isso não é humildade. Você saber que é bom em alguma coisa não é errado. Então fique à vontade para se impressionar com os seus próprios resultados

XXI – Tenha uma carta na manga

É sempre importante você ter um plano B. Ou seja, se algo der errado, você precisa de uma segunda opção.

Gostkowski (errei só uma letra antes de olhar no Google) errou uma jogada relativamente fácil, o extra point. E mesmo assim, os Patriots tinham uma carta na manga.

Duas conversões de dois pontos incríveis que levaram o jogo para a prorrogação.

XXII – Conte com a sorte

Tá certo que a virada foi incrível, mas os Patriots contaram com a sorte também.

A vitória no cara ou coroa para a prorrogação foi fator decisivo para a vitória da equipe da Nova Inglaterra.

XXIII – Aposte em estratégias improváveis

Quem diria que o futebol americano faria tamanho sucesso no Brasil, não é verdade?

super-bowl

E a cada ano o esporte cresce mais no país. Por mais improvável que fosse o sucesso do esporte por aqui, hoje ele já é um dos mais populares do país. Podemos esperar um crescimento ainda maior nos próximos anos.

Nem a ESPN devia imaginar há uma década que um dia a audiência do evento seria tão estapafúrdia como foi esse ano.

XXIV – Valorize as pequenas vitórias

Na última campanha do primeiro tempo os Patriots marcaram um field goal, diminuindo a desvantagem de 21 a 0 para 21 a 3.

Muitos podem ter pensado ironicamente “nossa hein!? Agora vai…”.

Mas os Pats comemoraram aquele chute certo. Depois do jogo, com certeza valorizaram ainda mais.

Valorize essas pequenas vitórias, como vimos no jogo. No final elas podem fazer toda a diferença.

XXV – Sempre invista nas redes sociais

Uma das grandes personagens do jogo foi Gisele Bundchen. E quando focalizada pela câmera celebrando a vitória, Gisele estava postando a celebração nas suas redes sociais.

Lembre-se de compartilhar os momentos que sua empresa vive. Se o seu público se importa com você, eles vão valorizar a sua atitude.

XXVI – Extravasa (Calma aí Gisele)

Outra lição de Gisele! Ela não teve vergonha de celebrar a vitória do maridão. Comemorou, gritou, pulou, fez dancinhas peculiares, etc. ela não se importou com o seu status e foi sincera, sem ligar para quem estava olhando.

 

Isso gerou ainda mais simpatia com a modelo. Então, não tenha medo de extravasar também.

XXVII – Não cante vitória antes da hora

Essa lição é mais para quem foi dormir e para torcedores do que para o time. Não acredito que os Falcons tenham pensado dessa forma, mas muitos cantaram a vitória antes da hora.

E essa lição é valiosa para qualquer área da nossa vida.

XXVIII – Invista em estratégias diferentes

O jogo dos Patriots foi quase unidimensional, mas se não fosse o jogo terrestre a vitória não teria vindo.

Na primeira conversão de dois pontos todo mundo esperava um passe de Brady, mas ele veio em uma corrida de James White.

XXIX – Fique de olho em todos os lados

A lição que a defesa dos Falcons aprendeu foi ficar de olho em todos os lados.

Não espere que sua concorrência ataque você com apenas uma forma: esteja atento a tudo ao seu redor.

XXX – Aprenda com suas referências

Outra lição importante que tive ontem: aprender com quem sabe o que faz.

Procure grandes referências para você aprender com eles. Assim como Julio Jones aprendeu com Michael Jackson.

super bowl

XXXI – Chega de desculpinhas

“Eu não consigo”, “não tá fácil pra ninguém”, “minha meta é imbatível”.

O ex-presidente dos Estados Unidos George Bush (o pai, não o filho) foi ao evento mesmo de cadeira de rodas. Talvez nessa circunstância fosse melhor ficar em casa.

Mas ele chegou até onde ele precisava chegar, sem desculpas!

XXXII – Não se assuste se o seu tráfego despencar

Quando Lady Gaga entrou em cena, despencou de uma considerável altura. Acidente? Suicídio? Falha técnica?

Nada disso, foi só o começo do show.

Pense assim: se o tráfego caiu pode ser o começo do seu show. Descubra o que causou  a queda, trate de resolver o problema e volte ao topo!

XXXIII – Viralize

super bowl

 

A produção da Lady Gaga está na boca de todo mundo. Ela criou um espetáculo para viralizar.

Sua estratégia pode precisar disso. Crie um conteúdo diferente, produza algo único que vá despertar no seu público o desejo de compartilhar o seu conteúdo.

XXXIV – Invista em influenciadores

Uma das grandes táticas para fazer sucesso online é usando os influenciadores a seu favor.

Patriots e Falcons fizeram isso muito bem:

XXXV – Confie no seu chefe

Bill Belichick é o outro mito por trás dos Patriots.

O seu papel na equipe é até maior que o de Tom Brady. Ele não está ali por acaso e a sua equipe confia totalmente nele. Mesmo que às vezes algumas chamadas de jogada pareçam malucas, o time confia.

E o resultado são 7 finais e 5 títulos da NFL.

XXXVI – Não tenha medo de arriscar

Tom Brady arriscou um passe ousadíssimo no jogo. No meio de três recebedores ele mandou uma bomba para Edelman, que fez a recepção mais inacreditável de todos os tempos.

Brady foi premiado pela sua ousadia.

XXXVII – Confie no seu time

Esse mesmo passe exigiu uma enorme confiança de Tom Brady em seu recebedor. Ele arriscou um passe complicadíssimo, confiando que Edelman receberia.

E mesmo com a bola desviada, o recebedor a agarrou.

XXXVIII – Agarre as oportunidades

Às vezes as oportunidades só chegam uma vez na vida.

Aprenda a agarrá-las. Mesmo que seja um grande desafio. Edelman sabia que aquela era a bola do jogo e se virou para não deixar aquela oportunidade passar.

XXXIX –  Use a concorrência ao seu favor

Sim, ainda sobre aquela recepção inacreditável.

Edelman só recebeu graças ao desvio no pé do defensor. Eis a lição: aprenda com sua concorrência. Faça benchmark, veja o que eles fazem de melhor e aplique isso nas suas estratégias.

Lembre-se: não vale copiar!

XL – Faça co-marketing

Fazer parcerias pode fazer você alcançar novos públicos e ampliar o seu sucesso.

O Super Bowl de ontem gerou admiração de muitos fãs de futebol americano pela Lady Gaga e da Lady Gaga pelos fãs de futebol americano.

Ambos alcançaram um novo público graças ao outro!

XLI – Aproveite datas sazonais

O Super Bowl é o momento aguardado pelos seus comerciais também. As marcas sempre preparam as melhores propagandas do ano para momento comercial mais assistido do mundo.

Muitos estúdios lançam comerciais dos filmes mais esperados do ano também.

Confira os melhores comerciais desse ano!

Confira os melhores trailers desse ano!

XLII – Use a nostalgia

O show de Lady Gaga foi sem dúvida um dos momentos mais marcantes do evento.

E para agradar todos os fãs Gaga explorou o seu rico repertório e trouxe canções das mais antigas para deixar os fãs mais antigos felizes.

A nostalgia mexe com nossos sentimentos e cria uma conexão muito forte com os leitores. Para saber mais sobre ele, veja o nosso post sobre Marketing da Nostalgia.

XLIII – Não esqueça do seu passado

Ao terminar o Super Bowl, a NFL passou um compilado com a melhor jogada de cada edição do evento. A jogada que definiu aquela partida.

Uma lição valiosa. Nunca esqueça do seu passado. Revisite os seus conteúdos antigos, atualize-os e os divulgue novamente.

Além disso contar um pouco da sua história para o seu público gera uma grande conexão.

XLIV – Eduque o seu mercado

O Super Bowl é assistido por um número de pessoas muito maior do que os jogos de futebol americano normais. Muitas pessoas ali estão assistindo a sua primeira partida.

No jogo de ontem, e durante as habituais transmissões, os narradores costumam explicar regras que, para quem já acompanha há algum tempo, são bastante simples.

Eles estão educando o mercado para garantir a audiência nas próximas competições. No caso de ontem, na próxima temporada.

XLV – Gere expectativas

Quando produzimos bons conteúdos deixamos a nosso público com o famoso “gostinho de quero mais”.

Foi isso que o Super Bowl fez. O jogo foi tão espetacular que os fãs já estão contando os dias para setembro (quando a NFL volta a ter jogos).

Busque criar essa sensação na sua audiência sempre.

XLVI – Tenha inteligência emocional

A inteligência emocional pode ser o segredo do sucesso para uma equipe. Imagina se os Patriots se desesperassem com o resultado desfavorável? Os jogadores até foram abatidos para o vestiário, mas tiveram inteligência emocional para se recompor.

Onde muitos se deseperariam, eles mantiveram o seu jogo e alcançaram o resultado. Enquanto muitos veriam uma situação adversa os Patriots viram só mais um recorde a ser batido.

XLVII – A importância do Timing

Em qualquer jogo de futebol americano você pode tirar essa lição.

Se o Edelman estica o braço um segundo mais tarde naquela recepção incrível, a bola teria tocado o chão. Se o Brady lançasse um pouquinho mais tarde, teria sido interceptado.

No marketing, o timing é fundamental! Se eu escrevesse esse conteúdo mês que vem, menos pessoas leriam, pois eu perderia o timing do Super Bowl.

XLVIII – Respeite o Google

super bowl

Quer fazer sucesso no Marketing Digital? Respeite o Google!

Ele tem suas regras. Portanto evite fazer black hat e entenda o que são consideradas práticas ruins pelo buscador.

Uma flanela amarela do Google e você pode acabar perdendo muitas jardas nas páginas de resultados.

XLIX – Planeje cada estratégia antes de executá-las

super bowl

Você deve ter reparado que antes de cada jogada os jogadores fazem uma mini conferência.

Eles se juntam e combinam a jogada que será executada, que foi ordenada pelos seus executivos (técnicos). Cada um sabe exatamente o seu papel e um erro de qualquer um desses jogadores pode levar a jogada por água abaixo.

L –  Humanize sua marca

Um fator importante para fazer as pessoas se identificarem com a marca é humanizá-la.

Por exemplo aqui na Rock nós temos um rosto que nos representa: Vitor Peçanha, muitas vezes chamado por nós de “a cara da Rock”.

Os Patriots tem o Brady. Ele é a cara do time hoje. Por dias e dias ele será o centro das atenções. E isso é bom. As pessoas se identificam com maior facilidade com pessoas e marcas humanizadas do que com alguém inatingível, que não é real.

LI – Você pode não gostar, mas tem que respeitar

Essa lição é pessoal. E muita gente vai concordar comigo.

Esse texto não foi escrito por um torcedor dos Patriots, muito pelo contrário. Não gosto do time como grande parte dos fãs de futebol americano que não torcem para eles.

Mesmo assim, aqui estou, escrevendo mais de 3.000 palavras sobre esse time.

Enfim, você pode não gostar, mas tem que respeitar! Os caras são bons!

Parabéns Patriots!

Dica bônus: Nunca desista (2)

Se você achava 51 dicas muito, ainda deixo uma bônus.

Durante a produção desse conteúdo nosso querido gerente de Marketing e atleta do Minas Locomotiva (time de Belo Horizonte) falou: “não faz 51 lições não. Você não vai conseguir”.

Confesso que por alguns momentos pensei em desistir, mas ao ler as próprias lições que escrevi sabia que não poderia abrir mão das 51.


Se você está se perguntando por que você ficou nesse conteúdo até agora e se sentiu enriquecido, mesmo as dicas não sendo tão valiosas assim, eu te explico.

Leia esse post: como fazer o seu conteúdo parecer genial e aprenda a fórmula secreta para fazer qualquer conteúdo parecer incrível para os leitores!